CARE11 – Brazilian Graveyard Death Care FII

CARE11

O fundo tem 27% do Terra Santa Cemitério Parque, em Sabará, Minas Gerais.

A denominação anterior era Terra Santa FII (TSFI11) e agora mudou (de novo) para Brazilian Graveyard & Death Care Services – FII (CARE11).

Tem a H11 Gestão de Recursos Ltda como gestora do Fundo e a Taxa de Gestão de 1,3% ao ano, incidente sobre o Patrimônio Liquido do Fundo, calculada e provisionada diariamente.

RI: ger2.fundos@oliveiratrust.com.br

Autor: Tetzner

Engenheiro, Investidor há mais de20 anos, autor de 2 livros e pioneiro em Fundos Imobiliários :)

95 comentários em “CARE11 – Brazilian Graveyard Death Care FII”

  1. Matéria de SP, mas creio que vale para todos os cemitérios…

    Cemitério de SP abre centenas de covas após aumentar enterros por covid-19
    Do UOL, em São Paulo – 02/04/2020 11h39

    Centenas de covas abertas à espera dos mortos pela covid-19. A imagem chocante que grita na capa do Washington Post, um dos principais jornais do mundo, mostra como o cemitério da Vila Formosa, o maior da América Latina, se prepara para o pico da pandemia de coronavírus no Brasil.

    Uma foto semelhante, e as outras que ilustram esta reportagem, foram registradas na última segunda-feira pela agência France Press. E elas escancaram um dos lados mais cruéis da crise atual: os enterros feitos a toque de caixa, sem tempo para despedidas.

    Segundo a AFP, desde o início da pandemia de coronavírus o número de enterros no cemitério da Vila Formosa aumentou 30%. Muitos destes casos não entraram nas estatísticas oficiais de mortos pela covid-19.

    O Brasil por enquanto só tem testado para covid-19 os casos hospitalizados, os de clí­nicas e os profissionais de saúde, o que proporciona subnotificação. Até a tarde de ontem, o Ministério da Saúde tinha contabilizado 6836 casos oficiais, com 241 mortes.

    A recomendação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde é de isolamento social, ou seja, que as pessoas fiquem em casa.

    Na sua capa de hoje, o Washington Post lembrou que muitos países do hemisfério Sul demoraram para agir na crise do coronavírus, e que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chamou a pandemia de “gripezinha”.

    Curtir

    1. A imagem chocante é o fundo imobiliário CARE11. UOL com reportagem alarmista e o fundo imobiliário de cemitérios valendo $ 0,67 a cota, não pagando dividendos. Quero minha cota de defunto, de acordo com o número de mortes dos órgãos independentes de imprensa.

      Curtido por 1 pessoa

  2. O fundo imobiliário que investe em cemitério

    Listado em bolsa, carteira tem patrimônio de R$ 220 milhões, 1.200 cotistas e participação direta ou indireta em 11 cemitérios e milhares de jazigos avulsos

    Ninguém gosta de falar sobre morte. Mas dá para lucrar sim com a morte dos outros, claro. É nisso que Vicente Conte Neto tem apostado nos últimos oito anos.

    Curtir

      1. Uau, quase dois anos desse comentário. E a renda ainda não veio.
        Realmente, a questão da renda é transitória, ninguém se preocupa com isso depois de morrer.

        Curtir

    1. Deixei de lado quando tentei contato com a gestão e fui ignorado.

      Alguem já conseguiu conversar com alguem sobre o fundo? Ja tentaram ligar? mandar email?

      Não consegui nada ate agora….e quando o contato é dificultado…..é sinal de ficar de fora. Simples assim 😉

      Valeu!!!

      Curtido por 2 pessoas

      1. Participei de uma emissão deles no ano passado, inclusive postei aki que iria participar. Foi um sacrifício obter informações a respeito de quando seriam integralizadas as minhas cotas. A primeira coisa que fiz foi VENDER!

        Esse fundo é péssimo! Não tem sequer 1 relatório condizente. Só serve para especuladores. Nada mais.

        Curtir

      2. Muito obrigado pelo post. Depoimentos assim que reforçam a turma aqui do Blog. Olha um….depois outro….ali mais um….e da pra ir montando o perfil do fundo e da gestão que cuida dele.
        Valeu!!!

        Curtir

    2. Parcerias Público Privadas.
      Operação de crematórios.
      O tendência forte do “mercado” pet. 🙂
      A péssima gestão da maioria do cemitérios.
      Envelhecimento da população.
      Só não sei se esse fundo, em especial, é bom para o minoritário.
      Mas a “death care” tem seu valor.

      Curtido por 1 pessoa

  3. Pessoas, penso que é preciso esclarecer algumas coisas:
    Venda de jazigos, ok. Eu sei que é brincadeira, mas, o inquilino não é o falecido, e sim a família. E é de contrato vitalício e hereditário. E paga o velório do cemitério escolhido.
    Que serviços são esses? Assistência funerária?
    Todos os serviços prestados em caso de falecimento são de obrigatoriedade legal da prefeitura.
    Em são paulo, há vários postos de atendimento do município à disposição 24h.
    E o atendimento é rápido e confiável.
    No site há o passo-a-passo bem didático.
    Mesmo abalado, o parente tem apenas que chegar no posto sentar e entregar o documento.
    No site da prefeitura estão todas as taxas cobradas e os serviços detalhados que são:
    Certidão de óbito a partir do documento do hospital ou médico; a própria prefeitura encaminha ao cartório para posterior retirada do familiar em 7 dias.
    Eles entram em contato com o cemitério escolhido pela família e agendam o velório e horário de sepultamento;
    Providenciam translado e preparação do corpo; Te levam para escolher o tipo de caixão;
    E pronto!
    O atendimento não leva mais do que meia hora;
    A prefeitura atende todos independente das condições financeiras;
    Se comprovar a pobreza não paga, mas também não escolhe o velório e o cemitério;
    Se tem condições financeiras, poderá desembolsar até 5 mil reais; Uma poupança nesse valor ao longo da vida para evitar supresas não é tão impossível assim.

    Mas as taxas do translado, preparação do corpo, aquisição do caixão e certidão definitiva de óbito é de exclusividade da prefeitura.
    Explico tudo isso porque recentemente meu pai faleceu e fui muito bem atendido pela prefeitura.
    Quanto à exploração de venda e aluguel dos velórios, ok mas eu não entendi ainda qual é o potencial de serviços explorados por estes fundos?

    Curtido por 1 pessoa

      1. Tem a H11 Gestão de Recursos Ltda como gestora do Fundo e a Taxa de Gestão de 1,3% ao ano, incidente sobre o Patrimônio Liquido do Fundo, calculada e provisionada diariamente.

        soh 1 louco investiria nessa merda

        Curtido por 1 pessoa

      2. Como negócio deve ser bom pois pelo que eu lembro é de uma família que estruturou o fundo e está comprando várias operações. Já para cotista pequeno investidor… o foco muda, então não vejo aderência.

        Curtido por 1 pessoa

    1. Sepultamento vai muito de hábitos culturais e religiosos que não convém discutir, é uma decisão muito pessoal de cada família e tem que ser respeitada, mas particularmente considero a cremação muito mais eficiente, até por questões ambientais.

      Curtido por 2 pessoas

  4. Pessoal,

    4 emissao do CARE11. Sera que vale a pena?

    Estou lendo o edital e a ideia de comprar os empreendimentos do RS do grupo Cortel tem muito sentido sentido prático. Um grupo forte e que atua nesse ramo há muito tempo. A ideia é remunerar IPCA+7%. Se vai dar….não sei.

    Cota a 1,75 tb não sei em que pé esta, pois não monitorava este FII. Valor mínimo na casa de 1.750,00.

    Achei que tem custos elevados. Paga gestor com performance, tx adm, consultor e etc. A performance que não vejo adequada para um FII, mesmo que seja ativo. E mais, eles não usam marca dágua….logo se vier lucro superior apos uma derrocada….paga-se normalmente a taxa. Isso não curti.

    O setor sempre me chamou atenção. La no MFII tivemos alguns jazigos e foi uma experiencia maravilhosa. É um setor que tem destino certo e bem administrado gera receitas. Precisa ter espaço, bom local, ser bem cuidado e oferecer serviços. O grupo Cortel tem tudo isso. Como tenho amigos no RS, ja pedi algumas informações de quem ja usou ou conhece os empreendimentos. Assim que tiver reotrno, posto pra turma.

    Mais alguem olha este FII? O que vcs acham?

    Valeu!!!

    Curtido por 2 pessoas

      1. Parece que sim. Mais ainda não paga nenhuma renda. Ele lucra com todos os serviços ligado a funeral, sepultamento, velório, jazigos e etc. Justamente por isso que me chama a atenção. Essa particularidade se torna uma baita diversificação na carteira de Fii.

        Mas tem muita duvida ainda. Ta na 4 emissão e não cresceu o suficiente para pagar renda certinha? Por que tem tantas taxas embutidas? Precisa de tchau de performance? Qual alvo de retorno?

        To tentando entender o Fii antes de decidir algo.

        Valeu!!!

        Curtido por 1 pessoa

    1. acho que esse negócio (jazigos) já está beirando a superoferta, talvez fosse um negócio pra os visionários de 15 ou 20 anos atrás que apostaram nisso, a essa altura do campeonato, acho arriscado.

      Curtir

      1. Entendo. Mais sondei o grupo Cortel no Sul e todos os seus serviços são classe A. Tanto no preço como na qualidade das estruturas e serviços. Eles recentemente compraram um crematório pra pets. Simplesmente realiza todos….todos os enterros de.animais de estimação das cidades próximas. Segundo um amigo veterinário da região, uma baita maquina de fazer dinheiro.

        O que quero entender aqui é Pôr que o grupo Cortel venderia seus bons negócios ao Fii. E se a equipe do Fii saberia de fato gerenciar com a mesma qualidade e tradição. No prospecto desta 4 emissão ainda não achei se as aquisições serão totais ou se o Fii entraria junto com a Cortel. To tentando contato com a gestão.

        Este setor eu considero impar e estratégico. Al em de ser uma baita diversificação nos Fii. Porém, tem que sondar anos e entender o negócio. Só depois tomar alguma decisão.

        Valeu!!!

        Curtido por 1 pessoa

NOVOS COMENTÁRIOS AQUI: (sem links, emails ou telefones)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s