Manifesto do Cotista

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Manifesto do Cotista

Eu recorro à memória daqueles que estudaram a história das grandes nações; muitas delas passaram por fases embrionárias onde o cidadão não tinha direitos e seus clamores não eram ouvidos, mas seu dever de pagar pesadas taxas era duramente cobrado; em casos extremos custava-lhe a liberdade.

O tempo passou e mostrou que a quebra de paradigma levou à evolução: taxas modestas, melhoria nos serviços, prestação de contas e maior preocupação com o cidadão.

Isso mesmo, aquele que antes era massacrado, agora é tratado com respeito pois no final do processo é  quem mantém o sistema funcionado.

Países que não procederam assim continuam vivenciando distorções e malefícios daquela época; o mesmo se aplica ao nosso mundo dos Fundos Imobiliários – FIIs.

Cotistas são massacrados por taxas que individualmente iludem, mas na somatória a conta chega pesada no final do mês, impactando diretamente o bolso do pobre cidadão.

Pobre sim e a cada vez com menos renda no bolso, abstêmio de correções por anos em alguns casos e minando as energias de nossos geradores de renda; enquanto isso, taxas engordam os lucros daqueles.

É bem verdade que existem alguns casos onde o valor cobrado é justo, mas infelizmente são minoria; verdade também que alguns fazem um trabalho exemplar e dão muita atenção, respondendo à todos os questionamentos; mas não são a regra, são a exceção e ponto fora da curva.

O que penso a cada dia é que assim como a redução das taxas de juros da SELIC levou a indústria dos fundos de renda fixa a revisarem suas taxas para baixo, de modo a manter o segmento competitivo nessa nova realidade, assim também o segmento que cuida dos Fundos Imobiliários (FIIs), precisa urgentemente repensar suas taxas.

Eu falo em termos do Custo Total para o Cotista, o qual engloba desde a taxa do custodiante, taxas diversas administrativas e a taxa de administração, somada à gestão e consultorias pagas.

Nesse novo ambiente onde a Alta dos Juros minou a competitividade do nosso produto, exauriu a efetividade dos lançamentos e castigou as cotações, precisamos ver uma atitude positiva por parte de nossos parceiros nessa longa jornada.

Serão Anos, Décadas juntos e assim como fomos solidários no evento do lançamento, pedimos agora a compreensão de todos para o momento atual.

Não é preciso assembleia e nem protesto, apenas bom senso e atitude por parte dos senhores Administradores, Gestores e Consultores imobiliários, em concederem um desconto provisório e com caráter efetivo.

Pedimos consideração e parceria, pedimos revisão e entendimento de que a realidade agora é outra; pensem no longo prazo, em ter um parceiro e um aliado nessa longa jornada, sim um escudeiro pronto para somar na nova empreitada assim que o ambiente melhorar.

O que queremos, listo agora para tornar prático e eficaz esse manifesto:

  1. Fundos com gestão Passiva, o CTC (custo total ao cotista) não deveria ultrapassar 0,5% a.a. sobre o Patrimônio Líquido do Fundo; já para os fundos com gestão Ativa o CTC não deveria ultrapassar o 1,0% a.a.; lembrando que são valores desejados e englobam todas as taxas cobradas do fundo seja ela por Administrador, Gestor, Consultor ou órgão de acompanhamento.
  2. Gostaríamos também de relatórios mensais completos, onde informem o CTC de forma clara e precisa e não apenas valores percentuais isolados no relatório (isso quando eles existem). Mostrem os % de cada contribuinte nessa despesa.
  3. Fotos trimestrais dos imóveis para que o cotista acompanhe a evolução do seu investimento, quando o alvo for um imóvel físico e detalhamento dos ativos financeiros em forma de carteira mensalmente atualizados quando não constituírem empreendimentos.
  4. Detalhamento de todas as receitas e despesas mensais, tabeladas e com texto explicativo sobre sua ocorrência; queremos saber se é recorrente ou não, queremos ter previsibilidade de renda.
  5. Uma relação em forma de narrativa, descrevendo os principais eventos ocorridos no mês, algo que justifique a cobrança mensal (mesmo que seja para dizer: este mês pagamos um boleto bancário, mandamos um encanador consertar um vazamento no prédio e assim por diante).
  6. Queremos conhecer nossos inquilinos, saber quem são e quanto tempo querem permanecer conosco, caso mudem de ideia o quanto receberemos de compensação por sua saída antecipada.
  7. Um canal eletrônico de comunicação que vai até o cotista, o qual leva tudo isso até ele, normalmente um email onde fatos e relatórios são enviados assim que disponibilizados ao mercado.

Assino abaixo esse manifesto e peço a todos os cotistas que compartilham da mesma vontade e desejo de mudança que compartilhem em suas redes sociais, façam esse documento chegar aos demais amigos investidores e também aos nossos parceiros administradores e gestores.

Cristian Tetzner
https://tetzner.wordpress.com

Anúncios

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s