Rio Bravo Alerta: querem DOBRAR a Taxa

GolpeAlerta

Num movimento oportunista a administradora propôs na calada da noite de ontem uma elevação que fará com que na prática, as taxas hoje cobradas nos FIIs SHPH – Shopping Higienópolis e ONEF – The One sejam dobradas.

Isso mesmo amigo cotista, em termos práticos 100% de AUMENTO!

Outro fato que causou grande espanto na tarde de ontem foi o relacionamento da empresa na operação da polícia federal que apura fraude em fundos:

Brasil 05.09.16 13:53: A Polícia Federal também esteve na Rio Bravo Investimentos, de Gustavo Franco, em busca de documentos sobre o fundo imobiliário criado para financiar o Estaleiro Rio Grande. O estaleiro foi erguido pela WTorre e depois vendido para a Ecovix (Engevix) numa parceria com a Funcef. A Rio Bravo foi administradora fiduciária do fundo.

Além de totalmente desalinhado dos interesses dos cotistas e num momento de crise no país e no segmento, a simples proposição de tal elevação mostra claramente onde estão os verdadeiros interesses deste gestor.

O momento é de união meus amigos e vamos juntos dizer um sonoro NÃO à esta proposta nas AGOs dos dias 21 (SHPH) e 22  (ONEF) de setembro!

Proponho ainda que deixem registrado em Ata que as custas de tal convocação sejam ressarcidas ao FII pela administradora e que uma nova remuneração com 50% de desconto sejam colocada em votação. 

34 comentários sobre “Rio Bravo Alerta: querem DOBRAR a Taxa

  1. A Rio Bravo opta por desconsiderar que existe um valor mínimo previsto na constituição deste e outros FIIs, corrigido pela inflação todos os anos, para garantir a prestação dos serviços de administração.

    A administradora pode alegar ter oferecido um retorno acima da média para pleitear um aumento de custos sobre serviços prestados; Mas retornos passados, além de não serem garantia de resultados futuros, também esquece que em outros Fundos com desempenho abaixo da média não houve devolução de valores aos Investidores; E os resultados abaixo da média podem ser resultado de incompetência, má gestão, má administração, enfim… porém os lucros do Administrador foram retidos todos os meses.

    Se o valor de mercado está abaixo do valor patrimonial é a Administradora que deve trabalhar para corrigir esse gap; Afinal existem FIIs que negociam acima do VP. Não é o investidor que deve premiar a incompetência de profissionais medíocres.

    Por último, convocar uma Assembleia sem deixar explícito um aumento próximo a 100% em valores recebidos por uma Administradora não é ético; Pior, usar recursos do FII para defender os interesses de uma Administradora em detrimento dos Investidores é caso para a CVM intervir e analisar.

    A ética foi totalmente deixada de lado; Lamentável.

    Curtido por 2 pessoas

  2. Estranho uma proposta tão indecente… é óbvio que os cotistas “normais” não aceitarão tal absurdo desse. Assim, se você for cotista, a primeira coisa que deve questionar na assembléia é sobre o impedimento de voto de qualquer representante de fundo, cotista, ou qualquer entidade que teve, tem ou possa vir a ter relação com o administrador/gestor.

    Se os custos não cobrem a gestão, proponham a troca de gestão como opção… caso não tenha interessados, consolidação de fundos! A ideia de fundos pequenos, mono imóveis, deu uma boa grana em taxas para essa turma lá atrás, agora, que arquem com a esperteza.

    Curtido por 3 pessoas

    • Sou cotista do FFCI. Lembro que na última assembléia estive presente (eu e mais uns 3 ou 4 cotistas somente). Eles estavam tentando viabilizar a unificação do The One com o FFCI e viam benefícios para os dois lados, mas estavam encontrando muita resistência dos cotistas do The One, que preferiam manter como está, acabou inviabilizado. Pelo jeito agora repassaram o custo.

      Abs

      Curtir

      • É natural que em uma consolidação, quem esteja em uma melhor situação não queira arcar com o peso morto.

        Tomando como exemplo a unificação dos fundos do safra sob o JSRE, a vacância do imóvel físico continua lá. Não sei dizer se quem tinha o fundo de papel ganhou ou perdeu no ajuste de cotas quando da junção com o fundo de tijolo, mas, hoje, pode-se identificar o que é uma proposta boa ou ruim para alugar ou vender esse imóvel. Do mesmo modo, quem tinha o fii de tijolo e ganhou uma ” redução de vacância” teórica, pode avaliar se o ágio pago foi ou não excessivo no caso de negociações do imóvel.

        Particularmente, vejo que o problema da consolidação é bem posto em termos de necessidade de redução de custos, entretanto, os cotistas estão muito desconfiados das avaliações feitas

        Curtir

  3. Estava na cara que este pessoal ia querer meter a mão na cumbuca: Lembra que falei dos custos operacionais da gestoras, lio bravo é que tinha custos em tese mais em conta.
    Quase nenhum gestor do mercado quer receber pela receita do empreendimento ” Ou seja querem meter a mão na cumbuca alterando regulamento.

    Cotista vetem esta proposta !
    O FII não tem liquidez suficiente para negociar pelo valor de mercado.

    Curtido por 6 pessoas

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s