ABCP11 – Grand Plaza Shopping

ABCP11

Fruto de uma cisão entre o Fundo de Investimento Imobiliário ABC Plaza Shopping e o Fundo JK de Investimento Imobiliário, o Fundo atualmente é proprietário do edifício comercial Grand Plaza, do Grand Plaza Shopping e do antigo JK Shopping (incorporado pelo Grand Plaza). Todos os imóveis estão situados na cidade de Santo André (SP), compartilhando da área comum e do estacionamento.

Dados técnicos do Imóvel:
69.317,56 m² de área bruta locável
308 lojas
10 salas de cinemas Cinemark (1 sala 3D)
Parque Temático Playland
24 Pistas de Boliche
estacionamento com 2.849 vagas

O Imóvel:
Grand Plaza Shopping
Av. Industrial, 600 – Santo André – SP

É o principal centro de compras do Grande ABC e figura entre os maiores do país em ABL (Área Bruta Locável), com 72 mil metros quadrados.

Está estrategicamente localizado próximo as principais vias: Anchieta, Av. D. Pedro II, Av. dos Estados, Av. Lions, Av. Prestes Maia e Av. Industrial. O acesso é favorecido também pela proximidade do terminal rodoferroviário que reúne linhas dos mais diversos pontos de SP e Grande ABC.

Inaugurado em 23 de setembro de 1997, em Santo André, reúne parte das marcas mais sólidas do varejo nacional, Academia Smart Fit, Extra Hipermercados, C&C Casa e Construção, C&A, Arezzo, Renner, Riachuelo, Centauro, Fast Shop, Casas Bahia, Pernambucanas, Ponto Frio, Marisa, Kalunga, Johnny Rockets.

O ABL do prédio administrativo é de 5.735 m², com 3 andares (térreo, 1º e 2º andar), composto por 9 salas comerciais, sendo que no fechamento de março, duas constavam como vagas. Os principais locatários são Caixa Econômica Federal (superintendência regional), CVC Administração e Cartório.

O Grand Plaza recebe mensalmente mais de 1,5 milhão de visitantes. Um dos fatores responsáveis pelo fluxo crescente é a boa localização do empreendimento, servido pelos terminais rodoviários e ferroviários que ligam a cidade a vários municípios da região, como São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e São Paulo.

Além da facilidade de acesso e do mix de lojas diversificado, o Grand Plaza destaca-se pela oferta de lazer. Numa área superior a sete mil metros quadrados, o cliente encontra 24 pistas de boliche, 10 salas de cinema Cinemark (incluindo uma com tecnologia 3D), parque de diversões Playland, e outras atrações.

Taxas:
Administração: R$ 42.402,00 mensais corrigidos pelo IGPM.
Administrador: Rio Bravo
Quantidade de Cotas: 61.019.165

Observações:
Inadimplência: Percentual não recebido do aluguel vencido trimestralmente.
Inadimplência Bruta é a somatória do valor que não foi pago dividido pelo valor total que deveria ter sido recebido.
Inadimplência Liquida é a somatória do valor que não foi pago menos a recuperação de outros períodos, dividido pelo valor total que deveria ter sido recebido. A inadimplência liquida pode ser negativa, ou seja, pode existir uma recuperação no mês maior do que o saldo em aberto no mesmo mês.

RI: fi@riobravo.com.br

Tutor do FII: Northeasteconomy

Autor: Tetzner

Engenheiro, Investidor há mais de20 anos, autor de 2 livros e pioneiro em Fundos Imobiliários :)

3.195 comentários em “ABCP11 – Grand Plaza Shopping”

    1. Já retomou os níveis pré pandemia, mas como tivemos inflação de uns 30%(embora governo tem os índices dele), pode aguardar um incremento aí de mais 30% com a normalidade pós vacinação

      Curtir

  1. Sobre o PL nº 2.337/2021: que altera a legislação do Imposto sobre a Renda e Proventos de qualquer natureza das Pessoas Físicas e das Pessoas Jurídicas e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.

    O art. 67, XII revoga os art. 2º e art. 3º da Lei nº 9.779/99. Isso pode significar que, apesar da reprodução do art. 2º da Lei nº 9.779/99 no art. 49 do PL nº 2.337/2021, as autuações promovidas pela Receita Federal, após a aprovação do PL nesse particular, ficam sem fundamento, de modo que o reenquadramento do fundo não poderia ser mais exigido com base na Lei nº 9.779/99, mas somente com fundamento no art. 49 do o PL nº 2.337/2021, cuja vigência se inicia em 01/01/2022.

    Apesar disso, como o PL reproduz a restrição objeto do art. 2º da Lei nº 9.779/99, o fundo teria que se reenquadrar a partir de 01/01/2022, sob pena de sofrer novas autuações.

    Não sei se estou falando besteira, com a palavra os universitários, kkkkk

    Curtir

    1. A Receita Federal faz a autuação baseado na lei vigente até o referido ano fiscal. Essa mudança de lei caso seja aprovada não muda absolutamente nada. Na verdade agora o ABCP11 possui uma dívida com a RF e ainda por cima será tributado em 15% caso a lei seja aprovada.
      Quando o fundo pagar a dívida com a Receita Federal eu volto a olhar para esse ativo. Até lá é mico.

      Curtido por 2 pessoas

    1. Respeito sua opinião Interceptor, já fui cotista, mas não gosto de rolo e dor de cabeça em fii, então vendi no início da confusão. Torço por quem ficou.
      Lembrando que existem outros bons fiis de shopping que também terão bom upside.

      Curtido por 3 pessoas

  2. Fundo de Investimento Imobiliário
    Grand Plaza Shopping
    CNPJ/MF n° 01.201.140/0001-90
    ISIN Cotas n. º BRABCPCTF000
    Informe ao Cotista
    RIO BRAVO INVESTIMENTOS – DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA., sociedade com sede na Cidade de
    São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco B, 3º andar, Vila Olímpia, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 72.600.026/0001-81 (“Rio
    Bravo”), na qualidade de instituição administradora do Fundo de Investimento Imobiliário Grand Plaza Shopping (“Fundo”), inscrito no CNPJ/MF
    sob o nº 01.201.140/0001-90, vem por meio desta, informar que, tendo em vista o não funcionamento total do único empreendimento que compõe o
    portfólio do Fundo durante todo o mês corrente, conforme determinação das autoridades locais, que tem impacto direto e substancial nas receitas
    auferidas no período, bem como o cenário incerto que impossibilita a projeção acurada da retomada e normalização do

    fluxo do Shopping, o fundo não realizará distribuição dos resultados referente a Abril de 2021.

    A Administradora tem uma posição de extrema diligência com a gestão de caixa do Fundo, o que impede qualquer distribuição do mesmo em razão dos motivos supracitados.

    São Paulo, 30 de Abril de 2021.

    Curtido por 1 pessoa

NOVOS COMENTÁRIOS AQUI: (sem links, emails ou telefones)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s