BCRI11 – Banestes Recebíveis Imobiliários – FII

BCRI11

O Banestes Recebíveis Imobiliários Fundo de Investimento Imobiliário – FII tem como objetivo a aquisição de ativos financeiros de base imobiliária, como Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), Letra de Crédito Imobiliário (LCI), Letras Hipotecárias (LH), quotas de FII, quotas de FIDC, quotas de FI Renda Fixa e Debêntures. O Benchmark do Fundo é IGP-M + 6% a.a.

Principais Características

Administrador: Banco Fator S.A.
Gestor: Banestes DTVM S.A.
Consultor de Investimentos: Fator Administração de Recursos Ltda. (FAR)
Escriturador: Itaú Corretora de Valores
Custodiante: Banco Itaú S.A.
Prazo de Duração: Indeterminado

Taxa de Administração: 1,0% a.a. sobre o patrimônio líquido do Fundo
Rendimentos: Mensal
Benchmark: IGP-M + 6,0% a.a.

Valor Inicial da Cota: R$ 100,00
Cotas Emitidas: 500.000
PL na Emissão: R$ 50.000.000,00

Código de Negociação: BCRI11
Ofertas Concluídas 1 emissão de cotas realizada (Julho/2015)
Número de Cotistas: 668 (Pessoas Físicas: 663; Pessoas Jurídicas: 5)

RI: fundosimobiliarios@fator.com.br

Anúncios

512 comentários sobre “BCRI11 – Banestes Recebíveis Imobiliários – FII

  1. Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    29/09/2017
    Data do pagamento
    13/10/2017

    Valor do provento por cota (R$)
    0,6

    Período de referência
    Setembro
    Ano
    2017

    Queda de 20%… Queda na inflação e nos Juros… ainda vai sentir um tempinho com o caixa elevado

    Curtir

  2. No mês de Agosto o Fundo Banestes Recebíveis Imobiliários distribuiu o valor de R$ 0,75/cota, perfazendo um DY de 0,67%, líquido de imposto de renda.

    Os rendimentos foram impactados principalmente pela posição em caixa decorrente da 3ª emissão e da queda nos índices de inflação

    Curtido por 1 pessoa

  3. FII BEES CRI (BCRI) Aviso ao Mercado Distribuicao de Cotas

    COMUNICADO AO MERCADO ACERCA DO ENCERRAMENTO DO PERÍODO DE INDISPONIBILIDADE DE NEGOCIAÇÃO DAS COTAS NOS MERCADOS REGULAMENTADOS DE VALORES MOBILIÁRIOS BANESTES RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII CNPJ/MF n.º 22.219.335/0001-38 Código ISIN nº BRBCRICTF009 Código de Negociação na BM&FBOVESPA:

    BCRI11 O BANCO FATOR S.A., instituição financeira com sede na Rua Dr. Renato Paes de Barros, nº 1.017, 12º andar, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 33.644.196/0001-06, na qualidade de coordenador líder (“Coordenador Líder”) da oferta pública, com esforços restritos de colocação, da terceira emissão (“Oferta Restrita” e “3ª Emissão”) do BANESTES RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, fundo de investimento imobiliário constituído sob a forma de condomínio fechado, cujo regulamento foi devidamente registrado em 24 de março de 2015, sob o nº 1.376.086, no 8º Oficial de Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, conforme alterado por seus respectivos aditamentos (“Regulamento”), inscrito no CNPJ/MF nº 22.219.335/0001-38 (“Fundo”) realizada nos termos da Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) nº 476, de 16 de janeiro de 2009, conforme alterada (“Instrução CVM 476/09”), e na qualidade de instituição administradora do Fundo (“Administrador”),

    Curtido por 2 pessoas

    • comunica ao mercado que, no âmbito da Oferta Restrita de, no máximo, 293.600 (duzentas e noventa e três mil e seiscentas) cotas da 3ª Emissão (“Cotas”),

      tendo cada uma delas o valor individual de R$104,00 (cento e quatro reais) (“Preço por Cota” ou “Preço de Emissão”), perfazendo o valor máximo de R$ 30.534.400,00 (trinta milhões, quinhentos e trinta e quatro mil e quatrocentos reais) (“Volume Total da Oferta Restrita”) e mínimo de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais) (“Montante Mínimo da Oferta Restrita”),

      foi encerrado no dia 23 de agosto de 2017 o prazo de indisponibilidade de negociação das Cotas no mercado secundário (“Lock Up”) conforme previsto no artigo 13 da Instrução CVM 476/09. No âmbito da Oferta Restrita, foram subscritas 293.600 (duzentas e noventa e três mil e seiscentas) Cotas,

      correspondentes ao montante total de R$ 104,00 (cento e quatro reais), perfazendo o montante de: R$ 30.534.400,00 (trinta milhões, quinhentos e trinta e quatro mil e quatrocentos reais)

      Curtido por 1 pessoa

  4. Data da informação 31/08/2017
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento) 31/08/2017
    Data do pagamento 15/09/2017
    Valor do provento por cota (R$) 0,75
    Período de referência Agosto/2017
    Rendimento isento de IR*

    Curtido por 1 pessoa

  5. Data da informação 31/07/2017
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento) 31/07/2017
    Data do pagamento 15/08/2017
    Valor do provento por cota (R$) 0,8
    Período de referência Julho/2017
    Rendimento isento de IR*

    Curtir

  6. Data da informação 30/06/2017
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento) 30/06/2017
    Data do pagamento 14/07/2017
    Valor do provento por cota (R$) 0,88
    Período de referência Junho/2017
    Rendimento isento de IR*

    Curtido por 1 pessoa

  7. Questionei a gestão sobre a alta exposição ao CDI. Segue:

    “A estratégia do Fundo continua sendo alocar em operações atreladas a índices de preços.

    Entretanto, o objetivo é proporcionar o maior rendimento de longo prazo aos cotistas. Atualmente, a equipe de gestão identifica diversas oportunidades de alocação para atingir essa maior remuneração de longo prazo. Para aproveitá-las, foi feita nova captação, terminando em maio. Como os recursos ainda não foram completamente alocados, permanecem em caixa e, assim, a alocação em CDI aproxima-se dos 40%.

    É importante notar um segundo ponto. A variação de 12 meses do IGPM aproxima-se a zero. Portanto, no curto prazo, estar alocado em CDI pode ser vantajoso à rentabilidade.

    Quaisquer demais dúvidas permanecemos à disposição.

    Atenciosamente”

    Curtido por 3 pessoas

      • Inflação baixa, juros mais baixos. Importante ter uma parcela no CDI+cupom.
        Do jeito que estão as coisas, instabilidade politica novamente, continuo gostando do pós fixado. Gosto do CDI+ cupom.
        IGPM estava tendendo a 0, porém o investidor estrangeiro inseguro com nossa politica começou a tomar o dólar e a cotação subiu, o que pode inflar um pouco o índice.
        Com um pouco de atraso o IPCA acaba subindo um pouco também.

        Curtido por 2 pessoas

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s