DOMC11 – DOMO – FII

O Fundo é administrado pela Caixa Econômica Federal, em regime de condomínio fechado e com prazo indeterminado de duração; classificado como um FII de Tijolo no segmento Escritórios.

DOMO11.bmp

Empreendimento imobiliário comercial denominado “Edifício Domo Corporate” (Torre A), localizado na Cidade de São Bernardo do Campo, Estado de São Paulo, o qual possui área privativa de 30.600,60 m², composto por 26 (vinte e seis) pavimentos.

O Fundo de Investimento Imobiliário Domo é proprietário do Edifício Domo Business Torre A, localizado à Rua José Versolato, 111, no Centro da cidade de São Bernardo do Campo-SP.

A gestão ficará com a Claritas Gestão de Recursos Ltda e o fundo conta com garantia de rena mínima (RMG) até Dezembro/16, na razão de 0,82% sobre valor de emissão.

Taxa de Administração

o equivalente a 0,95% ao ano sobre o valor do Patrimônio Líquido, observado o valor mínimo mensal de R$30.000,00, calculada diariamente, com base em um ano de 252 dias úteis, e provisionada mensalmente sobre o Patrimônio Líquido do Fundo e será paga mensalmente pelo Fundo até o 5º  dia útil ao encerramento do mês subsequente ao mês em que os serviços foram prestados.

RI: gedef@caixa.gov.br

Anúncios

119 comentários sobre “DOMC11 – DOMO – FII

    • CONVOCAÇÃO

      ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE COTISTAS

      Convidamos os senhores cotistas do DOMO FUNDO DE INVESTIMENTO
      IMOBILIARIO, cadastrado sob o CNPJ n.º 17.374.696/0001-19 (“Fundo”), a
      comparecer à Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas, convocada a pedido de
      cotistas que representam mais de 5% das cotas emitidas, conforme parágrafo
      quarto do artigo 57 do Regulamento do Fundo, a realizar-se no escritório da Caixa
      Econômica Federal (“Administradora”) localizado no Condomínio Edifício São Luis
      de Gonzaga, na Avenida Paulista, 2300, 11º andar, Cerqueira César, São
      Paulo/SP, no dia 14 de novembro de 2017, às 10h, em primeira convocação, e,
      em segunda convocação, no dia 14 de novembro de 2017, às 10h30, para
      deliberar sobre: (i) a alteração da denominação social do Fundo, a qual passará a
      ser REAG Renda Imobiliária – Fundo de Investimento Imobiliário – FII; (ii) a
      alteração do Regulamento do Fundo; e (iii) a realização de oferta pública de
      distribuição de cotas de emissão do Fundo, com esforços restritos de distribuição
      nos termos da Instrução da CVM nº 476, de 16 de janeiro de 2009, no montante
      total de até R$ 500.000.000,00 (quinhentos milhões de reais).

      Os cotistas devem comparecer ao local designado para a Assembleia Geral
      Extraordinária portando documento de identidade original com validade em todo o
      território nacional e, no caso daqueles que se fizerem representar por
      procuradores, estes devem ter sido constituídos há menos de 1 (um) ano e devem
      comparecer ao local designado portando procuração original com firma
      reconhecida e com poderes específicos

      São Paulo, 29 de setembro de 2017

      CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

      Curtir

      • Boa noite, colegas investidores

        a quem puder me oferecer alguma luz sobre essa questão:

        o fundo está sabidamente sofrendo de uma enorme vacância. a emissão de cotas será provavelmente ajudar o fundo a honrar suas dívidas futuras; talvez seja usado dar um gás ao fundo ao adquirir algum outro imóvel ou CRI (de qualquer forma, não é o caso de um MFII, por exemplo).

        por que, então, se até o fundo ‘deu chabu’, essa emissão é tão bem vista a ponto de fazer a cota disparar?
        (pergunta não é irônica)

        muito obrigado

        Curtir

      • Meu entendimento:
        -Uma cotação a 500 reais significa que o prédio estava a venda por menos de R$ 3.000/m2, abaixo do custo de reposicao.
        – a nova gestora está continuamente alugando espaços no imóvel, mesmo sendo apenas 20% da área, está bem pulverizado em quantidades empresas
        – a emissão está indicando a entrada de contrato atípico com a Mercedes-Benz pra carteira, dando fôlego para que as locações do imóvel ocorram, passando a gerar renda ao fundo e melhorando a perspectiva futura do fundo.
        – a emissão reduziu o risco na estratégia de compra de vacancia a meu ver…

        Curtir

      • Não sei se estou enganado mas, pelo que li na proposta da administradora, os Ativos Alvo são: um prédio em Juiz de Fora, monoinquilino, outro em Campinas também monoinquilino e um 3º, em Barueri, completamente desocupado. Resumindo, acho que eles merecem o troféu Óleo de Peroba.

        Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s