DOMC11 – DOMO – FII

O Fundo é administrado pela Caixa Econômica Federal, em regime de condomínio fechado e com prazo indeterminado de duração; classificado como um FII de Tijolo no segmento Escritórios.

DOMO11.bmp

Empreendimento imobiliário comercial denominado “Edifício Domo Corporate” (Torre A), localizado na Cidade de São Bernardo do Campo, Estado de São Paulo, o qual possui área privativa de 30.600,60 m², composto por 26 (vinte e seis) pavimentos.

O Fundo de Investimento Imobiliário Domo é proprietário do Edifício Domo Business Torre A, localizado à Rua José Versolato, 111, no Centro da cidade de São Bernardo do Campo-SP.

A gestão ficará com a Claritas Gestão de Recursos Ltda e o fundo conta com garantia de rena mínima (RMG) até Dezembro/16, na razão de 0,82% sobre valor de emissão.

Taxa de Administração

o equivalente a 0,95% ao ano sobre o valor do Patrimônio Líquido, observado o valor mínimo mensal de R$30.000,00, calculada diariamente, com base em um ano de 252 dias úteis, e provisionada mensalmente sobre o Patrimônio Líquido do Fundo e será paga mensalmente pelo Fundo até o 5º  dia útil ao encerramento do mês subsequente ao mês em que os serviços foram prestados.

RI: gedef@caixa.gov.br

Anúncios

94 comentários sobre “DOMC11 – DOMO – FII

  1. Olha merd…

    FATO RELEVANTE
    A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do Ministério da
    Fazenda (“CNPJ/MF”) sob o nº 00.360.305/0001-04, autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários
    (“CVM”) a administrar fundos de investimento e a administrar carteiras de valores mobiliários, com sede em
    Brasília, Distrito Federal, SBS, Quadra 4, Lotes 3 e 4, por meio de sua Vice-Presidência de Gestão de Ativos
    de Terceiros, localizada na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Paulista, nº 2.300, 11º
    andar, na qualidade de instituição administradora (“Administradora”) do DOMO FUNDO DE
    INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 17.374.696/0001-19 (“Fundo”), vem por
    meio deste, comunicar que:
    Em 23 de fevereiro de 2017, a PDG Realty S.A. Empreendimentos e Participações, inscrita no CNPJ/MF sob o
    n° 02.950.811/0001-89 e com sede na cidade e Estado de São Paulo, na Avenida Doutor Cardoso de Melo
    n° 1.955, 10º andar, Vila Olímpia, CEP 04548-005 (“PDG”), ajuizou pedido de recuperação judicial, autuado
    sob o nº 1016422-34.2017.8.26.0100, em trâmite perante a 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais,
    do Foro Central Cível, da Comarca de São Paulo, nos termos do artigo 51 e seguintes da Lei nº 11.101, de
    9 de fevereiro de 2005 (“Pedido de Recuperação Judicial”), de modo que o crédito decorrente da garantia
    de renda mínima devida pela PDG ao Fundo, no âmbito do Instrumento Particular de Garantia de Renda
    Mínima de Aluguel e Outras Avenças, celebrado em 27 de dezembro de 2013 (“Contrato”), o qual já era
    objeto de execução específica, foi incluído como classe III (quirografário) na lista de credores do Pedido de
    Recuperação Judicial.
    Em razão do disposto acima, a Administradora e o Gestor do Fundo aguardarão o deferimento do
    processamento do Pedido de Recuperação Judicial pelo juízo competente, para adoção de todas e
    quaisquer medidas necessárias para proteção dos interesses do Fundo.

    Curtido por 1 pessoa

  2. COMUNICADO
    Resultado Negativo referente ao 2º semestre de 2016
    A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do Ministério da
    Fazenda (“CNPJ/MF”) sob o nº 00.360.305/0001-04, autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários
    (“CVM”) a administrar fundos de investimento e a administrar carteiras de valores mobiliários, com sede em
    Brasília, Distrito Federal, SBS, Quadra 4, Lotes 3 e 4, por meio de sua Vice-Presidência de Gestão de Ativos
    de Terceiros, localizada na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Paulista, nº 2.300, 11º
    andar, na qualidade de instituição administradora (“Administradora”) do DOMO FUNDO DE
    INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 17.374.696/0001-19 (“Fundo”), vem por
    meio deste, comunicar que:
    A receita auferida pelo do Fundo no semestre findo em 31/12/2016 foi de R$ 2.408.627,03 (dois milhões quatrocentos e oito mil seiscentos e vinte e sete reais e três centavos), não tendo sido distribuído rendimentos no referido semestre, enquanto o total de despesas pagas pelo Fundo no semestre findo em 31/12/2016 foram no montante de R$ 2.729.993,86 (dois milhões setecentos e vinte e nove mil novecentos e noventa e três reais e oitenta e seis centavos).
    Dessa forma, ante ao alto índice de vacância das unidades locáveis de propriedade do Fundo, e como o Fundo teve resultado negativo no semestre findo em 31/12/2016, não haverá distribuição de rendimentos referentes ao semestre findo em 31/12/2016, tornando-se desnecessária, nos termos da legislação e regulamentação em vigor, a convocação de Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas para deliberar a distribuição dos rendimentos do Fundo referentes ao semestre findo em 31/12/2016.

    Curtir

  3. esse horário da tarde eles abrem as gaiolas e soltam todos os “bichos”… gato, pardal, periquito… tem uns gambás também

    tem aquela música… o refrão na verdade: “galopeeeeeeeeeiraaaaa, nunca mais te esquecereeeeiiiiii”

    aqui é: “CALOTEEEEEEEIIIIRAAAAA” kkkk

    DOMO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII Administrador Caixa Econômica Federal Responsável pela informação Cleber Alves Fabio Telefone para contato (11) 2159-7266 Tipo do Evento Distribuição de Rendimentos Ato societário de aprovação (se houver) – Data de aprovação (se houver) – Data-base (último dia de negociação “com” direito ao rendimento ou amortização) 01/02/2017

    Data do pagamento Não haverá

    Quantidade de cotas emitidas 175.000 Valor do Rendimento por cota R$0,00000000 Período de referência 01/2017 Declaração de isenção de IR* NÃO

    Curtir

  4. notícia um pouco atrasada:

    Fato Relevante (versão resumida)

    DOMO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 17.374.696/0001-19 (“Fundo”), vem, comunicar que:

    Em continuidade aos procedimentos para cobrança junto à PDG REALTY S/A EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES (“Garantidora”), em relação aos pagamentos de renda mínima garantida e demais encargos que deveriam ter sido realizados pela Garantidora ao Fundo e encontram-se inadimplidos (período entre 20/06/2016 e 20/12/2017, tendo sido os referidos valores pagos ao Fundo apenas parcialmente em 23/08/2016 no valor de R$2.049.594,35), nos termos do Instrumento Particular de Garantia de Renda Mínima de Aluguel e Outras Avenças celebrado entre o Fundo e a Garantidora em 27/12/2013 (“Contrato de Renda Mínima Garantida”), o Fundo, por meio de seu assessor legal contratado, ingressou com EXECUÇÃO, perante à Justiça Federal de Primeiro Grau em São Paulo, a fim de cobrar judicialmente da Garantidora os valores inadimplidos. Informamos ainda, que, até a presente data, não houve manifestação do competente MM. Juízo acerca do pedido elaborado pelo Fundo.

    São Paulo/SP, 09 de janeiro de 2017.

    Curtir

    • o administradora (“Administradora”), comunicar que:

      (i) os pagamentos de renda mínima garantida que deveriam ter sido realizados pela PDG Realty S.A.
      Empreendimentos e Participações (“Garantidora”) ao Fundo em 20/06/2016 e 20/07/2016 não
      foram efetivados na data contratualmente estabelecida no Instrumento Particular de Garantia de
      Renda Mínima de Aluguel e Outras Avenças celebrado entre o Fundo e a Garantidora em
      27/12/2013 (“Contrato de Renda Mínima Garantida”);

      (ii) apesar de insistentemente cobrada a respeito, a Garantidora ainda não apresentou uma data
      prevista para regularização dos pagamentos pendentes relacionados à renda mínima garantida; e

      (iii) continuaremos a acompanhar, cobrar e exigir da Garantidora, no melhor interesse dos cotistas,
      judicial ou extrajudicialmente, a regularização de todos os direitos do Fundo no âmbito do
      Contrato de Renda Mínima Garantida e manteremos todos informados.

      Curtir

      • Aqui tudo segue na mais absoluta tranquilidade:

        “… comunicar que:

        (i) os pagamentos de renda mínima garantida e demais encargos que deveriam ter sido realizados pela Garantidora ao Fundo em 20/06/2016, 20/07/2016 e 22/08/2016 não foram efetivados nos termos previstos no Instrumento Particular de Garantia de Renda Mínima de Aluguel e Outras Avenças celebrado entre o Fundo e a Garantidora em 27/12/2013 (“Contrato de Renda Mínima Garantida”), tendo sido os referidos valores pagos ao Fundo apenas parcialmente em 22/08/2016 no valor de R$2.049.594,35;
        (ii) apesar de insistentemente cobrada pela gestora do Fundo a respeito, a Garantidora ainda não apresentou uma data prevista para regularização dos pagamentos pendentes relacionados à renda mínima garantida e demais encargos previstos no Contrato de Renda Mínima Garantida;
        (iii) ressaltamos que as distribuições de rendimentos para as cotas de emissão do Fundo permanecem suspensas, nos termos da legislação e regulamentação aplicáveis; e
        (iv) em conjunto com a gestora, continuaremos a acompanhar, cobrar e exigir da Garantidora, no melhor interesse dos cotistas, judicial ou extrajudicialmente, a regularização da totalidade dos direitos do Fundo no âmbito do Contrato de Renda Mínima Garantida e manteremos todos informados.

        São Paulo/SP, 01 de setembro de 2016.”

        Curtir

  5. Afinal de Contas: a Renda Mínima é Garantida ou Não? Porque se é Renda Mínima pode ser que seja Garantida, melhor mudarmos de RMG para RMPSQSG rs

    DOMO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 17.374.696/0001-19 (“Fundo”), vem, por meio de seu representante legal, CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 00.360.305/0001-04, autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) a administrar fundos de investimento e a administrar carteiras de valores mobiliários, por meio de sua Vice-Presidência de Gestão de Ativos de Terceiros, localizada na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Paulista, nº 2300, 11º andar, na qualidade de instituição administradora (“Administradora”), comunicar que:
    (i) a Garantidora NÃO regularizou, até a presente data, a renda mínima garantida atrasada referente a JUNHO.
    (ii) Continuaremos a acompanhar, cobrar e exigir da Garantidora, no melhor interesse dos cotistas, a regularização de todos os direitos do Fundo no âmbito do Contrato de Renda Mínima Garantida e manteremos todos informados.

    Curtido por 1 pessoa

  6. DOMC11 – DOMO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII
    Administrador Caixa Econômica Federal

    Tipo do Evento Distribuição de Rendimentos
    Ato societário de aprovação (se houver) –
    Data de aprovação (se houver) –
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao rendimento ou amortização) 01/07/2016
    Data do pagamento Não haverá
    Quantidade de cotas emitidas 175.000
    Valor do Rendimento por cota R$ 0,0000000000000000000000000000000000000000000000
    Período de referência 06/2016

    Curtir

    • quase 20h soltam mais um FR rs

      Fato Relevante
      DOMO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, inscrito no CNPJ/MF sob o nº
      17.374.696/0001-19 (“Fundo”), vem, por meio de seu representante legal, CAIXA ECONÔMICA
      FEDERAL, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 00.360.305/0001-04, autorizada pela Comissão de Valores
      Mobiliários (“CVM”) a administrar fundos de investimento e a administrar carteiras de valores
      mobiliários, por meio de sua Vice-Presidência de Gestão de Ativos de Terceiros, localizada na Cidade
      de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Paulista, nº 2300, 11º andar, na qualidade de
      instituição administradora (“Administradora”), comunicar que:

      (i) a renda mínima garantida que deveria ser paga ao Fundo em 20/06/2016 pela
      Garantidora não foi efetivada na data contratualmente estabelecida no Instrumento
      Particular de Garantia de Renda Mínima de Aluguel e Outras Avenças celebrado entre o
      Fundo e a Garantidora em 27/12/2013 (“Contrato de Renda Mínima Garantida”);

      (ii) a Garantidora informou à Administradora que regularizará a renda mínima garantida
      atrasada referente a JUNHO até o dia 15/07/2016. Continuaremos a acompanhar a
      regularização do Contrato de Renda Mínima Garantida e manteremos todos informados.

      Curtir

      • O prédio é bonitão.
        O Instituto L#l@ e a empresa de palestras LILS poderiam se mudar para lá.
        Maior status para as locatárias. E uma ajudazinha para o FII.
        Se sobrar espaço , a Gamecorp, a LFT marketing esportivo, a Projeto, a JD assessoria.
        Seria um prédio de escritórios temático, com foco em assessorias e consultorias especializadas em facilitações junto ao governos federal, estaduais, municipais e internacionais reds.
        No térreo, se for possível, um lojinha temática, como aquelas que vendem camisetas com “red star” ou com a cara do chê Kévara; outra lojinha com itens do curitians; e a última, a de 1,99 para dar sustento à digníssima afastada.

        Curtido por 3 pessoas

      • chega de desgraça em Lula City, Nine. kkk
        já basta a quebradeira geral na indústria provocada por esse pretenso inquilino,
        São Bernardo se arrasta nessa crise.

        Curtir

  7. DOMO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 17.374.696/0001-19
    (“Fundo”), vem, por meio de seu representante legal, CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, , inscrita no CNPJ/MF
    sob o nº 00.360.305/0001-04, autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) a administrar
    fundos de investimento e a administrar carteiras de valores mobiliários, por meio de sua Vice-Presidência
    de Gestão de Ativos de Terceiros, localizada na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida
    Paulista, nº 2300, 11º andar, na qualidade de instituição administradora (“Administradora”), comunicar
    que:
    (i) foi paga pelo garantidor em 10/06/2016 a renda mínima garantida atrasada referente ao mês
    de maio.
    (ii) as distribuições de rendimentos para as cotas de emissão do Fundo estão suspensas a partir
    da presente data, nos termos da legislação e regulamentação aplicáveis, considerando que:
    a) a auditoria externa independente do Fundo identificou, como parágrafo de ênfase nas
    Demonstrações Financeiras, que a partir de 2017 a geração de resultados do Fundo
    depende exclusivamente da capacidade de geração de receitas de aluguel do imóvel;
    b) atualmente, o índice de vacância das unidades do imóvel é superior a 95% (noventa e
    cinco por cento), sem qualquer sinalização ou compromisso firme de locação por parte de
    potenciais novos locatários no curto ou no médio prazo;
    c) o “Instrumento Particular de Renda Mínima Garantida”, documento que vem garantindo
    quase que exclusivamente o recebimento de recursos pelo Fundo, além de não estar
    sendo cumprido integral e tempestivamente, tem prazo de vigência que termina ao final
    do exercício social de 2016;
    d) a partir desse período, não havendo nova fonte de receita para o Fundo, todos os custos
    fixos e despesas relativos ao imóvel de propriedade do Fundo – como taxas condominiais,
    IPTU, dentre outros – passarão a ser arcados com recursos próprios do Fundo ou, em caso
    de ausência de tais recursos, mediante chamadas de capital aos cotistas, conforme
    previsto no prospecto, nos fatores de risco e no regulamento do Fundo; e
    e) a continuidade de distribuição de resultados, neste atual cenário de incertezas do Fundo e
    de crise no mercado imobiliário nacional, não se coaduna com as boas práticas de gestão
    e administração imobiliária de ativos, colocando em risco o patrimônio do Fundo e de
    todos os cotistas.
    (iii) oportunamente será convocada Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas para deliberar
    sobre o não recebimento dos rendimentos não distribuídos referentes ao semestre findo em
    30/06/2016.

    Curtir

    • CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE COTISTAS

      Convidamos os senhores cotistas do DOMO FII cadastrado sob o CNPJ n.º 17.374.696/0001-19 (“Fundo”), a comparecer à Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas,

      a realizar-se no escritório da Caixa Econômica Federal
      (“Administradora”) localizado no Condomínio Edifício São Luis de Gonzaga, na Avenida Paulista, 2300, 11º andar, Cerqueira César, São Paulo/SP, no dia 13 de julho de 2016, às 10h,

      para deliberar sobre a não distribuição dos rendimentos do Fundo referentes ao semestre findo em 30/06/2016.

      Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s