EDGA11 – BM Edifício Galeria

Seu objetivo foi a aquisição de 100% do empreendimento denominado Galeria, edifício classe A, no centro do Rio de Janeiro; administrado pela BTG Pactual, em regime de condomínio fechado, com prazo indeterminado de duração.

edga11b211

O Fundo é proprietário de 100% do Edifício Galeria, localizado na Rua da Quitanda, nº 86, Centro, Rio de Janeiro/ RJ.
O empreendimento é composto por 8 pavimentos, somando 22.026 m² e mais um Shopping localizado no térreo e subsolo de 2.808 m²; classificado como sendo um fundo do tipo Tijolo e enquadra-se na segmentação Escritórios.

O Imóvel-Alvo data de 1940 e foi recentemente reformado e modernizado.

edga11b

Taxas:
Administração: 0,20%a.a. sobre valor total dos ativos do fundo (mínimo R$ 30.000,00 mensais corrigido pelo IGPM).
Consultoria imobiliária: 0,20%a.a. sobre valor total dos ativos do fundo.

Unidade Área BOMA (m²): Lojas: 101 610,83  /  102 486,25  /  103 460,94  /  104 63,47  /  105 192,82  /  106 825,16  /  107 169,10
Salas: 201 1.083,00  /   202 962,85  /  203 946,52  /  301 2.992,37  /  401 2.992,37  /  501 3.049,70  /  601 2.598,86  /  701 2.598,86  /   801 2.694,60
901 2.108,37

RI: sh-contato-fundoimobiliario@btgpactual.com

Anúncios

1.064 comentários sobre “EDGA11 – BM Edifício Galeria

    • Quanto descaso, relatório gerencial de Julho-2019, sai somente em 03-09-2019 e ainda somente com ctrl+c e ctrl+v
      Os caras não são nem capazes de atualizar a “porcaria” do relatório com a saída do inquilino OCEAN e a entrada do inquilino ALVAREZ.
      Fizeram um rolo pra trocar o consultor que até agora não entendi (Quem conseguiu entender, se puder, por favor explique).
      Nenhum fato relevante sobre a desocupação do imóvel pelo inquilino OCEAN (os 90 dias já se passaram a muito tempo).
      Posso estar enganado mas acho que esse é o fundo que faz parte do Ifix com o relatório mais atrasado de todos, sempre sai com 2 meses de atraso. (Sai em setembro dizendo que é referente a Julho, porém com dados de Junho e faltando dados referente a Maio) é uma completa falta de respeito com os cotistas.

      Curtido por 1 pessoa

  1. São Paulo, 20 de agosto de 2019.
    REF.: Resumo das deliberações tomadas em Assembleia Geral Extraordinária de
    Cotistas do Fundo de Investimento Imobiliário – FII Edifício Galeria, realizada em 20
    de agosto de 2019.
    Prezado Cotista,
    Em cumprimento ao disposto na Instrução CVM nº 472/08, a Administradora informa
    que compareceram cotistas representando 48,74% do total das cotas emitidas do Fundo
    e os cotistas deliberaram:
    por maioria de votos de cotistas representando 74,36% dos presentes e 36,24% do total
    de cotas emitidas pelo Fundo, foi eleita a CB RICHARD ELLIS LTDA. como
    consultora imobiliária do Fundo, com a consequente rescisão contratual com a atual
    consultora FG/A Consultoria e Gestão de Ativos Ltda.
    A ata lavrada em mencionada Assembleia, contendo a íntegra das deliberações tomadas,
    encontra-se disponível em sua sede na Praia do Botafogo nº 501, 5º andar, Rio de
    Janeiro – RJ.
    Atenciosamente,
    BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM

    Curtir

  2. Pessoal, uma duvida, estou voltando a dar uma estudada nos FIIs desde que tinha parado em 2017 e me deparei com algo nesse aqui!

    Antes eu usava o codigo EDGA11B, porem fui acessar o grafico dele no HB e dava erro, ai vi que o grafico esta no EDGA11

    Porem ambas tem movimentação de venda!
    EDGA11 – 51,30
    EDGA11B – 53,69

    Como funciona essa diferença? primeira vez que me deparo com isso, o rendimento é igual para as 2?

    Curtir

  3. A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 59.281.253/0001-23 (“Administradora”), na qualidade de administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII EDIFÍCIO GALERIA, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 15.333.306/0001-37, código CVM nº 31202-6 (“Fundo”), proprietário de 100% (cem por cento) do Edifício Galeria, localizado à Rua da Quitanda, nº 86, Rio de Janeiro/RJ, (“Imóvel”), informa aos cotistas e ao mercado, o que segue:

    Após a expedição do Mandado de Despejo, a administração predial do Imóvel informou à Administradora do Fundo que a SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA, locatária da sala 801 localizada no 8º andar do referido Imóvel (“Locatária”), solicitou a liberação dos elevadores de carga do dia 05/07/2019 a partir das 19h até o dia 07/07/2019 com o objetivo de realizar a sua desocupação do Imóvel.

    Diante do exposto, a Administradora, nesta data, enviou uma notificação extrajudicial (“Notificação”) para a Locatária solicitando que a mesma esclarecesse a solicitação acima e se, de fato, pretende seguir com a devolução das chaves e entrega do Imóvel, livre de pessoas e coisas e nas mesmas condições em que foi entregue, tal como indicado no §3º da Cláusula Primeira do Contrato de Locação, bem como informe a data da saída efetiva.

    Ademais, a Administradora salienta que as despesas referentes à locação do Imóvel continuam a ser devidas nas mesmas condições fixadas no Contrato de Locação até a definitiva entrega das chaves e que a devolução do Imóvel não implica em quitação dos valores inadimplidos, que seguirão normalmente em processo de cobrança, conforme previamente informado.

    A Administradora se compromete a manter todos os cotistas e o mercado atualizados sobre o assunto.

    Permanecemos à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos que se façam necessários.

    São Paulo, 05 de julho de 2019

    Curtido por 2 pessoas

  4. COMUNICADO AO MERCADO
    A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM, inscrita no CNPJ/MF sob o no 59.281.253/0001-23 (“Administradora”), na qualidade de administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII EDIFÍCIO GALERIA, inscrito no CNPJ/MF sob o no 15.333.306/0001-37, código CVM no 31202-6 (“Fundo”), proprietário de 100% (cem por cento) do Edifício Galeria, localizado à Rua da Quitanda, no 86, Rio de Janeiro/RJ, (“Imóvel”), informa aos cotistas e ao mercado, o que segue:
    Conforme já informado em Fatos Relevantes, Relatórios Gerenciais e Assembleias Gerias Ordinárias e Extraordinárias, a SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA, locatária da sala 801 localizada no 8o andar do referido Imóvel (“Locatária”) encontra-se inadimplente desde setembro de 2015, quando foram iniciados os trâmites de cobrança judiciais e extrajudiciais pelo Fundo. Entre agosto de 2018 e janeiro de 2019 houve o pagamento de um total de R$ 3.323.785,33 (três milhões, trezentos e vinte e três mil, setecentos e oitenta e cinco reais e trinta e três centavos). No entanto, desde então não foram executados novos pagamentos.
    Em paralelo às discussões e tratativas para um acordo quanto aos valores devidos pela Locatária, as medidas judiciais vinham em execução normal pelo Fundo. Em 15.05.2019 foram rejeitados os embargos de declaração apresentados pelas partes, com determinação de expedição do mandado de despejo.
    Como até a presente data, não houve definição pela Locatária quanto às tentativas de acordo, o Fundo irá prosseguir com a execução do despejo, como forma de proteger o interesse de seus cotistas.
    Permanecemos à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos que se façam necessários. São Paulo, 25 de Junho de 2019
    BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM

    Curtir

  5. (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    21/06/2019
    Data do pagamento
    28/06/2019

    Valor do provento por cota (R$)
    0,242229677

    Período de referência
    Maio/2019
    Ano
    2019

    Com a palavra os universitários

    Curtir

  6. Fato relevante:
    “A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM, inscrita no CNPJ/MF sob o
    nº 59.281.253/0001-23 (“Administradora”), na qualidade de administradora do
    FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII EDIFÍCIO GALERIA, inscrito no CNPJ/MF
    sob o nº 15.333.306/0001-37, código CVM nº 31202-6 (“Fundo”), proprietário de 100% (cem por cento)
    do Edifício Galeria, localizado à Rua da Quitanda, nº 86, Rio de Janeiro/RJ, (“Imóvel”), em cumprimento
    ao deliberado na Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária de Cotistas realizada no dia
    29 de abril de 2019 (“Assembleia”) , informa aos cotistas e ao mercado, o que segue:
    i. O Fundo notificou formalmente a TSP PARTICIPACÕES LTDA. inscrita no CNPJ/MF sob o
    n° 05.784.526/0001-23, (“Consultora”) a sua intenção de rescindir o Instrumento Particular de
    Contrato de Prestação de Serviços de Consultoria de Investimento Imobiliário e Outras Avenças,
    celebrado em 13/06/2012, entre o Fundo e a Consultora (“Contrato de Consultoria”). Conforme
    previsto no Contrato de Consultoria, a Consultora deverá cumprir o prazo de aviso de prévio e
    encerrará a prestação de serviços no dia 29 de junho de 2019.
    Em virtude da rescisão ora referida e após negociações entre a Administradora e a Consultora, o
    Fundo deverá arcar com a multa integral pelo término antecipado do Contrato de Consultoria no
    valor total de R$ 429.866,60 (quatrocentos e vinte e nove mil, oitocentos e sessenta e seis reais e
    sessenta centavos) (“Multa”). O referido valor será pago em 3 (três) parcelas, iguais e sucessivas,
    no valor de R$ 143.288,87 (cento e quarenta e três mil, duzentos e oitenta e oito reais e oitenta e
    sete centavos) cada, com vencimento da primeira parcela em junho de 2019 e as demais nos meses
    subsequentes.
    Dessa forma, considerando o pagamento mensal da Multa, a distribuição de rendimentos será
    impactada negativamente em aproximadamente 21,39%, com base na última distribuição
    realizada.
    ii. A Administradora convocará no dia 10 de junho de 2019 (“Convocação”) uma Assembleia Geral
    Extraordinária de Cotistas a ser realizada no dia 26 de junho de 2019 para deliberar acerca da
    contratação de um novo prestador de serviços de consultoria imobiliária.
    Nesse sentido, a Administradora irá receber propostas para a prestação dos serviços de consultoria
    imobiliária até o dia 06 de junho de 2019 para que as mesmas sejam disponibilizadas juntamente
    com a Convocação para a apreciação dos cotistas.
    iii. Ademais, o Fundo assinou nesta data um novo Contrato de Locação com a ALVAREZ &
    MARSAL ADMINISTRAÇÃO JUDICIAL LTDA., (“Locatária”) referente a parte da sala 401,
    localizada no 4º andar do Imóvel, com área locável de 339,75 m², prazo de 5 (cinco) anos contados
    a partir de 01 de junho de 2019, com carência em linha com o praticado na região.
    Com a nova locação, a vacância do Imóvel irá para 18,3%. Além disso, a receita do Fundo será
    impactada positivamente em 1,10%, em comparação às receitas do mês de abril de 2019, gerando
    um impacto positivo na distribuição de rendimentos de aproximadamente 2,79%, com base na
    última distribuição de rendimentos. Os incrementos na receita e na distribuição são uma projeção
    considerando o aluguel nominal da locatária após o período de carência e desconto.”

    Curtido por 1 pessoa

    • Só agora vi. A BTG resolveu cancelar um contrato com uma consultora e pagar multa e agora quer contratar outra? Isso é uma péssima administração. Outra coisa que me incomoda é que essa multa está num preço absurdo.

      Curtir

  7. Fato Relevante:
    “A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM, inscrita no CNPJ/MF sob o nº
    59.281.253/0001-23 (“Administradora”), na qualidade de administradora do FUNDO DE
    INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII ED. GALERIA inscrito no CNPJ/MF sob o nº
    15.333.306/0001-37, código CVM nº 31202-6 (“FII ED. GALERIA”), proprietário de 100% do Edifício
    Galeria, localizado à Rua da Quitanda, nº 86, Rio de Janeiro/RJ, (“Imóvel”), informa à seus cotistas e ao
    mercado em geral, em complemento ao relatório gerencial do mês de março de 2019, no qual foi
    informado o recebimento da notificação da OCEAN RIG DO BRASIL SERVIÇOS DE PETRÓLEO
    LTDA. (“Locatária”) informando a sua intenção de rescindir o contrato de locação referente a parte da
    sala 401, localizada no 4º andar do Imóvel, com área locável de 348m², que:
    A Locatária realizou o pagamento no valor de R$ 338.042,69 (trezentos e trinta e oito mil e quarenta e
    dois reais e sessenta e nove centavos), dos quais:
    i. R$ 169.676,51 (cento e sessenta e nove mil, seiscentos e setenta e seis reais e cinquenta e um
    centavos) são referentes à multa rescisória que será distribuída aos cotistas conforme legislação
    aplicável, gerando um impacto positivo de 25,33% na distribuição de rendimentos, com base na
    última distribuição realizada.
    ii. R$ 168.366,18 (cento e sessenta e oito mil, trezentos e sessenta e seis reais e dezoito centavos)
    são referentes à devolução de cash allowance que será utilizada para recompor a reserva de
    contingência do Fundo.”

    Curtido por 1 pessoa

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s