FLMA11 – Square Faria Lima

O Fundo de Investimento Imobiliário Continental Square Faria Lima foi constituído sob a forma de condomínio fechado, administrado pela BR-CAPITAL DTVM; tem por objetivo a exploração, mediante arrendamento e/ou locação, de parte das unidades imobiliárias do empreendimento multifuncional Continental Square Faria Lima.

FLMA11

Teve início de operações em Abril/04 e os tivos do fundo são: 18 conjuntos da Torre Comercial do Continental Square, em 4 andares e meio, alugados isoladamente, e 75% do Hotel Caesar Park; portanto um FII de Tijolo, atuando majoritariamente no segmento de Imóveis Comerciais – Escritórios.

O Hotel é arrendado e o FII recebe o repasse de receitas pelo uso; sua cota inicial foi lançada a R$ 1,00, isto mesmo, apenas uma unidade da nossa moeda.

Hotel Caesar Park: como é de conhecimento geral, o Grupo Posadas foi adquirido pelo Grupo Accor no fim do ano de 2012; e a rede de hotéis Accor está disposta a ampliar a presença da marca Pullman no Brasil.

mini-FLMA7

O complexo está localizado na Vila Olímpia (Começo da Nova Faria Lima x Rua das Olimpíadas). Embora o FII seja dono de 75% do hotel Caesar Park e “apenas” 4 andares e meio do Edifício Comercial Continental Square (o edifício tem 16 andares), a maior parte da receita (ca. de 71%) é proveniente justamente do Edifício Continental Square.

O FII é donos dos primeiros 4,5 andares do Edifício e algumas das empresas que locam estes andares são: Indusval & Partners Corretora; T-Systems do Brasil; Viver Incorporadora e Construtora S/A e Regus Brasil locação de escritórios.

Taxas:
Administração: parte fixa de R$ 17.860,00 mais parte variável de 2% do resultado operacional disponível (mínimo de R$ 5.000,00), valores corrigidos pelo IPC-FIPE.
Consultoria: 2% sobre resultado operacional disponível (mínimo de R$ 5.000,00).
Fundo pode destinar 3,2% do resultado operacional disponível para constituição de fundo de reserva para reposição de ativos, veja artigo 29º do regulamento.

RI: unitas@unitas.com.br

Anúncios

125 comentários sobre “FLMA11 – Square Faria Lima

  1. O ano de 2016 foi fortemente impactado pelo cenário político-econômico do Brasil. As altas taxas de desemprego e o congelamento dos investimentos afetaram diretamente a performance do mercado hoteleiro de São Paulo. Na comparação entre 2015 x 2016 de modo geral houve queda tanto em Taxa de Ocupação como em Diária Média, refletindo o esforço dos hotéis em se manterem competitivos diante de um cenário de retração. O estratégia de gestão do Hotel Pullman teve por objetivo manter a Taxa de Ocupação sem entrar na guerra de preços da concorrência. Enquanto o mercado competitvo apresentou taxa de ocupação média em 2016 de 60%, o Hotel Pullman registrou 63%, mantendo a mesma ocupação de 2015, com incremento de 4% no RevPar. A Receita Líquida Total (que inclui A&B) ficou 2,2% acima do realizado no ano passado. Em relação ao mercado de edifícios corporativos Classe A, o ano fechou com taxa de vacância de 25,2%, e preço médio de locação de R$ 86,0/m2 (fonte: On Point JLL, 4º trimestre de 2016). O quarto trimestre de 2016 registrou a maior absorção líquida do ano, com área absorvida de 64,3 mil m², totalizando 19,2 mil m² de absorção líquida. Os conjutos de escritório do FII – Continental Square Faria Lima fecharam o ano de 2016 com 2 unidades vagas, representando uma taxa de vacância de apenas 11%, com preço médio dos contratos acima dos preços médios praticados na região da Vila Olímpia.

    Curtir

  2. 7- Relação de processos judiciais, não sigilosos e relevantes
    Não possui informação apresentada.
    8. Relação de processos judiciais, repetitivos ou conexos, baseados em causas jurídicas semelhantes, não sigilosos e relevantes
    Não possui informação apresentada.
    9. Análise dos impactos em caso de perda e valores envolvidos relacionados aos processos judiciais sigilosos relevantes:
    Não possui informação apresentada.

    Curtir

  3. Para o ano de 2017, as perspectivas por enquanto não são de melhoras imediatas no movimento de viagens, apesar de alguns indicadores econômicos já terem evoluído. As empresas ainda solicitam reduções nos valores negociados de viagens e eventos, e muitos negócios estão sendo fechados com pouca antecedência. Há casos em que a concorrência, principalmente os hotéis com maior capacidade, se mostram muito agressivos nas negociações por ter mais oferta do que demanda na hotelaria paulistana. Ainda assim as expectativas são positivas, as ações iniciadas nesses primeiros meses do ano pela nova gestão da Cidade de São Paulo, podem trazer maior confiança aos investidores, acelerando o crescimento local. O espaço do Centro de Convenções totalmente renovado, aumentam ainda mais a competitividade do Hotel Pullman no segmento de Eventos e Feiras da região. Em relação ao mercado de edifícios corporativos Classe A, espera-se para 2017 um crescimento da taxa de absorção líquida, no entanto, devido ao elevado estoque a ser entregue, espera-se crescimento das taxas de vacância. Em relação aos preços, acredita-se que em 2017 os preços permaneçam estáveis nas regiões nobres da Cidade de São Paulo.

    Curtir

  4. INFORME ANUAL 2016

    Resultado do fundo no exercício findo
    O Fundo apurou um resultado negativo de R$ 17.981MIL no período, impactado pela avaliação a valor justo de seus imóveis, que desvbalorizaram R$ 29.290MIL. Sem considerar esta desvalorização, o resultado do Fundo foi de R$ 11.309MIL. Neste exercício foram distribuidos R$ 11.497MIL de renda aos cotistas.

    Curtir

    • Bom dia sou novo no fórum e vcs poderiam me ajudar. Porque aparentemente o Flma é tão barato visto que o imóvel parece ser de primeira e o metro quadrado dele sai hj a R$ 8mil na cotação de 2,22 . Fora a vacância ele algum outro problema, tipo gestão , adm e etc. Obrigado.

      Curtir

      • Seja Bem Vindo Pedro Costa

        situação de lajes comerciais, boa parte do fii, hoje está bem complicado mesmo em SP

        veja a locação recente da Modanet num valor bem mais baixo que a média histórica e no que seria um bom patamar… mas já está dando trabalho com inadimplência 😦

        ai mercado precifica na cota o risco e a eventual vacância do espaço

        Curtir

      • Ah esqueci

        Pedro se olhar o fluxo do hotel, pelo menos na antiga gestão ainda, final de ano cai e muito a receita então… de novo, vai para a conta de expectativa x retorno

        mas para quem tem objetivo de longo prazo, visão de acumulação de cotas e m², de colocar os juros compostos pra trabalhar em seu favor, esses períodos de vacas magras são oportunidades

        Curtir

      • Obrigado pela resposta Tetzner. Vou comprar um pouco todos mês. O Flma proporcionalmente me parece mais barato que o Bbvj ( R$6.750,00 o mt) e o TboF(R$11.266,00 o mt). Aproveitando sua boa vontade nesse critério mt barato vc ve outra oportunidades. Abs

        Curtir

  5. Viver comunica execução judicial no valor de R$ 15 milhões

    A Viver Incorporadora e Construtora informou nesta quinta-feira que tomou conhecimento do ajuizamento de execuções judiciais contra a companhia no valor de R$ 15 milhões. A empresa não informou a que se refere o processo.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s