FLRP11B – Floripa Shopping

O Floripa Shopping FII possui 35,37% do empreendimento designado “Florianópolis Shopping Center”, com ABL de 29.714,62** m2 destinado à exploração comercial por meio de locação de suas lojas; administrado pelo BTG Pactual, em regime de condomínio fechado, com prazo de duração indeterminado.

flrp11b3

Aberto ao público em 9/11/2006
Área total do terreno: 31.729,34 m²
Área construída: 79.194,83 m²
1,1 mil vagas de garagem
6 elevadores, 15 escadas rolantes
7 salas de cinema, com 1,4 mil lugares
Certificação Ambiental ISO 14001
Administração do Shopping: Alliansce
FII de Tijolo, enquadra-se na Segmentação Shoppings

url-1

O Floripa Shopping cresce com a região e, por estar no vetor de crescimento da cidade, a SC-401 é o melhor investimento da Ilha para quem deseja abrir seu negócio e ter sucesso.

 

Taxas:
Administração: 9,0%a.m. sobre a receita do fundo (mínimo R$ 44.000,00 mensais corrigido pelo IGPM).

RI: sh-contato-fundoimobiliario@btgpactual.com

82 comentários sobre “FLRP11B – Floripa Shopping

  1. Sobre a assembléia para aprovar a buscar de um parceiro para venda do shopping:

    Essa venda foi solicitada pelo maior cotista do fundo, o Capitania Reit, que comprou bastante naquele pânico de 2014.
    Ao BTG cabe convocar a assembléia e aos cotistas a decisão. Como o capitania é quase majoritário, a chance de aprovação é mega, ultra, gigantesca.
    O FII melhorou muito o rendimento real nos últimos 2 anos após as obras de instalação da Renner. A loja ocupou um ótimo espaço e a circulação ao redor dela foi favorecida, além de ter diminuído a vacância.
    Na crise, conseguiu se manter com baixa vacância, apesar do aumento da inadimplência. O aumento do estacionamento tem evitado queda da renda, ultimamente.

    Agora, sem os custos de administração do fundo (muito salgados), e sem o custo de administração do shopping (creio que 9% das receitas vão para a Aliansce), o rendimento por cota seria ao redor de R$ 7,00 por mês em média. Dai a cota pode valer ao menos R$ 900,00 para venda, considerando um cap rate próximo de 10% a.a.

    Particularmente, não gostaria que a venda ocorresse, pois é um dos fundos que mantenho para o longo prazo e desenvolvimento da regiâo em que está inserido – o que é bastante evidente. Nas mãos de um novo player e sem as taxas salgadas da administração do FII, o shopping vale mais ainda e certamente esse é o valor que o Capitania Reit buscar destravar.

    Abraços,
    Small caps.

    Curtido por 2 pessoas

      • O grande diferencial do ano passado foram os estrangeiros, especialmente argentinos, que vieram em massa a Florianópolis e fizeram muitas compras no comércio, inclusive no FLRP11B.

        Dada a relação de câmbio atual, no Brasil e na Argentina, creio que eles devem fazer compras fortes na temporada novamente.

        Entre abril e novembro o movimento é mediano apenas, com vendas relativamente baixas para um shopping center. Até por isso a baixo valor por m2 de negociação e avaliação do FLRP11B.

        O grande acerto deles para esta temporada foi colocar o preço do estacionamento para um patamar condizente com o excesso de movimento no shopping durante a temporada. No início desse ano durante a semana o estacionamento custava R$ 2,00 por 5 horas. Agora, o estacionamento durante a semana foi para R$ 5,00 por 3 horas e R$ 3,00 por hora adicional. Assim, quando um cliente ficava 5 horas no shopping pagava R$ 2,00. Agora vai pagar R$ 11,00. Isso provavelmente vai aparecer nos balancetes da temporada de verão.

        Abraços,
        Small caps.

        Curtido por 2 pessoas

      • Eles tem bastante posição em fundos de fundos (BCFF, MXRF), shoppings (FIGS, RBGS, FLRP) e alguns fundos de escritório como RDES…. eles gostam de “patinho feio”.

        O maior mérito é comprar ativos em situação de pânico no mercado.

        Estavam na jogada do MSHP se não me engano, que vendeu o shopping.

        Abraços,
        Small caps.

        Curtir

      • MSHP para mim deu um baita retorno, acho que mesmo na alta atual nenhum FII subiu tanto quanto esse patinho feio kkk

        Aquela AGO que negou a emissão do BCFF pelo baixo preço, foram eles da Capitania “em Ação” ?

        Curtir

    • Caso especifico de Aquisição Hostil visando se aproveitar de uma assimetria de preços com objetivo claro de auferir lucro rápido com venda da propriedade, vimos até pouco tempo atrás processo semelhante no Thera.

      Não seria caso destituir ADM buscando equalizar taxas de gestão do empreendimento com a realidade do mercado?

      Curtido por 2 pessoas

      • Senhor dos FII’s, seria uma solução razoável.

        Com medo disso, na maioria dos meses eles já cobram no BTG apenas 1/3 da taxa que estava no regulamento. Sempre que a renda é abaixo de 0,66% a.m. sobre o valor da cotação, a taxa é dessa magnitude.

        As ofertas hostis aparecem quando os mercados tem nítidas distorções… Isso tem se reduzido bastante para novas investidas nesse sentido.

        Abraços,
        Small caps.

        Curtido por 2 pessoas

      • eu lembro dessa Small ia te falar Sr dos FIIs, teve uma AGO que saiu um baita “arranca rambo” e a BTG quase perdeu a administração do FII

        bom saber, mais uma dos caras, então praticam ativismo com propriedade, compram quando ninguém quer e vão nas AGOs fazer valer o Voto

        muito bom 🙂

        Curtir

  2. Essa ficha tá meio desatualizada com esta história da assembléia; vou colocar os fatos aqui pra atualizar, e tem coisas bem bizarras nas notas:

    São Paulo, 29 de novembro de 2016.

    Ref.: Convocação para Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas do Fundo de Investimento Imobiliário – FII Floripa Shopping
    Prezado Sr. Cotista,

    A BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM (“Administradora”), na qualidade de Administradora do Fundo de Investimento Imobiliário – FII Floripa Shopping, inscrito no CNPJ sob o número 10.375.382/0001-91 (“Fundo”), nos termos do Art. 21 do Regulamento do Fundo e do Art. 19 da Instrução CVM n.º 472, de 31 de outubro de 2008, conforme alterada (“Instrução CVM 472”), vem, por meio desta, convocar V.Sa. a participar da Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas, a ser realizada, presencialmente, no dia 16 de dezembro de 2016, às 09h30 horas, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º 3.477 – 14º andar, que terá como ordem do dia as seguintes deliberações:

    – Autorizar o administrador a buscar um comprador para o único imóvel do fundo, qual seja, a participação que o mesmo possui no “Florianópolis Shopping Center”. Para isto, autorizar o administrador a contratar uma empresa especializada para atrair potenciais compradores; e
    – Aprovação do pagamento dos custos da assembleia pelo Fundo, uma vez que o cotista solicitante entende convocá-la no melhor interesse dos cotistas do Fundo

    Os Srs. Cotistas ou seus representantes deverão apresentar seus documentos de identificação e/ou prova de representação, bem como assinar o Livro de Presença de Cotistas.

    A Assembleia Geral de Cotistas se instalará com a presença de qualquer número de cotistas, nos termos do Art. 19 da Instrução CVM 472 c/c o Art. 70 da Instrução CVM n.º 555, de 17 de dezembro de 2014.

    Atenciosamente,
    BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM

    Curtido por 1 pessoa

    • No início do documento, que está disponível na página do FLRP na bovespa, consta: “ESTRITAMENTE CONFIDENCIAL” (???)
      Ao final do documento tem umas notas estranhas (a administradora está cometendo suicídio administrativo? A quem interessa isso tudo?):

      “Considerando os números apresentados e na qualidade de administradores do Fundo de Investimento Imobiliário – FII Floripa Shopping, entendemos que a prospecção de possíveis compradores para o imóvel do fundo é benéfica para os investidores em razão dos seguintes fatores:

      • Entendemos que mesmo após a redução da taxa de administração, as despesas do fundo permanecem bastante
      significativas se comparadas com a receita (41,74%), principalmente em função do Patrimônio Líquido atual do fundo.

      • Entendemos que para aumentarmos a receita do Shopping, seria necessária a ampliação do imóvel para atrair novas lojas satélites, o que resultaria em um primeiro momento em um aumento de investimento no Shopping.

      • Como o Fundo não é majoritário no empreendimento, torna-se sempre dependente da aprovação dos demais sócios para tomadas de decisão referente à ampliação do imóvel.

      Acreditamos que a prospecção estabelece parâmetro de demanda de valor para uma possível venda do ativo. Caso se
      concretize uma proposta, a mesma será discutida em uma nova assembleia extraordinária junto aos cotistas.”

      Cansaram dos sócios? Jogaram a toalha?

      Curtido por 3 pessoas

    • Proprietários: Plenaventura (53,63%)/ Vgomes (11%) e FII Floripa (35,37%)
      Inaugurado em 18/10/2006
      2009 – O fundo compra 38% do imóvel Florianópolis Shopping Center.
      2013 – Expansão de 48.773.94m² para 52.414.96m²; Diluição da participação do shopping de 38% para 35.37%.
      ABL 28.779.77m²
      Estacionamento: 1.350 vagas.
      160 lojas – 10 Âncoras 4 Megalojas e 1 academia
      07 Salas de Cinema – 1400 lugares
      Vacância: 11%
      Administrador Shopping: Alliansce

      Curtir

    • Richie

      achei até “engraçado” este ponto:

      “contratar uma empresa especializada para atrair potenciais compradores”

      vão atrair compradores como?

      a) armando um circo na frente do shopping
      b) pintando a fachada de cor de rosa e colocando uma melancia de 1 tonelada na frente
      c) anunciando na novela da globo, tipo malhação florida 🙂

      Venham compradores, comprem o shopping que tem despesas elevadas e receitas altamente sazonais!

      Aqui temos a prova cabal que a festança da BTG na criação de mais de dezenas de “mini” FIIs, acabou dando com os burros n´água

      tem fundo que eles nem olhavam, nem sabiam onde ficava, porque a taxa era “só 15 mil” por mês

      Curtido por 4 pessoas

      • E contratar por quantos real??
        E Dinheiro do cotista pra chamar assembléia pq o administrador cansou? assumiu sua incompetência? brigou com os sócios? Viu que a renda não cobre satisfatoriamente as despesas?
        Interessante pensar q a situação do fundo não mudou, desde o começo tem participação fracionada do shopping, o que mudou agora pra jogar a toalha??

        Curtido por 1 pessoa

      • Richie enquanto está “largado” e ninguém cobra nada, basta faturar e embolsar, vai tosquiando e tudo bem, qualquer vintém é cascalho. Mas se dá trabalho… correm como o diabo da cruz. Simples assim taxa baixa é sinal de FII abandonado à própria sorte mas taxa alta não implica em resultado excepcional… geralmente é medíocre. O diferencial vai ser sempre o imóvel que quando for bom se vende não precisa de circo para chamar atenção.

        Curtido por 1 pessoa

      • Chief, o VP do relatório de outubro é 1.177,23 por cota; vale “hoje” na bolsa 850,00. Conseguiriam vender pelo VP? É melhor sair agora? Ou é melhor ir na votação (dia 16/12) e dizer não? Ou sim? Ó….

        Curtir

      • Richie por experiência anterior nunca vendem nessas AGOs… a oferta SE surgir nunca é pelo VP. O VP nos FIIs é norte e não o alvo servia antigamente para sustentar as taxas obesas… bastou mudar para a cotação que eles dispararam… notaram? Eu acho que quem tem e gosta não vende e os que vendem entraram para especular… vão querer vender por qualquer vintém acima da cotação para “lucrar”. Resta saber se neste FII tem mais Investidor ou Especulador…

        Curtido por 1 pessoa

      • Ao meu ver, apesar de não conhecer o empreendimento ao vivo, mas pelo que pesquisei, não se enganem, esse ativo tem um grande potencial!
        Se for bem cuidado por seus sócios, inclusive os cotistas do Fii, e fizerem o investimento necessário em eventual expansão, terão um ativo de grande perpetuidade. Acredito muito no empreendimento, mesmo não sendo cotista ainda.

        Curtir

      • Investidor, o shopping pode ter potencial, mas o fundo imobiliário me parece que não, ou alguém gostaria de ter um gestor que não acredita no fundo, e cujos esforços, às custas do cotista, é encontrar um comprador?

        Curtido por 1 pessoa

      • Para quem não conhece o Floripa Shopping é de acesso difícil, saída pior ainda, quem não conhece não se aventura. Os produtos são baratos tipo shopping para classe média baixa. Mas daria um excelente prédio de escritórios devido ao amplo estacionamento e largos espaços internos. O construtor e lançador do fundo está preso em lá em Tocantins, vizinhos de seu país de origem, a Colômbia.

        Curtido por 1 pessoa

      • Tetzner mandei minha resposta mas como tinha um link de jornal caiu na moderação. Mas a mensagem pode ser resgatada assim:

        “Tetzner, Carlos Amastha, um colombiano naturalizado brasileiro e que construiu e vendeu parte do Floripa Shopping para o fundo foi reeleito prefeito de Palmas, Capital do Tocantins. Infelizmente não consegui trazer para cá os textos pois o jornal que divulgou as operações da Polícia Federal possuem um defensivo contra a cópia não autorizada – aliás como o Valor Econômico.
        Assim, para saber detalhes da notícia, quem desejar deve utilizar o link anexo.
        Sei que vai cair na moderação e vai demorar a ser liberado mas digitando CARLOS AMASTHA DETIDO EM PALMAS no google provavelmente terá acesso aos fatos”.

        Curtir

      • Tetzner, Carlos Amastha, um colombiano naturalizado brasileiro e que construiu e vendeu parte do Floripa Shopping para o fundo foi reeleito prefeito de Palmas, Capital do Tocantins. Infelizmente não consegui trazer para cá os textos pois o jornal que divulgou as operações da Polícia Federal possuem um defensivo contra a cópia não autorizada – aliás como o Valor Econômico.
        Assim, para saber detalhes da notícia, quem desejar deve utilizar o link anexo.
        Sei que vai cair na moderação e vai demorar a ser liberado mas digitando CARLOS AMASTHA DETIDO EM PALMAS no google provavelmente terá acesso aos fatos.

        Polícia Federal bate mais uma vez na porta de representantes da Prefeitura de Palmas; Desta vez investigado é o próprio prefeito


        Prefeito Amastha é alvo de investigação por supostas fraudes envolvendo milhões na licitação do BRT de Palmas
        Entre as imobiliárias envolvidas na Operação está a União do Lago PF também fez nova operação na casa do secretário municipal Claudio Schuller

        A Polícia Federal mais uma vez realiza operação envolvendo representantes da Prefeitura de Palmas/TO na manhã desta quinta-feira, 10 de novembro. Desta vez o alvo principal é o próprio prefeito Carlos Amastha (PSB) que teve seu apartamento no Edifício Galápagos na 204 Sul e sua suposta casa no setor Jardim Taquari sob busca e apreensão. A PF também realizou a operação denominada “Nosotros” no gabinete dois do prefeito que fica no Orquidário do antigo Projeto AMA, na avenida Teotônio Segurado.

        Curtir

      • Percebam como geralmente funciona, porque logo logo teremos novas emissões:

        a) pega um prédio ou empreendimento que no mundo imobiliário não vingou ou vai levar muito tempo para maturar

        b) empacota num fundo imobiliário onde o gestor, em troca de comissões e taxas, consegue distribuir em sua rede ou portfólio de produtos

        c) atrela uma renda garantida e desenha um futuro brilhante e promissor, plantando inclusive matérias em jornais e na mídia pra dizer o quão promissor será

        d) depois que o tempo passar e o negócio não atingir o prometido, negue o quanto puder, protele e encomende vultuosas avaliações patrimoniais para mostrar que “tem VP no FII” apesar do mercado não concordar

        e) quando por fim a situação ficar irreversível e não der mais para negar a realidade, entregue a administração para outro (passe adiante) ou convoque uma assembleia para venda do ativo.

        Vendendo ou não você ganha, afinal vendendo tem algo pra distribuir e não vendendo: “viu só, vale mais”. Ainda abre a chance de novas emissões para pagar as contas e prorrogar a situação por mais tempo rs

        Curtido por 3 pessoas

      • Pois é, tetzner, e vamos ver se a nova leva de FIIs virá com RMG (particularmente, nunca comprei FII durante RMG pq simplesmente não acredito nesse instrumento) e outros penduricalhos pra enfeitar. Quanto ao floripa shopping, já estudei em três ocasiões se valia a pena investir nele e sempre cheguei a conclusão que não. Algo gerido pelo BTG , monoimóvel e, pior ainda, um imóvel no qual o FII é minoritário mereceria um desconto gigantesco frente a outros fiis de shopping, mas – para minha surpresa – o mercado nunca aplicou esse desconto e por esse motivo nunca os comprei. Algo parecido ocorre com west plaza, quanto mais eu o estudo menos eu entendo o porquê do preço dele…pode ser alguma distorção típica de algo com pouca liquidez, é a única explicação que vejo.

        Curtido por 1 pessoa

      • Acho que o mais importante é saber quem pediu esta assembléia.
        Não sei se foi o bêtêgê.

        Quem pediu deve ter forte interesse na venda e possívelmente já deve ter um provável comprador.

        Curtir

      • Faz um resumo sobre isso tetzner!
        A governança da BTG precisa melhorar muito!
        Mas convenhamos que shopping gestão dita muito pouco no desempenho do fundo já que o ativo se vende sozinho.

        Por quais motivos aparentes a briga, qual grande cotista por de trás da venda do ativo?
        Se for ficar vendendo imóvel assim ao bel prazer da situação ainda mais no fundo do poço vai levar prejuízo, claro quem comprou no fundo tem lucro pelo spread da cotação em relação ao VP , mas seria aqueles casos igual thera aonde um tubarão entra para tentar fechar o fundo e lucrar em cima dos sardinhas deslumbrados.

        Outra coisa se a questão é o ativo.
        – Passa gestão e ADM para outro grupo
        Mas ao que tudo indica tem algum interesse grande por de trás da jogada.

        Se intuito é ficar lucrando com spread estes caras estão operando no mercado errado!
        Virem sócio e incorporadora ou fundo Ativo estilo HGRE ou HGBS.

        Tem algum fundo forçando a venda do ativo?

        Curtir

      • Sr dos FIIs a briga ficou tão feia que em maio teve até um evento de “desagravo” pra tentar melhorar o “ar” que andava irrespirável entre ambos, cotistas e administrador

        Houve até redução de taxas para não perderem o fii

        Curtir

    • A região aonde o shopping se encontra esta crescendo muito. Quando o shopping foi lançado, a SC-401 era um local com poucas empresas e pouco desiderado. Hoje a coisa mudou, imóveis em Florianópolis estão cada dia mais elevados de preço, aluguéis também. Estou com vontade de comprar mais fundos do FLRP, mas tenho receio. As vezes penso que investir em São Paulo é mais certo que em outras localidades do Brasil, será que estou equivocado?

      Curtido por 1 pessoa

  3. Trecho da proposta de adequação do regulamento à ICVM 571:

    “DA REMUNERAÇÃO DA ADMINISTRADORA
    Art. 16 – A ADMINISTRADORA receberá por seus serviços uma taxa de administração composta de: (a) quantia equivalente a 9% (nove por cento) ao mês, calculados sobre o valor da receita do FUNDO, observando-se o valor mínimo mensal de R$ 44.000,00 (quarenta e quatro mil reais), que será corrigido anualmente pela variação do IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), apurado e divulgado pela Fundação Getulio Vargas (“IGP-M/FGV”) ou na menor periodicidade prevista em lei, e que deverá ser pago diretamente à ADMINISTRADORA; e (b) o valor variável aproximado de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais), correspondente aos serviços de escrituração de cotas do FUNDO, incluído na remuneração da ADMINISTRADORA e a ser pago a terceiros, nos termos do parágrafo 2º do artigo 31 e do parágrafo 7º do artigo 7º deste Regulamento.
    Parágrafo 1º – O valor da remuneração acima mencionada não poderá superar o limite de 0,1% (um décimo por cento) do valor total das cotas emitidas, salvo quando este não respeitar o limite mínimo estipulado no caput do artigo 16.
    Parágrafo 2º – O valor integrante da taxa de administração correspondente à escrituração das cotas do FUNDO, descrito na letra (b) do caput do presente artigo, poderá variar em função da movimentação de cotas e quantidade de cotistas que o FUNDO tiver, sendo que, nesta hipótese, o valor da taxa de administração será majorado em imediata e igual proporção à variação comprovada da taxa de escrituração.
    Art. 17 – Os honorários da ADMINISTRADORA serão pagos mensalmente, até o 5º (quinto) dia útil de cada mês subsequente ao da prestação dos serviços, vencendo-se a primeira mensalidade no 5º (quinto) dia útil do mês seguinte ao da concessão da autorização da CVM para o funcionamento do FUNDO.”

    Curtido por 2 pessoas

  4. Felicidade, brilha no ar, como uma estrela que não está lá!

    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento) 19/09/2016
    Data do pagamento 30/09/2016
    Valor do provento por cota R$ 4,733128542
    Período de referência Agosto/2016

    Curtido por 1 pessoa

  5. Numa hora te abraça, noutra te maltrata = fundo bipolar.

    COMUNICADO AO MERCADO

    A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS, na qualidade de administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII FLORIPA SHOPPING (“Fundo”), informa a seus cotistas e ao mercado que em função de não ter sido distribuído os resultados do Floripa Shopping, até a presente data, não haverá divulgação referente a distribuição de rendimentos, em 29/07/2016, a serem pagos até 20/08/2016. A Administradora informa ainda que assim que receber as informações, de referidos resultados do Shopping, diligenciará para divulgar aos cotistas e ao mercado o quanto antes.

    São Paulo, 29 de Julho de 2016.

    Curtir

    • Olha a surpresa!

      A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS, na qualidade de administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII FLORIPA SHOPPING (“Fundo”), informa a seus cotistas e ao mercado que em função de não ter sido distribuído os resultados do Floripa Shopping, até a
      presente data, não haverá divulgação referente a distribuição de rendimentos, em 31/08/2016, a serem pagos até 20/09/2016. A Administradora informa ainda que assim que receber as informações, de referidos resultados do Shopping, diligenciará para divulgar aos cotistas e ao mercado o quanto antes.

      Curtido por 1 pessoa

  6. Algum não recorrente?

    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao rendimento) 21/07/2016
    Data do pagamento 28/07/2016
    Valor do Rendimento por cota R$ 8,890088333
    Quantidade total de cotas 48.000
    Lucro a ser distribuído R$ 426.724,24
    Período de referência Junho/2016

    Curtir

    • Veja que coisa interessante:

      Janeiro foi o ápice das receitas operacionais com R$ 789.197 e agora em abril R$ 455.591

      a distribuição anterior, R$ 1,0570 em Maio, foi a mais baixa nos últimos tempos

      Informações Adicionais
      Total 2016 ___ Abril
      Receita de vendas 105.329.748,74 ___ 19.687.223,73
      Receita de aluguel 4.916.102,86 ___ 1.081.740,04
      Receita de estacionamento 1.316.674,79 ___ 248.628,84
      Fluxo de veículos 426.023 ___ 91.269

      Curtir

  7. FII FLORIPA (FLRP – MB) Relatorio Gerencial – 10/05/2016

    No final de março/2016, a taxa de ocupação do imóvel foi de 98,63%.
    Reserva de Contingência: no final de março, a reserva de contingência do fundo possuía o saldo de R$ 299.719,55.

    Informações Adicionais
    Total 2016 Março
    Receita de vendas 85.642.525,01 23.646.711,90
    Receita de aluguel 3.834.932,82 1.175.844,38
    Receita de estacionamento 1.068.045,95 283.000,46
    Fluxo de veículos 334.754 101.422

    Curtido por 1 pessoa

  8. complementando o Insight de hoje 😀

    FII Floripa Shopping – (FLRP11B)
    Informativo Mensal Março 2016

    O fundo possui 35,37% do empreendimento “Florianópolis Shopping Center”, destinado à exploração comercial por meio de
    locação de suas lojas.

    O shopping está localizado na Rodovia Virgílio Várzea, nº 587, área 2, no Saco Grande, distrito de Santo Antônio de Lisboa, Município de Florianópolis, Estado de Santa Catarina.

    Administrado pela Alliansce Shopping Centers, tem 1,1 mil vagas de garagem, 6 elevadores, 15 escadas rolantes e é certificado pela Certificação ambiental ISSO 14001.

    Além disso, o shopping tem 7 salas de cinema com 1,4 mil lugares.

    Lojas Vagas 358,91 1,21%

    Taxa de Administração: 9,00% ao mês sobre a receita do fundo i
    Área Total do Empreendimento: 80.162,85 m²
    Área Locável do Empreendimento: 29.633,47m2 (ABL)
    Cotistas: 817

    Patrimônio Líquido: R$ 56.140.908,41
    Valor Patrimonial/Cota: R$ 1.169,60
    Quantidade de Cotas: 48.000

    Curtir

    • mais FLRP

      Receitas Totais: R$ 579.416,00

      Taxinha “camarada” de 9%: 52.147,44

      Total de Despesas: R$ 205.223,00

      Sobra distribuir: R$ 374,193,00, tira os ajustes de inadimplentes e reservas… cai pra R$ 303.314,00 / 48.000 = 6,32/cota

      mas não é linear… veja o histórico:

      complicado né?

      Curtir

    • 22/04/2016 17:47 FII FLORIPA (FLRP-MB) – DISTRIBUICAO DE RENDIMENTO

      . Data-base: 22/04/2016
      . Data para pagamento do rendimento: 29/04/2016
      . Valor distribuido por cota: R$ 4,620000000
      . Periodo de referencia: marco/2016

      Norma: a partir de 25/04/2016 cotas ex-rendimento.

      Curtir

    • taxa de adm pela receita do fundo?
      melhor do que pelo valor de mercado, não acha tio?

      Se o fundo performa bem, o gestor tbm recebe bem
      mas nessa pernada e alta que é totalmente irracional, gestor tá ganhando mais sem fazer nd

      só acho que um dizimo é bem puxado tbm

      Curtir

      • sim disso eu sei
        mas n acha que algo mais justo seria pela receita, já que reflete a performance real do fundo?

        pq comparar a mercado mt das vezes poderemos ter bastante distorção, como por exemplo em knri.

        claro tbm que nao adiantaria ser indexado à um grande % da receita pq inviabilizaria mas de uns 7 a 10% eu acho aceitável. Mais do que um dízimo n rola

        e nesses fundões ai, é bem mais do que isso

        Curtir

  9. Tinha comentado hoje de manha no grupo que ainda não tinha saído isso! hehe, acabou de sair

    DISTRIBUICAO DE RENDIMENTO

    Data-base: 29/03/2016
    Data para pagamento: 05/04/2016
    Valor distribuido por cota: R$ 6,319046042
    Periodo de referencia: fevereiro/2016

    Curtido por 1 pessoa

    • Ano passado os Argentinos diziam
      “Só estoy mirando”

      Este ano eles disseram
      “Só estoy comprando ”

      Realmente é um recorrente, o que salvou está temporada em Floripa foi a invasão de argentinos com seus $$$$
      E isso mostrou no FLRP11B
      Bem provável que a partir de Março já venha os resultados esperados.

      Curtir

    • Alisson;

      Aproveitando a deixa, você faz uma tabela por fundo e depois como faz para calcular o rendimento médio da carteira global no período estudado?
      Faz por média de acréscimo/decréscimo na renda com base no percentual de cada ativo na carteira?
      Sds.

      Obs.: Alguma novidade sobre BNFS? Lembro que você era um dos que acompanhavam (e bem) este fundo.

      Curtido por 1 pessoa

    • Então mbp77

      Eu não tenho uma tabela de controle assim, consequentemente não tenho como comparar minha tabela Geral de um período a outro (erro meu, pois toda vez que eu atualizo, eu salvo por cima ao invés de atualizar uma vez por mês gerando uma nova tabela), mesmo que fosse usar minha tabela geral para avalizar um periodo, acho que o resultado não seria preciso, pois entra a variável dos reinvestimento.

      Seu questionamento é interessante, acredito que, se eu por em pratica essa ideia de fazer uma tabela igual a que eu postei abaixo por fundo, eu poderia fazer uma geral dos fundos que eu tenho em carteira e considerar só o rendimento de 1 cota… acredito que dessa forma daria para fazer a comparação que você fala, mas ai no meu caso, entraria mais uma variável, há fundos que eu entrei a no final do ano passado, que não teria como comparar com o final de 2014 por exemplo, acredito que a ideia por enquanto é fazer uma tabela por fundo só dos rendimentos e se eu quiser fazer um comparativo anual (com a tabela geral), teria que selecionar só os fundos que eu teria no mesmo período.

      Quanto ao BNFS, estou realmente bem por fora das novidades, desde agosto/setembro eu estou meio por fora dos FII, só fui reinvestindo nos que eu tenho sem fazer aportes novos!
      Vi por cima alguns informe na bovespa de agencias entregues e tal, mas não cheguei a atualizar minha tabela do BNFS (a única que eu tenho de estudo do fundo em si), então não sei dizer o que esses informes representa de fato!
      Fora do que sai dos informes, acho que não faz uns 15 dias eu passei pela Ag. de Sapiranga e ela continua em construção, falando com meu parceiro de negócios que mora la, ele fala que volta e meia ve alguem trabalhando la dentro, eu até tirei umas fotos de dentro do carro na corrida e coloquei no grupo de sc do whatsapp!

      Curtido por 2 pessoas

  10. Pessoal, tenho uma dúvida a respeito deste empreendimento.
    Qual será o reflexo para o fundo da Construção do Floripa Corporate? É no terreno do fundo? Vendeu ou receberá alguma participação no empreendimento?

    Curtir

    • Pergunta ao RI:

      Prezados,

      Bom dia! Tenho umas dúvidas a respeito deste empreendimento FLORIPA SHOPPING, as quais estão listadas abaixo:
      1. Qual será o reflexo para o fundo da Construção do Floripa Corporate?
      2. A construção é no terreno do fundo?
      3. O Fundo vendeu ou receberá alguma participação no empreendimento?

      Resposta:

      Prezado cotista,

      Acreditamos que o empreendimento citado tem o potencial de gerar um maior fluxo de clientes para o Floripa Shopping em função da proximidade e da ocupação do referido empreendimento.

      Conforme fato relevante divulgado em 18/08/2014, a construção não é no terreno do fundo e sim em uma área situada ao lado. Ainda no mesmo fato relevante, consta que o Fundo acordou o compromisso de outorgar a instituição de servidão de passagem no imóvel do Floripa Shopping em favor do empreendimento citado e, no caso de efetivação do referido compromisso, o Fundo receberá o montante equivalente ao valor de mercado de 496,24m² de área privativa e 8 vagas de garagem do empreendimento em questão deduzido de determinados custos inerentes à sua comercialização e manutenção, a ser pago no prazo máximo de 10 anos contados da data de efetivação.

      Atenciosamente,

      BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM

      Curtir

  11. FII FLORIPA (FLRP-MB)

    DISTRIBUICAO DE RENDIMENTO

    Data-base: 23/10/2015
    Data do pagamento: 30/10/2015
    Valor do rendimento por cota: R$ 3,243437083
    Periodo de referencia: setembro/2015

    Norma: a partir de 26/10/2015 cotas ex-rendimento.

    * Renda por Cota: 0,509% *

    Curtir

    • No último mês, pagaram as despesas para fazer um novo espaço família, com espaço para amamentação, trocar fraldas, atividades kids, banheiros especiais, empréstimo de carrinhos, etc…

      E também finalizaram a obra do novo bolsão de estacionamento de motos.

      Isto deve ter representado um gasto próximo de R$ 1,00 por cota.

      Abraços,
      Small caps.

      Curtido por 1 pessoa

    • MMMM Foi por uma boa causa!
      Obrigada por esclarecer Small, vc descobre tudo, 😉
      Pelo jeito então são despesas não recorrentes.
      E com a chegada do final de ano, espero que a renda melhore um pouquinho…

      Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s