FVBI11 – FII VBI FL 4440

Seu objetivo foi a aquisição 50% do imóvel que dá nome ao fundo, o Edifício Faria Lima 4.440 e para quem conhece São Paulo sabe onde ele fica (na avenida de mesmo nome); administrado pelo BTG Pactual, em condomínio fechado e por tempo indeterminado.

fvbi11b

 

O Imóvel possui 22.112 m² de área locável, sendo comprovado pelos padrões internacionais de sustentabilidade LEED do Green Building Council Brasil e pela certificação Triple A; portanto um FII de Tijolo, no segmento de Escritórios.

A outra proprietária, Maps Faria Lima One Investimentos Imobiliários Ltda, é detentora dos 50% restantes do imóvel Edifício Faria Lima 4.440, localizado na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4.440, São Paulo/SP

Locatários: Barclays, CCB Brasil, UBS, Vanilla Café, Munich Re, NetPark, Brasil Warrant e V-Tex.

94,21% da carteira é reajustada pelo IGPM e 5,79% pela média aritmética do IGP-M, IPCA e IPC.

Taxas do Fundo

Tipo Base Administração – BTG Pactual 0,17% a.a. sobre PL do fundo* Gestão – VBI Real Estate 0,33% a.a. sobre PL do fundo Performance – VBI Real Estate 10% sobre excedente de 6% a.a.** Valor mínimo mensal de R$ 15.000.

RI:  sh-contato-fundoimobiliario@btgpactual.com

Anúncios

232 comentários sobre “FVBI11 – FII VBI FL 4440

  1. e a CBRE já ‘pulou fora’ da venda… hehehe

    “A Administradora recebeu, nesta data, da CBRE Consultoria do Brasil Ltda. (“CBRE”) a carta anexa
    a este Comunicado ao Mercado formalizando que a CBRE optou por se ausentar do processo de venda
    do referido Imóvel nas condições aprovadas na Assembleia.”

    Curtir

      • (iii) Por maioria de votos e sem quaisquer restrições, os cotistas representando 78,08% dos
        presentes resolveram aprovar a autorização à Administradora para venda dos Ativos
        Imobiliários do Fundo, pelo valor mínimo de alienação equivalente a R$ 28.000,00/m2
        sobre área BOMA de 11.055,86 m2
        referente à totalidade da participação do Fundo, bruto
        de custos de transação, com a consequente liquidação do Fundo caso efetivada a venda, e
        a Contratação da CBRE como empresa especializada para o início do processo de venda
        dos Ativos Imobiliários do fundo com apresentações a potenciais compradores, respeitadas
        as condições a seguir: (a) exclusividade pelo prazo de 4 (quatro) meses a contar da
        aprovação do processo de venda e da contratação pela Assembleia; (b) pagamento
        exclusivamente em caso de efetivação da venda do ativo (comissão de sucesso); e (c)
        remuneração de 2,68% (já incluídos os impostos) incidente sobre valor da transação. As
        demais condições estão descritas na proposta enviada ao administrador do Fundo. 17,79%
        dos presentes foram contrários e tivemos uma abstenção 4,12% dos presentes.
        O cotista Marcelo Pimentel de Carvalho solicitou que constasse em ata o voto contrário ao item iii
        em razão da não divulgação aos cotistas do conteúdo do documento mencionado no trecho “As
        demais condições estão descritas na proposta enviada ao administrador do Fundo“.
        O Administrador esclareceu que a proposta recebida continha clausula de confidencialidade.
        O cotista Joceli solicitou que constasse em ata que o seguinte trecho `As demais condições estão
        descritas na proposta enviada ao administrador do Fundo` se referem exclusivamente a
        contratação da CBRE.

        Curtir

      • Saiu a Ata. Aprovaram o mandato para venda sim. Mas caso haja proposta dentro do preço mínimo estipulado, ela deverá ser aprovada novamente pela assembleia, ou seja, vai ser outra luta para tentar segurar o imóvel conosco e não vender ://

        Curtir

      • Thiago, vamos lá…

        “Por maioria de votos e sem quaisquer restrições, os cotistas representando 93,35% dos presentes resolveram aprovar deliberar que não ocorra a venda do imóvel sem previa aprovação em Assembleia Geral de Cotistas, de forma que a proposta selecionada pela administradora como a melhor e vencedora da concorrência, deverá ser submetida à aprovação final dos cotistas em uma Assembleia Geral Extraordinária, que decidirá sobre a venda ou não do imóvel. Adicionalmente, a autorização para que a administração realize o processo de venda fica limitado ao prazo de exclusividade de 4 meses, contados a partir da data da contratação da CBRE.”

        Vai ter de APROVAR a venda em outra AGE; o que está aprovado é seguirem fazendo as propostas acima do mínimo inicialmente levantado

        Curtido por 1 pessoa

  2. COTISTA, EXERÇA SEU DIREITO DE VOTO

    A AGOE do FII VBI FL 4440 está convocada para o dia 25 de abril de 2019.

    No item (iii) da convocação consta deliberação sobre autorização à Administradora para venda do único ativo do fundo, prédio AAA localizado na Av. Faria Lima em São Paulo/SP.

    A proposta de venda é obscura:

    1. Não é informado quem são os cotistas que propõem a venda. Esses cotistas deveriam aparecer e defender o mérito de sua proposta.

    2. O preço mínimo de R$ 28 mil por metro quadrado não está justificado por nenhum documento que permita concluir que o mesmo é razoável e adequado. Também não foi esclarecida a forma de pagamento e o prazo.

    3. Pretende-se a contratação da empresa CBRE, para prospectar interessados na compra do prédio. Mas não foi apresentada a minuta de contrato a ser assinado com a CBRE em caso de aprovação do item (iii) da convocação.

    4. Não se sabe se a remuneração de 2,68% em favor da CBRE está de acordo com os parâmetros de mercado nem se outras empresas especializadas apresentaram propostas.

    5. O item (iii) da convocação diz que “As demais condições estão descritas na proposta enviada ao administrador do Fundo”. Mas esse documento também não foi tornado público.

    Todo COTISTA do fundo possui o direito de participar da Assembleia, questionar, debater e votar segundo sua própria convicção.

    A fim de preservar as prerrogativas dos cotistas em face dos pontos acima, foram incluídos na pauta os itens (iv) e (v), de forma que, se aprovado o item (iii), caberá aos cotistas deliberarem sobre:

    (iv) Limitar a remuneração da CBRE a 1,5% e ratificar que, no caso de não haver a venda, nenhum pagamento será devido à CBRE.

    (v) Estabelecer que a venda deverá ser decidida em futura Assembleia Geral de Cotistas, à qual será apresentada a proposta vencedora da concorrência. Adicionalmente, determinar que o processo de venda fica limitado ao prazo de 4 meses.

    Nós cotistas podemos participar, discutir, zelar pelo patrimônio que nos pertence.

    Compareça à Assembleia, pessoalmente ou por procuração, conforme pedido constante da convocação datada de 4 de abril de 2019. A procuração, acompanhada de documento de identificação, pode ser encaminhada por meio eletrônico.

    COTISTA, exerça seu direito, defenda seu interesse!

    Curtir

      • Como o item (iii) necessita de quórum qualificado, ou seja, que 25% dos cotistas votem a favor, o fato de não votar milita contra a proposta de venda.
        Exemplo: comparecem à assembleia 40% das cotas, 24% votam a favor e 16% votam contra. A venda estará reprovada, porque não atingiu o mínimo exigido pelo regulamento.
        Se aprovado o item (iii), é importante votarmos a favor do (iv) e do (v), a fim de limitar a comissão imobiliária e estabelecer que a venda efetiva somente será realizada se aprovada em AGE a ser convocada.
        Você pode votar nos itens (iv) e (v) por procuração, conforme pedido constante da convocação datada de 4 de abril de 2019. A procuração preenchida, acompanhada de documento de identificação, pode ser encaminhada por meio eletrônico.
        Qualquer dúvida, entre em contato com o BTG (telefone e email na convocação).

        Curtir

      • Errado Marcelo… quorum é na presença e não no resultado

        24,999% votam a favor não vinga

        mas se 0,001% vota contra… venda aprovada

        Quando não se tem maioria, um grande player ou fundo, melhor é abster

        Curtir

    • Antes eu ficava atento a essas coisas, mas convenhamos: quanto de $ cada um de vcs tem nos fundos? 10, 30, 50, 100k? tem alguem aqui que tem mais de 1milhao por fundo na carteira? Ok, deve ter alguem, mas deve ser um ou outro.
      Eu nem esquento a cabeça com essas coisas. Deixa que quem manda sao os peixes grandes e eles tb nao vao querer perder dinheiro. Se for p/ vender, blz, vou ganhar de qlqer jeito. E se nao ta feliz com o fundo, vende e aplica em outro lugar. Nao vejo nada saudável para o pequeno investidor ficar esquentando a cabeça em participar de assembleias de fundos. Pequeno investidor tem que focar a mente em ganhar dinheiro trabalhando e investir constantemente.

      Curtir

      • abraha0

        nem tanto ao céu, nem tanto ao…

        precisa saber escolher as ‘batalhas’ porque de outra forma é melhor terceirizar tudo, comprar multi-mercados e fundo de fundos…

        quem comprou cota de um fundo, pode e deve exercer seu direito de votar

        a questão é saber se vender o imóvel e perder um bom FII é vai ser uma boa para você

        tenha certeza que os bons imóveis vão ser ‘tentados’ e o resto do tacho é o que vai sobrar se todos ficarem alienados às decisões

        Curtido por 1 pessoa

  3. FATO RELEVANTE

    A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 59.281.253/0001-23 (“Administradora”), na qualidade de administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO VBI FL 4440 – FII inscrito no CNPJ/MF sob o nº 13.022.993/0001-44, código CVM nº 31101-5 (“Fundo”), proprietário de 50% do Edifício Faria Lima 4440, localizado na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Av. Brigadeiro Faria Lima, nº 4440, (“Imóvel”), vem comunicar aos cotistas e ao mercado em geral:

    Foi assinado o Contrato de Locação para Fins Não Residenciais com o BANCO CREDIT AGRICOLE BRASIL S.A. (“Locatário”), tendo por objeto a locação do 3º andar do Imóvel, com área locada total de 2.212,96 m² pelo prazo de 5 (cinco) anos a partir de 1º Abril de 2019 com carência e desconto em linha com o praticado na região.

    Com a nova locação, a vacância do Imóvel irá para 8,4%. Além disso, a receita do Fundo será impactada positivamente em 26,01% em comparação às receitas do mês de Fevereiro de 2019, gerando um impacto positivo na distribuição de rendimentos de aproximadamente 31,92%, com base na última distribuição realizada. Os incrementos na receita e na distribuição são uma projeção considerando o aluguel nominal da locatária após o período de carência, desconto e pagamento da comissão de locação.

    A Administradora ressalta que vem trabalhando ativamente com a Consultora Imobiliária na prospecção de novos locatários com o intuito de reduzir a vacância do Imóvel e, consequentemente, gerar valor para o Fundo.

    Permanecemos à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos adicionais que se façam necessários.

    Curtido por 1 pessoa

  4. PROPOSTA DA ADMINISTRADORA REFERIDA A ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DO DIA 25 DE ABRIL DE 2019
    BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM, instituição financeira, na qualidade de instituição administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO VBI FL 4440 -FII, convocou,em 26 de Março de 2019, os senhores cotistas a participarem da Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas, a ser realizada no dia 25 de Abril de 2019, às 11:30h, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º 3.477 –14º andar, a fim de examinar e votar as seguintes matérias constantes da ordem do dia:

    Em cumprimento à solicitação encaminhada por cotistas detentores de mais de 3% (três por cento) das cotas emitidas do Fundo:

    (iii) Deliberação sobre a autorização à Administradora para venda dos Ativos Imobiliários do Fundo, pelo valor mínimo de alienação equivalente a R$ 28.000,00/m2 sobre área BOMA de 11.055,86 m2 referente à totalidade da participação do Fundo, bruto de custos de transação, com a consequente liquidação do Fundo caso efetivada a venda, e a Contratação da CBRE como empresa especializada para o início do processo de venda dos Ativos Imobiliários do fundo com apresentações a potenciais compradores, respeitadas as condições a seguir: (a) exclusividade pelo prazo de 4 (quatro) meses a contar da aprovação do processo de venda e da contratação pela Assembleia; (b) pagamento exclusivamente em caso de efetivação da venda do ativo (comissão de sucesso); e (c) remuneração de 2,68% (já incluídos os impostos) incidente sobre valor da transação. As demais condições estão descritas na proposta enviada ao administrador do Fundo.

    Quanto ao item (iii), considerando que a pauta foi incluída por solicitação dos cotistas, a Administradora se abstém de recomendação formal quanto à sua aceitação ou rejeição. Entende-se que o tema deva ser livremente discutido e deliberado no âmbito da Assembleia no melhor interesse dos cotistas.

    Curtir

    • Independente do valor, eu sinceramente não gostaria de vender. Este prédio é novo, fica em uma excelente localização e gostaria de ficar com ele para aposentadoria. Os cotistas neste caso não teriam que votar para aprovar a venda ?

      Curtido por 1 pessoa

      • Ah sim teriam de votar, mas fundos podem fazer a diferença na decisão. Infelizmente os fundos tendem a comprar caro, segurar na crise e vender ao primeiro sinal de melhora… nem os Multi empreendimentos escapam dessa sina…

        Curtir

      • Tô chegando atrasado à discussão. Mas não vendo. Só a 3C recebe oferta de compra dos ativos dos fundos administrados. Cada hora para um fundo. Muito estranho. Meu voto é NÃO.

        Alguem irá na assembléia?

        Curtido por 1 pessoa

    • Pelos meus cálculos simples o valor pedido na venda equivale a valores em torno de R$ 144,00 por Cota. Para uma cota que já está custando no mercado 126,30 uma verdadeira burrice vender a 144,00 e liquidar o fundo, apenas por conta de um ágio de 14% sobre o valor de mercado atual (isso considerando o prédio que é e a localização que ele fica). Para mim é uma burrice sem tamanho liquidar um fundo desses. Triste ver o que 3% dos cotistas conseguem fazer com os outros 97% dos cotistas 😦

      Curtir

    • Pessoal, alguém sabe qual o quorum mínimo para que eles consigam aprovar a venda ? É maioria simples dos presentes, ou eles precisam amealhar 25% do total de quotas votando favoravelmente para conseguir aprovar este absurdo ?

      Desde já agradeço pela ajuda 😉

      Curtir

      • Thiago

        esse tipo de decisão normalmente demanda o quórum qualificado, então sim 25%

        mas… como disse, se houver algum grande investidor, algum(ns) fundo(s) que reúna(m) 22% mais os 3% que chamaram… é difícil, mas não é impossível (tá ok?)

        Curtir

      • Entendi sim Tetzner rsrsrs, então caso eles consigam os 25% , mesmo que os votantes contrários somem 24%, eles assim conseguem aprovar né ?

        Se eles atingirem os 25% (difícil, mas não impossível como vc falou rsrs) teríamos que amealhar ao menos 25,1% contra a venda para evitarmos a aprovação do item 3.

        Estava pensando em ir lá na reunião, o problema são os gastos com passagens aéreas para sair do Rio só para participar da AGE. Até questionei so Alexandre (se não me engano é este o nome) do RI do BTG sobre a possibilidade de votar na sede do BTG no Rio de Janeiro, mas não abriram esta possibilidade, bastava votar por video conferencia no BTG da Praia de Botafogo.

        Curtir

      • Ahhh entendi….então não precisa de 25% de aprovação, basta 25% dos presentes, que pena.

        Pois é Tetzner, poderia tranquilamente ter votação no Rio e SP, até pq o BTG tem escritório nas duas capitais, enfim…

        Te agradeço muito pelos esclarecimentos

        Curtir

      • Disponha Tiago 🙂

        muitas vezes é melhor não se manifestar para não somar quorum em casos que se deseja o resultado contrário para não acabar validando o movimento rs

        tipo 20% quer a venda do prédio mas uma minoria não quer, tipo 5%… melhor não votar para não dar munição pros 20% que querem rsrsrs

        Curtir

      • Ahhh entendi, então não precisam arregimentar 25% favoráveis, basta ter 25% presentes e uma maioria simples dentro destes presentes, que pena.

        Pois é, poderiam tranquilamente fazer a votação no Rio e SP, até pq eles tem escritório nas duas capitais mesmo, mas enfim….

        Te agradeço muito pelos esclarecimentos Tetzner

        Curtir

    • PessoALL botando fé mesmo nesse daí, eihm! Cotação ascendente antecipando tudo. Mas, me pergunto “tudo o quê?” já que a vacância está nos 20% … nada exorbitante. Nesses níveis … sinceramente: já passou do ponto de entrada. O fundo possui 50% do Edifício Faria Lima (São Paulo – SP) c/ 8 empresas locatárias diferentes; não conta mais com RMG e 2/3vdos contratos de locação tem vencimento até 2021.

      Curtir

      • Renato,
        já olhou relatórios imobiliários da região? As transações de compra/venda ocorrendo entre os players grandes?
        A vacância desse tipo de ativo desabou nessa região, ta chegando nos 10% até o fim do ano e os valores já começaram a subir.
        O mercado já está precificando isso. É dado que o prédio vai alugar e que os valores vão subir bastante, ainda mais se o PIB for bem.
        Prédios inferiores estão transacionando a R$25k/m², revisionais já começaram a falar em aumento de aluguel…

        Curtir

    • Últimas ocorrências:

      25/05/2018 – CCB BRASIL – Fato Relevante divulgado ao mercado em complemento ao último Fato Relevante datado de 10/11/2017, relativo a rescisão do 3º andar (2º pavimento) ocorrida em 09/05/2018 com o recebimento de multa rescisória no valor de R$708.045,45.

      28/05/2018 – VANILLA CAFÉ – O Locatário devolveu a área de 79,50m² localizada no térreo, e negociamos a entrada do novo Locatário na mesma área. O Fundo assinou um novo Contrato de Locação com a CALLES CAFETERIA, pelo prazo de 5 anos, contados a partir 01/06/2018, com carência em linha com o praticado na região.

      Curtir

  5. Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    30/05/2018
    Data do pagamento
    07/06/2018

    Valor do provento por cota (R$)
    0,425018046511628

    Período de referência
    Abril/2018

    * alguém confirma se já tem nessa competência a multa?

    Curtir

  6. VBI FL 4440 – FII inscrito no CNPJ/MF sob o nº 13.022.993/0001-44, código CVM nº 31101-5 (“FII VBI”), proprietário de 50% do Edifício Faria Lima 4440, localizado na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Av. Brigadeiro Faria Lima, nº 4440, (“Imóvel”),

    informa à seus cotistas e ao mercado em geral, em complemento ao último Fato Relevante datado de 10 de novembro de 2017, relativo à rescisão do 3º andar (2º pavimento) do Imóvel ocupado pelo CHINA CONSTRUCTION BANK (“Locatário”), ocorrida em 09 de maio de 2018, que, em razão da rescisão antecipada da locação, o Locatário efetuou o pagamento de multa rescisória no valor de R$ 708.045,45 (setecentos e oito mil, quarenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos), estando assim quitadas todas as obrigações do Locatário com o Locador.

    Curtir

    • Diante do pagamento acima, a receita do Fundo será impactada positivamente em 73,32%, em comparação à receita do mês de Abril de 2018, gerando um impacto positivo na distribuição de rendimentos de aproximadamente 83,92%, com base na última distribuição realizada.

      Permanecemos à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos que se façam necessários. São Paulo, 25 de Maio de 2018

      Curtir

  7. Distribuição do resultado acumulado no trimestre/semestre* Valor(R$)

    F = ∑E Resultado financeiro líquido acumulado no trimestre/semestre corrente 5.070.098,7

    G = 0,95 x F 95% do resultado financeiro líquido acumulado (art. 10, p.u., da Lei 8.668/93) 4.816.593,765

    H Não possui informação apresentada.

    I (+) Lucro contábil passível de distribuição que excede ao total do resultado financeiro⁵ / resultado financeiro que excede o mínimo de 95%⁷. 34.435,54

    J = G – ∑H + I Rendimentos declarados 4.851.029,305

    K (-) Rendimentos pagos antecipadamente durante o trimestre/semestre -3.295.262,84

    L = J – K Rendimento líquido a pagar remanescente no encerramento do trimestre/semestre 1.555.766,465

    M = J/F % do resultado financeiro líquido declarado no trimestre/semestre 95,6792%

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s