KNCR11 – Kinea Rendimentos Imobiliários – FII

Seu objetivo é o investimento em Certificados de Recebíveis Imobiliários (“CRI”) predominantemente e também poderá investir em Letras de Crédito Imobiliário (“LCI”) e Letras Hipotecárias (“LH”); administrado pela INTRAG DTVM, em regime de condomínio fechado e tem prazo indeterminado de duração.

KNCR11

Trata-se portanto de um FII de Papel, segundo a classificação do Ranking dos FIIs.

É o MAIOR fundo de investimento imobiliário listado em bolsa do Brasil, em termos de patrimônio líquido e com liquidez.

O Fundo aplica seus recursos preponderantemente – assim entendido como mais de 50% (cinquenta por cento) do patrimônio líquido do Fundo – na aquisição de CRI. Adicionalmente, o Fundo poderá investir em LCI, LH e outros ativos financeiros, títulos e valores mobiliários, nos termos do item 4.2 do Regulamento, a critério do Gestor e independentemente de deliberação em Assembleia Geral de Cotistas nos termos deste Prospecto e do Regulamento.

Assim, correspondem aos ativos que serão objeto de investimento pelo Fundo os

(a) CRI Elegíveis;

(b) LCI Elegíveis;

(c) LH Elegíveis; e

(d) Outros ativos financeiros, títulos e valores mobiliários permitidos pela Instrução CVM nº 472 com

(i) rendimento pré-determinado ou rentabilidade alvo pré-determinada, e

(ii) com classificação de risco, em escala nacional, “AA”, emitida pela Standard&Poors, Fitch ou equivalente pela Moody’s (Ativos).

Taxas:
Administração: 1,0%a.a. sobre patrimônio liquido.

Taxa de Custódia: Pelos serviços de custódia de ativos financeiros prestados ao Fundo, o Custodiante fará jus a uma remuneração de 0,105% (cento e cinco milésimos por cento) ao ano incidente sobre o patrimônio líquido do Fundo.

RI: intrag@itau-unibanco.com.br

Tutor do FII: Marcelo E

Anúncios

361 comentários sobre “KNCR11 – Kinea Rendimentos Imobiliários – FII

  1. Boa tarde caros.
    O valor da cota na subscrição será total de 104,30 ou acrescenta mais 1,30% (1,35)?
    Qual a perspectiva do valor da cota após esta emissão?
    Quem quer abrir posição neste momento, devagar, qual a opinião de vocês?
    Sendo devagar, pelo book, hoje cota a 107,4 aprox.
    Gostaria da opinião de quem puder ajudar para formar a minha opinião.
    Grato desde já!

    Curtido por 1 pessoa

      • DEi uma lida no prospecto… parece que sim… só para clientes do Itaú…. está certo isso? nós cotistas somos obrigados a ver nossas cotas serem diluídas, sem sequer ter o direito de subscrever tb? Cabe reclamação a CVM?

        Curtir

      • O meu entendimento é que a emissão será apenas para cliente Itaú Personalite pra cima.

        Ivaldo Gomes

        Você não será diluído. As novas cotas se somarão ao bolo atual. Tem sido assim em todas as emissões do Kinea e em todos os fundos que ela gerencia. Não se preocupe, pois nada mudará em relação às cotas que você já tem.

        Curtir

      • SunTzu

        a única maneira do FII emitir e você não ser diluído é subscrever proporcionalmente

        outra coisa diferente seria ser impactado pela emissão, por exemplo:

        o fundo ter despesas e o capital não ser remunerado, gerando impacto à todos (novos e antigos)

        Curtido por 1 pessoa

      • Sun, acho que o Ivaldo quis dizer diluído em termos de participação percentual no PL do fundo, não necessariamente em rendimentos e/ou VP da cota.
        Será que não foi isso?
        Sds.

        Obs.: A informação postada pelo colega deutinvestimentos, logo acima, está correta? Não seria o contrário (fundos, não datas)?

        Curtido por 1 pessoa

      • Resumindo… não me conforme, como cotista, de não ter a direito a participar desse nova emissão e comprar o ativo a preços bons.. acho que essa restrição é um absurdo.. já que me afeta e não posso participar dela…

        Curtir

      • Resumindo… não me conforme, como cotista, de não ter a direito a participar desse nova emissão e comprar o ativo a preços bons..

        Ivaldo Gomes

        Posso ser sincero? A vantagem não será muito grande diante dos preços praticados no secundário (na bolsa). Se você comprar a mercado hoje pagará algo como 1% a mais do que aquele que compra na emissão. Algo semelhante a um mês de renda. No longo prazo essa diferença simplesmente desaparece. Com um pouco de pescaria é possível comprar até mesmo num valor semelhante ao da emissão.

        Essa é a minha análise. Agora vem o meu chutômetro. Possivelmente a cota deve disparar após a emissão. Já vimos esse filme com outros fundos que emitiram recentemente. Não muito tempo atrás (antes do anúncio da nova emissão) o valor da cota já estava subindo pelas paredes.

        Curtido por 1 pessoa

      • o fundo é de nós cotistas… não de quem está comandando esse emissão..

        Sim, é verdade. E foram eles que aprovaram a emissão.

        ” A Oferta foi aprovada pelos cotistas do Fundo (“Cotistas”), por meio da Assembleia Geral Extraordinária realizada em 09 de março de 2017, na qual foram determinados e aprovados o Valor da Cota da 6ª Emissão e a Taxa de Ingresso/Distribuição Primária, conforme definidos abaixo, dentre outras características da Oferta.”

        Curtir

      • Eu sou cliente itaú personalite mas não vejo tanta vantagem em entrar na emissão.
        Acho que vai ser possível comprar no secundário por preços parecidos e com menos complicação.

        Curtido por 1 pessoa

      • Para o KNCR11, a data de início de subscrição é 3 de maio, informação confirmada hoje na corretora Itaú. Se olharmos a emissão anterior do próprio KNCR11 (quinta emissão), em meados do ano passado, temos um quadro muito semelhante ao atual. As cotas vinham sendo comercializadas na faixa de 113,00 e, após o primeiro anúncio da emissão, chegaram a 105,00. Assim que a emissão terminou, no início de agosto (demorou uma semana para esgotar as cotas no primário e eles ainda aumentaram o número em 25%), os preços dispararam, batendo em 117,00 no final de outubro. Agora, o mesmo fenômeno está acontecendo. A cota vinha na faixa de 113,00/114,00 até o anúncio da nova emissão, teve uma queda livre, recuperou-se após o cancelamento de uma assembleia (fechou fevereiro a 112,75) e caiu de novo após a confirmação. Agora, está com volume baixo e oscilando entre 106,00 e 108,00. Meu feeling é que, assim que esgotar a subscrição (que suponho, será rápida, questão de dias), a cota deverá subir de novo para os patamares anteriores ao anúncio.

        Curtir

  2. Acabou de sair

    ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DE COTAS DA 6ª EMISSÃO DO KINEA RENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII

    CNPJ/MF nº 16.706.958/0001-32

    Administrado por INTRAG DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

    No montante de até R$ 575.600.097,10 (quinhentos e setenta e cinco milhões, seiscentos mil, noventa e sete reais e dez centavos)

    Código ISIN nº BRKNCRCTF000
    Código de Negociação nº KNCR11
    Tipo ANBIMA: FII Títulos e Valores Mobiliários Gestão Ativa
    Segmento de Atuação: Títulos e Valores Mobiliários
    Registro da Oferta na CVM sob o nº CVM/SRE/RFI/2017/010

    Curtir

    • (…) comunicam, na data de 13 de abril de 2017, o início da oferta pública de distribuição de até 5.518.697
      (cinco milhões, quinhentas e dezoito mil, seiscentas e noventa e sete) cotas da 6ª emissão do Fundo (“Cotas da 6ª Emissão” e “6ª Emissão”, respectivamente), em classe e série únicas, nominativas e escriturais, com valor unitário de R$ 104,30 (cento e quatro reais e trinta centavos), na data da primeira integralização de Cotas da 6ª Emissão (“Data de Emissão”), perfazendo o valor total de até R$ 575.600.097,10 (quinhentos e setenta e cinco milhões, seiscentos mil, noventa e sete reais e dez centavos), na Data de Emissão (“Volume Total da Oferta”), sem prejuízo das eventuais Cotas Adicionais e Cotas do Lote Suplementar, conforme abaixo definidos, observado que
      a colocação das ordens pelos Investidores e as respectivas liquidações financeiras somente poderão ocorrer a partir do dia 25 de abril de 2017 (inclusive). Além disso, quando da subscrição e integralização de Cotas da 6ª Emissão, será devido pelos Investidores a Taxa de Ingresso/Distribuição Primária, conforme abaixo definido, a qual
      não integra o preço de integralização da Cota da 6ª Emissão. A Oferta terá o valor mínimo de R$ 50.000.064,10 (cinquenta milhões e sessenta e quatro reais e dez centavos), na Data de Emissão, representado por 479.387 (quatrocentas e setenta e nove mil, trezentas e oitenta e sete) Cotas da 6ª Emissão, desconsiderando as Cotas da 6ª Emissão cuja integralização esteja condicionada na forma prevista no artigo 31 da Instrução CVM nº 400/03 e as Cotas da 6ª Emissão integralizadas por Pessoas Vinculadas (conforme abaixo definido) (“Volume Mínimo da Oferta”), sendo admitido o encerramento da Oferta a qualquer momento, a exclusivo critério das Instituições Participantes da Oferta, em conjunto com o Administrador e com o Gestor, conforme abaixo defi nidos, antes do prazo máximo de distribuição da Oferta, qual seja, antes de 6 (seis) meses contados a partir da divulgação do anúncio de início da Oferta, conforme previsto no artigo 18 da Instrução da CVM nº 400/03 (“Prazo de Colocação”), caso ocorra a subscrição do Volume Mínimo da Oferta.

      Curtir

    • Cada Investidor deverá subscrever e integralizar, no âmbito da Oferta, a quantidade mínima de 100 (cem) Cotas da 6ª Emissão, pelo Valor Atualizado da Cota da 6ª Emissão, de forma que o desembolso não seja inferior ao valor equivalente a R$ 10.430,00 (dez mil, quatrocentos e trinta reais), na Data de Emissão, exceto na situação prevista no parágrafo seguinte.

      Curtir

    • Taxa de ingresso devida pelos Investidores, quando da subscrição e integralização das Cotas da 6ª Emissão, por Cota da 6ª Emissão subscrita, equivalente a um percentual fixo de 1,30% (um inteiro e trinta centésimos por cento) sobre o Valor Atualizado da Cota da 6ª Emissão, correspondente ao quociente entre (i) o valor dos gastos da distribuição primária das Cotas da 6ª Emissão, a serem pagos pelo Fundo nos termos do item 10, inciso “iii” do Regulamento, que será equivalente à soma dos custos da distribuição primária das Cotas da 6ª Emissão, que inclui, entre outros, (a) comissão de coordenação, (b) comissão de distribuição, (c) honorários de advogados
      externos, (d) taxa de registro da Oferta na CVM, (e) taxa de registro e distribuição das Cotas da 6ª Emissão na BM&FBOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (“BM&FBOVESPA”), (f ) custos com a divulgação de anúncios e publicações no âmbito da Oferta, (g) custos com registros em cartório de registro de títulos e documentos competente, se for o caso; e (ii) o Volume Total da Oferta. Na apuração do ganho de capital no momento de alienação das Cotas da 6ª Emissão, o Investidor não poderá incorporar no Valor Atualizado da Cota da 6ª Emissão o valor desta Taxa de Ingresso/Distribuição Primária

      Curtido por 1 pessoa

  3. Pessoal,

    Alguém recebeu o informe de rendimentos deste FII? Já enviei e-mail, não vi nenhum telefone pra ligar (se alguém souber, por favor, me informe)? Só falta ele pra eu fechar meu imposto de renda. Obrigado

    Curtir

  4. Data da informação 31/03/2017
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento) 31/03/2017
    Data do pagamento 13/04/2017
    Valor do provento por cota (R$) 1,05
    Período de referência Março/2017
    Rendimento isento de IR*

    Curtido por 4 pessoas

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s