XTED11 – TRX Edifícios Corporativos

O Fundo é administrado pelo BTG Pactual, em regime de condomínio fechado e com prazo indeterminado de duração.

O objetivo do fundo é a aquisição de imóveis corporativos e posterior exploração dos aluguéis.

xted11

O FII TRX Edifícios Corporativos (XTED11) é classificado como sendo um fundo do tipo Tijolo e enquadra-se na segmentação Escritórios, de acordo com os critérios do nosso Ranking dos FIIs.

Os imóveis de Propriedade do Fundo

1) Atlântico Office O edifício Atlântico Office, localizado à avenida Rui Barbosa, 2.390 em Macaé-RJ, foi inaugurado em 2007 em um terreno de 1.600 m2, com área total construída de 12.462,49 m2 , em linha com estudo efetuado pela Gestora, no município de Macaé/RJ.
É composto por uma torre com 12 pavimentos, divididos em quatro andares de garagem com 154 vagas e andar térreo com pé direito duplo no foyer. Possui um centro de negócios e um auditório com capacidade para 50 pessoas, seis pavimentos com cinco salas por andar, um mezanino e cobertura composta por quatro salas com terraço privativo.
O edifício Atlântico Office está localizado em zona comercial da cidade, próximo da rotatória de acesso à sede operacional da Petrobras, o que lhe proporciona um posicionamento adequado no mercado de locação de edifícios corporativos.
O Imóvel não se enquadra no conceito de propriedade especializada, permitindo o uso adequado por atividades convencionais, para o que se destina, atendendo as necessidades de uma grande quantidade de usuários.
O valor de mercado do imóvel, conforme avaliação patrimonial que considera o método de fluxo de caixa descontado, realizada em dezembro de 2015, é R$ 61.959.000,00.

2) GT Plaza Inaugurado em 1991, localizado à rua Eng. Francisco Pitta Brito, 779, Santo Amaro, em São Paulo-SP, próximo à Avenida das Nações Unidas e à estação de Metrô Santo Amaro, o edifício passou por um retrofit completo para adequação de suas características e relocação de mercado, no ano de 2011. O edifício possui 7 andares, dois conjuntos por andar, 1 subsolo e 146 vagas de garagem divididas entre o subsolo e o pátio externo.
O edifício GT Plaza, está localizado no bairro de Santo Amaro, em região de grande concentração de edifícios corporativos e comerciais, com infraestrutura urbana e serviços. A poucos metros da marginal do rio Pinheiros e próximo à estação da CPTM do metrô, o imóvel se integra às principais malhas modais do município.
O recém inaugurado shopping Largo 13, dista poucas quadras do empreendimento, oferecendo serviços essenciais à micro região. Em futuro próximo, o empreendimento Shopping 25 deverá ser inaugurado ao lado do GT Plaza. O valor de mercado do imóvel, conforme avaliação patrimonial que considera o método de fluxo de caixa descontado, realizada em dezembro de 2015, é R$ 30.576.000,00.
Valor Patrimonial Em 31 de março, o valor do patrimônio Líquido do Fundo totalizou R$ 94.237.354,75, resultando numa cota patrimonial de R$ 64,24.

Taxa de Adm. / Custódia / Gestão Consultoria Imobiliária 1,28% a.a sobre o Patrimônio
*Conforme disposto no regulamento e prospecto a taxa sobre gestão será de 0,5% no primeiro ano.

Código Bovespa XTED11
Quantidade de Cotas 1.467.000 Cotas
Número de Cotistass 7.539 cotistas
CNPJ 15.006.267/0001-63

Locatário: Petrobrás  |  Peugeot
Localização: Macaé/RJ  |  São Paulo/SP
Perfil do Imóvel Sede Administrativa  |  Sede Administrativa
Área do Terreno: 1.600 m²  |  4.069 m²
Data de Pagamento 5º útil  |  Dia 5 de cada mês
Índice de Reajuste: IGPM  |  IGPM
Data de Reajuste: Julho  |  Janeiro
Garantia: Não há Fiador  |  Gefco

Vencimento:   2017  |  2021
Receita:    64%   |   36%

Fevereiro/ 2014
O fundo contou, em fevereiro, com o pagamento reajustado do aluguel referente ao imóvel locado para a Peugeot, que está localizado em São Paulo/SP. O valor do aluguel passou de R$ 309.500,88
para R$ 326.862,56.

Agosto / 2013
O fundo contou com o reajuste no contrato do imóvel locado para a Petrobras.
O valor do aluguel passou de R$ 559.635,00 para R$ 594.953,54.

RI: ri@trx.com.br

Anúncios

762 comentários sobre “XTED11 – TRX Edifícios Corporativos

  1. Abrindo os Trabalhos:

    A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES
    MOBILIÁRIOS, com sede na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Praia
    de Botafogo, nº 501 – 5º andar parte, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 59.281.253/0001-23
    (“Administradora”), na qualidade de administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO
    IMOBILIÁRIO – FII TRX ED. CORPORATIVO (“Fundo”),

    informa a seus cotistas e ao mercado que em função de não ter resultado de caixa positivo, não haverá divulgação referente a distribuição de rendimentos, em 31/08/2017

    Curtido por 1 pessoa

    • Os caras até já fazem o copia e cola com essa frase: ” informa a seus cotistas e ao mercado que em função de não ter resultado de caixa positivo, não haverá divulgação referente a distribuição de rendimentos, em 31/08/2017″….só precisam mudar a data, porque todo o resto do conteúdo se mantém. É muita cachorrada. Nunca vi imobiliária ganhar comissão de proprietário de imóvel desocupado. O fundamento do recebimento de alguma coisa pela TRX deveria ser a receita do fundo. Se o fundo não tem receita, o que ela deveria receber? O custo de manutenção do prédio de Macaé deveria ser de dois terceirizados: um zelador e um porteiro, mandar cortar luz e água e acabou. Ou já viram algo diferente disso na administração de um imóvel?

      Curtido por 1 pessoa

      • Tem uma coisa a ser computada nesses casos extremos nos FIIs: o custo de oportunidade

        não é só o quanto você perdeu, mas o quanto deixou de ganhar…

        seja num ativo livre de risco, seja noutro FII qualquer

        Curtir

  2. Novamente questionei a TRX sobre uma posição a respeito do XTED. Segue resposta para analise de todos que desejarem:

    Prezado Érico, boa tarde.

    Para os dois ativos que compõem a carteira, trabalhamos tanto a locação como a venda. Além do time comercial da TRX, o Fundo conta também com a assessoria da CBRE, imobiliária especializada nesse tipo de negócio.

    Disponibilizamos mensalmente no relatório de gestão do Fundo, o acompanhamento das negociações que estão em andamento. Para o GT-Plaza, localizado em São Paulo, existem algumas conversas em andamento, até por ser uma região mais óbvia. Quanto ao Atlântico Office, sabemos que a região de Macaé enfrenta um momento de deterioração bem significativa, mas ainda assim, negociamos atualmente com 4 empresas.

    Combinamos com os investidores presentes na última assembleia que, qualquer proposta recebida principalmente para aquisição dos ativos, seria enviada para aprovação em assembleia. Até o momento, não recebemos nenhuma proposta firme.

    Adotamos uma postura bem agressiva nas negociações de aluguel, propondo valores baixos e períodos de carência extensos, mas a oferta de imóveis nos mesmos patamares que os nossos é alta, e por isso as negociações caminham numa velocidade bem inferior ao que gostaríamos.

    Caso queira uma sensibilidade melhor sobre as negociações em andamento, podemos agendar um call para esclarecer suas dúvidas.

    Permaneço à disposição.

    Curtido por 4 pessoas

    • Parabéns pela iniciativa Porto! Essa resposta é daquele questionamento anterior que fez? Bom ao menos responderam dessa vez.
      O uso daquele sistema de sinalizações para indicar interesse ou potencial foi meio lúdico.
      Dizer que tem negociação mas não tem proposta, depois de afirmar que jogaram os valores no chão, para pagar a perder de vista…criam de novo uma sinalização lúdica.
      Depois eu que sou o crítico…

      Curtido por 1 pessoa

      • Tetzner, na realidade questionei eles novamente pois na vez anterior a responta tinha sido um tanto resumida demais…. infelizmente essa resposta pouco mudou! Eles estão perdidos, e com o mercado do jeito que está num local como Macaé, este fundo nem fechar as portas consegue, já que não conseguiria vender o prédio! Felizmente hoje ele representa somente 0,3% do meu patrimônio, então virou mais um aprendizado de carteira do que um problema realmente… rs

        Curtido por 2 pessoas

  3. Esse fundo nao tem o que fazer. Quem é que vai alugar em macaé ou comprar o prédio? Macaé é cidade fantasma, esta muito pior que RJ. Foi uma das grandes perdas que tive em Fii. Sorte que era apenas 1% a 2% da minha carteira. Diversificação me salvou dessa escolha estupida que fiz na época em comprar um imovel em macaé. Também me livrei do XPCM com lucro. Nada de imóvel ruim mais.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Pessoal, estou cogitando “apostar” nesse fundo. Desde 2014 tenho feito apostas em fundos bem descontados e muitos deles acabaram se recuperando(de 50 a 100, como fvbi11). Sei que a administradora e a gestora eh uma merda, mas sao imoveis certo? 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  5. COMUNICADO AO MERCADO
    A BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES
    MOBILIÁRIOS, com sede na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Praia
    de Botafogo, nº 501 – 5º andar parte, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 59.281.253/0001-23
    (“Administradora”), na qualidade de administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO
    IMOBILIÁRIO – FII TRX ED. CORPORATIVO (“Fundo”), informa a seus cotistas e ao
    mercado que em função de não ter resultado de caixa positivo, não haverá divulgação
    referente a distribuição de rendimentos, em 30/06/2017.

    Curtido por 1 pessoa

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s