ONEF11 – The One

O FII é proprietário de 4 (quatro) lajes do edifício The One, localizado na Rua Ministro Jesuíno Cardoso 454, Itaim Bibi, São Paulo, próximo da Av. Brigadeiro Faria Lima; administrado pela Rio Bravo, em regime de condomínio fechado e com prazo indeterminado de duração.
onef111

O edifício é classificado como Triple A e possui pré-certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) concedido pelo USGBC (US Green Building Council), entidade norte-americana que tem por objetivo a aplicação do conceito de sustentabilidade em empreendimentos imobiliários.

Fica  a 50m da Faria Lima, com novos empreendimentos seguindo esse eixo e indo até o final da avenida, onde inicia a Helio Pellegrino; todos empreendimentos por lá de alto padrão. Excelente para você escolher por qual caminho seguir, praticamente ao lado retorno pode escolher entre seguir em frente ou voltar pela própria Faria Lima ou ainda pegar a Juscelino em direção a Marginal; isso parece bobagem mas em sampa é importante.

THE ONE - ONEF11

Ainda, conta com lajes com mais de 1.000 m², elevadores de última geração com sistema de chamada antecipada, lobby com pé-direito triplo, flexibilidade de junções verticais e horizontais, pé-direito livre de 2,80 metros, sistema de segurança completo e sistema de automação predial; trata-se portanto de um FII de Tijolo – Imóveis Comerciais – Escritórios.

Área BOMA: 6.015 m²
Vagas de garagem: 178
Participação no empreendimento: 44%
Localização: Rua Ministro Jesuíno Cardoso, 454 – Itaim Bibi

Ocupação: 100% – 02/11/16
Pavimento / Locatário
1º Andar: Turner
2º Andar: Turner
7º andar – conjunto 71 e 72: Inovalli
7º andar – conjunto 73 e 74: Aditus Consultoria Financeira
10º andar: Banco do Brasil

Taxas:
Administração: 0,25%a.a. sobre patrimônio liquido (mínimo R$ 16.000,00 mensais corrigido pelo IGPM)

RI: fundosimobiliarios@riobravo.com.br

Tutor do FII: MRMV

79 comentários sobre “ONEF11 – The One

  1. De olho no inquilino

    TURNER FECHA COM TIMES DE FUTEBOL E AVANÇA NOS ESPORTES

    São Paulo, 15/01/2017 – Outras empresas já tinham tentado, mas nenhuma havia conseguido quebrar o monopólio da Rede Globo na transmissão de jogos de futebol. A Turner (empresa do grupo Time Warner) conseguiu a façanha ao longo do ano passado, ainda que tenha apenas o direito para passar as partidas de 16 times do Brasileirão em TV fechada, pelo seu canal Esporte Interativo.

    O Esporte Interativo está longe de ser o responsável por gerar a maior parte da receita da Turner no Brasil. “Até porque é um investimento recente”, diz o gerente-geral da empresa no País, Gustavo Diament. A companhia americana também detém marcas já com duas décadas no mercado brasileiro, como TNT, Warner Channel e Cartoon Network, entre outras.

    O segmento esportivo, entretanto, é hoje a prioridade da Turner, tanto no Brasil como globalmente. “É um investimento de longo prazo”, frisa o executivo.

    Com a parceria fechada com os clubes de futebol, a Turner avança em sua estratégia de crescimento. O primeiro passo foi dado há dois anos, quando comprou o canal Esporte Interativo. De acordo com Diament, a empresa vê o Esporte Interativo não só como um canal, mas como uma plataforma para oferecer conteúdo. “Nosso principal negócio hoje é TV por assinatura, mas estamos em outros canais de distribuição, aplicativos, mídias sociais, site. Engajamento (do público na internet) se reverte em maior publicidade e receita.”

    Ao lado dos esportes, também estão entre os focos da empresa os eventos ao vivo, como as entregas do Emmy, do Grammy e do Oscar. “A gente está comprando direitos de esportes e eventos, que nos permitem engajamento muito forte com nossa audiência em várias plataformas e ótimas negociações do ponto de vista publicitário.”

    Diament nega que a Turner pretenda trazer ao País seu canal de notícias CNN, como já se especulou. “Temos espaço para crescer com crianças. Somos líderes na TV, mas podemos avançar em outras plataformas, as crianças podem jogar aplicativos dos desenhos, por exemplo. A mesma coisa acontece na TNT. Agora, estamos investindo tempo e dinheiro para criar a maior plataforma de esporte do Brasil. Então, neste momento, CNN não é prioridade”, destaca o executivo.

    A Turner tem 680 funcionários no País e não deve ampliar o quadro por causa do aumento da operação do Esporte Interativo. O plano é ganhar produtividade, diz Diament.

    Dar visibilidade para os patrocinadores dos clubes foi uma das principais jogadas da companhia americana para conquistar os contratos (válidos, na maioria, de 2019 a 2024) dos 16 times de futebol, entre eles Palmeiras, Santos, Coritiba, Paysandu e Fortaleza.

    Das negociações que a Turner realizou no ano passado, dentro de sua estratégia de avançar no segmento esportivo, a com o Palmeiras é a mais emblemática. O contrato, o último a ser assinado, em dezembro, prevê que, durante toda a programação, locutores e jornalistas chamem o estádio do clube pelo nome Allianz Parque, o que não ocorre no SporTV. No canal de TV por assinatura da Globo, os jornalistas se referem apenas à Arena Palmeiras.

    “Vamos dar (aos patrocinadores) visibilidade. Isso faz com que o nível do esporte seja mais interessante. Todo mundo ganha”, afirma Diament.

    A empresa também negociará o horário dos jogos com os times quando tiver exclusividade na partida, ou seja, quando o outro time não tiver contrato com a Globo, e prometeu dar espaço em suas redes sociais e na programação da TV para a divulgação dos programas de sócio-torcedor.

    Por fazer parte de uma companhia internacional, a Turner ainda abrirá a possibilidade para os times brasileiros jogarem amistosos com estrangeiros cujos direitos de transmissão também são do grupo. (Luciana Dyniewicz)

  2. Dezembro :
    Houve distribução no valor de R$ 6,40 por cota, pq contou com última parcela da distribuição de cerca de $ 1,45 ,não recorrente,de receitas de área comum.
    Fundo 100% ocupado.
    Novas revisionais:2018
    Vencimento de contratos:2020.

    Curtido por 1 pessoa

    • ONEF
      Em Dezembro a distribuiçao de 6,40 contou com a ultima parcela da distribuição da renda nao recorrente do estacionamento e tambem com o primeiro aluguel referente ao fim da carencia da Turner(1 ano).

      Em 2017 o fundo começa com 100% de ocupaçao, mas ainda com 10% do ABL em carencia(contrato celebrado com a Aditus em Nov)!

      Segundo o relatório: “Em janeiro será anunciada a distribuição de rendimentos que não deverá sofrer grandes variações ao longo do primeiro semestre do ano. “”

      Deduzo que nos proximos meses a renda deve ser em torno de 4,95 cota, e a partir do segundo semestre(com fim da carencia da Aditus) a renda estabilizaria em torno de 5,70 (renda 95% em R$ 5,42).

      Curtido por 2 pessoas

  3. FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO THE ONE
    CNPJ/MF n. º 12.948.291/0001-23
    ISIN Cotas: BRONEFCTF003
    [Código negociação BM&FBovespa: ONEF11]
    FATO RELEVANTE
    RIO BRAVO INVESTIMENTOS – DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA., com
    sede na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco B, 3º andar, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 72.600.026/0001-81
    (“Rio Bravo”), na qualidade de administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO THE ONE,
    inscrito no CNPJ/MF sob nº. 12.948.291/0001-23 (“Fundo”), vem, nos termos da Instrução CVM nº 472, de 31
    de outubro de 2008, e de sua Política de Divulgação de Fatos Relevantes, informar que, em atendimento à
    Instrução CVM nº 516, de 29 de dezembro de 2011, a reavaliação anual dos ativos do Fundo, realizada pela
    CB Richard Ellis, resultou em um aumento do seu patrimônio líquido em aproximadamente 12,02% (doze
    vírgula dois por cento). Neste sentido, após a referida reavaliação, o patrimônio líquido do Fundo passou para
    o valor de R$ 96.222.481,95 (noventa e seis milhões, duzentos e vinte e dois mil, quatrocentos e oitenta e um
    reais e noventa e cinco centavos) em 30/11/2016, representando um aumento no montante total de R$
    10.293.266,00 (dez milhões, duzentos e noventa e três mil, duzentos e sessenta e seis reais).
    Permanecemos à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos adicionais que se façam necessários.
    São Paulo, 14 de dezembro de 2016.
    RIO BRAVO INVESTIMENTOS

    Curtido por 3 pessoas

    • ONEF
      Sempre bom ver as premissas sendo confirmadas.
      Este é um dos fundos que atende minhas expectativas de longo prazo pela sua excelente localização e oferta restrita de terrenos.
      Revisionais e vacâncias fazem parte do processo, porem o importante é que ONEF mais uma vez mostrou sua atratividade fazendo jus ao seu excelente histórico de ocupação.
      Foi assim na saída da Mutiplus com a entrada da Turner e agora com a locação para a Aditus.
      Alias, em novembro acaba a carência da Turner(1 ano) o que também deve dar mais um plus na renda.

      Curtido por 3 pessoas

      • Tetzner , há mais de 5 anos que não ia a SP, a transformação ocorrida nesse período foi o que mais me chamou atenção.
        A região do Central Business District de SP(CBD) em especial me deixou realmente impressionado.
        O ONEF em questão, considerado AAA pelas melhores consultorias imobiliárias, é um dos edifícios com lajes corporativas de alto padrão que se encontra nesse centro, dentre outros FIIs listados em bolsa.
        São Paulo impressiona em tudo, mas para quem é investidor de imóveis, ter oportunidade de participar desse mercado corporate de SP via FIIs, no maior centro econômico, financeiro e populacional do Brasil, pra mim é um grande diferencial..
        Valew bastante a visita e poder sentir o cheiro do Onef 🙂
        abs

        Curtido por 3 pessoas

      • Mrmv e Tetzner,

        Eu também fico muito feliz em poder adquirir uma cota de um cartão postal de São Paulo. Mas a discussão que queria trazer é outra. Tenho visto que estão lançando novos cartões postais, em termos de prédios corporativos, como o EZ TOWER, E TOWER e Corporate Towers .Fico triste porque não tenho visto nenhum movimento dos Fiis em adquirir espaços nesses novos monumentos. Será se teremos aquisições nos próximos 5 anos de prédios (ou muitos andares) como os TBOF, TRNT e BFC? Ou teremos que nos contentar com estes mesmo?

        Curtido por 1 pessoa

      • Investidor de Fiis

        Tivemos uma boa janela de oportunidade, mas os gestores não aproveitaram. Isso mostra como é difícil não ser dominado pelo senso comum. Errar em conjunto é melhor do que errar sozinho. Na melhor hora da compra até os gestores refugaram.
        Creio nos próximos 3/5 anos é tempo suficiente para termos novidades, ja que hoje em dia, pela falta de funding no setor, é o mercado de securitização que vem crescendo.
        Basta ver as emissões recentes, inclusive com o kncr se tornando o maior peso no ifix, acima de 11%.
        Gde abc

        Curtido por 2 pessoas

      • No caso da Turner, a carência acaba agora em novembro quando completa um ano, resta saber como foram às condições com a Aditus.
        De qquer forma, a renda estimada do fundo 100% locado estaria em torno de R$ 5,70/cota (renda 95%). Com a cota a R$ 900, 00, rendimento de 0,63% mes.

        Curtido por 2 pessoas

    • RIO BRAVO INVESTIMENTOS DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS
      LTDA., instituição financeira com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na
      Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco B, 3º andar, Vila Olímpia, inscrita no CNPJ/MF sob o nº
      72.600.026/0001-81, na qualidade de instituição administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO
      IMOBILIÁRIO THE ONE, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 12.948.291/0001-23 (“FII The One” ou
      “Fundo”),

      vem, por meio deste, em cumprimento ao disposto na Instrução CVM n° 472/08,
      conforme alterada, bem como de sua Política de Divulgação de Fatos Relevantes, comunicar
      que:

      Curtir

      • (i) O Fundo celebrou contrato de locação dos conjuntos 73 e 74 do Edifício The One,
        equivalente a 606,61 m² e aproximadamente, 10% do ABL do FII The One (“Contrato”),
        com a ADITUS CONSULTORIA FINANCEIRA, empresa credenciada pela CVM, que
        assessora investidores institucionais e oferece análises de investimentos e riscos, pelo
        prazo de 5 (cinco) anos a partir de 01 de novembro de 2016. As condições comercias
        estão dentro do padrão das negociações de mercado e após esta locação a taxa de
        ocupação dos imóveis do Fundo passa a ser de 100%;

        Curtir

      • (ii) no âmbito de uma ação revisional, celebrou novo contrato de locação com a INOVALLI
        REAL ESTATE, ocupante dos conjuntos 71 e 72 do Edifício The One, pelo prazo de 5
        (cinco) anos a partir de 01 de novembro de 2016, sendo que o aluguel até então vigente
        sofreu uma redução de aproximadamente 27%. Além da alteração de valor, o perído de
        aviso prévio e a multa em caso de rescisão foram majorados em favor do Fundo;

        Curtir

      • (iii) nesta data, o Fundo recebeu R$ 265.789,63 (duzentos e sessenta e cinco mil setecentos
        e oitenta e nove reais e sessenta e três centavos) do Edfício The One, à título de
        distribuição do resultado das receitas de área comum do prédio, em especial do
        estacionamento. Trata-se de uma receita não recorrente cujo valor será distribuído
        integralmente pelo Fundo aos seus cotistas nas distribuições referente aos meses de
        novembro e dezembro, o que representará um acréscimo nesses dois rendimentos
        mensais de aproximadamente R$ 1,45 (um real e quarenta e cinco centavos) por cota.
        São Paulo, 31 de outubro de 2016.

        Curtido por 1 pessoa

  4. Vai uma dobradinha aí, chefia?

    “Prezado Cotista,
    A Rio Bravo Investimentos Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda., na qualidade de Administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO THE ONE, convida os cotistas para participarem da Assembleia Geral Extraordinária do Fundo (“Assembleia”) a ser realizada em primeira convocação no dia 22 de setembro de 2016, às 16 horas e em segunda convocação no dia 30 de setembro de 2016, às 16 horas, na sede da Administradora, na Avenida Chedid Jafet, nº 222, Bloco
    B, 3º andar, Vila Olímpia, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, a fim de examinar, discutir e votar acerca do seguinte.

    ORDEM DO DIA: alteração da taxa de administração devida pelo Fundo e a data de sua efetivação, para que a referida taxa seja calculada em função do valor de mercado do Fundo, em linha com a Instrução CVM n.º 571, de 25 de novembro de 2015, conforme proposta de redação prevista abaixo:

    “Pela prestação dos serviços de administração, será devida pelo Fundo uma remuneração correspondente a 0,5% (cinco décimos por cento) ao ano sobre o valor de mercado do Fundo, provisionada mensalmente na proporção de 1/12 (um doze avos) e paga até o 5º (quinto) Dia Útil do mês subsequente, calculada com base na média diária da cotação de fechamento das cotas de emissão do Fundo no mês anterior ao do pagamento da remuneração, multiplicada pelo total de Cotas emitidas
    pelo Fundo, observada, ainda, a remuneração mínima de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) mensais, na database de 01 de outubro de 2016, corrigida anualmente pela variação positiva do Índice Geral de Preços do Mercado – IGP-M, divulgado pela Fundação GetúlioVargas – FGV (“Taxa deAdministração”).”

    Curtido por 1 pessoa

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s