GGRC11 – GGR COVEPI Renda FII

O GGR COVEPI RENDA FII (“Fundo“ e/ou “GGRC11”) tem como objetivo a realização de investimentos em imóveis comerciais, predominantemente no segmento industrial e logístico, com a finalidade de locação atípica (built to suit, sale and leaseback ou retrofit) ou venda, desde que atendam aos critérios e à política de investimento do Fundo descritos no regulamento.

Contratos de locação com prazo mínimo de 5 anos e locatário com classificação de rating superior a A-.

Início das Atividades: abr/2017
Valor Patrimonial da Cota: R$ 119,65
Valor de Mercado da Cota: R$ 143,50

Número de Cotistas: 55.600
Quantidade de Cotas: 6.503.028
Patrimônio Líquido: R$ 778.101.244,52
Valor de Mercado do Fundo: R$ 933.184.518,00
Taxa de Administração e Gestão: 1,10% a.a.

CARTEIRA IMOBILIÁRIA
O fundo possui 16 contratos de locação, totalizando mais de 273 mil m² de área construída

RI: ri@horusggr.com

Tutor do FII: Dino

Autor: Tetzner

Engenheiro, Investidor há mais de20 anos, autor de 2 livros e pioneiro em Fundos Imobiliários :)

1.200 comentários em “GGRC11 – GGR COVEPI Renda FII”

  1. Ato societário de aprovação (se houver)
    Data da informação 01/07/2021
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento) 01/07/2021
    Data do pagamento 08/07/2021
    ——————————-
    Valor do provento por cota (R$) 0,88
    ——————————-
    Período de referência JUNHO
    Ano 2021
    Rendimento isento de IR* Sim, POR ENQUANTO

    Curtido por 1 pessoa

    1. “De forma voluntária” tem que constar 🙂

      O importante é que a mobilização, o envio dos emails, os telefonemas para conversas com RI e a cobrança com paciência e educação trouxeram bons resultados. Um real alinhamento entre todos os envolvidos.

      Parabéns a todos!!!

      Valeu!!!

      Curtido por 5 pessoas

  2. Pessoal,

    Dito e feito.

    Anúncio de compra.

    Ainda analisando. Mas surgiu um atípico ate 27, agregando 0,08 na renda (não é promessa).

    Tempo ao tempo. Paciência sempre ajuda 😉

    E claro, cobrança organizada.

    Valeu!!!

    Curtido por 3 pessoas

      1. Só postei. Não disse se aprovei ou gostei 🙂

        Ocorreu o que havia postado quando recebemos a resposta padrão da enxurrada de email enviados…

        A cobrança deve seguir.

        Tempo ao tempo. Aprendi que em FII o tempo é aliado, ate nas coisas que parecem errado ou falhas. Mas isso sou EU. Vejam, não postei que em coisas inadequadas ou irregulares o tempo ajude. Favor não confundirem 😉

        Deixo este la e espero o preço me apontar que o ativo ficou extremamente bom. E ai tanto faz o cap rate anunciado no passado. Cap rate de uma aquisição complementar ao portfólio não ditará o rumo do Fundo. Dou peso distinto quando a aquisição será o rumo ou modifica o rumo do Fundo. Não é o caso aqui.

        Mas como disse, ainda não parei pra filtrar tudo e analisar. Gosto sempre quando o Fundo cresce. Mas tem que gerar alfa e ser positivo nas métricas do mercado. Já falaram em desova, em compra pra dar resposta aos cotistas e etc. Acho que pode ser um pouco de tudo. Ou apenas mais uma aquisição.

        Só reforço que estes são meus pensamentos. Não sei se são os mais corretos ou melhores. Funcionam pra mim. Vou refletir mais tarde sobre a aquisição.

        Valeu!!!

        Curtido por 3 pessoas

      2. O regulamento do fundo é um limitador. Caso locado, só pode comprar imóvel com contrato atípico e classe A+
        Então tem que ponderar tudo isso antes de criticar a gestão.

        Curtido por 3 pessoas

    1. Bom dia.

      Galera,

      Essa aquisição me deixou com um pé atrás. A sensação que eu tenho é que fizeram uma aquisição por fazer. Um cala a boca. Esse sentimento vem pelo fato dessa aquisição estar fora do padrão que vinha sendo feito pelo fundo.

      Primeiro, se não me engano, todos os outros imóveis o fundo têm participação de 100% ou majoritária (procurei em algum lugar essa informação e não achei, mas de acordo com os últimos fatos relevantes as ultimas aquisição foram de 100% dos imóveis).

      Segundo, o cap rate bem abaixo do que vinha sendo praticado pelo próprio fundo e o por pares no mercado. Eu não sou um zé fominha de cap rate, mas essa escapada do padrão chama atenção.

      Acho que a gestão não aguentou a pressão. Se for para comprar de forma precipitada era melhor ter deixado em caixa. Não tenho problema com dinheiro no caixa (não que eu esteja com um sorriso no rosto!) se temos a perspectiva de compra de um ótimo imóvel que vai ficar anos na carteira. Vamos ver se no próximo relatório a gestão explica o racional da operação.

      A lição que fica é sobre emissões sem pipelines. Dois fundos de logística que acompanho mais de perto tiveram problemas com isso. Vinha tudo dando certo quando o mercado vinha favorável. Na primeira mudança de vento, por menor que seja… Nitidamente me parece que houve uma correria pra captar dinheiro antes da torneira fechar. Faltou plano A, B, C…

      Para ficar nesse setor de logística , temos o HGLG11, uma referência do setor, mostrando como que se faz uma emissão com plano A, B, C e D. Pode dar errado? Pode, mas pelo menos não foi às escuras.

      Bem, acho que é isso. Desculpem o textão, se tiver alguma informação errada me corrijam e comentem ai o que vcs acham.

      Curtido por 1 pessoa

    2. Parabéns a todos os cotistas que juntos cobraram e conseguiram um melhor alinhamento junto a gestão.

      Organização, paciência e tempo ao tempo sempre derem resultado 😉

      Os envios de email, as cobranças junto ao RI, os telefonemas…o somatório disso tudo ajudou nessa decisão.

      Valeu!!!

      Curtido por 3 pessoas

  3. O BLABLA BLA

    Prezado investidor,

    Tomamos conhecimento pelas redes sociais, sites especializados em Fundos Imobiliários epor alguns cotistas que nos relataram no canal de RI e outros canais de comunicação,sobre amanifestação de um grupo de cotistas que enviariam o mesmo questionamento via e-mail à Gestora.

    De fato, a Gestora recebeu diversos e-mails de diferentes cotistas com o mesmo questionamento.

    Vale frisar que sempre fomos transparentes e com diálogo direto com nossos cotistas através dos nossos canais de comunicação, os quais sempre estiveram e estão abertos para dúvidas, críticas e perguntas.

    Entendemos a vontade e pressa doscotistasna alocação do valor em caixa, e a equipe de gestão está trabalhando arduamente para isso.O período de pandemia tem sido um grande desafio para toda a equipe, os processos e elaboração de documentos e instrumentos anteriores aaquisição dosativos com a segurança jurídica que sempre buscamos ficou muito prejudicada com as restrições que foram adotadas em diversos Estados.

    Podemos citar, por exemplo, o processo daelaboração do Laudo de Avaliação, onde ocorre a visita e vistoria técnica ao imóvel alvo, ea experiência do perito em avaliação, que ao analisar o imóvel e suas características e tipologianos indica pelas condições encontradas e registradas o valor do imóvel, sendonesse caso, a vistoria imprescindível e indispensável para avaliação do imóvel e consequente valor da operação.Adotamos todas as medidas eorientaçõesde segurança para não por em risco nossos colaboradores e seus familiares.

    Vale lembrar que o Fundo ao longo de todo o ano de 2020, com toda insegurança e atipicidade do momento apresentouresiliência e transparência,de modo a permitir que em meio acrise o fluxo de rendimentos permanecesse estável devido ao constantetrabalho da equipe de gestão da Supernova junto aos locatários.Mesmo com todo esse cenário, tivemos apenas 1 (um) locatário teve uma suspensão temporária de fluxo de pagamento por meio de medida judicial (o que já voltou ao pagamento em sua normalidade) e apesar de todas as dificuldadesmacroeconômicas e microeconômicas, apresentamos rendimentos dentro da média histórica. O Fundo mostrou também uma recuperação rápida no preço de suascotas ao longo de 2020. As cotas do Fundo provaram ter liquidez suficiente para que os cotistas possaminvestir no Fundo sem os riscos de falta de liquidez e alta volatilidade dos preços.

    E fechamos o ano com umaOferta Pública com esforços restritos de distribuição, nos termos da ICVM 476, conforme já ditoanteriormente, muitos fundos fizeramemissãode cotasao longo de 2020 ea gestão optou em não abrir opipelinede operações que estão sendo avaliadas atualmente para compor a carteira de investimento do Fundoem virtude desse aquecimento e liquidez do mercado imobiliário e também por questões estratégicas e operacionais dos vendedores.

    Seguimos pedindo a compreensão de todos pelo momento atípico que estamos passando, frisando que os trabalhos estão sendo realizados conformeorientaçõese segurança, estamos acompanhando de perto os setores públicos e privados afim de reduzir o máximo possívelos prazospara emissão de documentos necessários para asaquisições, causadospelosimpactos nos atrasos gerados pelas restrições causadas pelo Covid-19 e reiterandonosso compromisso com todos os cotistas.

    Permanecemos a disposição para o esclarecimento de duvidas e nossos canais decomunicaçãocontinuam abertos para perguntas, criticas, elogios e dúvidas.

    À disposição.

    Att.,

    RI
    Rua Gomes de Carvalho, 1507 – 6º Andar – Conj. 63
    Vila Olímpia – São Paulo – SP – 04547-005

    Curtido por 3 pessoas

    1. Tb recebi. Foi um copiar e colar e automático (as falhas na redação são iguais pra todos)

      Agora é ter um pouco de paciência. ELes sentiram a demanda. Explicaram o básico.

      Irão se mexer. Talvez não no sentido de baixar a taxa, mas no sentido de alocar.

      Deixa mais emails chegarem. Mais postagens e # sobre o tema rodar as redes sociais. A mobilização vai surtir algum efeito (acho). E depois, os cotistas podem buscar algo maior.

      Agora, paciência e cordialidade. Importante numa negociação dar espaço pra outra parte.

      Algo interessante foi o tempo pra eles responderem. Chegaram muito emails. E eles ao menos se reuniram e dispararam uma resposta (Ok, muito bla bla bla. Mas alguns destes Bla são reais).

      Valeu!!!

      Curtido por 2 pessoas

  4. ”” COTISTAS GGRC11 ””
    CHEGOU A SEMANA DO E-MAIL. Estamos mobilizando os cotistas para enviarem o mesmo e-mail da carta abaixo, notificando a Gestora Supernova Capital (11) 4369-6100 e Administradora CM Capital Markets (11) 3842-1122 / 30443547, para a redução da taxa de administração/gestão de 1,1% para 0,8%. Peço que todos enviem para esses 3 (três) e-mails, PELO MENOS 2 VEZES EM DIAS ALTERNADOS, entre 04/05/2021 (terça-feira) e 09/05/2021 (Domingo), ri@supernovacapital.com.br, fundos@cmcapital.com.br, fundos@cmcapitalmarkets.com.br, com o propósito de padronizar a nossa insatisfação com o dinheiro parado e a gestão nos levar a sério. Essa é uma ação para benefício de todos. Creio que tenha muitos de vocês insatisfeitos com a queda da cotação e dividendos do GGRC11. Esse FII é o sétimo mais desvalorizado em 2021. Temos mais de 86 milhões parados desde a emissão de Março/2019. Hoje, aproximadamente 250 milhões parados que corresponde cerca de 25% do FII. O pedido de redução da taxa de 1,1% para 0,8% é proporcional ao valor parado. De quase 900 mil que pagamos de taxa ao mês, 230 mil é do valor parado. No mês de Fevereiro, o valor parado em renda fixa rendeu menos que 0,09%. Ganhamos 221 mil de renda e pagamos 230 mil de taxa de administração desse valor parado. Como podem ver no link do vídeo abaixo, em 2015 cotistas se reuniram para troca da gestão do antigo TRXL11, mas a administração não apoiou. (minuto 3:50 a 4:30). A resposta veio em 2019. Os cotistas se reuniram e trocaram a gestão e também a administração (minuto 7:55). Só depende da nossa união para reduzir essa taxa. Abraços.

    ===============================

    Prezados,

    Venho, através deste e-mail, notificar a Gestora SUPERNOVA CAPITAL, endereço na Rua Gomes de Carvalho, 1507 – 6º Andar – Torre B – Conjunto 62 – Vila Olímpia – São Paulo/SP, e a Administradora CM CAPITAL MARKETS DTVM LTDA, com sede na Rua Gomes de Carvalho, 1.195 – 4º andar – São Paulo/SP, do Fundo GGR COPEVI RENDA FII, código de negociação GGRC11, O PEDIDO DE REDUÇÃO DA TAXA DE ADMINISTRAÇÃO/GESTÃO DE 1,1% a.a. PARA 0,8% a.a., até que os aproximadamente R$ 250 milhões (R$ 86 milhões emissão Março/2019 e R$ 165 milhões emissão Dezembro/2020) sejam alocados fora da renda fixa.

    O gestor é o principal responsável pelo desempenho do Fundo Imobiliário. Entre outras características, considera-se que a evolução da gestora é medida pela velocidade da alocação de seu caixa. Todavia,
    a gestão da Supernova Capital demonstra que até fundos com bons ativos podem produzir resultados desanimadores, quando mal administrados. Por essas razões, gestores de outros FIIs estão buscando reduzir sua taxa de gestão/administração de forma voluntária. O Fundo RBRF11 renunciou parte de sua taxa de gestão/administração durante todo o ano de 2021, conforme fato relevante emitido em 30/04/2021. (https://fnet.bmfbovespa.com.br/fnet/publico/exibirDocumento?id=168679&cvm=true). O
    Fundo LVBI11 também concedeu um desconto por 4 (quatro) meses na taxa de gestão do Fundo, equivalente a 0,80% ao ano, conforme fato relevante emitido em 05/04/2021 (https://fnet.bmfbovespa.com.br/fnet/publico/exibirDocumento?id=161038&cvm=true). Fizeram isso para amenizar perdas na cotação e queda dos dividendos ocorridos nos últimos tempos, além de apresentarem alto valor parado em caixa.

    A decisão de redução da taxa do GGRC11 mostrará que os interesses do gestor estão alinhados com os interesses dos cotistas, muitos deles (inclusive eu) insatisfeitos com muito dinheiro em caixa, o qual valor rendeu menos que 0,09% em Fevereiro/2021. Recebemos 221 mil de rendimentos da Renda Fixa e pagamos 230 mil de taxa de administração nesse valor parado. Sabemos que o período de pandemia tem sido um grande desafio para a equipe de gestão, mas o dinheiro parado desde a emissão de Março/2019 tem provocado perda de valor para os cotistas devido à alta da inflação e a brusca queda da cotação, entre outros motivos. Além disso, não é razoável a gestão SUPERNOVA CAPITAL alegar que não conseguem visitar e acompanhar a avaliação técnica de novos ativos, devido restrições de circulação no território nacional, como foi descrito no Relatório de Gestão Março/2021. Com o devido cuidado e EPIs, os aeroportos estão todos abertos e a economia não parou.

    Ao participar da última emissão dei um voto de confiança para o gestor, no sentido de esperar que tivessem no mínimo, alguns imóveis “engatilhados” para aquisição.

    Estamos nos mobilizando e espero que os senhores gestores/administradores sejam justos com a base de cotistas e enviem uma resposta positiva por meio de um comunicado público até o dia 31/05/2021.

    Atenciosamente

    NOME E CPF

    ===============================

    Curtido por 7 pessoas

    1. Mandei e-mail também, pois concordo com a iniciativa de solicitar uma redução de taxas. Nada mais justo. E a próxima mobilização é a troca de gestor. Vamos agitar moçada. O fundo em si é muito bom, nas mãos certas seria um avião. Olhem o que o BTG fez no fundo da TRX. Da pra melhorar e muito!

      Curtido por 1 pessoa

    1. O inquilino seguia sua vida tranquilo, com as restrições sofreu um impacto ABSURDO.

      Acho que a gestão fez o certo. Tratou, manteve ocupado e vai buscar depois ao longo de 2022. O impacto foi mínimo pro Fundo e pra gente.

      Ficando vazio, despesa com prospecção, despesa com possível ação pra cobrar…elevação da vacância física e financeira trariam um impacto maior. Apenas minha opinião.

      Gestão ativa e trabalhando bem pro Fundo. Tb apenas minha opinião.

      Valeu!!!

      Curtido por 1 pessoa

  5. Vamos pressionar a gestão: a ideia é, inicialmente, redigir uma carta solicitando a redução da taxa de administração de 1,1% para 0,8%, até que eles façam a locação de aproximadamente 80 milhões da subscrição de março/2019 e dos 160 milhões da subscrição de dezembro/2020. Todos enviariam a mesma carta em uma mesma data combinada. Precisamos reunir pelo menos 500 cotistas.

    Curtido por 2 pessoas

  6. Bom dia, pessoal!
    Sou cliente XP e sempre fui creditado com os proventos do GGRC, no dia agendado e antes mesmo de abrir o pregão.
    Mas hoje, até agora, não foi creditado, embora já retirado do total aprovisionado.
    Já aconteceu com alguém aqui?
    Obrigado.

    Curtir

    1. Tem que cair muito pra ficar bom.
      Pegaram o dinheiro da emissão colocaram na renda fixa e seguem ganhando suas taxas todos meses como se nada estivesse acontecendo. Já passou da hora de arrancar esse fundo da mão dessa gestora .

      Curtir

    2. Meu FII, Minha Vida!
      A operação da PF não interfere nos ativos do FII, mas reconheço que afetou a credibilidade da gestão em parte.
      Até agora, exceto este valor em caixa, a gestão está alinhada com o cotista, até provem o contrário.
      De olho no caixa, mas para esta segunda onda, acho até interessante um caixa mais avantajado para aproveitar oportunidades que possam aparecer.
      Concordo que não deveriam estar cobrando taxas sobre o dinheiro em caixa, mas ai precisamos nos unir e juntos pleitear esta isenção ou alguém com um % de cotas adequado chamar logo uma assembleia para discutirmos esta questão.
      No mais, vi o leilão, tentei comprar perto dos 119 e não deu.
      Abaixo de 120,00 (inclusive) foram negociadas aproximadamente cotas apenas.

      Abs e bons investimentos

      Curtido por 2 pessoas

      1. A governança é critério fundamental de avaliação de confiança na gestora. Como confiar em um negócio no qual os sócios foram presos por organização criminosa, especializada em fraudes a credores e lavagem de dinheiro, em processos de falências e recuperações judiciais ???

        Curtido por 1 pessoa

      2. Concordo em parte. Precisa ver se a gestão “era cumplice” ou se foi algum caso isolado da Pessoa Física na época, q foge o controle de qq Gestora ou Administradora de FII

        Curtido por 2 pessoas

    1. Sem nada de preocupação no radar. Mercado ajustando Selic de agora e Selic daqui alguns meses (achismo meu). Fora outros ajustes ne mercado de FII que forçam alguns FoF a girarem ativos. Hoje temos um giro mais significativo quando a geração de alfa nos FoF geram os trades. Tb achismo meu 😉

      Segue forte, robusto e com gestão trabalhando bem. Um dos meus pilares. Poderia ate despencar e virar uma pechincha …mas sei que isso não deverá ocorrer 🙂

      Tb faço como o EVs, costumo olhar o mercado e ver se algo esta muito fora da caixa. Por hora…segue normal.

      Valeu!!!

      Curtido por 3 pessoas

  7. Data da informação 01/02/2021
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento) 01/02/2021
    Data do pagamento 08/02/2021
    Valor do provento por cota (R$) 0,97
    Período de referência JANEIRO
    Ano 2021
    Rendimento isento de IR* Sim

    Curtido por 4 pessoas

NOVOS COMENTÁRIOS AQUI: (sem links, emails ou telefones)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s