VISC11 – Vinci Shopping Centers

O fundo é administrado pela BRL Trust Investimentos e sob gestão da Vinci Partners (177 profissionais, sendo 24 sócios, e tem aproximadamente R$ 19 bilhões sob gestão).

Tem por objetivo a obtenção de renda, mediante a aplicação de recursos, preponderantemente em shopping centers, bem como o ganho de capital obtido com a compra e venda dos mesmos.

Utiliza uma estratégia de crescimento focada em aquisições de imóveis prontos e não pretende investir em projetos greenfield, embora possa realizar reformas, expansões ou benfeitorias nos Imóveis com o objetivo de potencializar os retornos decorrentes de sua exploração comercial ou eventual comercialização.

O Fundo teve início em março de 2014, quando concluiu a aquisição de participação em dois shoppings centers:

49% do Shopping Ilha Plaza (Rio de Janeiro, RJ) e
13,6% do Shopping Pátio Belém (Belém, Pará).

As aquisições representaram para o Fundo o investimento de R$ 171,2 milhões, dos quais R$ 39,2 milhões foram realizados à vista e R$ 132 milhões foram realizados em parcelas mensais, pelo prazo de 13 anos, corrigidas pela TR e acrescidas de juros de 9,4% ao ano. O valor da parcela à vista foi liquidado com os recursos provenientes da 1ª emissão de cotas do Fundo.

Em 2015, o Fundo celebrou um acordo de co-investimento com um fundo de pensão canadense por meio do qual o Fundo e o Co-Investidor, através de um fundo de investimento imobiliário gerido pelo Gestor, adquiriram conjuntamente um portfólio de quatro shoppings. O Fundo realizou a aquisição deste portfólio na proporção de 25% (vinte e cinco por cento) do investimento total e, com isso, adquiriu:

11% do Shopping Paralela (Salvador, BA);
7,5% do shopping West Shopping (Rio de Janeiro, RJ);
17,5% do Shopping Crystal (Curitiba, PR); e
7,5% do Center Shopping Rio (Rio de Janeiro, RJ).

As aquisições foram concluídas em 30 de setembro de 2015 e representaram, para o Fundo, um investimento de R$ 100,6 milhões, dos quais R$ 28 milhões foram realizados à vista e R$ 72,6 milhões foram realizados em parcelas mensais, pelo prazo de 14 anos, corrigidas pela TR e acrescidas de juros de 9,85% a.a.. O valor da parcela à vista foi liquidado com os recursos provenientes da 2ª emissão de cotas do Fundo.

Em outubro de 2017, foi concluída a 3ª emissão de cotas do fundo, totalizando R$230,3 milhões destinados ao pré-pagamento parcial das dívidas contratadas nas duas primeiras aquisições e à aquisição de um novo ativo.

O fundo teve suas cotas listadas na B3 em 01 de novembro de 2017 sob o código VISC11.

Em dezembro de 2017, o Fundo adquiriu participação de 12,5% no shopping Granja Vianna, o primeiro do portfólio localizado em São Paulo.

No dia 27 de abril encerrou-se a oferta da 4ª. Emissão de cotas do Fundo na qual foram subscritas a totalidade das cotas emitidas incluindo as novas cotas do lote suplementar e adicionais totalizando assim R$ 499.499.843,00. A oferta contou com a adesão de 12.388 investidores. Parte dos recursos foram utilizados para o pré-pagamento adicional da alavancagem existente.

Em setembro de 2018, o Fundo realizou duas aquisições, a primeira de 16,7% de participação no shopping Tacaruna e a segunda 15% de participação no shopping Iguatemi Fortaleza. Essas aquisições contribuíram para a diversificação do portfólio acrescentando duas novas capitais e dois novos administradores ao mix do Fundo.

SHOPPING LOCALIZAÇÃO ADMINISTRADOR ABL (M²) %
Ilha Plaza Rio de Janeiro, RJ BR Malls 21.615 49,00%
Shopping Paralela Salvador, BA Saphyr* 40.247 11,00%
Pátio Belém Belém, PA AD Shopping 21.567 13,60%
Shopping Granja Vianna Cotia, SP Saphyr* 30.463 12,50%
West Shopping Rio de Janeiro, RJ AD Shopping 41.405 7,50%
Shopping Crystal Curitiba, PR Argo 14.280 17,50%
Center Shopping Rio Rio de Janeiro, RJ AD Shopping 15.163 7,50%
Shopping Tacaruna Recife, PE Tmall 44.950 16,70%
Shopping Iguatemi Fortaleza Fortaleza, CE Shopping Centers Iguatemi S.A. 90.016 15,00%
  • Em 10/07/19 o FII celebrou a compra 19,1393% do Minas Shopping (Belo Horizonte, MG) por R$137.100.000.00
  • Em 07/08/19 o FII concluiu participação adicional de 36,5% do Shopping Granja Vianna por um preço total de R$108.700.000,00, passando a deter 49% do referido shopping. Também em 07/08/19 o FII concluiu a venda de 14,6% do Shopping Ilha Plaza (Rio de Janeiro, RJ) por R$48.157.098,04, passando a deter 34,4% do referido shopping.
  • Em 16/09/19 o FII concluiu a venda de 6,67076% do Shopping Tacaruna (Recife, PE) por R$42.100.000,00, restando 10% de participação no shopping. Com as duas transações de venda VISC11 passa a ter 63.317m2 de ABL em 10 shoppings.

Informações Gerais / Visão Geral do Fundo
Gestor: Vinci Real Estate Gestora de Recursos Ltda.
Administrador e Escriturador: BRL Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.
Taxa de Administração²: 1,35% a.a.
CNPJ: 17.554.274/0001-25
Quantidade de Cotas: 8.160.576
Número de Cotistas (29-03-19): 68.889
Valor Patrimonial da Cota (29-03-19): R$ 100,43
49 mil m² de ABL própria

RI: ri@vincishopping.com.br

Autor: Tetzner

Engenheiro, Investidor há mais de20 anos, autor de 2 livros e pioneiro em Fundos Imobiliários :)

2.039 comentários em “VISC11 – Vinci Shopping Centers”

      1. Eduardo Cwb

        a queda no Crystal é consequência da migração de lojistas para o shopping novo e da readequação de fluxo do empreendimento

        isso leva tempo, como o gestor explicou na entrevista… olha a taxa de ocupação final… tem 20% de área para trabalhar aí… só que hoje o shopping é muito mais atrativo que há 1 ano…

        o resultado final já se mostra bem interessante

        Curtir

      2. Bem, sou cotista e torço pelo sucesso. O que eu falei é apenas a constatação matemática das tabelas apresentadas. Sobre o shopping novo, o nome é Pátio Batel, lindo, exuberante e confortável, mas tem mais gente passeando do que comprando, até mesmo porque há muitas lojas de luxo (Louis Vuitton, Prada…). Eu sou um deles. 😉 – Creio que lojista que “migrou” fora apenas a Fastshop, porém lembro-me que se instalou no SPB bem antes de fechar no SC.

        Curtido por 2 pessoas

      3. Eu gostaria de saber qual o tipo de gestão ativa que eles terão, uma tipo KNRI e HGBS queimadora de caixa ouse vão distribuir conforme o caiza, tipo FIIB, PQDP, etc

        Curtir

      4. Eu, ou nós, deveríamos nos preocupar de a maior parte do fundo ser de shoppings no Rio de Janeiro? Estado falido, maior desvalorização imobiliário do país (valor do imóvel e de aluguel), desemprego em maiores níveis, a recuperação será lenta ou rápida? O que acham?

        Curtido por 2 pessoas

    1. Fundo ruim para divulgar informações !!! Que demora !!! Sem previsão de nada !!! Passei e-mail para o ri fazem 10 dias …e nada !!!que suspense !!! No Brasil parece crime divulgar previsoes de DY, etc …aguardemos.!!

      Curtir

      1. Comprei bem pouquinho na IPO com um lucro de HGBS…. vamos ver como se comportam.

        Eu estava vendo que eles iam pagar as dividas com o dinheiro mas pelo que entendi pagaram só um pouco e ficaram com 100 milhões para adquirir algum outro ativo certo?

        Se foi isso já começaram com o pé esquerdo hehehe

        Mas vamos que vamos, devagar e sempre.

        Curtir

    1. Também achei, Fábio.
      Pela entrevista, depreende-se nas entrelinhas, que o primeiro rendimento talvez venha abaixo do real por conta do gap de captação e alocação.
      Pode ser uma oportunidade de entrada, a depender de quem queira ter o ativo em carteira.
      Sds.

      Curtido por 3 pessoas

      1. Agha

        a expectativa da gestão continua em linha com o que foi divulgado no material da oferta:

        na entrevista tentei três vezes “tirar” essa informação

        o Rodrigo e a Érica foram muito gentis e profissionais, eles não podem antecipar mas transpareceram muita tranquilidade quanto a esse target

        inclusive falaram que se tiver de cortar na carne, reduzir taxas, pra chegar na meta eles o farão

        assiste que vale muito a pena!
        https://tetzner.wordpress.com/2017/11/07/tetzner-entrevista-rodrigo-coelho-gestor-vinci-shopping-centers-visc11

        Curtido por 1 pessoa

      2. Posso participar do bolão também? rsrs

        vamos lá

        shopping maduro paga hoje a mercado 5% ano

        cota a 100, seriam 5 pilas para dividir em 11 meses “normais” e um “de gorda”= 11+1,5 =12,5

        0,40

        isso para dizer que mesmo pagando menos, estaria “empatando” com os outros FIIs de shopping maduro

        essa seria a minha expectativa para um primeiro rendimento, em que temos ai os eventos do IPO, custos etc

        dá para fazer até “arbitragem” com um fundo de escritórios que tá passando perrengue… cotas na mesma região de preços… expectativa de renda bem superior mas de imediato “empataria”

        Curtir

    2. Estou achando estranho essa desova de ações nos primeiros dias com ganho de 2%. Pelas minhas contas o fundo tinha 40 cotista com um patrimônio aproximado de 93milhões. Se eu tivesse entrado nessa 3ª distribuição iria aguardar uma valorização maior para uma venda tão imediata.
      Então penso aqui com meus botões, aqueles 40 cotistas estão desovando geral ou os novos investidores realmente queriam só 2% de lucro?

      Porque obviamente, se aqueles 40 cotistas estão saindo, é porque não acreditam no fundo.
      Se os cotistas antigos e os novos acreditam no fundo, porque ele está com liquidez tão alta?
      Hoje fechou a R$101,50 com volume negociado de quase 1milhão
      Muito estranho, está trocando de mãos a troco de que?

      Curtir

      1. Pedro

        a maioria dos cotistas do FII antes dessa emissão, assinou um termo de “look up” e permanência no fundo

        de cabeça eu lembro que eram alguns meses (6 / 12 / 18 meses)

        quem tá vendendo é gente que comprou demais, achando que haveria rateio… e agora vai corrigir a posição

        Curtido por 1 pessoa

  1. Dúvidas e Perguntas sobre: VISC11 – Vinci Shopping Centers

    Você cotista ou quem ainda está estudando o FII e tem Dúvidas, Perguntas e Sugestões para o FII…

    Pergunte aqui!

    O primeiro rendimento do fundo será anunciado no dia 30/11/2017 e o pagamento será realizado no 10º dia útil subsequente.

    Curtido por 2 pessoas

      1. no Ilha Plaza estão trocando as escadas rolantes… Apesar de morar a 50m do shopping raramente vou lá, no sabado precisei comprar um cabo e fui lá. Realmente a vacancia de lojas diminuiu bastante, o subsolo q geralmente ficava vazio tem agora: Ricardo Eletro, Lojas Americanas, C&A, Renner, Casa e Video… Acho q o pior já passou para esse empreendimento.

        Curtido por 7 pessoas

    1. Do montante arrecado no IPO, desconsiderando-se os recursos que seguirão para o pré-pagamento parcial dos dois CRI, qual o montante que será empregado na aquisição de novos ativos e quanto será reservado para “caixa” (ativos financeiros)?

      Curtido por 3 pessoas

      1. Levanto em conta que:

        Quantidade cota :3.215.033
        Valor de mercado da cota: 103
        Valor de mercado 103x 3.215.033 = 331.148.399
        Taxa de ADM:1,35% sobre o valor de mercado
        Taxa de ADM: 331.148.399 x 1,35% = 4.470.503,38 a.a / 12 = 372.541,94 a.m

        Qual é a receita operacional líquida?

        Curtido por 4 pessoas

      2. Muito gente empolgada com o novo Fii. Ele está em um setor resiliente, que tem tudo para surfar bem a retomada na economia , mas para mim gestão é TUDO. Então só pensarei em entrar neste Fii daqui uns 3-5 anos. Além disso o pessoal não conhecem bem os empreendimentos e ninguém sabe qual será a primeira renda. Não vejo vantagem neste Fii comparando com ABCP a 15 reais.

        Curtido por 5 pessoas

      1. o shopping paralela eh muito bom, de primeira linha e bem localizado. agora briga com o shopping salvador e o shopping da bahia. Tem um movimento menor que os dois

        Curtir

      1. que nada Fabio Castro

        todo começo de negociação é tumultuado, tem muita pergunta, a maioria se repete

        é função do blog como comunidade reunir as dúvidas e levar de forma organizada para que as respostas sejam igualmente compartilhadas

        até então o FII estava em período de silêncio, obrigatório e necessário para cumprir com as normas dos mercado

        🙂

        eu sou apenas o portador da mensagem, conto com vocês e me ajudem a escrever essa “carta” 😀

        Curtido por 3 pessoas

    2. Nestes shoppings há alguma expectativa de reforma, de expansão? De adquirir outros shoppings ou construção de novos? Qual a receita mensal, anual, quanto da receita é referente ao estacionamento? Qual o preço médio por m2 do aluguel por empreendimento?

      Curtido por 2 pessoas

    3. O fundo foi estruturado com a prerrogativa de gestão ativa, conforme se depreende da leitura do seu prospecto/regulamento.
      Esta característica é uma mera promessa ou uma proposta séria?
      Qual a cronologia/lapso temporal aproximado entre as futuras emissões? Terão montante alvo parelho ao desta última, até o limite de PL estabelecido?
      Há um prognóstico, ainda que hipotético, de uma futura ampliação naquele limite?
      A estratégia do gestor e o perfil dos futuros ativos a integrarem o portfólio (pipeline) foram relativamente bem delineados naquele documento.
      Pretendem priorizar a aquisição de participações em empreendimentos localizados em praças diversas aos dos já existentes ou veremos uma replicação daquelas no portfólio?
      Dada a imensa ampliação na base de cotistas, haverá mudanças na política de RI adotada até aqui? Teremos melhorias neste sentido? Até onde vi e ouvi, me parece que de pronto está longe do ideal.
      Quais as razões que levaram a gestora a alterar a política proposta de quitação dos CRIs constante no prospecto? Me parece que houve uma falha de comunicação aqui.
      Sds.

      Curtido por 4 pessoas

      1. Uma última questão:

        Dado que o co-investidor/sócio contante na estrutura do fundo é um fundo de pensão canadense, o provável rebaixamento de nota do Brasil nas próximas semanas em virtude da deterioração do quadro fiscal do governo central, pode significar a necessidade de diminuição de investimento no país e, consequentemente, redução de sua participação no fundo?
        Pergunto, pois sabe-se que há vários fundos internacionais deste mesmo gênero que trazem em seus regulamentos a proibição de aplicações financeiras em países que estiverem abaixo de determinada nota/perfil de crédito frente às agências de classificação de risco.
        Sds.

        Curtido por 1 pessoa

      1. fechou em 102,85, não disparou tanto, mas bateu 4.8% de subida no pico máximo.

        Agora, eu acho que vou comprar, mas mais perto do fim do mês, vou arriscar.

        Curtir

    4. A respeito do saldo da dívida, o seu serviço e amortização serão tratados como? Vão consumir uma parte da receita e comprometer muito o rendimento pago? Em que proporção isso ocorrerá? Apresentem números, não apenas argumentos….. 🙂

      Curtir

    5. A minha dúvida é quanto a questão do CRI, eles pretendem utilizar esse instrumento para se alavancar com objetivo de adquirir novos ativos e expandir o fundo? Isso é possível em FII’s?

      Curtir

    6. Pelo que entendi, e pelo que vi nas fotos, o fundo tem interesse na aquisição apenas de shoppings “maduros” (velhos). Pensando a longo prazo, essa estratégia pode ser considerada correta? Eu vejo um grande risco aí, pois, apesar de poder escolher ativos já consolidados, eles correm o risco de sofrer, e muito, com novos entrantes…

      Curtido por 1 pessoa

  2. Pessoal alguém sabe se tem em algum lugar os resultados financeiros desse Fundo? Algum documento para ter uma ideia de como está questão de receitas, despesas (especialmente as financeiras) e etc…?

    Curtir

  3. Pessoal,

    Consegui retorno da Vinci. Quero deixar aqui meus parabens para a equipe e para a Erica, responsável pelo RI.

    Obtive todas as respostas desejadas. Altamente profissional. Todos os gestores poderiam ser assim, quem sabe não estamos entrando numa era ainda mais positiva para os FII. Eu espero que sim!

    Vou fazer um resumo pra turma. Acredito que nosso blog vai ser um baita canal pra turma se inteirar e ate não sobrecarregar o RI deles.

    Direto aos pontos:

    – Pagou 130M para quitar grande parte do CRI. Não pagou tudo pois esta de olho numa aquisição ate dezembro que sera mais vantajosa para o fundo. A visão da equipe é de gestão ativa, sempre focada na rentabilidade das operações e visando o crescimento e lucratividade do fundo.
    – O alvo de retorno é a casa de 7-8%aa
    – A aquisição não sera no RJ, pois o fundo quer uma melhor diversificação do portfólio. Eles estão bem atentos a isso.
    – Incorporação de outros FII não é o alvo. Nada impede, mais não é o alvo para crescimento.
    – Shopping no Brasil: O pior ja passou. e durante o pior, o portfólio soube se manter bem. Agora é momento para aquisição e otimização dos mesmos visando lucratividade.
    – A gestão é altamente ativa na administração dos shopping. Prefere ter administradores profissionais pois pode focar na gestão do veiculo. Um exemplo disso foi a transformação do Shopping Crystal. Foi o dedo da Vinci e sua equipe de real estate que sugeriu e trabalhou para fazer o ponto ser um “icone” de visitação. Com isso a lucratividade do estacionamento aumentou bem e colaborou para o bom andamento do empreendimento. A inauguração do Coco Bambu foi com este objetivo. Essa caracteristica de gestão é o DNA da Vinci. Algo que achei ALTAMENTE profissional e alinhado com o interesse de nós, os cotistas.
    – O Co-investidor é um fundo Canadense de Pensão. Eles possuem um veiculo proprio de investimento em Shopping. São parceiros da Vinci e juntos detem o controle de cada Shopping do portólio. Por isso conseguem sugerir e intervir na administração de cada um deles com otimas ideias e planos estrategicos. Esse fundo de pensão confia na gestão Vinci, tanto que como co-investidor, deixa 100% da gestão na mão deles. Acredito que seja uma baita chancela de qualidade.
    – Sobre a questão que envolve no passado a PDG fui direto ao ponto. Houve muita transparencia na conversa. A equipe de private equity da Vinci fez uma primeira alocação na PDG onde a mesma performou com 8x de ganho. Sairam da posição vencedores. No começo da crise da PDG, esta equipe de private entendeu que o momento era oportuno para mais uma tranche na PDG. Foi um movimento errado que resultou nas perdas publicamente conhecidas. A equipe de Private Equity da Vinci não tem relação com a equipe de real Estate da Vinci. São outros profissionais. Mais a Vinci, reconhece que foi um enorme aprendizado este evento da PDG. Não omitem e nem tentaram contar história. Foram direto na questão da falha e etc. Gostei da transparência ao tratar do assunto e deixar bem claro as distinções de cada equipe e seus focos.

    Enfim turma…..temos aqui na minha opinião uma gestora impar. Realmente espero que os demais gestores se espelhem nela. Fiquei ainda mais satisfeito com a conversa e com os dados mencionados. O RI ta de alto nível. Temos um belo fundo de Shopping aqui.

    Valeu!!!

    Curtido por 9 pessoas

    1. Boas notícias Gama… realmente da um ânimo ver gestores atentos aos interesses de seus clientes, que é o que realmente vai garantir a perpetuidade da empresa. Este ano tem sido de muito aprendizado, tão na alta exponecial como na queda, todos se beneficiam ou são prejudicados de alguma forma, mas é no momento da virada que estamos observando quem continuará no mercado por um longo tempo. Às vezes é difícil se libertar de gestores como das 3 letras, principalmente quando temos imoveis espetaculares, mas cada vez fica mais claro o quanto um gestor faz a diferença nos resultados.
      Assim como os inquilinos, let’s fly to quality!!!

      Curtido por 3 pessoas

      1. Pelo o que entendi, a divida restante esta equacionada e mesmo carregando ela, o retorno anual vai ficar na casa do 7 a 8%aa. Só não zeraram ela, por acreditarem que a aquisição (possivelmente em Dezembro deste ano) contribuirá ainda mais para o fundo, melhorando o retorno anual e deixando o saldo ainda mais fácil de ser honrado. Ao menos foi o que entendi.

        Valeu!!!

        Curtido por 2 pessoas

    2. Obrigado pelo compartilhamento do conhecimento.
      Fica claro que estamos em um momento diferente de amadurecimento do mercado de FII. Antes, se formava um FII mono que comprava um edifício por 1 BI e lançava ele como o futuro. Agora, se exige diversificação no portfólio, gestão transparente….Estamos em um novo momento!
      No meu entendimento, pelas taxas que nós pagamos todo FII deveria ter a prerrogativa de ser Ativo. MAS… comprar imóveis, explicar, reformar, diversificar, explicar mais ainda ao mercado, vender imóvel. Todo isso dá trabalho. É melhor fica com um FII mono lá paradinho e com vacância ganhando as taxinhas de gestão.
      Deveríamos cobrar desses FIIs mono da mesma forma que cobramos do VISC, do MFII, do HGRE. Esse é o ponto para mim

      Curtido por 3 pessoas

      1. Boa pergunta! O fato dele ser próximo poderia ser uma forma de expandir mais facilmente nos mesmos shoppings. Agora é importante conhecê-lo para ficarmos de olho na sua movimentação. Até em eventual conflito de interesse.

        Curtir

    1. Pelas participações, acima no gráfico, do FII Vinci Shopping e deste Co-Investidor dá para deduzir que o fundo comprou 25% de cada participação que o Co-Investidor tinha em cada Shopping… Fazendo as contas aqui bateu direitinho …
      Pensando mais a frente e usando um pouco de chutômetro dá para inferir que o fundo fará novas emissões para adquirir o restante da participação deste Co-Investidor.

      Curtido por 2 pessoas

      1. Ainda estamos longe da euforia de 2012, com muita gente tentando flippar nos IPOs; BBPO e outros tiveram rateio na oferta inicial (acho que cada um conseguiu menos de um terço) e no lançamento subiu quase 20%

        Curtido por 2 pessoas

      2. Richie dois fatores predominantes à época diferem no caso do BBPO: o banco usou sua máquina para fomentar o produto e não haviam outras ofertas de mesmo volume. A maioria comprou sem sequer saber o que é bolsa… 50 mil CPFs vieram para o mercado nessa. Vendo o fato do rateio e elevação das cotas… todas as ofertas subsequentes foram contaminadas. Tbof teve até um caso de cotista alegou insanidade para receber o dinheiro de volta… 😂😂😂

        Curtir

  4. Dei uma olhada por cima no prospecto.
    -shoppings velhos
    -um shopping do RJ com 49% da receita
    – RJ com 64% da participação
    -shopping de salvador no meio do nada, futura expansão.
    -conheço o de Curitiba pessoalmente, representa 17,5%, shopping bonito mas sem movimento.

    Sei lá, enfeitaram a noiva em 2016 pra vender em 2017! =)

    Curtido por 1 pessoa

    1. Zeitona

      trocaria o “velho” por maturado

      shopping maduro com grande previsibilidade… tem muito shopping novo aí que tem chão para conquistar ainda

      veja um FII de shopping novo que prometeu e não cumpriu (RBGS) ou outro que ainda é pura promessa (FIGS), temos claramente a diferença de valor que um empreendimento consolidado representa

      isso tem que ser ponderado como vantagem a meu ver e não o contrário

      Curtido por 4 pessoas

    2. Olhe o JRDM, um fundo com Shopping não tão novo. Um fundo ja consolidado e num belo local. Como investimento o que trouxe de retorno a seus investidores? Digo isso por ter sido um que desde seu lançamento estava nele. Aproveitei a RMG e tinha uma visão que a sua lucratividade por m2 seria o grande diferencial. Nao foi. E a gestão….não foi das melhores. Fii pede gestão, FII de Shopping pede muita gestão.

      A gestão aqui me fez sair de outros e acreditar nele. Não estou dizendo que vai bombar e nada disso. O potencial dele com a gestão me convenceram neste inicio de vida na B3. Com o tempo, deverei aumentar ou não a posição. Mais a oferta estava muito bem montada. Com claros objetivos e mostrando a que veio. Isso conta muitos pontos. E os caras não maquiaram nada. Falou A, fez A e fez em curto tempo. Isso é raro.

      A exposição em RJ me preocupa tb. Mais a baixa inadimplência dos Shopping e a lucratividade dos mesmos, ao menos apresentada no material da oferta me mostraram que a gestão soube focar. Se em tempos magros foi bem…imagina em tempos bons? O potencial existe. Se de fato vai sair como esperado….só o tempo dirá.

      A unica que coisa que pesa é o contato com eles. Desde a oferta tenho tentado por alguns canais da Vinci. E nada de retorno. Agora com milhares de cotistas eles precisam de suporte. Precisam arrumar essa parte. É fundamental um bom RI. Sigo tentando…pois gosto de estar próximo aos gestores e deixar meu email em serviços de mail que normalmente as gestoras possuem.

      Valeu!!!

      Curtido por 6 pessoas

      1. Gama

        espetacular, resumiu tudo

        podem começar a listar todas as dúvidas do FII que tiverem aqui

        melhor, vou abrir um tópico logo acima, deixem suas dúvidas e questionamentos, eu assumo o compromisso de conseguir as respostas 🙂

        Curtido por 2 pessoas

    3. Há pontos positivos e também negativos nesses shoppings.

      Falaram para mim que o de Salvador o metrô chega até ele. O shopping da Ilha só tem ele naquele espaço geográfico e foi ampliado/modernizado em 2015. O outro shopping do Rio foi construído em 2009.

      Curtido por 3 pessoas

    1. E o FII começa bem, cumprindo com o prometido no prospecto definitivo:

      “Considerando a distribuição de Novas Cotas em montante líquido correspondente a R$215.888.623,18 (duzentos e quinze milhões, oitocentos e oitenta e oito mil, seiscentos e vinte e três reais e dezoito centavos) (já considerando a dedução das comissões de distribuição e das despesas da Oferta, descritas na tabela de “Custos de Distribuição” na página 154 deste Prospecto Definitivo), estima-se que os referidos recursos líquidos provenientes da Emissão e da Oferta, serão destinados:

      (i) à aquisição de Imóveis ou Ativos Imobiliários, no montante de R$50.000.000,00 (cinquenta milhões de reais), correspondente ao percentual de 23,16% (vinte e três inteiros e dezesseis centésimos por cento) dos recursos líquidos captados pelo Fundo no âmbito da Oferta;

      (ii) ao pré-pagamento parcial dos CRI FII Vinci no montante de R$135.000.000,00 (cento e trinta e cinco milhões de reais), correspondente ao percentual de 62,53% (sessenta e dois inteiros e cinquenta e três centésimos por cento) dos recursos líquidos captados pelo Fundo no âmbito da Oferta; e (iii) ao investimento em Ativos Financeiros, no
      montante de R$30.888.623,18 (trinta milhões, oitocentos e oitenta e oito mil, seiscentos e vinte e três reais e dezoito centavos), correspondente ao percentual de 14,31% (catorze inteiros e trinta e um centésimos por cento) dos recursos líquidos captados pelo Fundo no âmbito da Oferta.”

      Curtido por 2 pessoas

      1. Bem pontuado Edu

        Sinal inequívoco de que o mercado aprovou o Vinci !

        😀

        E mostrando muita confiança na gestão, que aliás não perdeu tempo em cumprir à risca o prometido no prospecto

        Ganha muita confiança e moral no mercado

        Que venham mais R$ 3 bilhões!

        😀

        Curtido por 2 pessoas

      1. Fabio Castro

        só mês que vem… esse mês não deu tempo de certo…

        dinheiro entrou no caixa e já saiu pra quitar as dívidas, exatamente como prometido

        dá gosto de ver quando um gestor cumpre o que promete 🙂

        estimativa pessoal para o primeiro rendimento… alguém já tem??

        Curtir

      2. 5% de alta?

        não tem nada de escuro não kkk

        dy de 8% era a previsão do prospecto

        para primeira renda e de forma conservadora daria algo como que 0,60/cota

        num mercado que paga 5% de DY de shopping maduro

        faça as contas para ver onde essa cotação vai parar em pouco tempo…

        Curtido por 3 pessoas

  5. FII VINCI SC (VISC)

    INICIO DE NEGOCIACAO

    A B3 informa que em 01/11/2017 serao iniciados, no mercado de bolsa, os negocios com as cotas de emissao do Vinci Shopping Centers Fundo de Investimento Imobiliario – FII, sistema escritural – Itau Corretora de Valores S.A., cotadas em R$ por unidade e com lote padrao de 1 (uma) cota.

    O nome de pregao sera “FII VINCI SC” e o codigo de negociacao sera “VISC11” (Codigo ISIN – BRVISCCTF005).
    O FII VINCI SC e destinado a investidores em geral.

    Curtido por 3 pessoas

NOVOS COMENTÁRIOS AQUI: (sem links, emails ou telefones)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s