BARI11 – Barigui Rendimentos Imobiliários FII

Objeto:
O Fundo tem por objeto o investimento em (a) cotas de outros FII; (b) certificados de recebíveis imobiliários e cotas de fundos de investimento em direitos creditórios (FIDC) que tenham como política de investimento, exclusivamente, atividades permitidas aos FII e desde que sua emissão ou negociação tenha sido registrada na CVM; (c) letras hipotecárias (“LH”); (d) letras de crédito imobiliário (“LCI”); (e) letras imobiliárias garantidas (“LIG”) (em conjunto, os “Ativos Imobiliários”).

Adicionalmente ao disposto no parágrafo acima, o Fundo poderá investir em a) Títulos de renda fixa de emissão do Tesouro Nacional ou do Banco Central do Brasil (“BACEN”); b) Certificados de Depósito Bancário (“CDBs”), emitidos por instituições financeiras de primeira linha; c) Cotas de fundos de investimento, referenciados em DI ou de renda fixa, regulados pela Instrução nº 555, de 17 de dezembro de 2014; e d) Operações compromissadas com lastro em títulos públicos de emissão do Tesouro Nacional (“Aplicações Financeiras”). Os ativos mencionados nos itens “b”, “c”, e “d” deverão ter liquidez correspondente às necessidades de liquidez do Fundo, de acordo com critérios estabelecidos pelo Gestor, conforme o disposto na política de investimentos do Fundo prevista no presente Regulamento

Administração: OLIVEIRA TRUST DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A

Taxa de Administração:
1,305% (um inteiro e trezentos e cinco milésimos por cento) ao ano, à razão de 1/252 (um duzentos e cinquenta e dois avos), aplicado sobre o valor do Patrimônio Líquido diário do Fundo, a ser paga aos respectivos prestadores de serviços no último Dia Útil de cada mês (“Taxa de Administração”).

Taxa de Performance:
Além de parcela da Taxa de Administração devida pela prestação dos serviços de gestão da Carteira do Fundo, será devida ao gestor uma remuneração de performance correspondente a 20% (vinte por cento) do que exceder à variação de 100% da taxa média dos Depósitos Interfinanceiros (“Taxa DI”) acrescido de 1,5% (um inteiro e cinco décimos por cento) ao ano (“Benchmark”), apurado pela variação da rentabilidade contábil do Fundo no período comparado ao Benchmark no mesmo período (“Taxa de Performance”).

Gestão: BARIGUI GESTÃO DE RECURSOS LTDA.

Remuneração do Gestor:
A remuneração do Gestor, conforme prevista no respectivo contrato de prestação de serviços celebrado com o Fundo, será descontada da Taxa de Administração, cujo pagamento será realizado diretamente pelo Fundo, sendo certo que o valor devido ao Gestor corresponde à diferença entre a Taxa de Administração total prevista no caput do artigo 6º, acima, e a remuneração devida ao Administrador, ao custodiante, à instituição escrituradora e ao agente de controladoria. A remuneração do Gestor não terá montante mínimo mensal.

Fundo com PL diminuto, em torno dos R$ 74M, composto por 3 CRIs (dados destes abaixo):

1) 65ª Série – Única 32.424.577,78
Data de emissão 19/12/18
Data de Vencimento Final 10/08/33
Índice de correção IGPM
Taxa de juros do papel 10,1264%
Quantidade 3.242
PU inicial 10.001,41202345
Lastro (quantidade inicial) 138 contratos

2) 68ª Série – Única 24.313.831,78
Data de emissão 18/02/19
Data de Vencimento Final 10/08/33
Índice de correção IGPM
Taxa de juros do papel 11,8636%
Quantidade 2.431
PU inicial 10.001,57621603
Lastro (quantidade inicial) 90 contratos

3) 69ª Série – Única 17.153.142,33
Data de emissão 10/05/19
Data de Vencimento Final 10/01/34
Índice de correção IPCA
Taxa de juros do papel 9,4377%
Quantidade 1.715
PU inicial 10001,83226239
Lastro (quantidade inicial) 80 contratos

Autor: Tetzner

Engenheiro, Investidor há mais de20 anos, autor de 2 livros e pioneiro em Fundos Imobiliários :)

35 comentários em “BARI11 – Barigui Rendimentos Imobiliários FII”

      1. DEMONSTRATIVO de RESULTADOS (acumulado 2019):

        Total de Receitas (R$): 7.662.505,00
        Total de DEspesas (R$): 1.563.827,00

        DESPESAS / RECEITAS: 20,4%

        Cerca de 60% das despesas vão para TAXA de ADMIN.
        Cerca de 30% das despesas são p/ para TAXA de PERFORMANCE.

        Curtir

  1. RESULTADOS CONSOLIDADOS, 2019:

    RECEITA totais: R$ 7.518.083,00
    DESPESAS totais: R$ 1.563.827,00 [~2/3 taxa de administração]
    DESPESA / RECEITA: 20.8%

    >>> Vamos calculando e comprando com outros fundos …

    Curtir

  2. Ato societário de aprovação (se houver)
    REGULAMENTO
    Data da informação
    30/12/2019
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    30/12/2019
    Data do pagamento
    22/01/2020
    Valor do provento por cota (R$)
    0,36
    Período de referência
    DEZEMBRO
    Ano
    2019
    Rendimento isento de IR*
    Sim

    Curtir

    1. Do Informe mensal (resumo):

      Patrimônio Líquido R$ 222.529.970,76

      9.2 Títulos Públicos R$ 106.246.968,85

      10.16 Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) R$ 85.476.094,93

      10.18 Letras de Crédito Imobiliário (LCI) R$ 20.029.787,80

      Os fatos falam por si.
      Sds.

      Curtir

      1. Esse Iridium está sendo o Fundo CRI que efetivamente ainda não me desfiz, pois esses caras são muito bons na gestão ativa, eihm!

        Guilhotinam sem dó nem piedade! Excelente para cotistas como eu que buscam … performance e renda mensal!!!

        Curtir

    1. Soltou no dia 11.12.19, o 1o. Relatorio Gerencial referente ao perído até 31/10/2019.
      Li rapidamente … CRI pulverizado .. nos moldes do HABT, HCTR, etc…

      Como sempre.. começa distribuindo ao norte de R$ 1,00 … chama o “povo” … e aí o rendimento começa a… decrescer só que … P/VPA ainda abaixo de 1.10.

      Vendi hj boa parte da minha posição em BRCRI, VRTA e CPTS e aportei aqui.

      A conferir …

      Curtir

  3. Mais uma emissão:

    FATO RELEVANTE
    OLIVEIRA TRUST DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A., instituição integrante
    do sistema de distribuição de títulos e valores mobiliários com sede na cidade do Rio de Janeiro,
    Estado do Rio de Janeiro, na Avenida das Américas, nº 3434, bloco 07, sala 201, Barra da Tijuca,
    inscrita no CNPJ sob o nº 36.113.876/0001-91 (“Administrador”), neste ato representado na forma
    de seu Estatuto Social, na qualidade de instituição administradora do FUNDO DE INVESTIMENTO
    IMOBILIÁRIO BARIGUI RENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS I FII (“Fundo”), nos termos do artigo 41 do
    Regulamento do Fundo atualmente em vigor (“Regulamento”), informa aos cotistas do Fundo
    (“Cotistas”) e ao mercado em geral que aprovou, na presente data, a realização da 2ª (segunda)
    emissão de cotas do Fundo (“Cotas” e “2ª Emissão”, respectivamente), as quais, respeitado o
    Direito de Preferência dos Cotistas, abaixo descrito, serão objeto de oferta pública com esforços
    restritos de colocação, nos termos da Instrução CVM nº 476, de 16 de janeiro de 2009 (“Instrução
    CVM nº 476/09” e “Oferta Restrita” ou “Oferta”, respectivamente).

    O valor total da Oferta Restrita, incluindo a subscrição por meio do exercício do direito de
    preferência e a subscrição no âmbito da Oferta Restrita, é de até R$ 150.000.000,00 (cento e
    cinquenta milhões de reais) (“Montante da Oferta”), correspondente a até 1.500.000 (um milhão e
    quinhentas mil) Cotas, pelo valor unitário de R$ 100,00 (cem reais) (“Preço da Emissão”). O valor
    das cotas foi fixado tendo em vista o valor patrimonial das cotas, nos termos do inciso I do Parágrafo
    2º do Artigo 41 do Regulamento.

    Curtido por 2 pessoas

  4. Administração: OLIVEIRA TRUST DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A

    Taxa de Administração:
    1,305% (um inteiro e trezentos e cinco milésimos por cento) ao ano, à razão de 1/252 (um duzentos e cinquenta e dois avos), aplicado sobre o valor do Patrimônio Líquido diário do Fundo, a ser paga aos respectivos prestadores de serviços no último Dia Útil de cada mês (“Taxa de Administração”).

    Taxa de Performance:
    Além de parcela da Taxa de Administração devida pela prestação dos serviços de gestão da Carteira do Fundo, será devida ao gestor uma remuneração de performance correspondente a 20% (vinte por cento) do que exceder à variação de 100% da taxa média dos Depósitos Interfinanceiros (“Taxa DI”) acrescido de 1,5% (um inteiro e cinco décimos por cento) ao ano (“Benchmark”), apurado pela variação da rentabilidade contábil do Fundo no período comparado ao Benchmark no mesmo período (“Taxa de Performance”).

    Gestão: BARIGUI GESTÃO DE RECURSOS LTDA.

    Remuneração do Gestor:
    A remuneração do Gestor, conforme prevista no respectivo contrato de prestação de serviços celebrado com o Fundo, será descontada da Taxa de Administração, cujo pagamento será realizado diretamente pelo Fundo, sendo certo que o valor devido ao Gestor corresponde à diferença entre a Taxa de Administração total prevista no caput do artigo 6º, acima, e a remuneração devida ao Administrador, ao custodiante, à instituição escrituradora e ao agente de controladoria. A remuneração do Gestor não terá montante mínimo mensal.

    Objeto:
    O Fundo tem por objeto o investimento em (a) cotas de outros FII; (b) certificados de recebíveis imobiliários e cotas de fundos de investimento em direitos creditórios (FIDC) que tenham como política de investimento, exclusivamente, atividades permitidas aos FII e desde que sua emissão ou negociação tenha sido registrada na CVM; (c) letras hipotecárias (“LH”); (d) letras de crédito imobiliário (“LCI”); (e) letras imobiliárias garantidas (“LIG”) (em conjunto, os “Ativos Imobiliários”).

    Adicionalmente ao disposto no parágrafo acima, o Fundo poderá investir em a) Títulos de renda fixa de emissão do Tesouro Nacional ou do Banco Central do Brasil (“BACEN”); b) Certificados de Depósito Bancário (“CDBs”), emitidos por instituições financeiras de primeira linha; c) Cotas de fundos de investimento, referenciados em DI ou de renda fixa, regulados pela Instrução nº 555, de 17 de dezembro de 2014; e d) Operações compromissadas com lastro em títulos públicos de emissão do Tesouro Nacional (“Aplicações Financeiras”). Os ativos mencionados nos itens “b”, “c”, e “d” deverão ter liquidez correspondente às necessidades de liquidez do Fundo, de acordo com critérios estabelecidos pelo Gestor, conforme o disposto na política de investimentos do Fundo prevista no presente Regulamento.

    Curtir

    1. Fundo com PL diminuto, em torno dos R$ 74M, composto por 3 CRIs (dados destes abaixo):

      1) 65ª Série – Única 32.424.577,78
      Data de emissão 19/12/18
      Data de Vencimento Final 10/08/33
      Índice de correção IGPM
      Taxa de juros do papel 10,1264%
      Quantidade 3.242
      PU inicial 10.001,41202345
      Lastro (quantidade inicial) 138 contratos

      2) 68ª Série – Única 24.313.831,78
      Data de emissão 18/02/19
      Data de Vencimento Final 10/08/33
      Índice de correção IGPM
      Taxa de juros do papel 11,8636%
      Quantidade 2.431
      PU inicial 10.001,57621603
      Lastro (quantidade inicial) 90 contratos

      3) 69ª Série – Única 17.153.142,33
      Data de emissão 10/05/19
      Data de Vencimento Final 10/01/34
      Índice de correção IPCA
      Taxa de juros do papel 9,4377%
      Quantidade 1.715
      PU inicial 10001,83226239
      Lastro (quantidade inicial) 80 contratos

      Curtir

    2. Jonas;

      Pelo que pesquisei a respeito, não tem ligação com o citado empreendimento de Curitiba.
      Os CRIs estão pulverizados entre diversos imóveis de natureza residencial e comercial pelo país afora (PR, MT, SP, RJ, AM, SC, RS, etc.).
      Sds.

      Curtir

NOVOS COMENTÁRIOS AQUI: (sem links, emails ou telefones)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s