Caldeirão do Renatão

Tema livre, espaço aberto que será coordenado pelo amigo Renato UnReal.

Os comentários aqui publicados não constituem recomendação de compra ou venda de ativos; são opiniões divulgadas para incentivar o debate. Não recomendo ou incentivo que sejam tomadas decisões sobre investimentos de qualquer tipo; nosso foco é educacional e não me responsabilizo por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.
Anúncios

202 comentários sobre “Caldeirão do Renatão

  1. CPMF não, mas … CSTP… SIM !!

    “Vou ouvir a opinião dele. Se desburocratizar muita coisa, diminuir esse cipoal de impostos, a burocracia enorme, eu estou disposto a conversar. Não pretendo, falei que não pretendo recriar a CPMF”, disse Bolsonaro em conversa com jornalistas na saída do Palácio da Alvorada.

    Nesta quarta-feira, 21, Guedes afirmou que se o tributo nos moldes da CPMF for “pequenininho, não machuca”. Segundo Bolsonaro, o ministro deixou claro que é a sociedade que deve tomar a decisão sobre o imposto.

    “Ele (Guedes) que falou. Ele pode falar ‘vou colocar 0,10% na CPMF e em consequência acabo com tais e tais impostos”, declarou. O presidente reclamou que evita falar com a imprensa sobre determinados assuntos para não ouvir que houve recuo de sua parte. Na quarta, Bolsonaro voltou a negar a possibilidade do seu governo patrocinar uma nova CPMF.

    Como mostrou o ESTADÃO na nesta quinta, a Contribuição Social sobre Transações e Pagamentos (CSTP), como foi batizado o novo imposto, deverá ter uma alíquota mais baixa, de 0,22%. A ideia é criar uma “conta investimento” para isentar a cobrança da nova contribuição de aplicações na Bolsa, renda fixa e poupança, entre outras.

    >>>> éprákabá!!

    Curtir

  2. ALOCAÇÃO PATRIMONIAL

    Todos nós já nos deparamos com aquele questionário que visa entender o perfil psicológico de cada investidor de modo a recomendar a melhor maneira de alocar seu dinheiro em investimentos. Eu acho isso a maior BESTEIRA ! pois sempre me perguntei para quem tal questionário se presta melhor: para mim e meus propósitos, ou se para a casa de investimento de varejo sedenta para me propor um produto “adequado” com qual não ficarei “decepcionado” (pois está de acordo com o meu perfil, certo ?). A resposta me parece óbvia.

    Para mim, só há dois tipos de investidor… aquele que procura:
    (1) FLUXO DE CAIXA e/ou (2) GANHO DE CAPITAL.

    Na minha opinião, Ganho de Capital é por essência… um ganho especulativo, de conjuntura, de manada… mesmo na presença de fundamentos sólidos. Nesse contexto, claro, precisa-se de ter o emocional em ordem para aguentar os trancos e barrancos, o sobe-e-desce, o estudo da análise técnica, etc. Até acerta-se o alvo (de vez em quando) e não se pode descartar tal estratégia por completo… mas eu não consigo nela me ancorar e me esperançar pois ficamos a depender de valorização, um evento que pode ou não acontecer em prazo indeterminado, a depender de muitas variáveis fora do meu controle.

    Por outro lado, a minha escolha preferencial sempre foi por comprar ativos que me proporcionassem uma certa regularidade tanto na entrada quanto na saída. Ou seja, ativos que fossem capazes de retornar de maneira mais ou menos consistente e perene, e dentro do meu ciclo de despesas, parte do capital (re-)investido. A condição de Ser Pago! de maneira regular e consistente é o que mais me trás conforto psicológico, contribuindo sobremaneira para melhoria da minha auto-estima financeira, e não o fato de saber que tenho um investimento adequado ao meu perfil.

    Á medida que fui entendendo melhor a diferença entre fluxo de caixa e ganhos de capital, suas implicações e possíveis estratégias combinadas, é que fui também sendo melhor capaz de me afastar da POBREZA e me aproximar da RIQUEZA que mecionei anteriomente.

    Hoje, cerca de 75% do meu portifólio é baseado em FLUXO DE CAIXA, sendo que apenas cerca de 25% geram preferencialmente GANHOS DE CAPITAL. Estou flertando seriamente com a possibilidade de em um futuro muito próximo, passar a 90%-10%, respectivamente.

    FII é fluxo de caixa, mas nào somente esse.
    Pergunto: quais seriam outros ativos do tipo FLUXO DE CAIXA no qual poderíamos investir ?

    Curtir

      • EU penso também até em termos mais amplos … exemplo:

        Houve uma época, que o sonho do empreendedor (de vários colegas meus, inclusive eu) era comprar várias linhas telefônicas e alugar; isso lá no fina da déc. 80 / inicio 90, antes das privatizações. Hoje, seria …

        1. Alugar um veículo próprio (ou até mesmo comprar um veículo e ceder) a motoristas de aplicativo
        2. Construir paulatinamente casas germinadas familiares, e ir alugando
        3. Ter uma participação minoritária em um varejinho de esquina; sacolão, entrega de pizza, posto gasolina
        Etc.

        Os FII, mesmo com todas as características excelentes, ainda é mercado secundário.
        De certa forma… uma limitação / fator de risco é ficar a mercê das forças “especulativas”…

        Curtido por 1 pessoa

  3. Guedes defende imposto nos moldes da CPMF e diz que decisão caberá à classe política
    Após se reunir com presidente da Câmara, ministro diz que tributo desoneraria folha de pagamento

    >>> éprákabá !!

    Curtir

      • RECOMENDO ler o artigo “Eles insistem na CPMF” do CELSO MING no ESTADÃO.

        … Para evitar a desbancarização, o ministro admite agora nessa CSTP não mais uma alíquota de 0,58%, como pretendia inicialmente, mas de 0,22%, a ser cobrada nas duas pontas da transação, tanto por quem paga como também por quem recebe. E não estamos falando aqui das outras distorções que serão provocadas por esse novo tributo: o de incidir em cascata (em cada fase da produção e da comercialização) e o de não poder ser descontado do preço final das exportações.

        O problema é que essa alíquota bem mais baixa perdeu poder de fogo. Pode ser capaz de arrecadar não muito mais do que R$ 120 bilhões por ano (veja o Confira). E, no entanto, a receita proporcionada pela contribuição patronal à Previdência Social é três vezes maior. Foi de R$ 369 bilhões em 2017, de R$ 348 bilhões em 2018 e será, possivelmente, de uns R$ 300 bilhões em 2019.

        Assim, a nova CPMF não passará de um pedaço de cobertor. Por isso mesmo, a contribuição patronal terá de ser mantida, embora com alíquota mais baixa. Nessas condições, a alegada capacidade de reduzir os custos da contratação de pessoal também será mais baixa….

        >>> SINCERAMENTE!!! Q LáSTIMA !!

        Curtir

  4. SHOPPINGS x e-COMMERCE: a batalha sem fim … cerca de R$ 180 BB x R$ 60 BB … 1/3.

    Por um lado…
    E-commerce fatura R$ 26,4 bilhões no 1º semestre, liderado por não-duráveis … Do total de consumidores do primeiro semestre, 18,1%, ou 5,3 milhões, realizaram a sua primeira compra online. “Estamos vivendo um momento de novas experiências por estes consumidores. Alguns usando o canal pela primeira vez, numa migração do offline para o online, outros experimentando novas lojas online e mesmo desembolsando em categorias que, até então, não haviam sido exploradas”, afirma Ana Szasz, líder da Ebit/Nielsen, em nota … No relatório, a Ebit Nielsen destaca ainda o crescimento nas vendas e no faturamento do e-commerce (transações comerciais realizadas por dispositivos móveis), também impulsionados por bens de consumo imediato. O faturamento neste segmento cresceu 36%, enquanto o volume de pedidos aumentou 42% nos primeiros seis meses do ano ante igual período do ano anterior. Para o ano de 2019, a Ebit/Nielsen estima aumento de 12% nas vendas online, para R$ 59,8 bilhões, acréscimo de 18% no número de pedidos, somando 144 milhões, e queda de 4% no tíquete médio, para R$ 415.

    Por outro …
    De acordo com os dados divulgados pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), o faturamento nominal do setor de shopping centers no Brasil cresceu 6,5% em 2018 frente ao ano anterior, alcançando R$ 178,7 bilhões. Apesar do número de empreendimentos ter passado de 571, em 2017, para 563 unidades em 2018, a Área Bruta Locável (ABL) cresceu 4,8%, com 16,3 milhões m², reforçando a estratégia das administradoras em modernizar e expandir os espaços já existentes a fim de melhor aproveitá-los e aumentar a variedade de serviços prestados.

    >>> Brasileiro adora shopping, mas adora compra online tambem! Não apenas por isso, até porque um não necessariamente elimina o outro, mas eu gosto mais dos FII Industriais / Logísticos do que os dedicados à Shopping. Atualmente em carteira não possuo nenhum FII shopping.

    Curtido por 1 pessoa

      • Fiz uma compra de um game online numa grande loja por 95 reais e retirei 1h depois na loja física pertinho da minha casa no caminho do trabalho pra casa. Isso é o mundo ideal pro consumidor. Pesquisei, comprei barato, tive a certeza que tinha em estoque, não paguei frete e ainda peguei no mesmo dia. O futuro chegou.
        Se eu tivesse comprado direto na mesma loja do lado de casa a etiqueta que estava no jogo era de 250 reais.

        Curtido por 2 pessoas

  5. Essas casas de análies …

    “O sentimento do mercado se altera com uma força semelhante ao movimento de um pêndulo, alternando entre o pânico, quando predomina o medo, e a euforia, quando predomina a ganância. Fizemos então um estudo com o Ibovespa, para tentar medir esse pêndulo no mercado brasileiro. Pegamos a evolução do Ibovespa e conseguimos detectar 14 pontos no total”, explica Junqueira. Na média, as quedas foram de 26,5%, enquanto as altas ficaram em 43,8%. Ou seja, quando a bolsa sobe, ela se valoriza um percentual maior do que quando ela cai.

    >>> Mas é claro !!! Se a cotação depenca 50% (cai pela metade seu preço), o preço precisa subir 100% para apenas alcançar o patamar anterior, sem ultrapassá-lo. É o mínimo! Por isso é que existe aquele corolário-mor da bolsa: sobe de escada e desce de elevador. Abaixo segue uma tabelinha de referência feita no MS Excel agûrinha mesmo para saber quanto o preço precisa se recuperar frente a uma queda, para voltar ao patamar anterior / original.

    Queda de: Precisa Subir:
    94% ………… 1500%
    88% ………… 700%
    81% ………… 433%
    75% ………… 300%
    69% ………… 220%
    63% ………… 167%
    56% ………… 129%
    50% ………… 100%
    44% ………… 78%
    38% ………… 60%
    31% ………… 45%
    25% ………… 33%
    19% ………… 23%
    13% ………… 14%
    6% ………… 7%

    Curtido por 3 pessoas

  6. Nascer pobre é uma daquelas fatalidades quase inevitáveis da vida. Continuar pobre pode ser uma decisão sua.
    Algumas dicas minhas para sair da POBREZA seriam:

    1. Não confunda riqueza com dinheiro.
    Dinheiro não é riqueza. Dinheiro paga as contas, dá certo conforto, possibilita uma vida segura com futuro. O luxo está relacionado à ostentação e esplendor, ao supérfluo, aquilo que agrada sem ser exatamente necessário. O dinheiro compra.

    Riqueza é saúde. Uma vida simples e digna é riqueza. Vida dedicada aos afetos e laços familiares e de amizade de qualidade, com reciprocidade, é riqueza. Riqueza se usufrui de graça.

    2. Controle seu dinheiro. Não gaste compulsivamente.
    Meu primeiro carro próprio foi um Monza S/R 2.0S 1988 vermelho, comprado usado à vista com as economias do 1º. emprego. Poderia ter financiado um zero e/ou trocado por outros nos anos que se seguiram, mas o dirigi e mantive por quase 15 anos.

    Não fiz dívidas desnecessárias. Carro, assim como outros bens (casa, celular, roupas, comer fora, viagens, hobbies, etc.) que não geram fluxo de caixa positivo, não é investimento; é despesa. Para que ficar trocando regularmente se estão se prestando ao fim que se destinam ?

    3. Trabalhe. Estude. Poupe. Invista. Pratique Esportes. Socialize-se
    Com certeza, já escutaram isso antes. Mesmo não se tendo a certeza da nossa longevidade, a vida é um planejamento de longo prazo; não é uma decisão de fim de semana. O mercado de trabalho sempre foi e está cada vez mais exigente, profissões e empregos desaparecerão, o peso da idade tarda e não falha, etc. mas o que não se pode é perder a visão de longo prazo mesmo diante das oportunidades do curto e médio prazo. Em várias fases da minha vida eu trabalhei de dia e estudava à noite. Fiz cursos de pós nos fins de semana. (Hoje com o mundo online, Educação à Distância por exemplo, ficou muito mais fácil, prático e acessível.) Fiquei desempregado. Mudei de área de atuação. Ajudei e fui ajudado.

    Continuo caminhando nesse caminho… Amadureci tentando não perder o otimismo. Segui o meu próprio caminho gerenciando o medo de viver. Me rendi ao aprendizado de que mesmo sendo persistente e consistente com minha vida financeira, a vida retorna meu investimento e me recompensa apenas com uma boa dose de sorte e nenhuma garantia. Humildade, sempre.

    Bom pessoall, é isso por enquanto.

    Como a excelência é uma utopia, sempre há algo a melhorar! e, a piorar!

    Deixem suas críticas, correções, sugestões, dúvidas e também elogios!

    Por favor, deixem seus comentários! também.

    Curtido por 7 pessoas

    • Isso aí Renatão, mais stratus e menos status! Vejo o ser humano hoje vivendo para os outros, necessitando de uma aprovação social cada vez maior, seja em roupas, carros e nas viagens postadas nos stories e instagram. E talvez por dentro um ser triste, talvez depressivo e uma mente bem vazia.

      Curtido por 1 pessoa

    • Renatão,
      Legal e Parabéns por esta página !

      É na troca de idéias e nas opiniões divergentes que nós aprendemos…

      Só uma correção… Chegando perto dos meus 70 anos aprendi uma coisa muito importante :

      >> >Se VIAJAR é “despesa” , ela é a única que me deixa mais rico !

      Um Abração e muito sucesso para você

      Curtido por 3 pessoas

    • Dificil responder … pois meu pensamento não é linear desse jeito …

      Citar fundos com ativos AAA, para mim, é cair no lugar comum.
      Citar fundos com P/L ainda atrativo… é para mim tambem cair no lugar comum.
      Citar fundos com potencial de crescimento… é para mim outra vez cair no lugar comum.
      Etc. É claro que todos nós buscamos essas características!

      ATUALMENTE, [o que não quer dizer “para sempre”] prefiro fundos de gestão ativa, onde o gestor vai passar 9 horas por dia só fazendo isso. Toda a inteligência e todo o tempo dele, e os anos que passou estudando e só fazendo isso ajudarão na tomada na decisão de investimento que, teoricamente, me beneficiarão. Assim … um pouco mais de 1/3 da minha carteira são de Fundo de Fundos e outros cerca de 1/4 são Fundos Logísticos que **não** aparecem em duplicidade dentro dos respectivos fundos de fundos, a saber: MGFF, RBRF, HFOF… VILG, LVBI.

      Mas cuidado, sempre digo comigo mesmo: Quem se apaixona, reza e torce é torcedor de time de futebol…

      Curtido por 1 pessoa

    • Entre os R$22-24, sou fã da PETR4.
      E dá day-trade de R$0,50-R$1,00 quase todo santo dia
      Agora … tem que aguentar o calor 😓 e a relativa falta de DIV/JCP

      A Petrobras (SA:PETR4) poderá reduzir ainda mais o custo de extração de petróleo no pré-sal, para abaixo dos 6 dólares por barril [oil fechou nos US$55 no mercado internacional] registrados no segundo trimestre deste ano, e em contrapartida, a companhia ainda tem custos muito altos que precisam ser reduzidos, como os relativos a pessoal, defendeu o executivo, durante abertura de evento do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP) no Rio de Janeiro. A conferir …

      Curtir

      • PETR4 R$ 25,33 +5,45% (até eu me assustei …)
        Para mim .. não passa de um repique, mas … veremos como irá abrir amanhã.
        Por enquanto… a vontade de vender é grande pq essa daqui é a rainha dos voô de galinha

        Curtir

      • As ações da Petrobras (SA:PETR4) dispararam 8% a R$ 25,95 após o jornal Valor Econômico informar que a equipe econômica estuda a privatização da estatal até o fim do atual mandato. Fontes consultadas pelo jornal afirmam que, mesmo sem a presença da petrolífera na lista que circula no mercado com 17 estatais que serão privatizadas pelo governo, a Petrobras será de controle privado antes do término da atual gestão. Às 16:20, as ações da petrolífera fortaleceram a alta para 8,03% a R$ 25,97, sendo uma das responsáveis pelo resultado positivo de momento do Ibovespa, que opera em alta de 1,65% a 100.860 pontos.

        >>> Sou acionista da empresa desde 1998/99 e estou adorando notícias como essa. Finalmente!!

        Curtir

    • Petrobras sobe com vitória em disputa no Carf e avanço do preço do petróleo

      Na abertura dos negócios desta quarta-feira na bolsa paulista, as ações da Petrobras (SA:PETR4)operam com importante valorização de 1,96% a R$ 24,49, sendo uma das responsáveis pelo resultado positivo de momento do Ibovespa. O mercado reage bem a vitória que estatal obteve no Carf em uma disputa de R$ 5,1 bilhões e também à valorização do preço do petróleo.

      Ontem, a estatal informou que o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) decidiu a favor companhia em um processo administrativo fiscal de R$ 5,1 bilhões sobre a cobrança de Cide-Importação.

      Segundo comunicado da petroleira, a decisão é relacionada a tributos referentes a remessas enviadas ao exterior para o pagamento de contratos de afretamento em 2013.

      “A companhia entende que o julgamento não altera a classificação de expectativa de perda possível”, afirmou a Petrobras (SA:PETR4). O valor da ação é de aproximadamente R$ 5,1 bilhões e não está provisionado.

      Petróleo:
      Os preços internacionais do petróleo registram forte valorização na sessão. O barril do tipo WTI, negociado em Nova York, soma 1,35%, ou US$ 0,76, a US$ 56,89. Já em Londres, o Brent ganha 1,97%, ou US$ 1,18, a US$ 61,23.

      >>>> Mas atenção … a tendência principal de curto prazo ainda é de baixa!

      Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s