Caldeirão do Renatão

Tema livre, espaço aberto que será coordenado pelo amigo Renato UnReal.

Os comentários aqui publicados não constituem recomendação de compra ou venda de ativos; são opiniões divulgadas para incentivar o debate. Não recomendo ou incentivo que sejam tomadas decisões sobre investimentos de qualquer tipo; nosso foco é educacional e não me responsabilizo por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

1.967 comentários em “Caldeirão do Renatão”

  1. CRISE já passou ! (Nunca existiu, “de” e “na” verdade …)

    >>> Momento de EUFORIA. Não estou operando. Estou apenas assistindo o movimento bi-polar de cadeira-cativa, pois já tinha me posisionado. Agora… é colher os frutos.

    Curtir

      1. Seria mais indicado ir investindo antes do próximo pico … Nessa sua faixa aí … entre R$4-5 eu sou comprador de fundo cambial.

        Curtir

    1. >>> Há gestores afirmando que … enxerga como cenário mais provável o dólar cotado a R$ 4,00 e a Selic, no patamar de 1% …; são Posições, como eles próprios dizem… TÁTICAS ! [codinome para especulativo: (comprado em real, vendido em dólar)] Aquels gstores mais “prudentes” e menos “animados” continuam dizendo que … as pressões sobre a moeda brasileira prosseguem, especialmente com os juros tão baixos no Brasil e com a perspectiva de um saldo em conta corrente próximo de zero …

      >>> A minha estratégia é a seguinte: comprar FUNDO CAMBIAL a cada variação para baixo de R$0,10 na cotação do dólar frente ao real, quer dizer, fazendo preço médio para baixo; ou seja, possíveis DEZ entradas entre R$ 4 e R$ 5, entre o percentual de 2.5% e 5% do meu patrimônio… o que traduzido na prática dá cerca de 0,25% a 0,5% do patrimônio em cada operação. Vai ser assim.

      Curtir

    2. >>> Como tudo hoje em dia perdeu sua sensibilidade com a realidade … fundamentos … se tornou tudo, “técnico” [= especulação] … tracei o FIBONACCI no gráfico do dólar para ver o comportamento dessa retraçao, desde os +/- R$ 4,00 até o aumento super-vitaminado recente … gráfico abaixo:

      >>> Perguntinha: o Dólar vai ficar operando na faixa entre os 38%-61%, ou … vai descer aind amais abaixo dos 38% ?

      Curtir

      1. >>> Traçando o LEQUE de FIBONACCI … a partir de ptos de mín (R$ 4,00) e máx (R$ 5,90) e que cujas faixas representariam o canal por onde a cotação deveria, pelo menos em tese, transitar… até o rompimento para cima oou para baixo, a depender da direção do movimento. Se vai acontecer ou não, eu não sei mas com essa tendência baixista em andamento … o objetivo imediato a tentar ser rompido agora seria é o da faixa de 61% [nos R$ 4,80-R$4,85], pois já rompeu o de 38% e tbém o de 50%. Ou, vai ficar brincando entre cada uma delas, inclusive dentro da faixa MAIOR entre 61% e 100%

        Curtir

      2. Já chegando em R$ 4,86 kkkkk
        E, daqui a pouco está em R$ 4,50 !!

        >>> Olha… é tudo uma fantasia, mesmo! Perdeu-se o propósito de ser um investidor, (indivíduo)-sério …

        Curtir

      3. A que ponto chegamos, tbém … Ffechou o dia em quase R$ 4,80. É como se (quase) nada tivesse acontecido. Pq mesmo o dólar subiu ? Temor? Remessa de lucro? Conjuntura? Reservas? Etc. éprákabá !!

        Curtir

      1. COSTA CONCóRDIA … lembram ?

        >>> Gastaram os mundos e fundos para salvar o navio … Já aqui, no país da Pindaíba … reboca lá prá alto mar e … afunda ! éprákabá !!

        Curtir

  2. CENÁRIO ATUAL: Recuperação desde o fundo

    IFIX: 50% de recuperação

    IBOV: 38.2% de recuperação, querendo ir a 50%

    >>> Enfim … passado o paniquito, a “onda” atual é alcançar os 50% de recuperação e aí se manter até que outro espirro, verdadeiro ou não, traga uma “desculpa” para correção até o nível imediatamnete inferior nos 38% …. desculpas tais quais … anúncio oficial da queda de DOIS dÍGITOS PIB “não sazionalizada” (depois vem a correção , mas quem se importa né verdade?!), eleição municipal e o dólar, crescimento “abaixo” da expetativa do Sr. Mercado-sabição, etc e tal. ENFIM: o patamar atual de 50% é de consolidação e congestão, com viés de baixa [até pq a patota do apocalipse tem que continuar girando…]

    Curtir

    1. 23:59:59 – Teremos a pior depressão econômica desde 29 …
      00:00:01 – 2020 pode ser o ano da virada!

      EM TMEPO: ibovespa JÁ está testando os 100 mil pontos, meudeusdocéu!

      Curtir

    2. Dá série …
      BOLAS DE CRISTAL, ou … PROFECIAS auto-realizáveis.

      … Após fechar no piso dos 63,5 mil pontos da crise do coronavírus em 23 de março, o Ibovespa se aproximou do patamar dos 95 mil pontos nesta sexta-feira, o que corresponde a uma alta da ordem de 50% em pouco mais de dois meses. Para um dos mais conhecidos investidores em ações do país … a volta foi rápida demais …

      … “Pode continuar uns dias [o movimento de alta da Bolsa], mas vamos ter uns bons sustos pela frente”, disse o especialista, durante live … “Vai reajustar, e não vai subir nessa velocidade, não.” Na avaliação do investidor, o patamar mais adequado para a Bolsa no momento seria mais próximo dos 85 mil pontos e disse que “faz parte do jogo a Bolsa cair um pouco agora” …

      >>> NÃO SE ANIMEM muito com a patamar atual. Se TUBARÃO ventilou… vai acontecer, independente se tem razão ou não.

      Curtir

      1. Colhido da internet …

        … O diretor de investimentos da entidade de previdência complementar fechada, PETRUS , trabalha com uma projeção para o Ibovespa aos 130 mil pontos em dezembro de 2021, em um cenário que aposta em uma recuperação econômica em “V” – com queda de 5% do PIB do Brasil, em 2020, e alta de 5,3%, em 2021 … e … a entidade passou a esperar o índice de referência aos 95 mil pontos em dezembro, com uma banda de tolerância de 10 mil pontos, para mais ou para menos….

        Alocação da Petros:

        Curtir

  3. DIVERSIFICAÇÃO – AÇÕES SMALL CAPS

    O mercado acionário brasileiro é muito pequeno. Menor que do Vietnã ! A Índia … por ex. possui umas 6000! empresas listadas na bolsa de lá. Das cerca de 353 empresas listadas no nosso ibov, umas 159 são investíveis (liquidez muito baixa ou nula, processamento fechamento capital, freefloat muito baixo ou irrelevante); sobram umas 194 (55%). Destas, cerca de 70 empresas são de grande porte (valor de mercado médio de R$ 70 bi); outras 76 empresas possuem um valor de mercado médio de R$ 5Bi, fazendo parte do índice Small Cap (SMLL); outras 48 (cerca de 1/4 do total) possuem um valor de mercado médio de R$ 2 Bi e não estão presentes nem no índice-mãe (BOVV11) nem no SMLL.

    Preparei a tabela abaixo a partir da Lâmina de Informações Essenciais um Fundo de Investimentos de Ações especializado em Small Caps cuja tese principal de investimentos é justamente tentar tirar vantagem dessas empresas que se encontram no vácuo! do buraco-negro do mercado. O desempenho desse fundo tem sido moderadamente superior ao índice small caps oficial e concorrentes, daí meu interesse! Acresci a essa lista alguns outros ativos de minha preferência, embora não estejam presentes na lâmina.

    A alocação de cada ativo dentro do fundo em questão está atualmente dividido assim:

    Quando divulgarem a lâmina de MAIO, eu atualizo e republico a lista acima, inclusive com os ativos que o gestor “ocultou”, se for possível na ocasião. Mas, já é possível perceber a ordem de grandeza (e, pref3rência) das alocações pelos diferentes ativos, e que cerca de metade da lista já compreende cerca de 80% da alocação. Isso permite que possamos montar nossa própria carteria, muito similar a carteira do fundo, com menos corretagem e taxas.

    A seguir, divulgo também dados adicionais que não constam na lâmina mas que compilei individualmente para compor esse estudo de modo mais abrangente com um mínimo de formalismo. Dentre esses dados adicionais, cito: 1. Volatilidade das cotações das últimas 52 semanas, 2. Upside entre a média dessa volatilidade e o topo, e 3. Indicadores Técnicos / Fundamentalistas básicos.

    Curtir

      1. De jeito nenhum! Esses fundos todos seguem o índice SMLL … ou melhor, aquilo que não é do índice principal, o resto; possuem lá, sei lá, umas 40 empresas; sejam elas small caps ou não. A maioria todas desses fundos de small caps, com raríssimas exceções como esse daqui da TRíGONO não são puro-sangue.

        Curtir

    1. 1. Volatilidade / Upsides

      A tabela abaixo mostra a cotação atual, e de topo e de fundo das últimas 52 semanas; ou seja, considera o período de acumulação de 2019 que antecedeu a correria até o topo e também o fundo pós-paniquito pandêmico.

      Foi calculado a média entre as cotações de topo e fundo, o que representaria o patamar de 50% de recupecuração / repique. A razão entre a cotação atual e essa média representa o upside para se chegar ao patamar de 50%. Porcentagens negativas indicam que o ativo já recuperou 50% da perda ou mais, enquanto % positivas indicam o repique ainda possível para recuperar 50% das perdas.

      Para os mais “ambiciosos” e com apetite ao risco, a última coluna representa o upside possível em relaçào a cotaçào de topo. Percebam que ainda há um enorme espaço para percorrer para quem acredita no cenário de recuperação total das perdas. Acompanhando os diversos relatórios dos fundos, a “aposta” é em uma recuperação nos próximos 2-3 anos. Portanto, não é um cenário de investimento de curto prazo.

      Um DETALHE: alguns Fundos de Fundos tem divulgado relatórios com uma análise de sensibilidade da COTA PATRIMONIAL desses fundos correlacionados ao patamar do IFiX. Por exemplo, os intervalos abaixo são do HGFF:

      Ou seja, o potencial de upside [ganho de capital] de um FdF robusto como o HGFF seria de “apenas” uns 20% (1-105/88) caso o IFIX retornasse ao seu topo. Com os rendimentos (5% a.a. ? por 2-3 anos) e um prêmio de 10-20% sovre o VPA (P/VPA=1.1-1.2), chegaríamos a uns … 35-40% de upside, no topo!

      A partir daqui, percebam então que a carteira de smalll caps acima pode oferecer uma oportundiade de upside até o topo gigantescamente superior, em muitos casos 2-3x superior, justificando não só acompanhamento e atenção mas também cuidadosa consideração.

      Curtir

    2. 2. Indicadores Fundamentalistas-Técnicos

      Segue lista dos indicadores básicos. Reparem que nem todos os ativos pagam dividendos e que muitos estão descontados em relação ao seu valor patrimonial, ou se encontram pagando pouco prêmio (P/VPA < 2, em se tratando de empresa).

      Para mim, são dois parâmetros adicionais a serem considerados já que eu nào gosto de investir em ação apenas para ganho de capital de longo prazo; recebimento de dividendos no período é importantíssimo.

      Cada caso é um caso, e sabemnos que informação sozinha não dá para dizer se está supervalorizado ou qual o risco. Uma empresa é muita mais complexa do que um múltiplo.

      Entretanto, e acreditando que a inclusão desses ativos na carteira do fundo já é um indicativo tanto da "qualidade" quanto "potencialidade" do ativo, dentro da gerência de risco adequada … realizarei um filtro adicional na planilha e publicarei abaixo uma lista menor, filtrada, para consideração de diversificação das minhas aplicações.

      Curtir

  4. DIVERSIFICAÇÃO – FUNDOS de FUNDOS (FII)

    PessoALL … seguindo conversa que mantive com o colega @NPJ … eu vinha realizando um estudo sobre Fundos de Fundos e gostaria de compartilhar com todos vocês os resultados obtidos. Deu um trabalhão!! Espero que apreciem e enviem dúvidas e sugestões ! E, é claro … conversar a respeito das premisas, resultados, etc

    Minha Motivação
    Todos já sabem que sou um apaixonado!! pelo mundo dos Fundo de Fundos. Parte de mim pensa assim: Já que é para possuir cotas de imóveis e diversificar, porque não “terceirizar” e “confiar” nas melhores práticas dos melhores gestores e investir em dezenas de fundos de uma só vez, ao invés de “escolher a dedo” os fundos que nos atraem/agradam ?

    Atualmente possuo 6 fundos em carteira [recontei! -rsrs], totalizando uns 35% de meu portifólio de FII: de acordo com as minhas expectativas e preferência… são 2 micos [IBFF, RBFF], 3 medianos-resilientes [XPSF,MGFF,HGFF] e 1 excepcional [HFOF]. E estou de olho em um 7o fundo, o OUFF.

    Diante da auto-imposta depressão econômica, o segmento de Fundos de Fundos está apresentando incertezas de riscos e oportunidades que vão desde a redução drástica dos rendimentos até incremento!! dos mesmos; portanto, evidenciando aquilo que já sabíamos: Nem todos os Fundos de Fundos sào iguais !

    Tendo em vista o cenário atual, e sempre buscando oportunidades para melhorar o DESEMPENHO do FLUXO de CAIXA da minha carteira, tenho procurado entender como está se dando a movimentação dos gestores e consequente reflexos nas métricas dos fundos visando identificar as similaridades, diferenças, oportunidades e riscos entre eles.

    Logo a seguir abaixo, portanto, detalho 5 categorias que julgo possuírem relevância na caraterizaçao da qualidade e desempeho dos vários fundos de fundos. São elas:

    Curtir

    1. 1. Eficiência Operacional
      Os relatórios gerencias de cada fundo apresentam informações contábeis de RECEITAS e DESPESAS que correspondem as fontes pagadoras (os rendimentos de FIIs, as receitas financeiras e o resultado da alienação de cotas de FIIs) e as obrigações (as taxas de administração, imposto sobre ganho de capital na venda de cotas, custódia e demais taxas legais e custos de manutenção do Fundo).

      Procurei contabilizar na tabela abaixo a chamada EFICIÊNCIA OPERACIONAL como a razão entre todas as fontes de receitas do fundo e todas suas despesas que mantém o negócio em funcionamento de modo a entender o quão ENXUTO trabalha o fundo e quanto realmente é repassado ao cotista. O prazo considerado foi o maior números de meses contínuos, o que para alguns fundos com relatórios mais completos foi desde o início de suas operações em bolsa enquanto para outros… períodos mais curtos como 6, 9, 12 meses.

      Curtido por 3 pessoas

    2. 2. Indicadores Técnicos/Fundamentalistas

      Sem se apegar muito a definições nem metodologias formais … mas tentando ter uma visão mais holística (lembram ? -rsrs) dos principais indicadores técnicos e fundamentalistas que nos ajudam a entender o cotidiano e potencialmente encontrar o centro de gravidade em torno do qual valores mais justos circundariam… apresento aqui os meus indicadores favoritos e de mais fácil obtenção que frequentemente observo:

      Curtido por 3 pessoas

    3. 3. Composição do Resultado
      O rendimento disponível para distribuição no mês é composto de uma parcela RECORRENTE (resultado “estratégico” oriundo da receita imobiliária dos vários fundos em carteira) e outra INTERMITENTE que sofre variações (resultado da alienação de cotas, arbitragem e/ou giro “tático”), deduzidos das despesas do Fundo.

      A tabela abaixo apresentada foi baseada nos gráficos de composição do resultsdo das cotas dos diversos relatórios grenciais emitidos pelos fundos, especialmente a partir do 1o. TRIM/2020 em diante. Nela, busquei caracterizar a origem dos ganhos, não por números nem matemática formal, mas utilizando uma linguagem adjetiva capaz de resumir a TENDÊNCIA da ROBUSTEZ de ambas origens dos rendimentos na geração de FLUXO de CAIXA do fundo. Assim me expressei:

      Curtido por 2 pessoas

    4. 4. Alocação por Segmento
      Cada gestor tem uma determinada visão estratégica e tática para o fundo que administra. Essa visão determina as alocações do recursos do fundo em outros fundos de modo a se traduzirem em rendimentos de curto, médio e longo prazo, dentro do ciclo econômico vislumbrado. Assim, cada segmento FII ocupa um certo peso dentro da carteira de modo a se ajustarem tanto à visão do gestor quanto ciclo econômico.

      Neste sentido, eu estou preferindo fundos com menor apetite pelos ativos de maior risco [shoppings] e apostando na resiliência dos outros setores bons pagadores de renda [logístico, renda urbana, multi-corporativos] menos afetados pelo fecha-fecha geral.

      A tabela abaixo lista as 10 maiores posições dentro de cada fundo assim como a particpação em cada segmento do mercado imobiliário na carteira do respectivo fundo:

      Curtido por 2 pessoas

    5. E, para concluir …

      5. Potencial de Distribuição Extraordinária

      É o 13o. salário do cotista, junto com as bonificações de fim de ano -rsrsr Inclui a possibilidade de distribuir, ao fim do SEMESTRE, tanto as SOBRAS acumuladas e ainda não distribuídas quanto o RESSARCIMENTO parcial do IR junto à receita federal sobre o lucro auferido em alienações de cotas de FIIs. Lembrando que alguns fundos estão operadno no limite de suas capacidades enquanto que outros estão mais folgados.

      Curtido por 4 pessoas

      1. Legal que gostou! Alguns dados (ex: sobras) podem estar levemente inconsistentes, pela dificuldade de compilá-los a partir dos relatórios, mas não afetam as conclusões.

        Curtir

  5. DIVERSIFICAÇÃO – FUNDOS de INVESTIMENTOS em AÇÕES (FIA)

    Sem elocubrar muito … pois acredito que todos aqui senão a maioria já sabe como um FIA funciona, suas vantagens etc e tal … venho apenas compartilhar a minha carteira de Fundos em AÇÕES

    Categorizei meu PREJUíZO atual em 3 faixas, como abaixo:
    (e lembrar que entrei Jan/2020 no lucro … algo em torno de +10% na média total)

    (50% de queda)
    Ações do “setor financeiro”, “construção civil” e a queridinha que virou SAPO … “smallcaps”
    >>> DESASTRE TOTAL !! sem previsão de recuperação pois a depender, fato ou boato, da SELIC em queda como balizador de lucro de bancos … estaremos em maus lençóis por muito tempo … coisa de 1-2 anos pelo menos.

    (20% de queda)
    Ações de “empresas de exportação” …
    >>> deixando a DESEJAR diante de um dólar recorde! mas não podemos esquecer que suas receitas dependem do comércio exterior e vendas que estão deprimidas… creioq ue se recuperam mais rápido assim que os efeitos nefastos das políticas estúpidas dos governos forem sendo … terminadas.

    (30% de queda)
    Ações de “infraestrutura”, “midcaps”, “consumo” …
    >>> perdendo aí seus 30% … sendo que até redução de fluxo de veículos em pedágios (para as empresas de concessão rodoviária) foi constatado; realmetne, fica dificl esperar algo de positivo mas seguem em ritmo de espera tendendo a melhorar uma vez que a ecnomia volte.

    Enfim…

    Concluo dizendo a obviedade que estar diversificado em segmentos dentro de um mesmo mercado (classe de ativos) ajuda, mas no geral nào vai contra a tendência daquele mercado; subindo ou caindo, a única diferença é a magnitude das quedas e subidas, mas não da direção do movimento principal; FII incluídos. temos que buscar também investimentos em diferentes CLASSES de ATIVOS tais como moeda, metal, etc… para que diante de eventos catastróficos, inesperados ou não (2001, 2008, 2020 …), possamos estar PROTEGIDOS (ou, como queiram: menos expostos!) aos solavancos.

    Curtir

      1. Fora do bancão de varejo (BB) eu tenho apenas o BNP Paribas Small Caps FIA, direto com a corretora 2C. Mesmo nível de perda acima. A minha preferência teria sido investir nos fundos da Trígono “Flagship small caps” mas estes só estão disponíveis na corretora 3C.

        Diante do cenário do R$ se desvalorizando, apesar do dólar tbém estar indo para as cucuias … eu gostaria de ter mais exposiçao a ativos bons pagadores de dividendos no exterior… em países como Austrália, Japão, Suiça, Alemanha … nos quais, inclusive, houve MENOR desvalorização das respectivas moedas em relação ao dólar.

        Uma coisa é certa: estr investido em REAL apenas é jogar o futuro na lata do lixo !!

        Não chega a ser um FIA, mas … já considerou o IVVB11 ?

        Curtir

      2. Olha só o tamnaho do GAP!
        O IVVB11 caiu junto com o ibov (e, s&p500) só que!! veja a disparada da recuperação! Efeito combinado de acesso tanto à variação cambial quanto aos investimentos nas 500 maiores empresas americanas.

        Curtir

  6. DIVERSIFICAÇÃO – DÓLAR

    … A virada no câmbio aconteceu depois que o chairman do banco central norte-americano, Jerome Powell, disse nesta quarta-feira que os Estados Unidos podem enfrentar um “período prolongado” de crescimento fraco, acrescentando que o Fed não considera o uso de juros negativos como ferramenta de política monetária …

    Como que … economia CAPENGANDO e dólar ainda sendo considerado o SAFE HEAVEN. MAs os EUA não iriam entrar em DEPRESSÃO, a china não passaria os EUA, etc e tal ? PARADOXO inexplicável, mas se a BANDA toca desse jeito e bate palma para maluco dançar, é melhor vender lenço para quem quer chorar e lucrar com a “pandemia” financeira movida a besteirol …

    FUNDO CAMBIAL
    Está sendo de longe a melhor aplicação financeira pós-queda da bolsa. Vários gráficos que já postei aqui nesse espaço mostram claramente que estar alocado em fundos cambiais em DÓLAR só trazem vantagem pois quando o ibov DESPENCA, o dólar SOBE e quando o ibov DISPARA, o dólar sobe também !! -rsrsr DELÏCIA de investimento.

    Aqui abaixo, extrado do BB Cambial Dólar LP com aplicação inicial, resgate, saldo mínimo e aplicações subsequentes de R$0,01 cadasendo que o resgate e crédito em conta corrente se dá em … D+0 (!!!)

    PERCEBEM que se nào entrar na dança … dança ?

    Curtir

    1. A estória apresentada aqui ANTES que o FUTURO aconteça:

      >>> A austrália, cuja localização geo-política é extremamente mais desfavorável e dependente da China do que o Brasil… já está sendo vítima de intimidação comercial diante dos reflexos e prestação de contas pós-pandemia. Não tardará e a mesma prática de chantagem chegará ao Brasil, agravada pelo fato de que os chineses detém participação acionária no AGRONEGÓCIO, caso este resolva “encarar” o partido comunista chinês. Aguardem o USD/BRL nos R$ 7,00 [nesse mesmo movimento que quer levá-lo aos R$ 6,00] querendo ir a R$ 10 quandoo CAUDO ENTORNAR. Isso não é “catastrofismo”! É a estória sendo contada ANTES que o futuro nos chegue. PREPAREM-SE. Quem já viveu, sabe como é.

      EM TEMPO: a palavra abattoirs em português seria … ABATEDOUROS [BRFoods, JBS, Minerva, etcv e tal]. Preparem-se.

      Curtir

      1. Alguém no BRASIL interessado na CRISE que (ainda) está por vir ?

        >>> REPAREM bem na quantidade de ATIVOS que a China possui em solo Australiano … alguma semelhança com o Brasil ? [lembrando que o governo australiano sempre foi “esquerdinha” tbém …] Enfim … preparem-se para o próximo TRANCO na nossa economia.

        Curtir

      2. >>> E para completr o “quadro” … reparem no comportamento do DóLAR AUSTRALIANO em relação do Americano. Lembrando que o perfil exportaor da Australia é muito similar o brasileiro … tanto em commodities [agropecuário, minério de ferro, etc.] quanto destino [china].

        Em 2016 estava nos AUS$ 1,35 p/ cada 1 USD. Chega em 2020 valendo uns AUS$ 1,55 [depois de uma recuperada muito rápida, eihm!] mesmo tendo chegado a AUS$ 1,70 recentemente.

        >>> Já o REAL … em relação DÓLAR AMERICANO … esse nunca decepciona: valendo uns R$3,20-3,50 na média em 2016… chega a R$ 5,90 sem sinal de arrefecimento e querendo buscar os R$ 6-7,00. VOLATILIDAdE muito maior, e sem a GUERRA COMERCIAL ainda por vir.

        Não é dica de nada, mas … PREVINAM-se.

        Curtido por 1 pessoa

      3. A AUSTRÁLIA de hoje é o BRASIL de amanhã

        >>> Tem que assisitr para entender para onde o BOXTA e o ESTRUME estão levando o Brasil… e a FALTA DE ATITUDE do presidente em rever a inserção de investimentos estrangeiros, principalmente aqueles oriundos do regime comunista chinês, pode fazer em nosso território. Por exemplo, há clásulas contratuais que especificam que em caso de situações de conflito e emergenciais, o governo australiano pode RETOMAR unilaterlamente o CONTROLE dos ativos que foram vendidos, incluindo aí portos, fazendas solares, terras, etc. E a AUSTRália tem Forças Armadas para peitar! Apenas de F-35 Lightning II possui 24 voando deum total de 72 na lista de compra… fora os quase 100 F/A-18 (Super) Hornet. NÃO ‘;e mole, não !!! Desde a 2a. guerra lutando e morrendo pela liberdade … Parabéns a Austrália, que está peitando e correndo muito mais risco.

        Enquanto isso, o Brasil-varonil … DORMINDO EM BERÇO ESPLÊNDIDO !! Condenado a morrer sem ao menos lutar.

        Curtido por 1 pessoa

      4. Há tempos os chinas tem interesse nos ativos brasileiro….
        Três anos após uma forte ofensiva no mercado brasileiro, quando compraram a CPFL, maior companhia privada do setor elétrico, os empresários chineses estão de volta. Desta vez, o interesse está voltado, principalmente, para empresas de tratamento de água e esgoto e grandes projetos na área de infraestrutura, como construção e operação de estradas e ferrovias.
        Em 2017, eles investiram cerca de US$ 9 bilhões, a maior parte disso em ativos de energia. Mas depois puxaram o freio para avaliar as mudanças que ocorriam no cenário político. Essa cautela reduziu em quase 70% o volume de investimentos nos anos seguintes, que ficaram em torno de US$ 3 bilhões.
        Agora, depois do movimento de aproximação de Bolsonaro com Xi Jinping e, principalmente, os vários projetos de concessão e privatização em oferta no Brasil, os chineses colocaram novamente o País no radar. A expectativa para este ano é de que eles tragam algo como US$ 7 bilhões para gastar por aqui, diz Eduardo Centola, presidente do banco Modal. O executivo, também membro do Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC), assessora grupos chineses interessados no País.
        Além do setor elétrico, os chineses têm planos ambiciosos para avançar em empresas de construção pesada e no transporte de cargas por ferrovias. Se puderem aliar as duas coisas, melhor. Segundo Carlos Frederico Bingemer, sócio da área de infraestrutura do escritório Barbosa, Müssnich, Aragão (BMA), eles querem entregar o pacote completo num projeto de infraestrutura. Ou seja, num empreendimento de usina eólica, por exemplo, querem não só a concessão como também a construção e fornecer os equipamentos.
        É o caso da CCCC, empresa que estreou no Brasil com a compra da construtora Concremat, em 2016. Um dos objetivos da companhia é aumentar seu leque de negócios no País, especialmente em projetos que são construídos do zero (greenfield). ETC…..

        Curtir

      5. Pois é … estão fvdendo com o país, assim como a Austrália o fez… o pessoal acha que é brincadeira, birra, “preconceito” … mas é geo-política. Brasil pior que prostituta de prostíbulo do porto de santos … se vendendo por trocados e abrindo mão de sua soberania … Esse libertários a favor do “livre-comércio” [ressaltando aqui a diferença entre “free-market” e “free-trade”] são uns… idiotas-úteis.

        Curtir

      6. O Brasil até vem tentando atrair investimento de outros países mas não tem tido sucesso, “não sei por que” não desperta interesse dos gringos, só dos chinas, estranho que só eles conseguem enxergar um futuro positivo para o nosso país, talvez sejam investidores mais arrojados, mais visionários que os outros. Uns argumentam que temos que ser pragmáticos, não importa de onde o dinheiro venha, desde que venha … Discussões à parte, o fato é que o governo chinês tem um projeto de dominação global e o domínio da América Latina passa pelo domínio do Brasil, óbvio, infelizmente nossos governantes, os milicos inclusive, ingenuamente aceitam o jogo dos chinas.
        Como investidor não sei onde isso pode ser favorável e onde passa a ser prejudicial, mas como cidadão brasileiro acho péssimo.

        Curtido por 1 pessoa

      7. >>> O embaixador chinês na Austrália e suas BRAVATAS … Lá como cá, mesmo tipo de bullying contra governos eleitos que condenam as boas práticas, ou falta delas. FALTA tbém ATITUDE do nosso governo para peitar esses VALENTÕES DE MEIA TIGELA!

        Curtir

      1. >>> desemprego na AUTRÁLIA batendo os 6(!!!)% e o pessoal de lá já perdendo as estribeiras … kkkk Imagina se fosse então … 12,13,14,15% [oficialmente, fora a economia informal] como é no Brasil …

        Curtir

      2. Fuga de capital, o que se faz para reverter isso ? Aumento de juros !!! Simples !!! Caso contrário quem vai financiar a dívida do governo ? Se imprimir dinheiro o desastre é logo adiante. No nível atual ninguém toma risco cambial, político, econômico de carregar investimento em real, salvo única e exclusivamente nós, malucos que vivemos neste hospício e “gostamos” de viver numa montanha russa.
        Outro aspecto que fica evidente com a destruição da nossa moeda é que TUDO, repito, TUDO é indexado em dólar, o real é apenas meio de troca e liquidação de negócios.

        Curtir

      1. “… R$ 4,02 – Este era o preço do Dólar quando o governo chinês admitiu que um novo coronavírus estava se espalhando pela metrópole de Wuhan. Hoje, 134 dias depois, se você digitar “dólar” no Google acabará encontrando um preço surreal, variando entre R$ 5,90 e R$ 6,00. Inimaginável há cinco meses atrás. Nesses últimos 134 dias, observamos moedas fiduciárias de países em desenvolvimento sucumbirem frente ao dólar. O Peso Mexicano se desvalorizou 24%, o Rublo Russo 21%. Mas nada bate a desvalorização de 47% sofrida pelo Real …”

        Curtir

  7. DIVERSIFICAÇÃO – OURO

    Domingão e acordei pensando no tema já que o ouro é muito procurado para proteger a carteira de investimentos em momento de crise. Conhecemos 3 vantagens principais:

    a. Representa uma reserva de valor durável;
    b. Possui alta liquidez, inclusive em mercados internacionais;
    c. Costuma ser aceito como garantia para negociação de outros ativos;

    Atualmente, não tenho o metal em carteira. Para ser sincero … nunca tive. Nem a tão falada … e priminho pobre, a PRATA.

    Pela minha estratégia de investidor individual de pequeno porte, creio serem 3 os motivos principais que me impedem e/ou me desinteressam: 1. dificuldade de obtenção [pelos meios oficiais], 2. falta de praticidade [armazenamento, negociação] e 3. fluxo de caixa inexistente [não paga proventos].

    Mas, acreditem! tais limitações [pelo menos em relação a 1. e 2.] estão diminuindo muito!, como mostrarei abaixo, sendo essa a principal razão que me motivou a pesquisar e escrever sobre o assunto.

    Mas antes de continuar, gostaria de compartilhar esses 3 gráficos cujos desempenhos me surpreenderam:

    Ouro – Ibov – USD/BRL (curto prazo: 6 meses)

    >>> recentemente, o ibov perde uns 15% enquanto o Dólar e Ouro rendem seus 30-40% desde o início do período em meados de 2019; ou seja, Ouro e dólar rendem atualmente cerca de 3x mais que o ibov

    Ouro – Ibov – USD/BRL (médio prazo: 24 meses)

    >>> alongando-se mais o prazo, percebe-se que o a rentabilidade do dólar é astronômica (75% !) enquanto que o ibov patinou (3%) e o Ouro… seguiu humildemente bem acima (23%) do mercado acionário em igual período

    Ouro – Ibov – USD/BRL (longo prazo: 5 anos)

    >>> considerando os últimos 5 anos, ambos ibov e dólar rendem no mesmo patamar de uns 60% enquanto que a rentabildiade do Ouro é cerca de metade(!) disso (36%)

    Os gráficos mostram, para mim, que **não existe** uma análise definitiva sem consideração do prazo. E, como o prazo varia como decorrer do tempo … fica literalmente impossível determinar uma verdade atemporal.

    BULLION
    No Brasil, ter uma barrinha de Ouro é igual a ter uma “arma”; burocracia impressioanante para algo que deveria ser … usual e mundano. Tem-se que declarar até no IRPF … Além disso, uma vez obtido, cria-se o problema do armazenamento. Onde guardar ? No cofre do banco pagando custódia e taxas ? Em casa sob risco de perda ou furto ?

    Alguns podem arguir que nào é preciso ter o metal físico, mas apenas o certificado. Eu contraponho oferecendo o risco governo. Podem confiscar a qualquer momento. E existe também a alavancagem do certificado que não garante que em caso de “resgate” cada certificado corresponda ao ouro-fisico em si.

    OZ1D, OZ2D, OZ3D
    O OZxD é uma das outras formas de possuir ouro como ativo financeiro de maneira segura e com certificação garantida por estabelecimentos oficiais por meio de contratos de compra/venda negociados pelo homebroker. Pode-se retirar o produto [respeitadas as especificação dos lingotes] ou deixá-lo sob custódia em uma instituição bancária credenciada, o que é mais comum.

    OZ1D – Lote Fracionário de 225g ;
    OZ2D – Lote Fracionário de 10g ;
    OZ3D – Lote Fracionário de 0,225g.

    Na bolsa de Nova York, o Ouro é negociado em USD por Oz (onça troy), enquanto que no Brasil o ouro é negociado em R$/g. Desse modo, necessitadem-se realizar duas conversões para se chegar ao valor do Ouro negociado na B3: conversão monetária USD/BRL tendo como base a cotação à VISTA e de medida de peso(massa) de Oz/g.

    Exemplo:
    Cotação Int’l do Ouro (por esses dias): USD$ 1700 / Oz (= 31,1035g);
    Cotação em USD por 1g de ouro = Cotação Internacional/31,1035 = $54,65/g

    Preço dos contratos na B3, são todos equivalentes a 1g de ouro em R$.
    Assim … 1g em R$ = 54,65/g * R$5,75 = R$ 315 / g = Preço do ouro na B3

    Para negociação de 1 contrato, temos:
    OZ1D (225g) = R$ 315 * 225 ~R$ 70.000,00;
    OZ2D (10g) = R$ 315 * 10 ~R$ 3.150,00;
    OZ3D (0,225g) = R$ 315 * 0,225 ~R$ 70,00;

    PERCEBAM bem! que diferentes preços de contrato implicam em maior ou menor liquidez. Creio que para o PEQUENO INVESTIDOR, como eu, as opções mais viáveis seriam OZ2D e/ou OZ3D e … no extremo inviável… OZ1D. Lembrando que nas vendas de até R$20 mil / mês não é necessário pagar IR pelo ganho se houver. Exatamente como nas ações. E, não há qualquer imposto (IOF) sobre a compra, se não me engano

    FUNDOS MultiMercados OURO
    Esse é um novíssimo produto oferecido pelo meu bancão de varejo, o Banco do Brasil. Tem apenas alguns poucos meses de vida, antes tarde do que nunca, cerca de 3 meses … Com um PL de cerca de uns R$ 55 milhões, a composição do fundo é a seguinte:

    A taxa de administração (a.a) é de 0,85% com aplicação em D + 0, resgate em D + 3 e crédito em conta corrente D + 4.

    Atualmente, eu possuo em carteira outros Fundos MultiMercado do bancão sendo que à época em que foram alocados [cerca de 1 ano atrás] tal opção de OURO não existia, caso contrário teria alocado.

    CONCLUSÃO
    Antes burocrático, o mercado atualmente está oferecendo novas opçõs para aqueles que querem incluir tal ativo em seu portifólio. Apresentei aqui 3 opções, sendo que duas delas podem ser negociadas pelo homebroker; excelente !

    Na cotação atual (de uns USD$1700), o OURO nunca esteve tão caro, saindo da congestão lateral que esteve nos últimos 2 anos no patamar de uns $1300. Pode subir mais ? Claro! Pode cair ? Sim, porque não… mas… convenhamos: o preço do ouro subiu tanto em dólar! quanto a moeda REAL se desvalorizou em relação ao USD, portanto … o Ouro para nós brasileiros está DUPLAMNETE mais caro!

    Na minha visão… perdi o bonde !

    Mas estou atento para a mudança de paradigma da inclusão desse ativo na carteira em outros momentos futuros, a título de diversificação. A Conferir …

    Curtido por 1 pessoa

    1. Reanto, Hedge é pra quando tá tudo bem.. .agora o bonde já foi… é querer colocar o cinto de segurança depois que o carro capotou ou querer fazer seguro do carro depois do furto do mesmo.

      Curtido por 1 pessoa

    2. >>> Fibonacci no gráfico técnico do OURO. A compra campeã, sem dúvida, foi nos fins dos anos 90 / início 2000. Nesse momento, cotação tentando romper o TOPO de ~2010\11\12(!!) que foi extraórdinário alcançado a partir do rally de 200/2009. Nessa tentativa de rompimento, pode na verdade reverter e RECUAR aos $1490 [retração 61.8%], $1400 [retração 50%] e até nos $1300 [retração 38.20%], ou seja … intervalo de retração possível entre $1500 – $1300. Esse seria o intervalo + otimista de compra, e não agora, ANTES da confirmação ou não do rompimento. Tem que ter … paciência. E, sim: o CALDO pode entornar e a oportunidade de entrar nesses patamares não acontecer.

      Curtir

    3. >>> O gráfico acima mostra a evolução da cotação de OURO em relação à PRATA que mesmo sendo menos popular em comparação ao investimento em ouro, há contudo uma série de vantagens nesse ativo que podem torná-lo mais atrativo para composição do portfólio, como por exemplo o preço menor. Esse tipo de investimento no Brasil ainda não está inserido em ativos na bolsa de valores, mas mesmo ainda é possível comprar ativos baseados nessa commodity ou também investir em bolsas no exterior.

      Sem entrar em muitos detalhes … reparem no pico de cerca de US$40/Oz entre 2010-2012 e como que desde 2016 vem se descolando do OURO, abrindo enorme GAP, podendo apresentar grande oportunidade de upside no atula patamr de US$17/Oz.

      Historicamente, falando de 1687 até 1885, a proporção ouro-prata foi fixada em pouco menos de 20 para 1, o que significa que foram necessárias 20 onças de prata para igualar o valor de 1 onça de ouro. Entre 1885 e 1934, a proporção permaneceu no intervalo entre 20-40:1. De 1934 a 1947, a proporção ouro-prata subiu para 100 por um breve período, antes de voltar ao seu nível anterior de 20 para 1 em 1971.

      Em 1971, quando o Presidente Nixon aprovou uma legislação que, em essência, aboliu o padrão-ouro, a proporção ouro-prata subiu mais uma vez para aproximadamente 80:1.

      A Figura 2 acima mostra a proporção ouro e prata de 1975 a 2015, em particular que entre 1990 e 2015 a proporção ouro e prata foi negociada de 90:1, chegando a 35:1.

      Nos atual patamar de preço, US$ 1750: 17, a relação está no recorde em torno de 105:1 !

      FIQUEM DE OLHO ! pois ou o OURO cai de preço, o a PRATA sobe.

      Curtir

  8. Recado de Maria da Conceição Tavares para os jovens economistas
    Entrevista TV SENADO em … 2010 (!!)

    SPOILER ALERT: ela é esquerdiiiista fundadora do PT … -rsrs

    ” Eu e o Simonsen já sabíamos … Modelo matemático pode esquecer que não serve pra nada! O FED tem mais de 400 e nunca acertam nada, nada !” Eu acho que, neste caso, ela tem razão! É o famoso: GARBAGE IN, GARBAGE OUT !

    E no final … algo também que nunca esqueci: … Se você não se preocupar com o povo brasileiro, realmente meu bem, melhor então, vai ser engenheiro de obra, não aborrece, ta ligado! … kkkkkkk Coo que o eng. de obras não contribuisse p/ a sociedade… -rsrs mas eu entendo: é apenas um cumpridor de cronograma, atividades e tarefas, e não um “pensador” -rsrs com potencial tanto par ao bem como para o mal …

    Mesmo sendo esquerdista até quando dirige pela direita na pista de veículos lentos … eu penso que o recado dela vai práqueles que teimam em entender a Economia a partir de pressupostos “científicos”, “neutros”, … “técnicos” (muitas aspas). A realidade insiste em expor a faceta política da disciplina, escondida atrás de modelos estatísticos que se prestam a fazer dos conhecimentos econômicos uma ferramenta de dominação do grande capital.

    Enfim … esse post não é endosso dela nem de suas políticas.

    É mais … história e cultura ! -rsrs
    Relembrar é viver !

    Curtir

    1. Eu, sinceramente, não creio que a razão do dólar alto seja fundamentalista. Apesar da confusão, as reservas estão mais do que okay, déficit público / primário … nada que “aterrorize”.

      Para mim, a questao se resume a GIRO de um tipo de aplicação a outra, visando ganho de capital. Ou seja, negocia-se moeda porque não há mais como se ganhar dinheiro diante dos atuais DY nos investimentos tradicionais. Essa de SELIC baixa causar dólar alto não me “explica” nem me “justifica”.

      Curtir

      1. Renato, Guedes quer que o real se desvalorize pra sairmos da deflação deste mes… quanto mais desvaloriza o real mais a divida externa diminue….. podemos pagar quase a divida toda já

        Curtir

    2. >>> De “Loucos” a … VISIONÁRIOS !! Artigo de 08 / MAIO de 2016 … quem acreditou, está levando !!

      >>> E o que é “MELHOR” de tudo … movimento de alta do câmbio par atinguir tal patamar se iniciou há uns 3 meses apenas!! Desde 2016 até uns 3 meses atrás, quem aproveitou a ONDA de outros investimentos … levou neles tbém !! E a BANDA SEGUE TOCANDO !!

      Curtir

    3. O curioso caso … do DÓLAR CANADENSE em relação ao REAL Brasileiro e ao LEI Romeno

      >>> EScolhi as 3 moeds de propósito pois já sabia da relação entre elas faz anos! Como podem ver, escolhi propositalmente o ano de 2015 porque foi nesse ano que as duas moedas, expressadas em CAD$, eram convertidas na mesma proporção: CAD$ 1,00 = R$ 3,00 = RO$ 3,00. Reparem bem o que tem ocorrido desde então … Enquanto o BRL se desvalorizou, empobrecendo seus cidadãos… o LEI romeno permanece no mesmo patamar. Impressioanante como a moeda de um país com a economia de um Brasil é muito MAIS VOLÁTIL que uma … ex-COMUNISTA Romena. Brasil é o paraíso fiscal, tributário, especulativo … só não é o paraíso do investidor-sério!

      Curtir

  9. … O Projeto de Lei 1498/20 suspende no Brasil, por 120 dias, as atividades do mercado de ações, títulos ou valores mobiliários, como forma de conter a disseminação da Covid-19. A proposta, do deputado Paulo Ramos (PDT-RJ), tramita na Câmara dos Deputados.

    O parlamentar lista duas razões para sua proposição. Uma é preservar a vida de operadores e demais trabalhadores do mercado financeiro, “que também devem permanecer em casa para evitar contaminar a si mesmos e a outras pessoas”.

    O outro motivo diz respeito às constantes quedas das bolsas de valores. “Essa tendência é causada majoritariamente por movimentos de especulação que provavelmente não correspondem à realidade econômica do País, podendo retroalimentar o pânico em torno de uma paralisação brutal da economia brasileira”, argumenta.

    Caso a suspensão seja aprovada, ficarão mantidos os títulos já negociados …

    Fonte: Agência Câmara de Notícias

    Curtir

  10. Serviria, de alguma forma, de modelo para a rcuperação também do Brasil ?

    >>> Engraçado com os diferentes cenários retornam ao normal mais ou menos na mesma época do fim desse ano … EM TMEPO: eu já ligue o meu botão de vacaciones, ano sabático. 2020: LOST !

    Curtir

    1. >>> Prezado ministro, quando o juros está quase ZERADO como agora… dívida nào se paga; carrega-se ad infinitum !! É o contrário !!!! do que V.Ex.a quer fazer … Enquanto isso, obrigado pelo dólar – meu Fundo Cambial Agadece!

      Curtir

  11. @Renatão, pergunta de um milhão e meio de dolares. Estou necessitando de informação sobre cotas de FII adquiridas através de subscrição, não consegui com a corretora. Vc sabe me informar onde posso conseguir ?

    Curtir

NOVOS COMENTÁRIOS AQUI: (sem links, emails ou telefones)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s