Carteiras Comentadas

Não fazemos recomendações de Compra/Venda de Ativos, cabendo a cada um decidir o que é mais adequado ao seu perfil. FIIs tem Risco e NÃO são Renda Fixa.

1- é recomendável a todo investidor, ler pelo menos os 2 últimos relatórios e informes gerenciais que podem ser encontrados na bovespa.

2- interessante também olhar a performance histórica do fundo, de preferencia dos 12 últimos meses, para ter uma noção da renda paga já que há fundos que tem a renda distorcida por conta de apgamentos anuais e semestrais. Lembrando que rentabilidade passada nao é garantia de rentabilidade futura

3- ler os comentários recentes e ficha dos fundos que deseja ter em carteira e postar as dúvidas de cada fundo que aos poucos nós vamos respondendo

Incentive o Blog, assine os produtos e serviços!

Mini_FitaProdServ

Compartilhe com o amigos, basta clicar aqui embaixo no Twitter, Facebook ou Google+

Os comentários aqui publicados não constituem recomendação de compra ou venda de ativos; são opiniões divulgadas para incentivar o debate. Não recomendo ou incentivo que sejam tomadas decisões sobre investimentos de qualquer tipo; nosso foco é educacional e não me responsabilizo por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

Anúncios

1.574 comentários sobre “Carteiras Comentadas

  1. Boa tarde!

    Já investi em FII, mas estou fora há 3 anos. Pretendo voltar.

    Meu objetivo é auferir as rendas mensais, segurança e diversificação.

    Pensei na seguinte carteira:
    BBP0
    FIIP
    KNRI
    MAXR
    NSLU
    RBRD
    SAAG
    SDIL

    Agradeço se puderem comentar e fazer sugestões de inclusões e/ou exclusões de papéis.

    Grato,
    Darlan

    Curtir

    • Acho melhor você pesquisar mais.
      BBPO e SAAG não estão em seus melhores momentos, faltam apenas 3 anos, pense nisso.
      RBRD, FIIP, SDIL tem outros “logísticos” bem melhores.
      MAXR concentração de inquilino? certeza?
      NSLU não gosto mas não critico.

      Curtir

    • Lokau,

      Assim como você fiquei de fora de FIIs durante 4 anos, estou montando minha carteira, atualmente só faltando 2 ativos (SHPH e PQDP).

      FIIs de Agências bancárias basta ver o tanto de notícias informando que os bancos estão se tornando digitais e que irão fechar agências, não julgo como FIIs ruins mas eu prefiro ficar de fora para evitar “maior” dor de cabeça (até pq QUALQUER FII está passível a dar uma dor de cabeça rs), vai de análise de cada um, EU não pretendo ter em carteira.

      KNRI / MAXR – não conheço

      NSLU – Recomendo leitura na ficha de tal ativo que lá tem muita informação e dá para abrir a mente, não me recordo de muita informação dele no momento.

      SDIL – Tenho em carteira, gosto do ativo.

      RBRD – gosto do ativo, mas estou esperando queda da cota, porque acho que está sobreprecificada nos preços atuais;

      Recomendo: ABCP / SHPH – Shoppings
      Híbridos: MFII / HGRU
      Papel: VRTA / USBR

      Curtir

  2. Olá amigos, há algum tempo venho seguindo o site do Tetzner, e só hoje decidi fazer o meu primeiro comentário.
    Ainda não montei minha carteira de fii, todavia tenho investido em ações desde 2012, meu perfil é fundamentalista, e sou extremamente conservador, não me preocupo em quanto irei ganhar, mas sim em quanto irei perder, por isso só invisto em empresas sem dívida e que são líderes no setor em que atuam como: ABEV3, ITUB3, PSSA3, ODPV3, B3SA3, BBDC3, IRBR3,GRND3 e por aí vai (resumindo só invisto nas Tops)
    Seguindo meu perfil montei a seguinte carteira teórica, visando ter fiis multi multi multi, com bons imóveis, bom histórico e boa gestão. Como só quero o filé mignon, então quero comprar somente fiis de tijolo e exclui os setores de escritórios, universidades, residencial, fiis de fiis, fiis de papel e agencias, ficando somente com o setor de shoppings, logístico/ industrial, exclui também os fiis da BTG. Minha carteira teórica ficou assim:
    Setor de Shoping:
    ABCP11 (colocarei um peso menor por ser um mono ativo)
    SHPH11 (colocarei um peso menor por ser um mono ativo)
    VISC11
    HGBS11
    Setor Hibrido
    KNRI11 (já tem escritórios na medida que eu aceito)
    Setor Industrial e de logística:
    GGRC11
    HGLG11
    FIIB11
    EURO11 (não sei se vale a pena colocar)
    FIIP11B ( estou estudando se vale a pena)

    Observações: Não investirei no PQDP11, pois ao investir no HGBS11 automaticamente terei Parque Dom Pedro, estou visando renda constante de forma extremamente conservadora, não quero muitos ativos porque já tenho no meu portfólio atual 12 ações no Brasil, 2 etfs , 20 ações nos EUA e alguns REITS e fica difícil cuidar de tudo. Por favor façam críticas e sugestões do peso que devo colocar em cada fii de acordo com seu risco.

    Curtir

    • No setor de shoppings eu certamente excluiria SHPH e colocaria MALL11.
      Também trocaria VISC por XPML11.

      A respeito da preocupação com mono ativo em shoppings eu não vejo nenhum problema nisso, desde que o shopping tenha bom histórico e boa localização, pois já são ativos naturalmente diversificados em inquilinos.

      Nos outros, entraria em HGLG na próxima emissão, que está por vir.
      Não entraria em EURO nem FIIP, prefiro triplicar GGRC do que entrar nesses.

      Curtir

      • Grato pela resposta Pedro 🙂
        o XPML11 não gosto porque é administrado pela BTG, sei que os imóveis do fundo são excelentes, todavia a administradora fica a desejar.
        Em relação ao MALL11 lí sobre o problema das rachaduras, todavia o shopping Maceió já é consolidado na região, pois foi inaugurado em 1989 e nas proximidades não tem nenhum concorrete de peso. Vou esperar mais para ver se eu compro o MALL11.
        Quanto ao SHPH11 porque você o excluiria da carteira?
        Quanto ao HGLG porque você entraria na próxima emissão? e não agora?

        Curtir

      • ABCP, PQDP, SHPH são excelentes. Só questiono o preço. Se você acha que vale e que compensa, então fique nesses 3.

        XPML concordo, também evito BTG e hoje não tenho nenhum deles só por raiva mesmo. Então siga o que falei acima, VISC tem uns shopping bem ruinzinhos na carteira, será que valeria a pena?

        HGLG tenta entrar nas sobras da emissão, pois vai sair por R$142. Hoje o preço está R$154,00. Se não conseguir então depois entre no secundário, é só uma questão de tempo.

        Pense em papeis para compor essa carteira, tem mais oportunidades e rendimentos melhores que shoppings. Querer só filé em FIIs não sei se é a melhor estratégia, vai pagar caro para ter rendimentos ruins.

        Curtir

      • Padro, você está certo, montar uma carteira só com os filés (FIIS TOPS) diminui a rentabilidade, certamente sua carteira terá um yield maior que a minha carteira. Tudo é uma questão de perfil, você provavelmente tem um estilo rentista, enquanto eu tenho um perfil patrimonialista, sou focado mais na qualidade dos imóveis e na perenidade dos aluguéis. Pelos meus estudos, fui influenciado pela teoria do tripé dos investimentos(para quem não sabe procurem no Google), bem como, tento adaptar para o campo dos FIIS o que aprendi lendo Filip Fisher.
        No âmbito das ações existem investidores que buscam ativos descontados (Margem de segurança de Benjamin Graham) e outros que focam na qualidade das empresas/FIIS, e aceitam pagar a mais por algo de qualidade, pois acreditam que no longo prazo o preço acompanha o valor do ativo, seja ela ação ou fii, as duas formas funcionam e as duas formas tem seus prós e contras.
        Grato pelos seu conselhos, realmente é melhor ter só o GGRC e excluir o EURO e o FIIP, vou seguir seu conselho.

        Curtir

    • Shoppings, ABCP e SHPH são bons ativos, potencial de valorização cota e crescente dividendos, os outros não estudei a fundo.

      KNRI – não conheço, inclusive vou estudar, particularmente prefiro não investir em escritórios por enquanto.

      FIIP – gosto do ativo, mas esperaria cair mais, já que a RG paga-se em Fevereiro.

      EURO bom ativo, VP descontado, se quiser comprar vacância, vale a aposta, mas pra mim somente abaixo de R$ 130,00 que ligo o alerta pra compra, antes disso, somente se for como a “aposta” da carteira.

      GGRC, gosto do ativo multi-multi esse está esperando fisgar o anzol…tá no book desde início do mês, só não pago o valor atual pq acho que está esticado.

      Curtir

      • Obrigado pelo comentário Investidor007 .

        O KNRI11 é um dos maiores FII’s listados na B3, ele tem uma boa porcentagem do IFIX, ele é um fundo hibrido pois tem vários escritórios e vários galpões, também não gosto de escritórios, mas por esse fii ser mesclado acredito que diminui o risco do setor de escritórios, pois este fii tem uma carteira pulverizada de receitas.
        FIIP- o aluguel da Ambev cai em Janeiro, não sei se todo mundo irá fazer essa sua estratégia de comprar cotas em dezembro para receber a mais em Janeiro, mas de qualquer forma concordamos que é um bom fii.
        O que você achou da carteira como um todo? Grato

        Curtir

      • Lucas, gostei da carteira como um todo, vejo muito potencial para os FIIs escolhidos…recomendo mesmo que objetivo seja buy and hold uma análise 1 ou 2 vezes no ano para verificar se o objetivo da carteira está te atendendo ou necessidade de fazer “giro” em algum FII.

        Curtir

    • Lucas da Unilever, aparentemente você tem bons critérios para escolher seus FIIs. Também estou concentrado nesses dois setores. O único senão ao meu ver, seria o VISC pela localização dos seus ativos.
      Entendo sua justificativa sobre não investir em PQDP, mas eu repensaria isso. Sendo fundamentalista, verá que o preço de PQDP está bem mais perto do VP doquê ABCP e SHPH. Ao meu ver essa discrepância se deve ao perfil rentista da maioria dos investidores que prefere pagar mais pelos dois que já estão maduros ao invés do PQDP que está RM expansão.

      Curtir

      • Grato pela resposta, meu perfil é conservador, não me importo com o quanto irei ganhar, mas sim o o quanto irei perder, quero garantir o principal e rentabilizá-lo será consequência, meu foco está na qualidade dos imóveis. Realmente o VISC11 não tem imóveis muito TOPS, pensei em colocá-lo na carteira para diversificar, mas diversificar por diversificar não adianta. Minha carteira teórica ficou muito concentrada, pois não encontrei ativos suficientes com qualidade TOP ( filé-mignon).
        Depois do auxilio de vocês modifiquei minha carteira teórica, ficando assim:

        Setor de Shopping (45% total da carteira de FIIS)
        ABCP11 (25% do setor de shopping)
        SHPH11 (25% do setor de shopping)
        HGBS11 (25% do setor de shopping)
        PQDP11 (25% do setor de shopping)

        Setor Hibrido (10% total da carteira)
        KNRI11 (100% do setor)

        Setor Industrial e de logística: (45% total da carteira de FIIS)
        GGRC11 (33,33% do setor de shopping)
        HGLG11 (33,33% do setor de shopping)
        FIIB11 (33,33% do setor de shopping)

        Por favor façam mais críticas, grato pelas respostas. Lembrando tenho 33 anos e estou com o tempo ao meu favor (sou jovem) irei fazer um aporte grande e depois vou reinvestindo os alugueis, fazendo o efeito bola de neve.

        Curtido por 1 pessoa

    • Sim, perfeito. Nesse caso está indo no caminho certo.
      ABCP
      SHPH
      HGBS
      KNRI
      HGLG
      FIIB
      GGRC

      Lajes acho melhor nem olhar mesmo, porque quando achar um prédio top vai estar na mão da BTG. rs
      Considere os papeis KNIP, KNCR, BCRI, VRTA. Acho eles perenes e bem administrados. Todos sem Tx. Performance.

      Curtir

      • Grato pelo conselho dos fiis de papel Pedro, eu só invisto no que eu entendo, preciso estudar mais sobre os fiis de papel ,pois ainda não entendo bem. Minha reserva de emergência está um cdb que rende 100% do CDI com liquidez diária do Banco Sofisa. Qual é sua finalidade de investir em fiis de papel? ter acesso a investimentos que o pequeno investidor não tem? Os fiis de papel não servem para uma reserva de emergência porque eles oscilam certo?

        Curtir

      • Por ai, penso em FIIs de papel como algo entre a renda fixa e os FIIs. Tem fundos mais atrelados ao IPCA, outros IGPM, outros CDI. Costumam oferecer um prêmio acima do CDI, além disso o rendimento cai todo mês livre de IR.
        Gosto de compor carteira com papéis principalmente para complementar a renda, mas vez ou outra eles podem oferecer upside, exemplo VRTA11 que está com 1,38 em relação ao PL. Coisa que renda fixa não oferece.
        Outra vantagem é que em período de alta como esse sempre tem emissão, você tem possibilidade de fazer flipagem com a cotação, acaba dando um extra. Fiz isso com alguns esse ano, exemplo RBRR11 comprado por volta dos 100,00 antes da última emissão chegou na casa dos 110,00 e vendi fácil.
        Eu penso assim, Renda Fixa + Ações combina bem. Se vejo oportunidade em uma ação pego da renda fixa ou o contrário quando realizo lucros.
        FIIs + FIIs de papel também combinam bem. Se vejo oportunidade em FIIs de tijolo tiro dos de papel.
        Mas isso é pessoal claro, apenas uma forma de racionalizar as carteiras. Outro fator é que eu opero com duas corretoras, então é uma forma que encontrei pra não ficar fazendo TED toda hora.

        Curtir

      • Eu também uso duas corretoras, para ações uso a mirae asset, pois consigo disponibilizar minhas ações para alugar) e para os fiis atualmente uso a corretora Clear, porém vou transferir meus fiis para a corretora do Banco Inter, pois assim meu dinheiro cairá na conta bancária de forma mais rápida. A Mirae Asset não cobra taxa de custódia, só cobra 0.99R$ por ordem, a Clear não cobra nada, todavia não coloca meus papéis para alugar.
        Pedro qual corretora você utiliza e porque? Você investe em ações?

        Curtir

      • Opero renda fixa e FIIs na XP, taxa zero e muitos produtos disponíveis.
        Ações eu opero na Clear também com taxa zero, porque na XP tem corretagem para ações.
        Hoje 75% FIIs, 15% Ações e 10% RF.

        Curtir

  3. Estava avaliando os fundos de papéis para escolher algum pra minha carteira (atualmente 100% Tijolos) e deparei com a situação de que alguns deles (VRTA e BCRI) estão sendo negociados entre 20 e 30% acima do VP. Que loucura é essa? Sei que muitos dizem que entraram faz tempo e no PM estão próximos do VP…mas qual o sentido de manter um fundo desses na carteira? Em se tratando de papéis, aonde o valor patrimonial não deve subir, uma hora a conta vai chegar, não? Dessa forma, só encontrei um único aceitável, que é o KNCR. Alguma outra sugestão?

    Curtido por 2 pessoas

      • Pois é….mas manter um título que vale 100 e está cotado a 130, ao meu ver é muito arriscado. Não entendo quem fala que nesses preços não dá pra entrar…mas como entrou lá atrás com os preço bem menores, está tranquilo em permanecer no ativo.

        Curtido por 1 pessoa

      • Pra mim não tem mistério. Assim que os juros começarem a subir, os preços das cotas se ajustam da mesma maneira e magnitude que se ajustaram pra agora. São ciclos! Não tem mistério.

        Pra quem opera FII de olho no ganho da valorização da cota precisa ficar mais atento. Pra quem deseja renda, nem tanto. Estando agora a 30% sobre o VP ou não tanto faz. Claro que a gestão ativa faz um mega catalizador….pois começando a sentir o mercado corrigir…o rentista pode vender a posição com 15 ou 20% de lucro e voltar com mais cotas sem precisar colocar novo capital e recebendo a mesma renda ou ate maior a depender do ajuste no futuro.

        Eu não costumo fazer isso. Prefiro acumular FII. Prefiro comprar FII e esperar, do que esperar para comprar FII. Estando nele sempre tem pingado….pra mim é a grande mágica da coisa no longo prazo. Mas reforço….não sou BOBO…..se estiver na cara o movimento do mercado….faço trocas e ajustes. Sempre mirando uma quantidade maior de cotas e mais renda. Nestes últimos anos fiz isso e estou MUITO….MUITO FELIZ 🙂

        Valeu!!!

        Curtido por 3 pessoas

      • Gama,

        Não consigo curtir, mas cara sou fã dos seus comentários e do seu racional…ler seus comentários ABRE A MENTE…sério, você é o tipo roots acumulador de FII desde quando eu acompanhava o blog há 4 anos atrás e voltei recentemente…continue sempre nos ensinando com sua opinião..aprendo muito !!!

        Curtir

    • Eu entrei no piso dos pisos e sempre que aparece uma janela to avaliando.

      Se vc quer o fundo de papel para ganhar no valor da cota, precisa ficar de olho no VP. Se quer um fundo distribuidor de renda constante e uma elevada renda frente ao mercado….tem que ficar de olho no VP.

      Eu peguei de olho na renda distribuida. Não me importa em nada se chegou a 30% ou se voltar ao VP. Mantendo a minha distribuição eu sigo feliz. Os ativos do fundo pagam juros e amortizações. Muito dos juros são repassados aos cotistas. A amortização tb, mas parte fica retida no caixa servindo para montagem de novas posições ao longo da vida do fundo.

      Ter um fundo de papel é exatamente igual a ter a carteira propria de CRI e CRA na corretora. Eu tenho ambos e digo que uma boa gestão no fundo de papel, rende bem. Boa parte do ano a renda obtida no fundo supera a renda que consigo na minha carteira propria. Por que? Simplesmente pelo fundo ser profissional e acessar papeis que não consigo pegar via ofertas para pessoas fisicas. Esse ao meu ver é o pulo do gato em ter bons fundos de papeis na carteira. Não tem misterio. Não tem essa de estar delapidando o patrimônio. Pelo contrário, ele cresce. Cresce da mesa forma que cresce o que esta na minha carteira direta de isentos (debentures e CRI e CRA) 🙂

      Manejo? Sim precisa ter. Exatamente igual a que já faço na carteira direta. Caiu pingado decido o que fazer. Seja pagamento de juros ou amortização o capital segue sempre girando e crescendo. Acho tão simples entender e carregar um bom fundo de papel.

      Entendo tb, aqueles que não enxergam o potencial de pagador de renda neste tipo de fundo. E que apenas olham pra ele no VP ou com desconto. Ai entram e ficam esperando ele darem este salto. Ai vendem com bons lucros e esperam o novo ciclo. Não posso precisar quando, mas vai ocorrer. Essa esticada tende a diminuir como tempo justamente pelas vendas que vão ocorrer daqui a pouco e provavelmente por alguma emissão futura. São ciclos.

      Eu tento ignora-los. Estou no VRTA há tanto tempo que GARANTO que meu patrimônio nele cresceu. E cresceu bem 🙂 E vou seguir enquanto achar que seguira neste belo caminho. Pode disparar 50% sobre o VP….não me interessa! Claro que se estiver querendo grana a vista ou tiver algo melhor….posso decidir fazer a troca. Mais não tem nada melhor. Não atualmente 😉

      OBS: Tem momentos que mesmo em mercado de alta, algumas janelas abrem…..HGCR foi uma com a última emissão. VGIR com sua carteira atrelada ao CDI esta chamando a atenção pela descorrelação com as demais. Ficando atento….da pra ainda pegar coisa boa 🙂

      Não é indicação de nada!!!

      Valeu!!!

      Curtido por 1 pessoa

  4. Boa Noite Amigos,

    venho aqui para saber da opinião de vocês em um assunto… Ajudar a montar a carteira de investimento da minha namorada.
    Sei que aqui não é a intenção de indicação de papel, mas algumas formas de abordar o assunto com ela.
    Hoje o Patrimônio dela é 50%, apesar de termos a mesma idade. porém invisto em renda variável a mais de 8 anos, ela só em renda fixa.
    O perfil dela é conservador o meu é arrojado.
    Namoramos por quase 9 anos, tivemos um termino de 6 meses, nos enrolamos por quase 2 anos e voltamos oficialmente a menos de 6 meses, provavelmente dará casório, hehehehe…
    Falo isso pq sei da dificuldade dela de pensar em renda variável e de querer estudar sobre investimentos, ou seja, até hj renda fixa de grande banco, começou a pouco tempo no tesouro direto, um pouco mais de 6 meses em fundo de ações.

    Minha dúvida é como devo incentivar o investimento em RV dela, indicar o ativo para compra ou dar p ela ler sobre um grupo de ativos, ver qual ela se interessa e ir montando p ela assim.

    Curtir

    • Colega, minha primeira pergunta que eu faço para quem quer investir em renda variavél é: “Está disposto a ver as oscilações do seu dinheiro? Entende que RV … VARIA… e que num dia você pode ter 1k e no dia posterior R$ 800,00?

      Se a resposta for SIM, eu entendo aí sim, incentivar a pessoa a estudar o ativo, seja análise gráfica ou fundamentalista (aí vai da preferência de cada um), entender as oscilações do mercado como oportunidades, enfim…estudar estudar e estudar mais um pouco.

      Como você já disse o perfil dela é conservador, não acredito que esse perfil se “encaixa” para RV, o principal antes de tudo como já disse é a pessoa entender os riscos, alguns querem só ganhar não suportam ver oscilações, aí é melhor ficar na RF…sem estress.

      Curtido por 1 pessoa

  5. Depois de conhecer a opinião de meus colegas (CARTEIRAS DO BLOG de hoje) fico na dúvida se devo me desfazer de VRTA, depois dessa subida a jato:

    “Apesar dos recentes problemas em seu portfólio (default de alguns CRIs), o adquiri com desconto adequado sobre o VP
    “O racional foi aumentar a exposição em papéis para turbinar a renda
    “Considero o melhor fundo de papeis e acredito que numa carteira de FII completa precisa ter um ativo que fuja das oscilações envolvidas com os tijolos.
    “Bom fundo de recebíveis gerido pelo banco Fator
    “Necessário para hedge.

    Vale a pena gastar um dinheirinho (que considero INVESTIMENTO) para conhecer as carteiras e montar sua prõpria carteira.

    Curtido por 1 pessoa

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s