Carteiras Comentadas

Não fazemos recomendações de Compra/Venda de Ativos, cabendo a cada um decidir o que é mais adequado ao seu perfil. FIIs tem Risco e NÃO são Renda Fixa.

1- é recomendável a todo investidor, ler pelo menos os 2 últimos relatórios e informes gerenciais que podem ser encontrados na bovespa.

2- interessante também olhar a performance histórica do fundo, de preferencia dos 12 últimos meses, para ter uma noção da renda paga já que há fundos que tem a renda distorcida por conta de apgamentos anuais e semestrais. Lembrando que rentabilidade passada nao é garantia de rentabilidade futura

3- ler os comentários recentes e ficha dos fundos que deseja ter em carteira e postar as dúvidas de cada fundo que aos poucos nós vamos respondendo

Incentive o Blog, assine os produtos e serviços!

Mini_FitaProdServ

Compartilhe com o amigos, basta clicar aqui embaixo no Twitter, Facebook ou Google+

Os comentários aqui publicados não constituem recomendação de compra ou venda de ativos; são opiniões divulgadas para incentivar o debate. Não recomendo ou incentivo que sejam tomadas decisões sobre investimentos de qualquer tipo; nosso foco é educacional e não me responsabilizo por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

1.104 comentários sobre “Carteiras Comentadas

  1. VRTA11 16.34% Papéis (CRI, LCI, etc.)
    BCRI11 12.93% Papéis (CRI, LCI, etc.)
    JSRE11 12.24% Papéis (CRI, LCI, etc.)
    BRCR11 10.04% Imóveis Comerciais (Escritórios)
    BBFI11B 9.52% Imóveis Comerciais (Escritórios)
    BPFF11 8.96% Fundo de Fundos
    KNCR11 8.49% Papéis (CRI, LCI, etc.)
    MFII11 7.91% Desenvolvimento Residencial
    BCFF11B 7.41% Fundo de Fundos
    FAED11B 6.16% Universidades

    Minha Carteira atualizada, sei que está um pouco concentrada em papeis, mas acredito ainda em um bom retorno dessa classe de ativos. Minha Intenção é comprar ativos de seguimentos logísticos, bancários e de shoppings…. gostaria da sugestão de vocês da carteira atual e também de novos FII das áreas que não tenho.

    Curtir

  2. PessoALL! Começando agora nas aplicações dos FIIs e gostaria muito da ajuda de vocês, quanto a avaliação dos Titulos que peguei, gostaria de deixar aproximadamente 20% do meu patrimônio neles. Desde já obrigado!

    BBPO11 – 11%
    BCFF1B – 6%
    BRCR11 – 30%
    CTXT11 – 2%
    FIGS11 – 20%
    KNCR11 – 15%
    MFII11 – 4%
    RNGO11 – 4%
    SAAG11 – 5%

    Curtir

  3. Olá pessoal, sou novo no mundo dos FIIs e tenho aprendido bastante aqui no blog. Tenho estudado há algum tempo e meu objetivo é simples: Ter fundos que são bem diversificados e que eu possa comprar de olhos fechados para o longo prazo. Não me importo muito com ser fundo de ganho de capital ou fundo de renda, me importo que eu corra o mínimo possível de riscos relacionados a investimentos de longo prazo. Não me importo com preço de compra, sou iniciante, não tenho bagagem/experiência nem tempo para saber o momento certo de entrar (e preço não é um critério que eu uso para sair). Prefiro FIIs que sejam líquidos em termos de número de negociações por dia e presença em quase todos os pregões do ano. Gostaria da ajuda de vocês para descobrir se minha carteira se encaixa nos meus objetivos e se vocês possuem sugestões de FIIs que possam ser melhores dado o que eu expliquei acima:

    Minha carteira de FIIs é equivalente a 15% do meu patrimônio total. Eu só invisto em FIIs de tijolo. São eles:
    15% BRCR11
    15% HGRE11
    15% KNRI11
    15% HGBS11
    10% HGLG11
    10% FFCI11
    5% FIIP11B
    5% PQDP11
    5% AGCX11
    5% BBPO11

    Um abraço a todos e valeu pela ajuda

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Cristian, é uma bela carteira para começar, e creio que estes FIIs atendem bem a todos os seus critérios, com exceção de “comprar de olhos fechados”, pois não existe nenhum investimento no mundo que você possa comprar de olhos fechados, ou comprar e depois não acompanhar mais. Dito isto, repito ser uma bela carteira, mas estude mais para acrescentar mais ativos ao longo do tempo.

      Curtir

  4. Boa noite, sou muito novo nesse tipo de investimento(fundos imobiliários), porém eu dei uma estudada e assistir alguns videos e li principalmente esse blog(muito bom) e com isso me arrisquei e fiz meu primeiro investimento no valor de R$ 1.000,00. Nessas estudadas eu aprendi que não seria de bom uso utilizar somente em um fundo e sim variar, pois bem foi o que eu fiz, não tenho interesse em fazer aplicação para me aposentar e sim pensando em recebíveis mensais satisfatórios ao médio prazo.

    Gostaria de compartilha meus primeiros investimento e pedir conselhos e sugestões e dicas( Podem criticar não tem poblema rs)

    BCRI11 -17,5%
    BBRC11 -18,4%
    EDGA11 -16,3%
    FFCI11 -2,6%
    FIIP 11 25,4%
    JSRE11 13,9%
    CTXT11 -6%

    Curtir

  5. boa noite !!!

    Tenho 38 anos, meu perfil é Holder, invisto a uns 3 ou 4 anos em FIIs , recentemente comecei a mudar alguns FIIs da carteira so que me deparei com um aumento abusivo dos valores das cotas , então resolvi esperar um pouco pois tenho alguns fundos que foram comprados por um preço justo… rs … segue abaixo a carteira para ser analisada

    (PAPEL) – 40%
    BCFF11B – 5%
    CPTS11B – 5%
    MXRF11 – 10%
    VRTA11 – 10%
    XPGA11 – 10%

    (ESCRITORIO) – 10%
    BRCR11 – 5 %
    HGRE11 – 5 %

    (BANCOS) – 10%
    SAAG11 – 10%

    (lOGISTICA) – 10%
    HGLG11 – 1%
    FIIP11B – 9%

    (DESENVOLVIMENTO RESIDENCIAL) – 1%
    MFII11 – 1%

    (SHOPING) – 9%
    ABCP11 – 9%

    (VAREJO X COMERCIAL) – 20%
    RBRD11 – 20%

    Curtir

    • Patorreco, sobre sua estratégia de investimentos, não sei se visa mais aumento patrimonial ou obtenção de renda. De qualquer forma, mencionou que na sua opinião, os FIIs estão caros, mas que, como os adquiriu a um preço melhor, prefere mantê-los. Na minha opinião, a análise poderia ser feita olhando-se para frente e não para trás. Ou seja, dentro da sua carteira, será que não existem FIIs que poderiam ser trocados por outros com mais qualidade, mesmo estando todos caros? Poderia segurar as compras e com algumas trocas, melhorar a qualidade da carteira.
      Sobre a carteira:
      1) Acredito que exposição de 40% em papéis seja um pouco alta, ainda mais com as perspectivas de queda de juros e selic. Se por outro lado, suas perspectivas são outras, ai sim faz sentido a exposição.
      2) Alguns Papéis estão com relação P/VP muito alta, como VRTA. Outros tiveram problemas de gestão, como os Xs MXRF e XPGA, vale a pena ler no blog os comentários sobre a “gestora’ e suas estripulias. Sugestão de papéis com P/VP melhor e com boa gestão: KNCR e JSRE.
      3) Nos escritórios, BRCR terá uma queda de renda devido a saída da Petro do Torre Almirante e a gestão desse FII não me agrada, além de custar muito ao cotista. Já HGRE é um bom FII, mas vem encolhendo, vendendo imóveis e queimando caixa nas distribuições, não sei se é uma estratégia boa, por outro lado, os imóveis são de qualidade.
      Se quiser estudar alguns outros FIIs que acho interessantes: FIIB, PQDP, BBRC e CTXT, além dos 2 citados acima. Nenhum deles está barato, mas quem sabe se estiver interessado em alguma troca…
      Bons negócios

      Curtido por 1 pessoa

  6. Sou novo no blog e no mundo dos investimentos. Talvez seja uma besteira a minha pergunta, mas quem quer aprender tem que perguntar. Com minha renda mensal infelizmente só me restam em torno de R$200,00 mensais para investir.
    Tem como investir esses R$200,00 mensais e conseguir montar uma carteira pequena mais eficiente que gere a longo prazo um bom rendimento.
    Obrigado.

    Curtir

  7. Ola comecei a me aventurar pelo mundo de FII buscando diversificar meus investimentos. O blog e a comunidade está me ajudando muito em aprender . Gostaria assim de comentarios desta carteira que comecei a montar

    BBPO11 20%
    HGBS11 20%
    HGLG11 20%
    KNRI11 20%
    SAAG11 20%

    Obrigado

    Curtir

    • Marco;

      Qual o percentual da carteira global que destinou aos FIIs?
      Apesar de poucos fundos, todos carregam grande diversificação de imóveis em seu portfólio, o que mitiga eventuais riscos.
      Dados os fundos escolhidos, abstrai-se de que prioriza resiliência na renda, confere? Excessiva concentração em agências (40% da carteira). Algo contra outros segmentos (papéis, educacional, hospitalar, etc.)?
      Algumas opiniões sobre seus ativos:
      BBPO – Fundo que conta com boa resiliência na renda, contrato longo e inquilino sólido. Observar que parte considerável dos seus imóveis possui idade avançada, o que poderá ser um acréscimo de custos à frente, bem como, se todas as agências terão os seus contratos renovados e em quais valores ao fim daqueles.
      HGBS – Fundo com boa diversificação de empreendimentos e com boa gestão. Observar qual será o fim da novela do CRI do Goiabeiras e, dependendo deste, o quanto impactará na renda.
      HGLG – Fundo com boa diversificação de empreendimentos e com boa gestão. Observar que há grande possibilidade de diminuir a renda pelos próximos meses, o que pode ser uma janela de oportunidade para aumentar posição (ou não).
      KNRI – Fundo com boa diversificação de empreendimentos. Particularmente, não gosto da queima de caixa que vem sido feita para manter o atual patamar de distribuição. Você enfraquece seu crescimento futuro para priorizar o retrato (fictício) presente. Não acho uma medida muito inteligente. Taxa de administração (bem) salgada a se pagar por uma gestão “não tão ativa” assim.
      SAAG – Fundo com boa diversificação de empreendimentos e boa gestão. Não gosto do fato de que ao final do contrato, acaso o Santander não renove com determinadas agências, estas deverão ser vendidas a mercado, pois há a proibição expressa de locação a terceiros no regulamento. A depender do ciclo imobiliário, pode ser evento negativo ao PL do fundo.
      Sds.

      Curtir

      • MPB77 Muito obrigado pela opinião. Sou novo no mercado. Minha ideia é aprender mesmo. Busco algo que traga uma boa rentabilidade no futuro sem grandes sustos agora. Entendi que estes fundos pareciam solidos mas preciso estudar mais no detalhe pois há algumas dicas que colocou que não sabia. Obrigado e até mais

        Curtido por 1 pessoa

  8. Boa noite amigos.

    Estou começando minha carteira bem devagar, com muito estudo.
    Fiz pequenas compras em JSRE , MFII e SHPH.
    Andei paquerando PQDP e FIIB, mas achei os preços muito esticados.
    Leio muito que vocês ponderam sobre os fundos de agências/ lajes corporativas e gostaria de colocar um de cada na minha carteira para diversificação.
    Pergunto a opinião de vocês sobre qual deles pode ser o mais ” tranquilo” no médio/longo prazo. Não almejo rendas extraordinárias que embutem altos riscos. Pretendo ser mais conservador em Fiis, valorizando a renda equilibrada e mais “perene”.
    Sei que são perguntas simples, mas ainda estou em fase de estudos e tentando me acostumar com os termos e parâmetros a serem consultados.
    Os fundos acima escolhidos, após algum estudo, decidi baseado em tudo que li por aqui.
    Meu receio é estarmos em um “topo” e realmente me dar mal.
    Qualquer opinião será bem-vinda pra complementar meu raciocínio.
    Agradeço desde já.
    Abraço.

    Curtir

    • “Meu receio é estarmos em um “topo” e realmente me dar mal.”

      Você não se dá mal por comprar no topo, você se dá mal por comprar errado. Topo é preço, quem compra preço compra errado. Preço não importa.

      Estude, procure os melhores imóveis, procure os melhores gestores, monte um carteira diversificada, compre um pouco todo mês sem pressa…

      SHPH, PQDP e FIIB são boas escolhas. Parabéns. Quero ver mês que vem no avisa você comprando mais um pouquinho.

      Curtido por 4 pessoas

      • Por comprar no topo nunca vai ser no topo porque entendemos que compras são constantes… então, se cair melhor que voce consegue melhorar seu preço, se subir, tu ganha na valorização e vai aumentando suas cotas..

        Curtido por 1 pessoa

      • Boas escolhas Flash…e sobre preço, concordo 100% com o Mino.

        Sobre SHPH, por exemplo, está um pouco esticado em relação ao VP…mas até onde o VP é válido num imóvel único, que não pode ser comparado a nenhum outro?

        Curtido por 1 pessoa

      • Obrigado a todos pelas respostas.
        Em relação a elas algumas dúvidas que persistem ou surgiram:

        – existe sentido em ter KNCR, já possuindo JSRE ( não seria melhor aumentar um pouco neste?)
        – FIIB. SHPH.PQDP. – preços bem esticados este ano ( comprei SHPH a 810 faz duas semanas!!). Ainda compensa o tal “valor”?
        – Agências: com tudo que tenho lido, tenho receio de entrar neste segmento. Há algum menos crítico?
        – BBRC, CTXT, um de lages e um escritório. Poderiam dar uma opinião para estudo?
        Minha carteira ainda está muito desproporcional, estou entrando devagar. Apenas 3 fiis.

        Meu perfil em fiis é renda. Só não queria entrar em algum que por motivo específico ( não macro) tomasse um tombo colossal logo depois em renda ou cota.
        Agradeço desde já!

        Curtir

    • VP não serve quase para nada , povo precifica pelo fluxo de caixa seria quase mesma coisa que acontece nas ações .

      O VP só tem serventia em caso de venda do ativo ou liquidação da empresa, em tese serve para avaliar se o ativo esta sendo negociado muito acima do valor de mercado.

      Mas se tu não pretende vender como boa parte do mercado, este indicador terá pouco serventia , fluxo de caixa futuro é mais importante que VP.

      Agora se o fundo for liquidado e a oferta for muito abaixo do que você pagou no secundário vai levar prejuizo.

      Exemplo se tu compra um imóvel com vp de 2 vezes seu valor de mercado e o fundo é vendido por 1,50 valor de mercado.

      Perdeu ai pelo menos 25% do valor ! e assim por diante.

      Curtido por 1 pessoa

  9. Olá Gostaria de receber o comentário de vocês sobre minha carteira FII. Acabei ficando sem monitorar a carteira e estudar por um periodo o que me fez não sair de PRSV11 e XTED11 que considero os maiores “problemas” da minha carteira:
    FII Atual Objetivo
    PQDP11 0.00% 5.26%
    KNRI11 0.00% 5.26%
    XTED11 3.39% 5.26% (não pretendo comprar mais por enquanto)
    PRSV11 3.87% 5.26% ( não pretendo comprar mais por enquanto)
    TBOF11 4.58% 5.26%
    BBPO11 4.61% 5.26%
    HGLG11 4.72% 5.26%
    EDGA11B 4.85% 5.26%
    HGRE11 5.17% 5.26%
    SHPH11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
    AGCX11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
    BBRC11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
    ABCP11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
    ONEF11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
    XPCM11 5.31% 5.26%
    FEXC11B 5.44% 5.26%
    AEFI11 5.60% 5.26%
    FFCI11 5.95% 5.26%
    JSRE11 6.01% 5.26%
    MAXR11B 6.69% 5.26%
    RNGO11 7.65% 5.26%
    XPGA11 8.20% 5.26%
    BRCR11 8.32% 5.26%
    RBRD11 9.64% 5.26%

    Curtir

    • FII Atual Objetivo
      PQDP11 0.00% 5.26%
      KNRI11 0.00% 5.26%
      XTED11 3.39% 5.26% (não pretendo comprar mais por enquanto)
      PRSV11 3.87% 5.26% ( não pretendo comprar mais por enquanto)
      TBOF11 4.58% 5.26%
      BBPO11 4.61% 5.26%
      HGLG11 4.72% 5.26%
      EDGA11B 4.85% 5.26%
      HGRE11 5.17% 5.26%
      SHPH11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
      AGCX11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
      BBRC11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
      ABCP11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
      ONEF11 0.00% 0.00% (estudando entrada)
      XPCM11 5.31% 5.26%
      FEXC11B 5.44% 5.26%
      AEFI11 5.60% 5.26%
      FFCI11 5.95% 5.26%
      JSRE11 6.01% 5.26%
      MAXR11B 6.69% 5.26%
      RNGO11 7.65% 5.26%
      XPGA11 8.20% 5.26%
      BRCR11 8.32% 5.26%
      RBRD11 9.64% 5.26%

      Curtir

      • Edgar;

        Desculpe a demora, ontem e hoje de manhã estive na correria.
        Bom, diante da distribuição adotada por você na carteira global posso afirmar que optou por pulverizar e não diversificar.
        Por que digo isso? Cada fundo corresponderia a 0,625% do total da carteira, se resolver manter/abrir as 24 posições ali expostas.
        A não ser que possua milhões investidos (o que não precisa confirmar) diria que não vejo sentido nessa distribuição, pois cada ativo fica excessivamente diluído no desempenho total da carteira.
        Dos que já possui, achei excessiva a concentração no segmento de lajes corporativas (47,34%), isto sem computar o KNRI que possui parte do portfólio em logística. Entendo que esteja muito exposto ao aumento de vacância e diminuição de rendimentos pelos quais tal segmento hoje passa. O restante dividido em outros segmentos/setores.
        Algo contra o setor hospitalar?
        Mais tarde dou meus pitacos sobre os seus fundos.
        Sds.

        Curtir

  10. Olá Gostaria de receber o comentário de vcs sobre minha carteira FII:

    VRTA11 18.43% Papéis (CRI, LCI, etc.)
    MXRF11 11.41% Misto
    BRCR11 11.32% Imóveis Comerciais (Escritórios)
    BPFF11 10.10% Fundo de Fundos
    KNCR11 9.58% Papéis (CRI, LCI, etc.)
    MFII11 8.92% Desenvolvimento Residencial
    FEXC11B 8.53% Papéis (CRI, LCI, etc.)
    BCFF11B 8.35% Fundo de Fundos
    FAED11B 6.95% Universidades
    SPTW11 6.42% Imóveis Comerciais (Escritórios)

    Estou formando ela pretendo colocar mais alguns fundo de fundos, Imóveis Comerciais (Agências de Bancos) e Imóveis Industriais/Logísticos, que não tenho ainda nessa versão da carteira.

    Curtir

    • Reinaldo tb sou novo no ramo mas vou palpitar. Prefiro Brci do que Vrta( mesmo gestor, mas o Bcri tem caixa para novos aportes). Fundos de fundos acho o Fixx11 ( mesmo gestor do Vrta/Bcri)melhor que o Bpff e o Bcff. O Bcff é show de horror. Gosto do Jsre do Leandro que postou abaixo. Sptw tb não gosto ( imovel é ruim). Falta um shopping e um hospital. Abs

      Curtir

      • Obrigado Sempre é bom ter novas opiniões e perspectivas, esses fundos que você me falou estão na minha lista de interesse. Muito obrigado por comentar a carteira desse aprendiz, estou começando a entender melhor o que olhar e o que vislumbrar para o futuro a longo prazo e curto prazo. Valew!!! Aguardo novos cementários por favor…

        Curtir

  11. Pessoal, eu iniciei a minha vida nos FII´s esse mês, com as seguintes cotas:
    FFCI11 – 15,24%
    JSRE11 – 44,14%
    KNCR11 – 40,62%
    Estou estudando bastante através de livros, blogs, grupos e youtube (análises). O mais importante é iniciar, para tudo na vida, seja o primeiro beijo, a primeira palestra ou apresentação e até nos investimentos, os primeiros passos são os mais importantes portanto que sejam efetuados com objetivo e foco.
    Abraços

    Curtir

    • Leandro;

      Seja bem vindo!
      Não existe percurso sem um início e é bom saber que anda procurando iluminá-lo com estudo e conhecimento.
      Sobre a carteira, alguns pitacos:

      FFCI (vou replicar o que postei abaixo) – Confesso não simpatizar muito com este fundo, pois possui participação minoritária em todos os empreendimentos que o compõem, característica essa que possibilita o canibalismo em cenários de baixa demanda, como o atual. Não obstante, conta com boa gestão.
      JSRE – Conta com boa gestão, apesar de cobrar uma taxa bem salgada. Observar que os indexadores dos títulos creditícios que carrega estão em queda, o que se refletirá em seus rendimentos. Como em todo fundo de papel, quanto maior o desconto sobre o VP, melhor a margem de segurança. Conta com exposição no mercado de lajes corporativas carioca (imóvel).
      KNCR – Talvez seja o fundo de papel que tenha o portfólio mais equilibrado do mercado. Assim como o JSRE, observar que os rendimentos tendem a arrefecer frente aos indexadores em queda. Conta com boa gestão e o toque sobre VM/VP também serve aqui.

      Por fim, não custa salientar que seria de bom tom procurar diversificar um pouco mais a carteira, proporcionalmente à parcela que você destina aos FIIs dentro da carteira global (quanto maior o percentual, maior a quantidade de fundos e vice-versa). É só observar com atenção a sutil (e importante) diferença entre diversificação e pulverização.
      Sds.

      Curtir

    • Boa Noite possoal,

      Estou montando tbm minha primeira carteira de FII, apos alguns estudos e análises. Encontrei um corretora com custos aceitaveis para PF e estudo a compra desses ativo FII.

      O Blog esta me ajudando muito.

      BRCR11 – 30% – Corp.

      FFCI11-20% – Corp.

      TRXL11 – 20% – Log.

      FIGS11-30% – Shop.

      Curtir

  12. Pessoal,
    Depois de ter me decepcionado muito com o SPTW11, ano passado resolvi estudar (aqui no blog principalmente) vários fundos e alterar minhas posições. Atualmente está da seguinte forma:
    PQDP11 – 26%
    MFII11 – 18%
    RBRD11 – 15%
    HGLG11 -12%
    FFCI11 – 9%
    SHPH11 – 8%
    SDIL11 – 6%
    BCRI11 -6%

    Obs. Gostaria de ter mais BCRI11, mas subscrição veio muito baixa, era para eu ter por volta de 23% dele. Agora acho que está muito alto, com cenário de inflação e juros caindo.

    Meu objetivo é conseguir uma independência financeira a longo prazo, tenho por volta de 35% alocado em FIIs (cheguei a ter 60% e pretendo aumentar minhas posições em FIIs), 40% em ações e o restante no tesouro direto prefixado acima de 15%. Estou disposto a assumir riscos (bem analisados), pois ainda não tenho família ou outro ser para cuidar.
    Entendo que os mais arriscados desses seriam o FFCI11 e o MFII11 (por ser de desenvolvimento).
    O que vocês acham da composição?

    Desde já agradeço a ajuda!!!

    Curtir

    • No primeiro momento tenho aumentado minhas posições em PQDP11, MFII11 e RBRD11 e estou analisando para inserir o BPFF11 na carteira, o que vocês acham?
      Outro ponto, a diversificação está boa? Ou eu deveria inserir outros tipo de FIIs? Sugestões para eu estudar?

      Obrigado

      Curtir

      • Por partes, como diria Jack the Ripper…

        Achei a concentração em shoppings um pouco excessiva, apesar de reconhecer que carrega os dois melhores fundos deste segmento, na minha opinião. Por isso, penso ser desnecessário comentar sobre estes, logo abaixo.
        Gostaria de entender os motivos que o fizeram optar apenas por FFCI no segmento de lajes corporativas. Preço de cota foi um deles? Não há outros melhores, no seu entendimento?
        Achei um número total de fundos (08) adequado para o percentual que destina aos FIIs na carteira global.
        Algumas ponderações sobre ativos em carteira:
        RBRD – fundo misto (corporativo/logístico/varejo) cuja parcela maior de renda depende de Lojas Leader. Sabe que ele se encontra numa situação financeira complicada, certo? Não é um fundo que me interessaria, sinceramente.
        MFII – Fundo de desenvolvimento imobiliário que atualmente se encontra com emissão em aberto. Dada a atual conjuntura do mercado de incorporação, sugere-se bom gerenciamento de risco e manejo no percentual de carrego dentro da carteira. Conta com bom histórico, apesar de relativamente curto período de existência.
        HGLG – Salvo engano, pode sofrer com queda nos rendimentos durante os próximos meses. Observar se isso não pode ser uma janela de oportunidade (ou não). Portfólio de imóveis de boa excelência e com bom histórico de gestão.
        SDIL – Nos moldes do “rebeldão” (RBRD), alta dependência de um inquilino (BRFS), o que pode ser um problema ou uma virtude, a depender do quadro macroeconômico. Observar se não há outras opções na região que possam atender a demanda deste inquilino.
        BCRI – Conta com boa gestão e portfólio de CRIs. Não obstante, os indexadores dos títulos que o compõem estão em queda, o que se refletirá em seus rendimentos. Observar o valor de mercado em comparação ao VP se faz necessário.
        FFCI – Confesso não simpatizar muito com este fundo, pois possui participação minoritária em todos os empreendimentos que o compõem, característica essa que possibilita o canibalismo em cenários de baixa demanda, como o atual. Não obstante, conta com boa gestão.
        Sobre o fundo em estudo:
        BPFF – prefiro que leia os comentários na ficha dele, falam melhor por mim: https://tetzner.wordpress.com/2016/09/21/lc-brasil-plural-absoluto-fundo-de-fundos-fii/comment-page-1/#comments
        Por fim, algo contra outros fundos de papel e/ou dos segmentos hospitalar/educacional?
        Sds.

        Curtido por 2 pessoas

      • mbp77 muito obrigado pela a resposta tão detalhada.
        Eu gostaria de adquirir mais fundos de papel, mas acredito que eles estão muito inflacionados, como você citou o VP em relação VM está assombroso e me preocupando. Como também acredito numa queda de renda desses papeis esse ano (seguido pelo VM), estava aguardando para fazer um aporte mais ao fim do ano, ou então, via subscrição como fiz com o BCRII (mesmo assim, com um pé atrás).
        Eu escolhi esse FFCI mais como uma aposta mesmo, não pretendo fazer mais aportes nele. Acho que fiquei com trauma por causa do SPTW11 rs, mas estou monitorando o KNRI11 de laje, mas o baixo rendimento dele me afastou um pouco, tem sugestão de alguns nomes que eu poderia estudar?

        RBDR e SDIL comprei porque entendi que estavam com um bom desconto. RBDR à 62 e o SDIL a 71,00. Mas talvez tenha chegado a hora de vender e aplicar em outro lugar.

        Vou buscar informações sobre Fundos de Hospitais e Educacionais, porque não tenho nenhum que eu conheça, alguma sugestão de por onde começar?

        Eu estou na XP, então não fico sabendo de algumas ofertas publicas, tem algum lugar onde eu consiga acompanhar isso melhor? Atualmente, fico sabendo apenas lendo os fóruns aqui do site, quando venho acompanhar os papeis que eu tenho.

        Novamente, muito obrigado.

        Curtido por 1 pessoa

      • confuso;

        Não curto muito indicar este ou aquele fundo para estudo, pois posso direcionar a sua escolha.
        Interprete as colocações abaixo apenas como opiniões, nada mais do que isso.
        Prosseguindo, no segmento de lajes corporativas, eu monitoraria dois “grandões”: HGRE e BRCR. Penso que poderão surgir janelas de entrada em ambos no decorrer do ano. Falo apenas do preço, ok? Não simpatizo muito com a “gestão ativa” de ambos.
        O KNRI não me agrada, seja pelo preço X rendimento, seja pela queima de caixa (constante). Nem vou citar a “taxinha” de administração.
        No de hospitais, só há duas opções com o mesmo inquilino e gestora: HCRI e NSLU. Observar que em ambos há ações revisionais correndo no Judiciário e o resultado dessas pode mudar o patamar de rendimentos (na maior parte das vezes, para baixo).
        No de educacionais, são três: AEFI, FAED e FCFL. Sugiro estudá-los com calma, ok?
        Sobre as ofertas públicas de novos FIIs, andam meio raras, e a página da “Bobesta” é uma porcaria.
        Sugiro acompanhar por aqui mesmo.
        Sds.

        Curtido por 1 pessoa

      • Entendido.
        Realmente muito obrigado por todas essas informações.

        Eu já disse, mas não custa repetir, admiro muito o que vocês fazem aqui, a quantidade de informações e auxilio que vocês nos oferecem é algo sem preço.

        Comecei a investir em FIIs em 2013, sem saber o que era, li o prospecto do SPTW11 que o consultor da minha antiga corretora mandou e achei uma ótima oportunidade, descobri depois de alguns meses, que minhas cotas estavam na Bovespa (valendo 90/80 reais e não mais os 100). kkkkkkk

        Não preciso falar que a minha primeira impressão dos FIIs foi a pior possível neh? Desvalorização do capital inicial chegou a 50%!!!!!! Mas fiquei incomodado e comecei a procurar informações sobre esse fundo e acabei achando esse blog, que ajudou a mudar minha vida (sem exagero). No começo, mesmo com tudo que vocês colocavam a respeito desse fundo (falta de transparência, mono inquilino, renegociações de aluguel próximo, etc..), eu continuei batendo cabeça com o SPTW11 por mais um ano, mas pelo menos comecei a diversificar, comprando outros fundos. Resumo da opera com o SPTW11 em pouco mais de 3 anos (com aportes regulares) saí com um ganho mínimo de capital, por volta de 3% (nem 1%a.a!!!???)
        Mas depois disso, fiquei mais humilde, estudei mais, e há alguns anos vejo minhas posições se valorizando, meu conhecimento crescendo e minha carteira cada vez melhor. Conseguindo resultados que nunca imaginei.

        Eu estive quase desistindo de investir, quase colocando todo meu dinheiro em um CDB e na poupança e aceitando as perdas, achando que eu era “azarado de mais” para investir por conta própria (obs eu comecei a investir na bolsa de valores em 2008 quando ela estava com 70 mil pontos, eu cheguei a ter 40% do capital inicial, ainda bem que não tinha dinheiro quase nenhum na época).

        Mas com essas duas lições consegui virar o barco, e a partir do fim de 2014 as coisas mudaram, e tenho obtido excelentes resultados (tanto com ações, como FIIs, tesouro direto, debentures, CDB), que já superam e muito as minhas perdas anteriores.

        Desculpem o melodrama, mas queria compartilhar com vocês a minha trajetória torta e a gratidão que tenho a vocês, e quem sabe inspirar alguém que esteja começando agora, evitando que eles comentam os erros que eu cometi.

        Curtido por 4 pessoas

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s