GGRC11 – GGR COVEPI Renda FII

O fundo, constituído sob a forma de condomínio fechado, com prazo de duração indeterminado, tem por objeto a realização de investimentos em imóveis comerciais, prioritariamente nos segmentos industrial e logístico, com a finalidade de locação atípica ou venda (built to suit, retrofit ou sale and leaseback), desde que atendam aos critérios e à política de investimento do Fundo.

As Cotas do Fundo são destinadas a Investidores em geral, sejam eles pessoas físicas, pessoas jurídicas,fundos de investimento, ou quaisquer outros veículos de investimento, domiciliados ou com sede, conforme o caso, no Brasil ou no exterior.

De acordo com a política de investimento do fundo este tem como objetivo a celebração de contratos de locação atípicos.

Diferente dos contratos normais de aluguel, que geralmente tem vigência de 1 a 3 anos, o contrato atípico garante a locação por no mínimo 10 anos, o que torna a operação muito mais consistente e segura. Além disso, no contrato atípico pode existir a vacância física (imóvel vazio), mas não há a vacância financeira, uma vez que a multa pela “quebra de contrato” é o valor restante de todo o contrato.

A GGR Investimentos, como gestora, buscará locar os empreendimentos – os imóveis – apenas para empresas de primeira linha, muitas delas listadas em bolsa.

Visando atender as necessidades desse mercado, o fundo realizará operações nas modalidades built to suit ou sale & leaseback, o que significa que os imóveis adquiridos pelo fundo poderão ser construídos para atender as necessidades previamente identificadas pelo locatário ou recomprar um imóvel para locar à própria empresa que o vendeu.

Liderada pela administradora Capital Markets, o fundo, de acordo com seu regulamento, pode captar até o valor total de R$ 750 milhões.

O fundo possui 1.413.807 cotas integralizadas, patrimônio líquido de R$ 141.380.700,00 na data-base de 28/04/2017.

Administrador: CM Capital Markets DTVM
Gestor da Carteira: GGR Gestão de Recursos Ltda.
Escriturador: Itaú Corretora de Valores S.A.

RI: fundos@cmcapitalmarkets.com.br

WPLZ11B – FII Shopping West Plaza

O Fundo é administrado pela BTG pactual, em regime de condomínio fechado e com prazo indeterminado de duração.

Seu objetivo foi a aquisição de 30% do shopping West Plaza, com 270 lojas e 33.500 m² de ABL (Área Bruta Locável).

wplz11b11

O FII West Plaza (WPLZ11B) é classificado como sendo um fundo do tipo Tijolo e enquadra-se na segmentação Shoppings, de acordo com os critérios do nosso Ranking dos FIIs.

O Shopping West Plaza foi inaugurado em 2 de maio de 1991 e, desde então, tornou-se um grande centro de lazer e compras na Zona Oeste da cidade de São Paulo.

O Shopping está localizado na zona Oeste de São Paulo – região da Barra Funda, Pompéia e Perdizes – área renovada que vem se destacando pelo aumento das opções de lazer, cultura, gastronomia e negócios, além de novos lançamentos imobiliários.

Com área construída de 111 mil m², o Shopping dispõe de estrutura diferenciada, composta por três blocos interligados por passarelas de vidro e 39 mil m² de ABL (Área Bruta Locável), que abrigam um mix variado de 213 lojas. Em 2008, o Shopping passou por revitalização que reformou pisos, banheiros e forro de todo o mall, oferecendo mais conforto aos clientes.

WPLZ11B_exterior2

Um dos destaques do empreendimento é a exclusiva e ampla área arborizada ao ar livre chamada “Boulevard West Plaza”. O ambiente foi revitalizado e já ganhou novo piso, mobiliário, iluminação e sinalização.

O paisagismo também foi todo reformulado com projeto e execução assinados pelo arquiteto e paisagista Marcelo Faisal – um dos maiores e mais famosos especialistas da área.

FICHA TECNICA

Inauguração: 02 de Maio de 1991
Localização: Zona Oeste, São Paulo/ SP
ABL Total (Locadas+ Vendida+ Serviços): 38.829 m²
Total de Lojas: 202 lojas
Lojas Âncoras: 10 lojas
Mega Loja: 01 loja
Lojas Satélites: 191 lojas
Salas de Cinemas: 02 salas (sala 1: 175 lugares – sala 2: 170 lugares)
Alimentação: restaurante: 05/ lojas fast-food: 21 / Total de Operações (Incluindo restaurantes, fast food e Quiosques): 40
Lugares na Praça de Alimentação: 860 assentos
Elevadores: 07 (sendo 02 para carga e descarga)
Escadas Rolantes: 33

O Shopping se localiza na Zona Oeste de São Paulo, entre as Avenidas Francisco Matarazzo e Antártica, próximo à Estação Palmeiras Barra Funda (Acessos Metrô / Trem / Ônibus) e ao Parque da Água Branca.

Taxas:
Administração: 0,25%a.a. sobre valor total de ativos do fundo (mínimo R$ 15.000,00 mensais corrigido pelo IGPM).

RI: SH-contato-fundoimobiliario@btgpactual.com

PQDP11 – Parque Dom Pedro Shopping Center

O Fundo é administrado pelo BTG Pactual, em regime de condomínio fechado, com prazo indeterminado de duração.

Seu objetivo foi a aquisição da fração de 15% do Shopping Parque Dom Pedro em Campinas –  SP, visando a exploração comercial do empreendimento com locação.

PQDP11

Trata-se portanto de um FII de Tijolo – Shoppings Centers.

O Shopping tem 185 mil m² de área construída, pertence ao grupo português Sonae e seu projeto foi inspirado em parques temáticos.

Conta com 404 lojas sendo: 31 âncoras, 314 satélites, 59 de alimentação, 15 de cinemas, teatro, área de serviço e lazer; além de 8.000 vagas de garagem.

Taxas:
Administração: 0,23%a.a. sobre patrimônio liquido (mínimo R$ 20.000,00 mensais corrido pelo IGPM).

RI: sh-contato-fundoimobiliario@btgpactual.com

Tutor do FII: Mbp77

EDGA11B – BM Edifício Galeria

Seu objetivo foi a aquisição de 100% do empreendimento denominado Galeria, edifício classe A, no centro do Rio de Janeiro; administrado pela BTG Pactual, em regime de condomínio fechado, com prazo indeterminado de duração.

edga11b211

O Fundo é proprietário de 100% do Edifício Galeria, localizado na Rua da Quitanda, nº 86, Centro, Rio de Janeiro/ RJ.
O empreendimento é composto por 8 pavimentos, somando 22.026 m² e mais um Shopping localizado no térreo e subsolo de 2.808 m²; classificado como sendo um fundo do tipo Tijolo e enquadra-se na segmentação Escritórios.

O Imóvel-Alvo data de 1940 e foi recentemente reformado e modernizado.

edga11b

Taxas:
Administração: 0,20%a.a. sobre valor total dos ativos do fundo (mínimo R$ 30.000,00 mensais corrigido pelo IGPM).
Consultoria imobiliária: 0,20%a.a. sobre valor total dos ativos do fundo.

Unidade Área BOMA (m²): Lojas: 101 610,83  /  102 486,25  /  103 460,94  /  104 63,47  /  105 192,82  /  106 825,16  /  107 169,10
Salas: 201 1.083,00  /   202 962,85  /  203 946,52  /  301 2.992,37  /  401 2.992,37  /  501 3.049,70  /  601 2.598,86  /  701 2.598,86  /   801 2.694,60
901 2.108,37

RI: sh-contato-fundoimobiliario@btgpactual.com

XTED11 – TRX Edifícios Corporativos

O Fundo é administrado pelo BTG Pactual, em regime de condomínio fechado e com prazo indeterminado de duração.

O objetivo do fundo é a aquisição de imóveis corporativos e posterior exploração dos aluguéis.

xted11

O FII TRX Edifícios Corporativos (XTED11) é classificado como sendo um fundo do tipo Tijolo e enquadra-se na segmentação Escritórios, de acordo com os critérios do nosso Ranking dos FIIs.

Os imóveis de Propriedade do Fundo

1) Atlântico Office O edifício Atlântico Office, localizado à avenida Rui Barbosa, 2.390 em Macaé-RJ, foi inaugurado em 2007 em um terreno de 1.600 m2, com área total construída de 12.462,49 m2 , em linha com estudo efetuado pela Gestora, no município de Macaé/RJ.
É composto por uma torre com 12 pavimentos, divididos em quatro andares de garagem com 154 vagas e andar térreo com pé direito duplo no foyer. Possui um centro de negócios e um auditório com capacidade para 50 pessoas, seis pavimentos com cinco salas por andar, um mezanino e cobertura composta por quatro salas com terraço privativo.
O edifício Atlântico Office está localizado em zona comercial da cidade, próximo da rotatória de acesso à sede operacional da Petrobras, o que lhe proporciona um posicionamento adequado no mercado de locação de edifícios corporativos.
O Imóvel não se enquadra no conceito de propriedade especializada, permitindo o uso adequado por atividades convencionais, para o que se destina, atendendo as necessidades de uma grande quantidade de usuários.
O valor de mercado do imóvel, conforme avaliação patrimonial que considera o método de fluxo de caixa descontado, realizada em dezembro de 2015, é R$ 61.959.000,00.

2) GT Plaza Inaugurado em 1991, localizado à rua Eng. Francisco Pitta Brito, 779, Santo Amaro, em São Paulo-SP, próximo à Avenida das Nações Unidas e à estação de Metrô Santo Amaro, o edifício passou por um retrofit completo para adequação de suas características e relocação de mercado, no ano de 2011. O edifício possui 7 andares, dois conjuntos por andar, 1 subsolo e 146 vagas de garagem divididas entre o subsolo e o pátio externo.
O edifício GT Plaza, está localizado no bairro de Santo Amaro, em região de grande concentração de edifícios corporativos e comerciais, com infraestrutura urbana e serviços. A poucos metros da marginal do rio Pinheiros e próximo à estação da CPTM do metrô, o imóvel se integra às principais malhas modais do município.
O recém inaugurado shopping Largo 13, dista poucas quadras do empreendimento, oferecendo serviços essenciais à micro região. Em futuro próximo, o empreendimento Shopping 25 deverá ser inaugurado ao lado do GT Plaza. O valor de mercado do imóvel, conforme avaliação patrimonial que considera o método de fluxo de caixa descontado, realizada em dezembro de 2015, é R$ 30.576.000,00.
Valor Patrimonial Em 31 de março, o valor do patrimônio Líquido do Fundo totalizou R$ 94.237.354,75, resultando numa cota patrimonial de R$ 64,24.

Taxa de Adm. / Custódia / Gestão Consultoria Imobiliária 1,28% a.a sobre o Patrimônio
*Conforme disposto no regulamento e prospecto a taxa sobre gestão será de 0,5% no primeiro ano.

Código Bovespa XTED11
Quantidade de Cotas 1.467.000 Cotas
Número de Cotistass 7.539 cotistas
CNPJ 15.006.267/0001-63

Locatário: Petrobrás  |  Peugeot
Localização: Macaé/RJ  |  São Paulo/SP
Perfil do Imóvel Sede Administrativa  |  Sede Administrativa
Área do Terreno: 1.600 m²  |  4.069 m²
Data de Pagamento 5º útil  |  Dia 5 de cada mês
Índice de Reajuste: IGPM  |  IGPM
Data de Reajuste: Julho  |  Janeiro
Garantia: Não há Fiador  |  Gefco

Vencimento:   2017  |  2021
Receita:    64%   |   36%

Fevereiro/ 2014
O fundo contou, em fevereiro, com o pagamento reajustado do aluguel referente ao imóvel locado para a Peugeot, que está localizado em São Paulo/SP. O valor do aluguel passou de R$ 309.500,88
para R$ 326.862,56.

Agosto / 2013
O fundo contou com o reajuste no contrato do imóvel locado para a Petrobras.
O valor do aluguel passou de R$ 559.635,00 para R$ 594.953,54.

RI: ri@trx.com.br

FMOF11 – Memorial Office

O objetivo do fundo foi a aquisição 24 andares do Edifício Memorial Office (SP) e sua posterior locação; administrado pela COIN, em regime de condomínio fechado, com prazo indeterminado de duração.

FMOF11_fachada

FMOF11

Construído em 1999, o edifício Memorial Office Building possui 30 andares e uma área total de 14.227 m²; classificado como sendo um fundo do tipo Tijolo e enquadra-se na segmentação Escritórios.
Seu estilo inconfundível destaca-se na paisagem do bairro da Barra Funda, na zona Oeste de São Paulo.

Suas instalações são dotadas de uma completa infra estrutura de rede de água, esgoto, energia elétrica, telecomunicações, fibra óptica, elevadores, climatização, serviços de limpeza e conservação, sistemas de segurança eletrônica, detecção de incêndio, automação predial, equipes de suporte e manutenção 24 horas por dia, além de serviços complementares que garantem o perfeito funcionamento do prédio, em qualquer situação.
A perfeita integração entre as equipes de apoio e suporte proporcionam redução de custos, melhoram a eficiência dos serviços e geram mais conforto e segurança para os usuários.

Memorial Office Building
Endereço: Rua Júlio Gonzales, 132
Cidade: São Paulo
Micro-região: Barra Funda
Macrozona: Noroeste

  • Localização privilegiada situado próximo a uma das maiores estações intermodal da América Latina: (Metrô / Trens e Estação de Ônibus Municipais e Interestaduais). Está também próximo às principais rodovias de acesso à Capital de São Paulo, Marginais Pinheiros e Tietê e aos Shoppings West Plaza e Bourbon;
  • Padrão corporativo com fachada imponente e vista privilegiada;
  • Ar condicionado Central, representando uma economia de energia e de custos de manutenção, refletindo diretamente na taxa de condomínio.

FPAB_FMOF_WPLZ_tiplo1

Taxas:

Administração: 5% da receita bruta auferida.
Gestão: incluída na taxa de administração.
Remuneração de terceiros contratados pelo administrador limitada a 0,05%a.a. sobre patrimônio liquido do fundo.

RI: fernandostelles@coinvalores.com.br, rubens@coinvalores.com.br

HGCR11 – CSHG Recebiveis Imobiliarios- FII

Classificado como sendo um fundo do tipo Papel e enquadra-se na segmentação IGPM; foi criado sob regime de condomínio fechado, com prazo Indeterminado de duração e administrado pelo CSH Griffo.
hgcr11
Tem por objetivo investir preponderantemente em Certificados de Recebíveis Imobiliários (“CRIs”), visando superar o Certificado de Depósito Interbancário – CDI bruto.

CRI são títulos lastreados em créditos imobiliários com promessa de pagamentos periódicos conforme fluxo de amortização pré-estabelecido que advém de qualquer operação imobiliária de compra e venda a prazo, financiamento ou locação, envolvendo imóveis residenciais, comerciais ou industriais.
HGCR11_cri
No processo de securitização, a Securitizadora adquire os direitos de crédito imobiliário de uma empresa credora, que possui um fluxo financeiro a receber, e emite o CRI tendo tais direitos como lastro. Com os recursos provenientes dos Investidores na colocação do CRI no mercado, a Securitizadora paga a empresa credora e, durante o prazo de duração do CRI, o fluxo financeiro é pago diretamente pelo gerador do crédito (o Devedor que contraiu um financiamento, comprou a prazo ou alugou um imóvel, por exemplo) à Securitizadora, que utiliza os recursos recebidos para remunerar os Investidores pelo CRI.

O Fundo deve alocar no mínimo 51% de seus recursos em Certificados de Recebíveis Imobiliários que se enquadrem nos requisitos de concentração, alavancagem e risco de crédito previstos no regulamento. Os recursos não alocados em CRIs são investidos em cotas de Fundos Imobiliários e de Renda Fixa, assim como em Letras de Crédito Imobiliário.

Início das atividades: Dezembro de 2009
Administradora: CSHG Corretora de Valores S.A.
Escriturador: Itaú Unibanco S.A.
Taxa de administração: 0,8% ao ano sobre o valor de mercado
Ofertas concluídas: 2 emissões de cotas realizadas

Taxas:
Administração: 0,80%a.a. sobre valor de mercado do fundo.

RI: list.imobiliario@cshg.com.br