HGRU11 – CSHG Renda Urbana – FII

CSHG RENDA URBANA – FII, inscrito no CNPJ sob nº 29.641.226/0001-53 (“Fundo”), vem, informar aos cotistas e
ao mercado em geral, que o Fundo firmou, no dia 9 de maio de 2018, o Termo de Fechamento (“Termo”), por
meio do qual concluiu a aquisição da totalidade das ações da companhia denominada Jardim Oceânico
Investimentos Imobiliários e Participações S.A., inscrita no CNPJ sob nº 09.109.837/0001-48 (“Jardim
Oceânico” ou “SPE”), sociedade de propósito específico, detentora do imóvel localizado no Estado do Rio de
Janeiro, na cidade do Rio de Janeiro, na Avenida Armando Lombardi, nº 940, Barra da Tijuca, objeto da
matrícula nº 372.565 do 9º Ofício de Registro de Imóveis da Comarca do Rio de Janeiro, Estado do Rio de
Janeiro (“Imóvel”).

No momento da assinatura do Termo e efetivo recebimento das ações da Jardim Oceânico, o Fundo efetivou o
pagamento do valor total de R$ 121.317.804,21 (cento e vinte e um milhões, trezentos e dezessete mil,
oitocentos e quatro reais e vinte e um centavos), sendo que o valor de R$ 17.804,21 (dezessete mil
oitocentos e quatro reais e vinte e um centavos) foi creditado ao vendedor como compensação pelo saldo de
caixa existente na SPE, revertido em favor do Fundo, e por outras obrigações da SPE, que serão pagas pelo
Fundo, mas incidem sobre o período em que o vendedor era o único acionista da SPE. Excluídas tais
compensações, o valor da aquisição correspondeu à quantia de R$ 121.300.000,00 (cento e vinte e um
milhões e trezentos mil reais) (“Preço”).

Com a assinatura do Termo e pagamento do Preço, o Fundo quitou o valor total da aquisição, tornando-se o
único titular de todos os direitos sobre a Jardim Oceânico, especialmente a propriedade do Imóvel e os direitos
sobre as receitas do aluguel pago mensalmente pelo locatário, o GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A.,
inscrito no CNPJ sob o nº 04.298.309/0001-60 (“Ibmec”), atual inquilino do Imóvel, no valor mensal
atualizado de R$ 984.323,37 (novecentos e oitenta e quatro mil, trezentos e vinte e três reais e trinta e sete
centavos), que equivale a aproximadamente R$ 0,66/cota (sessenta e seis centavos por cota).
Nos termos da regulamentação vigente (que prevê que o Fundo distribua rendimentos de, no mínimo, 95%
dos lucros apurados em regime de caixa no semestre), o valor dos aluguéis fruto da referida compra integrarão
a base de cálculo da distribuição dos rendimentos do Fundo no respectivo semestre.

Anúncios

IRDM11 – Iridium Recebíveis Imobiliários – FII

IRDM11

Foco Principal : Investimento em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), desde que atendam aos critérios definidos na política de investimento do Fundo.

Outros Ativos Imobiliários: LCI, FII, Letra Imobiliária Garantida, Certificados de Potencial Adicional de Construção (CEPAC), com base na Instrução CVM nº 401, de 29 de dezembro de 2003.

ADMINISTRADOR: BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM

CNPJ: 28.830.325/0001-10

TAXAS
0,17% Taxa de Administração
0,83% Taxa de Gestão

TRIBUTAÇÃO
IR PF: Rendimentos distribuídos aos cotistas são isentos. Haverá tributação de 20% no caso de ganho de capital em negociação.

IR PJ: Haverá incidência de 20% de imposto de renda sobre a distribuição de rendimentos e ganho de capital em negociação.

IR INR: Haverá incidência de 15% de imposto de renda sobre a distribuição de rendimentos.

Isenção sobre rendimento distribuído pelos FII para PF, inclusive em país com tributação favorecida.

RI: sh-contato-fundoimobiliario@btgpactual.com

RBRF11 – RBR Alpha

Objetivo: Auferir rendimentos e ganhos de capital na aquisição de Fundos Imobiliários (“FII”), Certificados de Recebíveis Imobiliários (“CRI”), e outros ativos líquidos ligados ao mercado imobiliário.

Taxa de Gestão:
0,8% a.a. sobre o patrimônio líquido (PL) do Fundo

Taxa de Administração:
0,2% a.a. sobre o patrimônio líquido (PL) do Fundo

Taxa de Performance:
20% sobre o que exceder o Benchmark

Benchmark:
Maior entre: i) IGP-M + 3% a.s.; ou ii) 4.5% a.s.

Ativos

“Alpha”
Principal estratégia do Fundo, com foco em fundos imobiliários que investem diretamente em imóveis prontos, majoritariamente abaixo do custo de reposição, com objetivo de capturar a valorização dos ativos independentemente do nível de dividendos pagos;

“Beta”
Posições táticas, focando em fundos imobiliários com ativos estabilizados e que pagam dividendos constantes. Estes
fundos são mais sensíveis às oscilações de curto prazo do quadro macroeconômico como redução ou aumento da taxa de juros. Em um momento mais otimista do mercado, alocaremos um percentual maior nesta estratégia

CRI High Yield
Geração de retornos acima do benchmark através de investimentos em dívida imobiliária, com garantias e recebíveis
imobiliários. Miramos um retorno esperado maior do que NTNB + 2% com foco na qualidade das garantias imobiliárias. Nesta estratégia entendemos que a diversificação é fundamental para mitigar riscos

Liquidez

Recursos aguardando alocação futura. São momentaneamente investidos em ativos de alta liquidez (Tesouro, Fundos de Renda Fixa, FIIs e/ou CRIs High Grade (Retorno esperado menor do que NTNB + 2% com foco no crédito corporativo)

RI: sh-contato-fundoimobiliario@btgpactual.com

HFOF11 – FII Hedge FoF

O administrador é a HEDGE e os “ativos alvos” são:

I. Cotas de outros Fundos de Investimento Imobiliário (FII) (“Cotas de FII”);
II. Letras de Crédito Imobiliário (LCI);
III. Letras Imobiliárias Garantidas (LIG);
IV. Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI);
V. Letras Hipotecárias (LH);
VI. Certificados de Potencial Adicional de Construção emitidos com base na Instrução da CVM nº 401, de 29 de dezembro de 2003 (CEPAC);
VII. Cotas de Fundos de Investimento em Participações (FIP) que tenham como política de
investimento, exclusivamente, atividades permitidas ao Fundo; e
VIII. Cotas de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) que tenham como política de investimento, exclusivamente, atividades permitidas aos FII e desde que as cotas tenham sido objeto de oferta pública registrada na CVM ou cujo registro tenha sido dispensado nos termos da regulamentação em vigor.

Administração, escrituração, controladoria e custódia: GERAÇÃO FUTURO CORRETORA DE VALORES S.A.

Gestão: HEDGE INVESTMENTS REAL ESTATE GESTÃO DE RECURSOS LTDA.

Taxa de Administração: 0,6% (seis décimos por cento) ao ano

Taxa de Performance: 20% (vinte por cento) sobre o que exceder a variação do Índice de
Fundos de Investimento Imobiliário (IFIX) divulgado pela B3.

Valor Inicial da Cota: R$ 100,00 (cem reais)

XPML11 – Xp Malls – FII

O objetivo do Fundo é a obtenção de renda por meio da exploração imobiliária dos Ativos Imobiliários, bem como o ganho de capital, mediante a compra e venda de Ativos Imobiliários e a aplicação de recursos, preponderantemente em Ativos Imobiliários.

O Fundo tem prazo de duração indeterminado

Administrador:  BTG

Gestão:  XP

Preço de Subscrição: R$ 100,00 (cem reais) por Cota

Taxa de Administração: 0,95% a.a.

Rentabilidade alvo: 7,00% a.a

O Fundo pretende ter um portfólio diversificado e está negociando empreendimentos que possuam as seguintes características:

(i) empreendimentos já em funcionamento;
(ii) localizados em todo o território brasileiro;
(iii) inseridos em cidades com mais de 250 mil habitantes;
(iv) ABL (Área Bruta Locável) superior a 15.000 m2;
(v) que possuam dados demográficos (potencial de consumo, número de habitantes e renda per capita) em suas respectivas áreas de influência
compatíveis com a ABL (Área Bruta Locável) instalada da região;
(vi) cujo administrador seja renomado nacionalmente, e idealmente que seja também sócio do empreendimento.

Caxias Shopping: 51% (administradora Aliansce)
Parque Shopping Belém: 41% (administradora Aliansce)
Shopping Cidade São Paulo: 8% (administradora CCP)

MALL11 – Malls Brasil Plural FII

Objetivo do Fundo: obtenção de renda, a partir da exploração imobiliária dos Ativos, e ganho de capital, através da compra e venda de Ativos.

No dia 15 de dezembro de 2017 concluiu a primeira oferta pública de emissão de cotas, com um volume captado de R$186,1 milhões. Após a captação, o FII realizou a aquisição de participação no Maceió Shopping no dia 18 de dezembro de 2017.

Inaugurado em 1989, o Maceió Shopping é o primeiro shopping da cidade de Maceió e uma referência de entretenimento, lazer e consumo na cidade. Trata-se de um ativo consolidado que está atualmente com uma ocupação próxima de 100%.

Nome do Fundo: FII Malls Brasil Plural
Rendimento líquido estimado 1º ano: 8,4% *estimado

Administrador Geração Futuro Corretora de Valores S.A
Gestor BRPP Gestão de Produtos Estruturados Ltda

Valor inicial da cota R$ 100,00

Prazo Indeterminado
Taxa de administração 0,50% a.a.
Rendimentos Distribuição mensal, até o 10º dia útil do mês

ALZR11 – Alianza Trust Renda Imobiliaria – FII

O Fundo foi constituído sob a forma de condomínio fechado, com prazo de duração indeterminado, tem por objeto o investimento direto ou indireto em Ativos Alvo, que consistem em empreendimentos imobiliários não residenciais (exceto hospitais e plantas industriais pesadas), que atendam os Critérios de Elegibilidade dos Ativos-Alvo, com a finalidade de locação por meio de contratos ditos atípicos (“Built to Suit” e “Sale&LeaseBack”) que atendam às Condições Mínimas de Locação e que atendam as demais políticas de investimento do Fundo.

Os Ativos-Alvo devem estar localizados no território brasileiro

“Empreendimento Air Liquide”: O empreendimento imobiliário construído no imóvel situado em São Paulo, Estado de São Paulo, objeto das matrículas nº 12.517, nº 12.518, nº 12.520 e nº 12.521 do 6º Oficial de Registro de Imóveis de São Paulo, alugado à Air Liquide, nos termos do Contrato Atípico de Locação do Empreendimento Air Liquide.

“Empreendimento Atento Del Castilho”: O empreendimento imobiliário construído no imóvel situado no Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, objeto da matrícula nº 100996, do 1º Serviço Registral de Imóveis do Rio de Janeiro,
alugado à Atento, nos termos do Contrato Atípico de Locação do Empreendimento Atento Del Castilho.

“Empreendimento Atento Zona Leste”: O empreendimento imobiliário construído no imóvel situado em São Paulo, Estado de São Paulo, objeto da matrícula nº 294.080, do 9º Oficial de Registro de Imóveis de São Paulo, alugado à Atento, nos termos do Contrato Atípico de Locação do Empreendimento Atento Zona Leste.

Os contratos celebrados nos termos do Art. 54-A da Lei nº 8.245/91, ou que possuam cláusulas contratuais que impeçam a ação revisional do valor da locação e que resultem na impossibilidade de rescisão imotivada pelo locatário, sem que seja realizado o pagamento de indenização em valor equivalente a, no mínimo, o valor presente do fluxo de alugueis devidos até o final do período locatício.

Data Limite para Aceitação de Reserva: 12 de dezembro de 2017.

Meta de rentabilidade que atenda, na data de aquisição do Ativo-Alvo, ao critério estabelecido na fórmula descrita a seguir (“Cap Rate”):

𝐶𝑎𝑝 𝑅𝑎𝑡𝑒 = 𝑉𝑎𝑙𝑜𝑟 𝑑𝑜 𝐴𝑙𝑢𝑔𝑢𝑒𝑙 𝐴𝑛𝑢𝑎𝑙 / 𝑃𝑟𝑒ç𝑜 𝑑𝑒 𝐴𝑞𝑢𝑖𝑠𝑖çã𝑜 𝑑𝑜 𝐼𝑚ó𝑣𝑒𝑙 ≥ 𝑁𝑇𝑁 − 𝐵 + 3,0% (𝑡𝑟ê𝑠 𝑝𝑜𝑟 𝑐𝑒𝑛𝑡𝑜)

“Investimento Mínimo por Investidor”: R$ 2.000,00 (dois mil reais), equivalente a 20 (vinte) Cotas, a ser observado por todos os Investidores.

“Remuneração da Administradora”: A remuneração equivalente a 0,20% a.a.

“Remuneração do Gestor”: A remuneração equivalente a 0,70% a.a.

“Remuneração do Escriturador”: com valor variável aproximado de até 0,10% a.a.

“Valor da Cota da Primeira Emissão”: R$ 100,00 (cem reais).

“Volume Mínimo da Oferta”: A Oferta terá o valor mínimo de R$ 98.500.000,00

“Volume Total da Oferta”: A Oferta terá o valor máximo de R$ 160.000.000,00

CNPJ/MF sob nº 28.737.771/0001-85

“Gestor”: É a ALIANZA GESTÃO DE RECURSOS LTDA