Fórum Fundos Imobiliários

tetzner_blog-fundo_imobiliario

A Maior, mais Bem Informada e Ativa comunidade 100% FII

ABCP  AEFI  AGCX  ALMI  ATSA  BBFI  BBPO  BBRC  BBVJ  BCIA  BCFF  BCRI  BMLC  BNFS  BPFF  BRCR  CBOP  CEOC  CNES  CPTS  CTXT  CXCE  CXRI  CXTL  DOMC  DRIT  EDFO  EDGA  EURO  FAED  FAMB  FCFL  FEXC  FFCI  FIGS  FIIB  FIIP  FIXX  FLMA  FLRP  FMOF  FPAB  FVBI  FVPQ  GRLV  HCRI  HGBS  HGCR  HGJH  HGLG  HGRE  JRDM  JSRE1  KNCR  KNIP  KNRE  KNRI  MAXR  MBRF  MFII  MXRF  NSLU  ONEF  PLRI  PQDP  PRSV  RBBV  RBDS  RBGS  RBPD  RBRD  RBVO  RDES  RNDP  RNGO  SAAG  SDIL  SHPH  SPTW  TBOF  TFOF  THRA  TRNT  TRXL  VLOL  VRTA  WPLZ  XPCM  XTED

Juntos somos mais Fortes! Incentive o blog, assine os produtos e serviços:

Mini_FitaProdServ

Login   Registro   FII   Ações   Fundos   Diversão   Comentar   Loja   Ajuda   Comentários   RSS

Anúncios

5.551 comentários sobre “Fórum Fundos Imobiliários

  1. Agências: Bradesco lança plano de demissão voluntária

    SÃO PAULO – O Bradesco informou nesta quinta-feira (13), por meio de comunicado ao mercado, a abertura de um plano especial de demissão voluntária.

    No mês passado, o Valor mostrou que o Bradesco fechou 192 agências no primeiro trimestre deste ano e o vice-presidente responsável pela rede de atendimento, Josué Pancini, disse que a tendência era esse movimento continuar.

    O banco tinha 5.122 agências ao fim de março, incluindo as oriundas da aquisição do HSBC, nas quais só vai começar a mexer na segunda metade do ano.

    Curtido por 1 pessoa

  2. A nova sede da Vale

    A Vale está de presidente novo, Fabio Schvartsman, e, agora, de sede nova também: a maior mineradora brasileira vai ocupar 15 andares do prédio da FGV na Praia de Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro.

    É o mesmo local onde a Andrade Gutierrez ocupava oito andares até o advento da Lava-Jato.

    Curtido por 3 pessoas

  3. Hoje 12/07 , teve uma audiência pública para debater a possibilidade de privatização da Ceasa Minas. Vale lembrar que a empresa pertence ao G. F , que mantem a mesma no ( Plano Nacional De Desestatização ). Não fui mas , novas audiências deverão ocorrer. Vale lembrar que o G. F , quer privatizar / vender mas , existe a possibilidade de transformar em (FFI )!
    Rede Ceasa Minas é composta de :
    A) uma rede de Ceasa espalhada pelo Estado
    B) um centro de Compras em Contagem MG com ( Shopping, lojas atacadistas , lojas diversas e bancos )
    C ) um centro de armazenamento e distribuição de grãos ( Cond. Logístico)

    Curtido por 5 pessoas

      • Marcos , é um shopping um pouquinho diferente: kkkk
        Lojas de insumos agrícolas , loja de veterinária , lojas equipamentos agrícolas , loja de sementes, loja de equipamentos de segurança. Enfim
        Um monte de coisas voltado para o campo. Kkkk
        Abraço Marcos.

        Curtido por 1 pessoa

      • Leonardo Lima,

        Entendi e agradeco pela informação. Mas acho que a minha pergunta continua válida: Por que o governo, ou melhor, o Estado está administrando um centro de compras?
        O papel do Estado e seu “agente”, o governo, é outro.

        Abraço

        Curtido por 2 pessoas

    • Isso em cada estado, é um belo ativo para privatizar.

      E realmente seria um belo ativo pra FII. Toda região metropolitana precisa, uma operação privada iria melhorar muito o negócio para os inquilinos inclusive, e seria uma fonte a menos de sacanagem estatal.

      Curtido por 2 pessoas


  4. Local onde será erguido o shpping

    Projeto de construção de shopping no Centro do Rio trava
    Supervia enviou a papelada à Procuradoria-geral do estado há cerca de 90 dias

    O comando da Supervia, concessionária de trens do Rio, não quem nem ouvir falar nos responsáveis pela Procuradoria-geral da estado.

    A empresa enviou ao braço jurídico de Luiz Fernando Pezão um contrato de concessão para a construção de um shopping sobre a estação Central, no Centro da cidade, há aproximadamente três meses, mas ainda não obteve o “ok” para iniciar as obras.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Mercado imobiliário dá sinais de aquecimento e vendas crescem 105% em maio, diz Secovi
    Pavini

    O mercado imobiliário de São Paulo dá sinais de reaquecimento.

    De acordo com a Pesquisa do Mercado Imobiliário do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), em maio foram vendidas 2.170 unidades residenciais novas, resultado 79% superior ao total de vendas de abril (1.212 unidades) e 104,9% acima do resultado de maio de 2016 (1.059 unidades).

    O Valor Global de Vendas (VGV) de maio foi de R$ 1.067,4 milhão, volume 49,5% superior ao de abril (R$ 713,8 milhões comercializados) e 56,7% acima do VGV de maio de 2016 (R$ 681,4 milhões) – valores atualizados pelo INCC-DI (Índice Nacional de Custo da Construção) de maio de 2017.

    Curtido por 2 pessoas

    • Lançamentos crescem 97,3%

      Dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio) mostram que na cidade de São Paulo foram lançadas 2.300 unidades residenciais em maio, volume 139,8% superior ao registrado em abril (959 unidades) e 97,3% acima do resultado do quinto mês do ano passado (1.166 unidades).

      No acumulado de janeiro a maio de 2017, foram lançadas 5.045 unidades residenciais na capital paulista, alta de 34,4% em relação ao mesmo período de 2016 (3.755 unidades); e foram comercializadas 6.035 unidades, representando aumento de 18,4% em relação ao mesmo período de 2016, quando as vendas totalizaram 5.097 unidades.

      Curtido por 1 pessoa

      • Em maio, a oferta na Capital foi de 21.960 unidades para venda, entre imóveis na planta, em construção e prontos (estoque), lançados nos últimos 36 meses (junho de 2014 a maio de 2017).

        Houve redução de 2,5% em relação a abril (22.528 unidades) e de 11,4% em comparação a maio do ano passado (24.799 unidades).

        O indicador VSO (Vendas sobre Oferta), que apura a porcentagem de vendas em relação ao total de unidades ofertadas, foi de 9% em maio, apresentando alta em relação ao mês de abril deste ano e maio de 2016, quando foram registrados, respectivamente, 5,1% e 4,1% de VSO.

        Curtir

    • Abaixo da média, mas bons

      Apesar de não superarem a média histórica, os resultados de maio do mercado de imóveis novos da cidade de São Paulo foram bons comparativamente aos meses anteriores.

      No entanto, essa oxigenação no mercado, com mais lançamentos e vendas, não indica que o desempenho se repita em junho, avalia o Secovi.

      Oferta de imóveis mais caros

      “Os imóveis com melhores desempenhos de venda são os de tíquetes mais baixos, comprovando que a demanda para esta faixa de preço continua alta e respondendo positivamente à oferta.

      Infelizmente, há muita dificuldade para viabilizar no município empreendimentos com preços abaixo de R$ 240 mil, enquadrados no programa Minha Casa, Minha Vida, devido aos valores dos terrenos e insumos”, avalia Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP.

      O movimento nos plantões de venda demonstra crescimento não só em número de visitantes, mas de clientes com real interesse na aquisição, ainda que em patamares inferiores aos índices históricos.

      Curtido por 1 pessoa

    • Preços congelados há três anos

      “Para os corretores, isto significa que os ativos imobiliários ‘congelados’ há quase três anos representam excelentes oportunidades para quem não pode mais adiar a compra para morar e por aqueles que, prevendo a continuidade da queda da taxa de juros, decidem investir em imóveis, que, neste momento, têm maior potencial de valorização”, avalia Flávio Prando, vice-presidente de Intermediação Imobiliária e Marketing da entidade.

      Para Emilio Kallas, vice-presidente de Incorporação e Terrenos Urbanos, se a demanda permanecer reprimida, haverá agravamento no déficit habitacional da cidade de São Paulo.

      Curtido por 1 pessoa

      • “O lançamento de novas unidades, além de atender parte da necessidade de moradias, gera empregos e aumenta a arrecadação de impostos. Mas há gargalos que ainda precisam ser resolvidos, como os distratos e a calibragem das legislações urbanísticas da Capital.”

        “Os dados da pesquisa sinalizam a volta da confiança dos empresários frente aos indicadores positivos da economia, bem como maior segurança dos compradores para efetivar negócios.

        No entanto, ainda estamos longe de atingir a capacidade de produção e comercialização de imóveis em volume que represente plena retomada do setor e que seja suficiente para atender à crescente demanda por moradia”, observa o presidente do Secovi-SP, Flavio Amary.

        Curtido por 1 pessoa

    • Venda de imóveis em SP sobe 79% em maio

      O forte aumento no número de imóveis novos vendidos em São Paulo em maio surpreendeu o mercado, que agora teme um novo refugo nos negócios, com o ambiente de incertezas criado após a divulgação da conversa entre o presidente Michel Temer e Joesley Batista, sócio da JBS, no dia 17 daquele mês.

      Curtir

  6. RC – Relatórios Comentados – Julho/17 – Ed 44

    Relatórios Comentados - Mini

    Carta ao Leitor

    Muita informação sobre os Fundos Imobiliários reunida num só lugar 😀

    Seguimos acompanhando e reportando as novidades imobiliárias e levando até você o melhor conteúdo, mais atualizado e no momento em que a informação acontece!

    Estamos de olho para você ficar tranquilo e seguir seus estudos sempre muito bem informado.

    Blog Tetzner

    Junte-se à essa Família 🙂

    Não é Assinante? Peça já a sua Edição, clique aqui!

    mini_Tetzner Tetzner

    Nesta Edição:

    • Carta ao Leitor…2
    • Aviso…7
    • Operações do Mês…8
    • COPOM…9
    • Relatórios Comentados…10
      • ABCP11 – Gran Plaza Shopping FII…11
      • AEFI11 – AESAPAR FII…19
      • AGCX11 – Agências Caixa FII…27
      • ALMI11 – Torre Almirante FII…44
      • BBFI11B – BB Progressivo FII…48
      • BBPO11 – BB Progressivo II FII…52
      • BBRC11 – BB Renda Corporativa FII…62
      • BBVJ11 – BB VJ Cidade Jardim FII…71
      • BCFF11B – BTG Pactual Fundos de Fundos FII…79
      • BCRI11 – Banestes Recebíveis FII…86
      • BMLC11B – BM Brascan Lajes Corporativas FII…89
      • BNFS11 – Banrisul Novas Fronteiras – FII…93
      • BPFF11 – FII Brasil Plural Absoluto…98
      • BRCR11 – BTG Pactual Corporate Office Fund FII…100
      • CBOP11 – Castello Branco Office Park FII…112
      • CEOC11 – CEO Cyrela Commercial Properties FII…115
      • CNES11 – CENESP FII…118
      • CXRI11 – Caixa Rio Bravo FII de FII…123
      • DRIT11B – Multigestão Renda Comercial FII…129
      • EDFO11 – Ed Ouro Invest…133
      • EDGA11 – Edifício Galeria FII…136
      • EURO11 – FII Europar…143
      • FAED11B – Anhanguera Educacional FII…152
      • FAMB11B – Edifício Almirante Barroso FII…158
      • FCFL11B – Campus Faria Lima FII…163
      • FEXC11 – BTG Pactual Fundo de CRI FII…166
      • FFCI11 – Rio Bravo Renda Corporativa FII…173
      • FIGS11 – General Shopping Ativo e Renda FII…180
      • FIIB11 – Industrial do Brasil FII…185
      • FIIP11 – RB Capital Renda I FII…192
      • FLMA11 – FII Continental Square Faria Lima…201
      • FLRP11B – Floripa Shopping FII…205
      • FMOF11 – FII Memorial Office…213
      • FPAB11 – Projeto Água Branca FII…216
      • FVBI11 – VBI FL 4440 FII…220
      • GRLV11 – CSHG GR Louveira FII…225
      • HCRI11 – FII Hospital da Criança…229
      • HGBS11 – CSHG Brasil Shopping FII…231
      • HGCR11 – CSHG Recebíveis FII…241
      • HGJH11 – CSHG JHSF Prime Offices FII…248
      • HGLG11 – CSHG Logística FII…253
      • HGRE11 – CSHG Real Estate FII…260
      • HCRI11 – FII Hospital da Criança…270
      • HTMX11B – FII HOTEL MaxInvest…272
      • JRDM11 – Shopping Jardim Sul FII…278
      • JSRE11 – Safra Real Estate FII…285
      • KNCR11 – FII KINEA RI…289
      • KNIP11 – Kinea Índice de Preços FII…292
      • KNRI11 – Kinea Renda Imobiliária FII…294
      • MAXR11B – Max Retail FII…306
      • MBRF11 – Mercantil do Brasil FII…315
      • MFII11 – II MERITO I (MFII)…320
      • MXRF11 – Maxi Renda FII…339
      • NSLU11 – Hospital N.S. Lourdes FII…349
      • ONEF11 – FII THE ONE…354
      • PQDP11 – Parque Dom Pedro Shopping Center FII…358
      • PRSV11 – Presidente Vargas FII…366
      • RBGS11 – RB Capital General Shopping Sulacap FII…371
      • RBPD11 – RB Capital Prime Realty II FII…376
      • RBRD11 – RB Capital Renda II FII…377
      • RDES11 – FII Renda de Escritórios…379
      • RBVO11 – Rio Bravo Crédito Imobiliário II FII…383
      • RNGO11 – Rio Negro FII…387
      • SAAG11 – Santander Agências FII…391
      • SDIL11 – SDI Logística Rio FII…398
      • SHPH11 – FII Shopping Páteo Higienópolis…404
      • SPTW11 – SP DOWNTOWN FII…408
      • TBOF11 – TB Office FII…412
      • TFOF11 – FII TOP Fund of Funds…419
      • THRA11 – Cyrela Thera – FII…421
      • TRNT11B – Torre Norte FII…427
      • TRXL11 – TRX Realty Logística FII…438
      • VLOL11 – Vila Olímpia Corporate FII…447
      • VRTA11 – Fator Verita FII…452
      • WPLZ11B – Shopping West Plaza FII…455
      • XPCM11 – XP Corporate Macaé FII…461
      • XTED11 – TRX Edifícios Corporativos FII…472
    • Resumo dos FIIs…482
    • Nota…484
    • Apêndice…485

    Ícone Assine

    Curtido por 2 pessoas

  7. Estava analisando a tributação em fundos.

    Nos EUA a renda fixa paga 1% mais ou menos e os fios em média 3%.ou seja uma renda 3x maior. Isso contribuiu muito para desenvolver o mercado. Aqui no Brasil a renda fixa paga o mesmo que os fiis em média. Porém existe o risco de vacância etc. Essa conversa que fiis repõe a inflação não tem dado certo. O nosso grande incentivo é a isenção fiscal. Se tirarem isso, o que sobraria para formentar o mercado?

    Curtido por 2 pessoas

      • Mono inquilino tem esse risco… pra onde vai a cota quando ele sair? Consegue repor rápido ou vender pelo valor patrimonial? A avaliação patrimonial é realista? Cota de fii não virá pó como ações, mas pode cair bastante e levar embora os rendimentos de anos e anos.

        Curtido por 5 pessoas

      • Comparar FAMB com XTED é sacanagem.

        Pela localização seria um ALMI mas com predio velho. 🙂
        Mas o predio é maior, com garagem, teatro, etc. Numa localização excelente, no centro do centro do Rio de Janeiro.

        FAMB = ABL de 56.331 m²
        ALMI = 40% da ABL de 41.408,93 m². O resto é BRCR.

        Valor do m2:
        FAMB 10.204,18
        ALMI 12.274,82

        Curtido por 1 pessoa

    • Posso está enganado, mas sem a isenção esse mercado tenderia a desaparecer. Querendo ou não, a maioria investe pela renda. Com uma tributação de 15%, o preço das cotas teria que cair proporcionalmente para manter a renda. Só que até que ponto o custo de substituição do imóvel permite uma queda desse tamanho? Quão restrito seria a aquisição de novos imóveis de forma a manter um rendimento aceitável? E quem compraria fundos de papeis, pagando taxa de administração, sem isenção?

      Curtido por 1 pessoa

      • Fundos de papel e incorporação (palavras do próprio gestor) ficariam praticamente inviáveis, os de tijolo haveria redução na cota, mas muito cotista não iria se de desfazer de suas posições. Dá uma olhada no giro de alguns fundos, não chega a 5%, a maioria dos cotistas (ou pelo menos os grandes) não fica comprando e vendendo ao sabor das notícias. Alguém acha que o povo lá do shph vai sair entregando suas cotas quando sair a tributação? A maioria vai manter posição.

        Curtir

  8. A casa caiu no BTG e no Banco do Brasil

    O desmoronamento do mercado imobiliário não poupa ninguém, do mais modesto senhorio a algumas das maiores instituições financeiras do país.

    Que o digam o BTG Pactual e o Banco do Brasil, também inquilinos da crise, como mostram as informações abaixo:

    – fundo imobiliário listado em bolsa do país, o BC Fund, do BTG, acaba de sofrer duas baixas em sua carteira.

    Uma delas, doméstica, inclusive.

    Curtido por 1 pessoa

    • O Banco Pan, associação do BTG com a Caixa Econômica, encerrou antecipadamente o contrato de locação de um andar inteiro do Edifício BFC, torre de escritórios triple A encravada na Avenida Paulista.

      Não foi o pior.

      A BV Financeira devolveu quatro dos cinco andares que ocupava no prédio.

      No início do ano, o BC Fund já havia sofrido um baque com a decisão da Petrobras de entregar toda a Torre do Almirante, no Centro do Rio.

      Por essas e outras, a vacância financeira do portfólio do fundo quase duplicou nos últimos 12 meses, saltando de 15% para 28,8% do portfólio.

      Curtido por 5 pessoas

    • O BB FII Progressivo, fundo imobiliário lastreado em contratos assinados com o Banco do Brasil, caminha para o seu epílogo.

      O banco decidiu não renovar a locação dos dois imóveis que compõem a carteira:

      o prédio do Centro Administrativo do BB no bairro do Andaraí, no Rio de Janeiro, e o Edifício Sede I, em Brasília.

      Nesse segundo caso, o BB FII negocia a venda de parte do imóvel para a norte-americana Tishman Speyer.

      Procurado pelo RR, o BB passou a bola para a Caixa Econômica, gestora do fundo, que também não se pronunciou

      Fonte RR

      Curtido por 3 pessoas

      • Esse eu tenho na carteira justamente pela oportunidade da vacância. Tenho com um ótimo preço médio.

        Esse imóvel do DF tem que ser melhor trabalhado. Pois o do RJ vamos comer capim um tempo até ter um retorno.

        Curtir

      • Tudo certo, tudo dentro dos conformes, tudo esperado já, pelo menos por mim, quem se der o trabalho de se lembrar, vai encontrar na memória quando eu dizia tudo isso q está começando a acontecer agora, já previsto a 2 anos atras, e já vou avisando q se estende de assim p pior por mas 2 anos Ainda no mínimo, nada ver com pessimismo, apenas faz parte do ciclo e das crises, mas o mundo não vai acabar e futuramente as coisas se ajeitam.
        Apenas u detalhe q fico indignado é com os valores altos q o pessoal continuam a pagar mesmo as coisas indo tão mal, o certo seria estar com preços melhores p compra diante das vacâncias e inadimplência q só faz aumentar.
        Lanço até uma ideia para pessoal aqui, para fazer um stop nas compras com o pingado q se aproxima, me ouçam e vamos ficar uma dez dias sem comprar nada, e vcs vão ver q estamos se autoflagelando quando disputamos uns com os outros as poucas cotas disponíveis a venda no mercado de fii, se conseguíssemos concretizar esse movimento, pagaríamos um preço mais justo e de quebra pagaríamos menos taxa para A/G, eu topo, Quem topa?

        Curtido por 3 pessoas

      • A cotação só não cai por causa de você que aceita pagar o que pedem. Antes de lançar OC, dá uma olhada no book, lança pelo menos 5% abaixo da ponta vendedora. O Zé olha preço até na hora de comprar um Kg de feijão, mas pra investir uns trocados que sobram vai pagando o que pedem, vai entender.

        Curtido por 4 pessoas

  9. Recomendação de um dos analistas de meu círculo de corretoras investidoras:

    Para o mês de julho, mantivemos a recomendação nos Fundos Imobiliários (FIIs): Kinea Rendimentos Imobiliários / KNCR11 (Ativos Financeiros), Agências Caixa / AGCX11 (Agências Bancárias), BTG Corporate Office Fund / BRCR11 (Escritórios – Diversificado), SP Downtown / SPTW11 (Escritórios – Monoativo) e SDI Logística Rio / SDIL11 (Logística).

    PS Usem com moderação. Embora a recomendação acima seja de profissional legalmente autorizado, cada carteira de FII deve ser montada de acordo com o perfil e os propósitos do investidor.

    Cito aqui por considerar que estamos numa sala de debates onde cada um deve partilhar as informações que recebe para que todos nos beneficiemos .;…

    Curtido por 7 pessoas

  10. As vezes fico pensando. . . Pq as pessoas compram FII?
    Se quando as cotas caem sem motivo algum se desesperam ?
    Se quando tem inadimplência se desesperam?
    Se quando o imóvel fica vago se desesperam ?
    Se quando o imóvel fica vago, o inquilino inadimplente, a cota cai, batem no administrador, que sempre fez o mesmo trabalho (ruim ou bom, não importa) ? Imovel ocupado com administrador ruim é bom, e imovel desocupado com administrador bom é ruim ? Ou é o contrario ? Ou é tudo isso ?
    Quando um imóvel fica vazio, ele ficou pior por causa disso ? Ele era bom, e do nada virou uma porcaria ?
    Afinal pq entraram em um FII ?
    Vejo dúvidas nos fóruns que não consigo compreender pq algumas pessoas compram FII.
    E continuam repetindo o que a manada faz no mercado de ações, comprando nos topos e vendendo nos fundos.
    Acho que a maioria das pessoas deveriam ficas nos seus CDIs, CDBs e Poupanças.
    Fica o desabafo, para refletir, pensar, xingar, etc.

    Curtido por 8 pessoas

      • Acho que você deveria pensar mais em si e esquecer os outros. Não existe um caminho nos investimentos, as pessoas são diferentes e portanto pensam diferente. Graças a isso é que temos a volatilidade do mercado.

        Curtido por 2 pessoas

      • Não estou preocupado com os outros. Mas depois de mais de dez anos de Bovespa (pena que não comecei mais cedo), vejo as pessoas eternamente repetindo o ciclo . . . Por um lado é bom, por outro não.

        Como você disse, a manada está aí para fazer o mercado se movimentar.

        Mas por outro lado, enquanto o povo não aprender a economizar, ver a bolsa de valores como aplicação em vez de cassino, e a base de Buy and Holders da Bovespa não crescer, a nossa bolsa também não vai crescer. É ridiculo a quantidade de empresas que existem na Bovespa.

        Imagina se para abrir uma empresa de capital aberto fosse barato ? Se as startups tivessem facil acesso ?

        Curtir

    • Não há uma resposta para sua pergunta. Cada caso para mim é diferente. Se eu tiver um FII em Macaé (XTED) ou sei lá na Barra (CEOC) e esse ficar vago, sei que vai ser muito difícil alugá-lo novamente. O custo de oportunidade de ficar sem renda, somado a depreciação de um ativo que não dá retorno e só despesas me assustaria. Também vale se eu tiver um FII de papel, num cenário de deflação e juros baixos que se mostre longo e firme. Vou perder na renda e no principal, então eu vendo. Na soma, vai ser uma alternativa pior que poupança, como você mesmo mencionou.
      Por outro lado, se tivesse um FII de imóvel na Paulista, na Faria Lima ou em algum ponto estratégico (logístico), e esse perdesse um de seus vários inquilinos, não me desesperaria nem um pouquinho.
      Na época que esteve em pauta a retirada do benefício fiscal, foi um desespero generalizado, e eu sempre me mantive firme, inclusive nas minhas postagens sempre expunha minha opinião de que o cenário estava mais para não acontecer nada (não dava para ter certeza, mas era o que me parecia). Muitos venderam, mas eu comprei mais um pouquinho. Por outro lado, se fosse aprovada a alteração, meu prejuízo seria muito grande.
      Para exemplificar, coloquei os prós e contras da reoneração, para o governo:
      Contras- Sufocaria o setor de construção, geraria um ônus político, haveria perda de arrecadação em outras formas (cotas caindo de valor não gerariam lucro na venda e portanto menos IR nas operações), risco de judicialização (por não respeitar princípios de tributação) e por fim o suposto ganho em arrecadação seria mínimo.
      Prós – aumento de arrecadação somente em cabeças deformadas como a do Berzoini ou uso político eleitoral, atraindo outras cabeças deformadas devotas dessas ideologias esquerdistas tributadoras.
      Pode mudar o cenário e o risco voltar, pode. Pode acontecer uma nova correria sem motivos reais, também pode. Cabe a cada um reagir de forma racional e não emocional a tudo isso.

      Curtido por 5 pessoas

      • Era uma pergunta retórica . . . Só para fazer o posso pensar um pouco. . . .

        Eu só generalizei, mas eu também compro, vendo, etc. Mas não é pq um imóvel fica vazio, que entro em panico. Faz parte do ciclo. E quando compro um FII sei disso. E é claro que cada caso é um caso. XTED já foi muito bom. mas hoje não há perspectiva nenhuma para ele. Nesse caso ai, só venda mesmo . . . Risos.

        Curtido por 2 pessoas

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s