Fórum Fundos Imobiliários

tetzner_blog-fundo_imobiliario

A Maior, mais Bem Informada e Ativa comunidade 100% FII

ABCP  AEFI  AGCX  ALMI  ATSA  BBFI  BBPO  BBRC  BBVJ  BCIA  BCFF  BCRI  BMLC  BNFS  BPFF  BRCR  CBOP  CEOC  CNES  CPTS  CTXT  CXCE  CXRI  CXTL  DOMC  DRIT  EDFO  EDGA  EURO  FAED  FAMB  FCFL  FEXC  FFCI  FIGS  FIIB  FIIP  FIXX  FLMA  FLRP  FMOF  FPAB  FVBI  FVPQ  GRLV  HCRI  HGBS  HGCR  HGJH  HGLG  HGRE  JRDM  JSRE  KNCR  KNIP  KNRE  KNRI  MAXR  MBRF  MFII  MXRF  NSLU  ONEF  PLRI  PQDP  PRSV  RBBV  RBDS  RBGS  RBPD  RBRD  RBVO  RDES  RNDP  RNGO  SAAG  SDIL  SHPH  SPTW  TBOF  TFOF  THRA  TRNT  TRXL  VISC  VLOL  VRTA  WPLZ  XPCM  XTED

Juntos somos mais Fortes! Incentive o blog, assine os produtos e serviços:

Mini_FitaProdServ

Login   Registro   FII   Ações   Fundos   Diversão   Comentar   Loja   Ajuda   Comentários   RSS

Anúncios

6.119 comentários sobre “Fórum Fundos Imobiliários

      • Não tenho orçamento, é tudo embolado, nunca consegui organizar, uma pena teria sido ótimo se tivesse conseguido, mas todo mês surgem tanto receitas como despesas diversas, muitas inesperadas

        Curtido por 3 pessoas

      • dizem que os pequenos gastos são o que minam o orçamento, mas particularmente foco nos grandes mesmo… como a compra de carros e imóveis para uso familiar em padrões excessivamente altos, que resultam em pagamento de elevados valores de juros, condomínio, iptu, ipva, manutenção, seguro… o mesmo vale para sítios, chácaras, casa na praia etc

        mas tem um certo modismo também, tem gente que se priva de tudo o ano todo e faz uma viagem pro exterior no final do ano que estoura o orçamento e depois diz “não consumo coisas, consumo experiências”. eu não vejo sentido, mas enfim..

        Curtido por 2 pessoas

    • Eu acho que só informar a taxa média não resolve muito. Há momentos na vida onde você tem mais condições de poupar e outros menos.

      Há quem diga também que se você pode comprometer 25% da receita com um financiamento imobiliário, por que não comprometer esses mesmos 25% com poupança?

      Curtido por 4 pessoas

    • Para quem é assalariado , o ideal é conseguir guardar 12% todo o mês, assim vai formando uma “poupança”. No 13 salário e férias, pode guardar uma porção extra. Quem tem outros rendimentos, pode reinvestir uma parte para o “bolo” aumentar.

      Curtido por 2 pessoas

      • Desde os 16 anos de idade utilizo orçamento para controlar e planejar despesas e rendas. Partindo do zero até o patrimônio atual, passando pelas primeiras ações, dólares, primeira casa, casamento, 2 filhos. O objetivo sempre foi 20%, mas a “gestão ativa” das sobras sempre aumentaram esse número.

        Curtido por 4 pessoas

    • Falando em aposentadoria onde a maior parte deve vir de rendimentos de FIIs, alguém já estudou a proteção de uma carteira de FIIs com derivativos? Aplico em FIIs desde 2013 e já vi minha carteira com -20% e agora está em +6%.
      Na certeza de que ocorrerão outros eventos no futuro que podem provocar baixa nas cotações de FIIs e, já tendo visto alguns comentários sobre a relação inversa entre o IFIX e a taxa de juros, acham que seria possível usar call de opções sobre juros futuros como seguro? Alguém já projetou um operacional viável?

      Curtido por 1 pessoa

      • Kamal eu acho que a carteira não é aceita como lastro, então tudo o que fizer com derivativos vai ter de ser com patrimônio extra

        agora para quem tem carteira de Ações, FIIs, TDs e aí quiser calcular algum tipo de Beta e então montar uma operação de proteção, talvez tenha um trabalhinho árduo

        Curtir

      • Maior problema para aposentadoria com fiis q vejo no momento está mais relacionada à renda do q a posição da carteira, pode acontecer de alguém ter uma carteira com +30 ou +40%, e ela estar rendendo menos q uma carteira quando tinha -10%, a renda vem caindo muito, e não por que a cota subiu, independente da cota ter valorizado ou não, a receita vem caindo na maioria dos fiis, salvo um fii com contrato atípico com correção obrigatório tipo Bbpo, alguns fiis mesmo q as cotas estivesse paralisadas a preços de 3 anos atras já estaria ruim por não ter nem se quer corrigido a inflação, tipo Hgre, knri11, Brcr etc etc etc….falo da renda, unicamente e exclusivamente da renda,

        Curtido por 2 pessoas

      • Boa tarde kamal !
        Acredito que no longo prazo quase todos os bons Fiis corrigem seus preços… Expectativas futuras movem o preço mas o valor de cada um é o que importa. Uma boa estrategia e olhar essas discrepancias que observar o que está valendo a compra. Estou no momento comprando vacancias e fundos que tenham uma visão de gestão ativa.
        Fazer compra de opções a meu ver é um plus para sua carteira e não uma perpetuidade para sua renda.
        Abraços

        Curtido por 1 pessoa

      • Ter uma carteira de Fiis que rende nos valores atuais de 0,75% isento de imposto de renda é no meu ponto de vista excelente ! Qual imovel de um valor de R$ 400.000 renderia R$ 3000 ?
        Grande abraço

        Curtido por 1 pessoa

      • Fala Interceptor ! Tudo bem contigo ?
        O propio Brcr e o Hgre estão com desvalorização em suas cotas patrimoniais que no longo prazo irão se ajustar com a melhora de nossa economia. A Vacancia e o consumo(em shoppings) são variaveis que são ciclicas. Tenho observado boas oportunidades apesar de ter um PM bem abaixo do atual. Como meu perfil é de longuissimo prazo ainda estou comprando mesmo com a renda caindo.
        Grande Abraço

        Curtido por 2 pessoas

      • Não mesmo professor ! Eu acredito que o rumo é unico. Nossa economia está em frangalhos… Duvidas em todos os sentidos (politico,economico,fatores internacionais). É na crise que os melhores negocios estão sendo feitos. Não temos alavancagem em fiis como em açoes e estamos lastreados em imoveis. Assisti algumas palestras sobre o tema que me deixou muito confortavél para novos aportes. Vejo que daqui a uns 3,5 anos vou colher frutos dessa crise economica. Como não faria melhor se tivesse administrando um fundo com diversos Shoppings e imoveis fico nas maos dos gestores. Faz parte do jogo. Todos nós sabemos.
        Grande abraço

        Curtido por 5 pessoas

      • A economia melhorar é uma coisa, o fundo ser capaz de aproveitar essa melhora é outra. Eu não vejo nenhum dos dois fazendo negócios na crise… um vendeu e amortizou e o outro vendeu mas não deu destino. Ambos perderam os gestores e o mercado não gostou.

        Curtido por 1 pessoa

      • Amigo luizinvest, concordo com o amigo, a longo prazo é bem provável q as coisas se ajeitem, mas o q o Tetz disse também tem grande relevância, vai depender muito dos comandantes dos navios, o próprio Brcr para continuar competitivo, terá q se livrar dos seus prédios pré-históricos, antes q sejam tombados ou desabem por si só, perderam a chance ao meu ver de usar aquele dinheiro que devolveram, e também de ter vendido esses imóveis velhos quando tinham bons inquilinos e economia bombava, teriam um valor expressivo hoje e juntando ao rendimentos fabulosos dos juros nos últimos anos, agora com essa crise que vamos atravessar, compraria o resto do eldorado, q é o único edifício Platinum da América latina, também compraria o Tbof, e por fim o resto do torre almirante q no rio vai sair barato, e a sim ao longo prazo aliado a um bom comandante teríamos um fii gigante como foi no passado o Brcr, grande abraço amigo.

        Curtido por 2 pessoas

      • Poderia ser montado um Derivativo interessante fazendo operações com o DI futuro mais longo.
        Hoje em Dia o mais longo com volume de negócios é o DI1F25. Acho que serviria bem como uma proteção da carteira.

        Curtido por 2 pessoas

  1. FII CARE11
    Alguém tem mais informações sobre este fii?

    I – INFORMAÇÕES GERAIS

    a. Links Oficiais
    Prospecto Preliminar

    b. O Valor Mínimo para a adesão é de R$ 1.550,00.
    c. O Valor Máximo para a adesão é de R$ 999.999.999,00.

    CRONOGRAMA DA OFERTA

    Data Prevista (*) Descrição
    02/05/2017 Início do Período de Reserva
    19/06/2017 Encerramento do Período de Reserva
    20/06/2017 Divulgação do Anúncio de Início e Disponibilização do Prospecto Definitivo
    21/06/2017 Data de Liquidação – Pedidos de Reserva
    22/06/2017 1º Período de Distribuição de Cotas no Mercado – 22/06/2017 até a 10/07/2017
    13/07/2017 Data de Liquidação – Investidores de Mercado
    14/07/2017 2º Período de Distribuição de Cotas no Mercado – 14/07/2017 a 03/08/2017
    08/08/2017 Data de Liquidação – Investidores de Mercado
    09/08/2017 3º Período de Distribuição de Cotas no Mercado – 09/08/2017 a 29/08/2017
    01/09/2017 Data de Liquidação – Investidores de Mercado
    04/09/2017 4º Período de Distribuição de Cotas no Mercado – 04/09/2017 a 25/09/2017
    28/09/2017 Data de Liquidação – Investidores de Mercado
    29/09/2017 5º Período de Distribuição de Cotas no Mercado – 29/09/2017 a 19/10/2017
    24/10/2017 Data de Liquidação – Investidores de Mercado
    25/10/2017 6º Período de Distribuição de Cotas no Mercado – 25/10/2017 a 14/11/2017
    (*) Todas as datas previstas acima são meramente indicativas e estão sujeitas a alterações, suspensões, antecipações ou prorrogações a critério dos Coordenadores e da Companhia.

    Curtir

  2. A “Morte” dos shoppings americanos chega no Brasil?

    Eu tinha lido na imprensa estrangeira, agora tava na Exame: O Credit Suisse diz que de 20 a 25% dos Shopping dos EUA fecham nos próximos anos. Será que isso chega por aqui ou ainda temos chão?

    Curtido por 4 pessoas

      • Eduardo;

        Respeito seu ponto de vista, mas achar que 20 ou 25% dos shoppings aqui vão fechar (seguindo exemplo de estudo do mercado norte americano), por conta da concorrência das compras on line, creio ser demasiado pessimista.
        Lá não a rede física atendia quase 100% da demanda, por isso o baque foi (e será) muito grande.
        O nosso quadro aqui é bem diferente do deles neste aspecto.
        Não se esqueça da “pequena” letargia nos processos de entrega e nossa “maravilhosa” infraestrutura de transporte (viário, ferroviário e aeroviário) que aqui afetam diretamente o sistema de compras on line.
        No Brasil ainda há espaço para o crescimento de ambos por um bom tempo ainda.
        Minha opinião, tão somente.
        Sds.

        Curtido por 4 pessoas

      • Ficaria melhor se usarmos o PIB
        EUA = 54 trilhões
        Brasil = 6 trilhões
        Fator EUA = 11,4
        Fator Brasil = 2,4
        Tem-se nos EUA cerca de 5,5 mais shoppings que no Brasil. E olha que o PIB americano está inflado com o QE. Portanto, acredito em uma taxa de 8 vezes.

        Curtido por 2 pessoas

      • Londrina PR tem um que nem chegou a abrir
        Mas também o cara construiu um shopping vagabundo ao lado do Catuay Shopping o mais antigo e importante da cidade…

        Tá lá até hoje depois de 20 anos construído só as moscas…

        Curtido por 2 pessoas

      • Se um shopping de médio porte necessita de 100 mil consumidores pra viabilidade da operação, o que é um público bem baixo, EUA precisaria ter a população de 3 chinas.
        No Brasil a média estaria em 400 mil consumidores/shopping. claro que não estou colocando na conta a renda per capita nem a localização, mas fato que somente um shopping mal administrado, mal localizado ou em um regiao com superoferta de empreendimentos fecharia. Por isso, entendo que a concorrência online ainda está longe de ser o principal risco do shopping, pelo menos por aqui…

        Curtido por 3 pessoas

    • Acho que já há uma pequena crise em shoppings de cidades “pequenas” por aqui. Em Votuporanga-SP, o shopping que estava em construção está abandonado há mais de 1 ano. Em Sumaré-SP, tem um terreno com placa de promessa de shopping há uns 3 anos, o local está abandonado. Shoppings que não estão consolidados estão sofrendo bastante com a crise. Polo Shopping em Indaiatuba, vacância enorme.
      Mas bons shoppings, já consolidados em grandes centros, estes continuam firmes e fortes.

      Curtido por 3 pessoas

      • Nem sempre é assim. Aqui em São José tem um shopping que deve estar parado há 15 anos. Parece que venderam as lojas e deram um golpe. Tem também um prédio muito bem localizado, segundo o vigia, o prédio está construído e não pode ser ocupado há 10 anos devido a construção. O mercado está cheio de malandro que vende sonhos.

        Curtido por 3 pessoas

    • Tudo pode acontecer, tudo é uma questão de tendência, modismo, costumes, então acho difícil no momento aqui, mas se acontecer muita violência em shopping ou algo q tire a atratividade do seguimento, ou acontecer de haver um encremento nos outros tipos de comércio, como estacionamentos, preços atrativos ( com sobra de imóveis pode cair muito valor de aluguel do comércio de rua, agregado ao alto custo em shopping, pode dar um diferenciar bom) ou sujam novos tipos de centro de compras, com concessionária de veículos, pets,supermercados, atendimento médico(consultório), ou seja uma grande diversidade em um só lugar, embora shopping já são mais ou menos assim, mas falo de algo Ainda maior, mega mesmo

      Curtido por 1 pessoa

    • É difícil dizer, mas no curto e médio prazo acho que o que afeta realmente os shoppings no Brasil é a economia mesmo. A cultura americana é bem diferente da nossa. Lá eles trabalham bem mais, tem menos tempo que nós. Aqui as pessoas gostam de sair mais de casa e por conta da violência os shoppings são uma boa opção, principalmente nas grandes cidades sem praia. Agora os shoppings terão que estar mais atentos para as novas tendências. Eu li em uma reportagem de um rapaz americano, ele visita os shoppings fantasmas e coloca na internet, eles disseram que os shoppings não sobrevivem sem as megalojas. Esse tem sido um grande problema lá, muitas estão fechando.

      Curtido por 1 pessoa

    • Concordo que no Brasil Shopping é experiência. Nos EUA tem mais opções de lazer e é seguro sair com a família na rua, etc. Ainda assim, Entretenimento paga menos aluguel do que Varejo tradicional, além do comércio eletrônico. Minha última cafeteira eu estava em dúvida por não conhecer a marca, o vendedor me disse que se comprasse eu não poderia trocar, então pedi online na mesma rede, pois tenho “direito de arrependimento”. Tudo isso vai minando a rentabilidade…

      Tinha Matéria no Valor Econômico de que a Associação de shoppings está estudando como mudar a cobrança de aluguéis para lidar com o online (não vou colar pois está atrás do paywall deles). Enfim, na hora que as coisas estão bem que é precisa ver se tem furo no casco…

      Curtido por 3 pessoas

    • No futuro distante os shoppings do Brasil devem sofrer também. Mas no momento precisamos primeiro resolver os problemas logísticos das compras online para isso. Lá nos EUA é comum que as encomendas cheguem no mesmo dia e até em um horário programado. Aqui no Brasil, agradeço a Deus quando chega na quinzena. Lá a logística é tão boa, que já comprei várias vezes direto da Amazom americana e sempre entregam as encomendas em menos de uma semana.

      Curtido por 4 pessoas

    • Só de curiosidade:

      Best Time(s) of Day, Week & Month to Trade Stocks
      April 13, 2017

      Unlike traditional investing, trading has a short-term focus. The trader buys a stock not to hold for gradual appreciation, but for a quick turnaround, often within a pre-determined time period: a few days, a week, month or quarter. And of course day trading, as the name implies, has the shortest time frame of all: Analysis may be broken down to days, hours and even minutes, and the time of day in which a trade is made can be an important factor to consider.

      Is there a best day of the week to buy stocks? Or a best day to sell stock? Does a best time of year to buy stocks exist? How about a best month to buy stocks, or to unload them? In this article, we’ll show you how to time trading decisions according to daily, weekly and monthly trends.

      Best Times of Day to Buy Stocks (or Sell Them)

      First thing in the morning, market volumes and prices can go wild. The opening hours represent the window in which the market factors in all of the news releases since the previous closing bell, which contributes to price volatility. A skilled trader may be able to recognize the appropriate patterns and make a quick profit, but a less skilled trader could suffer serious losses as a result. So if you’re a novice, you may want to avoid trading during these volatile hours – or at least, within the first hour.

      However, for seasoned day traders, that first 15 minutes following the opening bell is prime time, usually offering some of the biggest trades of the day on the initial trends. The whole 9:30 to 10:30 AM period is often one of the best hours of the day for day trading, offering the biggest moves in the shortest amount of time (a great and efficient combination). Extend it out to 11:30 AM EST if you want another hour of trading. A lot of professional day traders stop trading around then, as that is when volatility and volume tend to taper off. Once that happens, trades take longer and moves are smaller with less volume.

      If day trading index futures such as S&P 500 E-Minis, or an actively traded index ETF such as the S&P 500 SPDR, you can be begin trading as early as 8:30 AM (pre-market) and then begin tapering offer around 10:30 AM. As with stocks, trading can continue up to 11:30 AM, but only if the market is still providing opportunities.

      The middle of the day tends to be the most calm and stable period of most trading days. No, it’s not that traders are on lunch break: It’s that this is the time of day when people are waiting for further news to be announced. Because most of the day’s news releases have already been factored into stock prices, many are watching to see where the market may be heading for the remainder of the day. Because prices are relatively stable during this period, it’s a good time for a beginner to place trades, as the action is slower and the returns might be more predictable.

      In the last hours of the trading day, volatility and volume increase again. In fact, common intra-day stock market patterns show the last hour can be like the first: full sharp reversals and big moves, especially in the last several minutes of trading. From 3:00 to 4:00 PM, day traders are often trying to close out their positions, or they may be attempting to join a late-day rally in the hope that the momentum will carry forward into the next trading day.

      Best Day of the Week to Buy Stock: Monday

      It’s called the Monday Effect. For decades, the stock market has had a tendency to drop on Mondays, on average. Some studies, as in “A Survey of the Monday Effect Literature” by Glenn N. Pettengill in the Quarterly Journal of Business and Economics (2003), have attributed this to a large amount of bad news that is often released over the weekend. Others point to investors’ gloomy mood at having to go back to work, which is especially evident during the early hours of Monday trading.

      If you’re planning on buying stocks, you’re better off doing it on a Monday than any other day of the week, and snapping up some bargains.

      Best Day of the Week to Sell Stock: Friday

      If Monday is the best day of week to buy stocks, it follows that Friday is the best day to sell stock – before prices dip on Monday. If you’re interested in short selling, then Friday is the best day to take a short position (because stocks tend to be priced higher on a Friday), and Monday is the best week day to cover your short. In the U.S., Fridays that are on the eve of three-day weekends are especially good: Due to general good feeling the stock markets tend to rise ahead of the holiday or observed holidays.

      Best Time of Year to Buy Stocks

      Market timing is based on short-term price patterns and trying to pick market tops and bottoms in the course of a single day. In contrast, seasonality is about anticipating how the market will behave in a given time of year and taking a position before the change occurs. For example, if a trader knows that December and January are usually strong, then he or she may invest in November to make sure that positions are locked in for the following months.

      What is the Best Month to Buy Stocks?

      The markets tend to have strong returns around the turn of the year as well as during the summer months, while September is traditionally a down month. The average return in October is positive historically, despite the record drops of 19.7% and 21.5% in 1929 and 1987.

      So, a trader may consider getting into the equity market in a big way in September, when prices tend to fall, to be ready for the October bump-up.

      There’s also something called the January Effect.
      At the beginning of the New Year, investors return to equity markets with a vengeance, pushing up prices – especially of small cap and value stocks, according to “Stocks for the Long Run: The Definitive Guide to Financial Market Returns and Long-Term Investment Strategies” by Jeremy J. Siegel.

      So, in terms of seasonality, the end of December has shown to be a good time to buy small caps or value stocks, to be poised for the rise early in the next month. There’s another advantage: Many investors start to sell stocks en masse at year’s end, especially those that have declined in value, in order to claim capital losses on their tax returns. So again, the the last trading days of the year can offer some bargains.

      The Best Day of the Month to Invest

      There is no one single day of every month that’s always ideal for buying or selling. However, there is a tendency for stocks to rise at the turn of a month. This tendency is mostly related to periodic new money flows directed toward mutual funds at a beginning of every month. In addition, fund managers attempt to make their balance sheets look pretty at the end of each quarter by buying stocks that have done well during that particular quarter. Stock prices tend to fall in the middle of the month.

      So a trader might well benefit by timing his buying at a month’s midpoint – the 10th to the 15th, say. The best day to sell stocks would be one within the five days around the turn of the month.

      The Bottom Line

      These suggestions as to the best time of day to trade stocks, the best day of week to buy stocks or sell stocks, and the best month to buy stocks or sell stocks are generalizations, of course. Exceptions and anomalies abound, depending on news events and as market conditions change. The closest thing to an indisputable rule is that the first and last hour of a trading day are the busiest, offering the most opportunities – but even so, many a contrarian trader has scored big in the off-times, too.

      Curtido por 3 pessoas

      • Mas pode aguardar a alta do feijão e outros produtos que se perderam esses dias com excesso de chuvas, embora concordo plenamente q depois abaixa por motivos diversos sendo esse q vc mencionou o mais relevante. O problema é q tudo demora a acontecer no Brasil, até providenciar a importação do feijão importado, já explode o preço, por que requer tempo, outro fator no caso do feijão é ser uma cultura de perda muito fácil, é o tipo mais consumido no Brasil tem validade curtíssima, não tendo como fazer estoques de um ano para o outro, e temos q torcer para não ter estragado também nos países vizinhos com chuva também.

        Curtir

      • Nova estimativa prevê supersafra de 234,3 milhões de toneladas de grãos
        Conab – 08/06/2017 11h34

        Recorde é impulsionado pelas culturas de milho e soja, que respondem por mais de 90% da produção brasileira

        A safra de grãos 2016/17 pode chegar a 234,3 milhões de toneladas, um novo recorde. O volume representa aumento de 25,6% – ou 47,7 milhões de toneladas – frente as 186,6 milhões de t da safra passada. A nona estimativa da produção brasileira foi divulgada nesta quinta-feira (8) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). As culturas de milho e soja respondem por quase 90% dos grãos produzidos no país.

        Curtir

      • O feijão primeira safra, que está no final da colheita, deve alcançar uma produção de 1,39 milhão de toneladas, resultado 34,1% superior ao produzido em 2015/2016. Já a segunda safra deve alcançar 1,31 milhão de toneladas, sendo 639,4 mil toneladas do grão cores, 208,6 mil toneladas do preto e 460,1 mil toneladas do feijão caupi. A produção do feijão total teve atingir 3,4 milhões de toneladas, numa área de 3,1 milhões de hectares.

        Curtir

      • Morilson

        outras alternativas então kkk


        Soja, ervilha e lentilha são boas alternativas para substituir o feijão
        OESP 05/07/2016, 17:23
        A leguminosa, que teve alta de preço nos últimos meses, é rica em proteínas, fibras e vitaminas e tem baixo índice glicêmico

        Curtido por 1 pessoa

      • Essa previsão do feijão aí era antes da chuvas, era sem combinar com o putin, tudo isso já mudou….tenho colegas sem dormir a uma semana, realidade na roça é bem diferente..

        Curtir

    • Ministério da Agricultura eleva previsão do Valor Bruto da Produção do Brasil em 2017

      SÃO PAULO (Reuters) – O Ministério da Agricultura elevou nesta terça-feira o Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária do Brasil para 546,3 bilhões de reais em 2017, com um aumento nas projeções para a soja e o milho, que mais do que compensaram reduções no café e cana.

      Curtir

  3. Dívida da BR Properties vai subir mais alguns andares

    A investida da BR Properties para comprar o Centenário Plaza, em São Paulo, está causando inquietação entre os minoritários da companhia.

    A aquisição da torre de escritórios da Previ, avaliada em R$ 430 milhões, vai forçar ainda mais o já preocupante nível de alavancagem da empresa: a relação dívida líquida/ebitda deverá sair de 6,1 vezes para 6,5 vezes.

    Investidores como o fundo Eminence Capital questionam também o timing da operação, às vésperas da oferta de ações da BR Properties de aproximadamente R$ 1 bilhão.

    Seria este o melhor momento para a GP, controladora da empresa, jogar fermento no passivo?

    Curtido por 1 pessoa

      • Foi construído de 1989 a 1996 para a comemoração do centenário da construtora Cetenco, inicialmente sua proprietária, sendo posteriormente adquirido pela PREVI – Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil. O Edifício Plaza Centenário, por suas características de projeto, infraestrutura e construção está dimensionado para atender às necessidades de grandes grupos nacionais e multinacionais. Cada um de seus 32 andares com andar-tipo de 1.141,87 m²/andar, são divididos em dois conjuntos, idealizados para adequar plenamente os mais diversos tipos de lay out. Há ainda mais um andar intermediário, constituído pelo Mezanino de 515,00 m² com estacionamento privativo. Já nos 6 sub-solos, destinados a garagens, há vagas para 704 veículos. A recepção com 5 pontos de atendimento, dispõe de recepcionistas e atendimento 24 horas. Já a equipe de Segurança possui profissionais treinados e preparados para prestar atendimento 24 horas, com o suporte de toda a tecnologia disponível de segurança eletrônica, preservando as instalações prediais e a segurança dos usuários. Além das facilidades do projeto, o Edifício disponibiliza uma série de serviços aos usuários, como: lanchonete, massagista, auditório para eventos, com capacidade para 160 pessoas, e outros. A Central de Operações com funcionamento 24 horas, opera os sistemas de automação predial, controlando os sistemas de ar condicionado, controle de acesso, segurança eletrônica, sistemas de prevenção e combate a incêndio, iluminação, sistemas hidráulicos e elétricos, através do monitoramento de 4.500 pontos.

        Curtir

    • BR Properties é o tipo de empresa zumbi que vemos ao montes na bolsa.

      – Captando dinheiro com investidor para cobrir dívida.
      – Se alavanca muito para cobrir passivo
      – O lucro quase todo é afetado pela despesa financeira.
      – Roic e Tir dos investimentos baixa.
      – Depois que da tudo errado volta pedir dinheiro para o acionista ! KKKKK

      Empresa que em vez de você receber como sócio da empresa, acontece tudo ao contrario: Você paga atividades operacionais da empresa enriquecendo diretores que recebem pelo pro labore.

      Aonde será que vimos este filme acontecer nos fundos imobiliários? KKKK

      Curtido por 2 pessoas

      • E o BRCR que deveria adquirir imóveis devolve 400 milhões aos cotistas. Mas como o imóvel é bom, com diversificação de locatários, vacancia relativamente baixa até onde me lembro em última visita, com transporte público quase dentro do imóvel, o primo cresce o olho… conflito de interesses é pouco

        Curtido por 1 pessoa

      • Sr. dos FII, concordo com você. Típica empresa de cultura de receita: faz receita pra remunerar de maneira gorda seus executivos e o acionista que quer os dividendos recebe a uma banana. Não estão nem aí.
        Tem várias empresas assim na bolsa. Abilião que o diga. Depois de arregaçar com Pcar, agora tá fazendo a festa e afundando Brfs.

        Curtido por 1 pessoa

  4. Pessoal bom dia hoje estava vendo um vídeo, mas não sei se posso postar o Link aqui, sobre uma entrevista com Jim Richards, conselheiro da CIA, falando sobre o congelamento de todos os fundos de investimento, tanto em renda fixa, quanto em bolsa de valores impedindo o acesso de milhares de investidores em todo o mundo, caracterizando como a maior crise mundial, a qual está prestes a acontecer e ninguém poderá fazer nada. Como a fonte é um pouco sensacionalista, gostaria de saber dos colegas se isso seria possível

    Curtir

    • Vc talvez esteja falando do Jim Rickards.

      Resumidanente, ele prega que haverá um “colapso dase moedas” é logo entraremos de novo em uma era do “padrão ouro”.

      Veja, se ele está certo ou não é muito difícil dizer…Este tipo de previsões econômicas só servem como “literatura de ficção”, ainda que possa conter argumentos relevantes.

      De qualquer maneira, trazendo para o Universo dos FIIS brasileiros, acho que você neme deve dar atenção isto. Há outros eventos locais que têm muito mais influência que este tipo de previsões.

      Melhor focar a atenção aqui e acompanhar a evolução da curva de juros aqui, as tendências do varejo (se vc tem interesse em FIIs de Shopping), até mesmo a crise política.

      Curtido por 1 pessoa

      • Estou com estes caras.

        – Peter schiff
        – Jim rogers
        – Bill gross

        Congelamento em larga escala esta fora de questão , pode acontecer apenas no mercado americano!
        No brasileiro não tem bolha pelo contrario o preço esta na média .

        Quem acertar quando esta bolha vai estourar é outros 500, lembrando que pode demorar anos!
        Quanto mais subir sem que economia e lucro acompanhem resultados financeiros das empresas, fundos e mercado imobiliario , pior será na fase da correção dos preços.

        EX: Uma empresa lucra 100 milhões já descontados IR etc
        10 anos depois esta mesma empresa lucrar 150 milhões ! Porém suas ações estão sendo negociadas 5 vezes mais o preço anterior. Nesta caso em particular o lucro subiu 50% e as ações 500% !

        Como funciona!

        O governo entra via banco central jogando mais dinheiro por meio de Q3 e cria outra bolha maior para daqui uma década.

        Neste cenário apocalíptico a bolsa americana pode ficar fechada alguns dias como aconteceu nos atentados de 2001 e em 2008 no sub prime, circuite break frequentes etc.

        Este pensamento pode ser aplicado também ao fundos imobiliários americanos etc Uma elevação brusca na taxa de juros pode afetar seriamente o retorno dos ativos.

        O mundo não vai acabar relaxa!

        Curtido por 2 pessoas

  5. Foxconn anuncia que está deixando o Brasil

    O Brasil segue na investida para se tornar um dos piores países para grandes e pequenas empresa… essa é a única explicação para o êxodo que temos assistido de grandes empresa do país… tempos atrás vimos a Microsoft/Nokia, a HTC, a Xiaomi, a Sony irem embora e agora foi a vez da gigante Foxconn dar seu adeus ao nosso país.

    P.S. não me lembro agora é sem tempo para pesquisa…Mas acho que o prédio da Foxconn faz parte de um FII. Quem será?

    Curtido por 1 pessoa

  6. Brasileiro quer se aposentar aos 61 com renda anual de R$ 70 mil

    O investidor brasileiro pretende se aposentar aos 61 anos e espera viver até os 81, com renda anual de cerca de R$ 70 mil, menos de R$ 6 mil por mês, segundo estudo da gestora americana BlackRock

    E você ai, com quanto imagina que consegue se aposentar?

    Voltando àquela questão da TSR (Taxa Segura de Retirada), quanto precisa juntar para chegar nesse montante?

    Curtido por 4 pessoas

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s