Fórum Fundos Imobiliários

tetzner_blog-fundo_imobiliario

A Maior, mais Bem Informada e Ativa comunidade 100% FII

ABCP  AEFI  AGCX  ALMI  ATSA  BBFI  BBPO  BBRC  BBVJ  BCIA  BCFF  BCRI  BMLC  BNFS  BPFF  BRCR  CBOP  CEOC  CNES  CPTS  CTXT  CXCE  CXRI  CXTL  DOMC  DRIT  EDFO  EDGA  EURO  FAED  FAMB  FCFL  FEXC  FFCI  FIGS  FIIB  FIIP  FIXX  FLMA  FLRP  FMOF  FPAB  FVBI  FVPQ  GRLV  HCRI  HGBS  HGCR  HGJH  HGLG  HGRE  JRDM  JSRE  KNCR  KNIP  KNRE  KNRI  MAXR  MBRF  MFII  MXRF  NSLU  ONEF  PLRI  PQDP  PRSV  RBBV  RBDS  RBGS  RBPD  RBRD  RBVO  RDES  RNDP  RNGO  SAAG  SDIL  SHPH  SPTW  TBOF  TFOF  THRA  TRNT  TRXL  VISC  VLOL  VRTA  WPLZ  XPCM  XTED

Juntos somos mais Fortes! Incentive o blog, assine os produtos e serviços:

Mini_FitaProdServ

Login   Registro   FII   Ações   Fundos   Diversão   Comentar   Loja   Ajuda   Comentários   RSS

Anúncios

6.224 comentários sobre “Fórum Fundos Imobiliários

  1. IPC-S desacelera em 3 das 7 capitais analisadas na 1ª quadrissemana de setembro

    O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) desacelerou em três das sete capitais pesquisadas na primeira quadrissemana de setembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira, 12. O índice teve alívio de 0,13% para 0,10% no período.

    Dentre as cidades que tiveram decréscimo nas taxas estão Rio de Janeiro (0,11% para 0,06%), Porto Alegre (0,36% para 0,17%) e São Paulo (0,18% para 0,03%).

    Em contrapartida, registraram aceleração no período as cidades de Salvador (-0,29% para -0,24%), Brasília (0,37% para 0,52%), Belo Horizonte (0,24% para 0,43%) e Recife (-0,26% para -0,07%).

    Esse dragão tá geladinho, geladinho… 😀

    Curtido por 1 pessoa

    • Venda de combustíveis caiu… eu falei, em tempos “bicudos”, se preço sobe… o consumo cai

      Vendas de Material de construção subiu em 1%; ainda que inicial, o setor já esboça alguma reação

      Varejo foi revisado, de 1,2% de aumento para 0,9% mas mesmo assim já é uma reação!

      Curtido por 1 pessoa

      • * Economia política da alta taxa de juros

        Juros elevados e taxa de câmbio apreciada fazem parte de uma longa tradição histórica e cultural brasileira

        * Construção Venda de cimento pode subir até 1% em 2018

        Para este ano, no entanto, a expectativa ainda é de uma retração da ordem de 7%, com entregas de 53 milhões de toneladas

        * Opinião Jurídica Uma alternativa para os distratos

        É necessário considerar que as empresas, a cada distrato, arcam com um custo de no mínimo 10% sobre o valor do imóvel

        Curtido por 1 pessoa

      • EXATO Trix

        a questão é que agora com a Super Safra 2017/18 se o resto da economia não reagir a ponto de repor as perdar no lado agrícola… a coisa mais pra frente não vai ser legal

        está reagindo, vamos ver como fica; todo mundo falando em crescimento do PIB, mas tem que vir acompanhado de sustentabilidade

        Curtir

      • olhando para isso e lendo hoje que a China irá vetar fabricação e comércio de carros movidos com combustíveis fósseis, continuarei investindo em produzir álcool…

        Curtir

    • Desta vez serei o pessimista da história. Acaba de sair no site da Veja:

      Preço da gasolina volta a subir e bate novo recorde no ano

      O preço médio cobrado pelo litro da gasolina subiu 1,91% em uma semana enquanto o valor do etanol caiu 0,11%. Os dados são da pesquisa semanal de preços da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

      O preço médio do litro da gasolina subiu de 3,778 reais para 3,85 reais na semana encerrada em 9 de setembro. A ANP levou em conta o preço médio praticado em 3.160 postos pelo país. Com isso, o valor do litro da gasolina bateu novo recorde no ano. Até o dia 4 de setembro, a gasolina havia acumulado alta de mais de 11% nas refinarias da Petrobras. O furacão Harvey foi apontado como responsável na elevação dos preços – a tempestade fechou de refinarias nos Estados Unidos.

      Já o valor cobrado pelo etanol caiu de 2,615 para 2,612 no mesmo período, segundo levantamento em 2.870 postos. Apesar de mais barato, esse tipo de combustível só vale a pena se custar até 70% do preço da gasolina.

      Curtido por 1 pessoa

      • Fabio

        historicamente não é, mas nunca antes estivemos num momento tão delicado, então resta acompanhar 🙂

        o IBGE disse hoje que caiu o consumo com o aumento, minha impressão que não tem margem para repasse de preços

        há pouco na BandNews o povo dando dica de qual posto estava com o combustível mais em conta; enfim, vamos ver o consumidor caçando promoções e as margens das empresas ficando ainda mais apertadas

        o dilema do empresário: sobe o preço do produto, perde market share ou segura o tranco e perde margem levando o negócio ao limite

        Curtido por 1 pessoa

      • fabioccastro

        Combustível tem previsão de queda a partir de amanhã.

        Petrobras reduz preço da gasolina e do diesel a partir de quarta

        A Petrobras vai reduzir o preço da gasolina nas refinarias em 1,2% e do diesel em 0,3% a partir desta quarta-feira (13/09). A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho passado. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

        Curtido por 4 pessoas

    • Mesa farta e inflação baixa: safra 2017 vai ser 30% maior, diz IBGE; Conab estima aumento de 28% em grãos

      A safra brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar 2017 com um crescimento de 30,4% em relação ao ano passado. Segundo a estimativa de agosto deste ano, do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o ano deve ser encerrado com uma safra de grãos de 240,9 milhões de toneladas.

      A estimativa de agosto é, no entanto, 0,5% inferior ao levantamento de julho, ou seja, 1,2 milhão de toneladas a menos do que o IBGE previu na ocasião. Mesmo assim, os números indicam que não haverá pressão dos preços agrícolas sobre a inflação, garantindo ainda ganho de poder aquisitivo da população mais pobre, para quem os preços dos alimentos pesam mais.

      Com alta esperada de 19,6% em relação a 2016, a produção de soja deve ter safra recorde de 115 milhões de toneladas. Para o milho, que deverá ter aumento de 54,7% na produção, também é esperado resultado recorde, de 98,4 milhões de toneladas.

      Curtir

    • Só “gelinho” esse dragão… já já criam a terceira casa decimal pra mostrar alguma oscilação

      IPC-FIPE SOBE 0,05% NA 1ª QUADRISSEMANA DE SETEMBRO, APÓS ALTA DE 0,10% EM AGOSTO

      e isso que a locomotiva está apitando feito doida, mas está num morro daqueles..

      Consumo puxa economia e faz disparar ações do varejo

      No momento em que a bolsa de valores brasileira ganha impulso e o Ibovespa rompe níveis históricos, ações de companhias de varejo básico e consumo de eletrodomésticos, vestuário e alimentação proporcionam ganhos extraordinários a seus acionistas

      Curtir

    • SÃO PAULO – Representante de um setor não muito conhecido pela distribuição de grandes volumes de recursos em dividendos aos acionistas, a Estacio Participações (ESTC3) liderou o ranking de dividend yield na B3 no acumulado de 12 meses até o fim de agosto.

      Um levantamento feito pela consultoriaEconomatica mostra que a companhia registrou um dividend yield de 9,92%, contra 8,92% do segundo colocado na lista, a Smiles (SMLE3). Do grupo das tradicionais pagadores de dividendos, a Taesa (TAEE11) aparece somente na terceira posição, com um yield de 7,48%.

      Curtir

      • Para o levantamento a consultoria considerou uma janela de 12 meses para a distribuição de proventos(seja na forma de dividendos ou juros sobre o capital próprio) em relação ao preço das ações em 31 de agosto de 2017.

        Nesse sentido, vale a ressalva de que os últimos trimestres marcaram desempenho aquém do que se espera de boa parte das companhias brasileiras em seus balanços, o que tende a comprometer a distribuição de proventos aos acionistas, além de uma valorização nos preços das ações, tendo em vista as melhores expectativas dos investidores sobre o desempenho do mercado no futuro.

        Essa soma de fatores faz com que o dividend yield do mercado acionário brasileiro apresente patamar mais baixo do normalmente observado.

        Curtir

      • Podemos traçar um paralelo então?

        Alguns FIIs tem renda distribuída em base mensal que não condiz com a Receita Imobiliária recorrente… o famoso “cash burn” que agora revela um lado nefasto, como vimos no HGBS com as taxas impactando o caixa devido ao elevado patamar de cotações

        FIIs não tem dívida, os bons pelo menos não tem, então raros são os casos de alavancagem e, apesar de ser “gritante” nos que tem, existe caixa proporcional remunerando Em Tese, por uma taxa melhor (BRCR)

        Temos nas atividade fins dos inquilinos a mesma distribuição setorial, o que permite diversificar e proteger o investimento em vários segmentos de atividade econômica; em tempos bicudos… afeta tudo, mas ajuda a manter uma média saudável

        Curtido por 2 pessoas

      • Pelo menos metade das empresas listadas apresenta alto endividamento ,isso vai dar bucha nos próximos anos.
        CEMIG: alto endividamento, perda de usinas etc
        Eletrobras alto endividamento , custo adm absurdo, mas gestão, ativo sucateados, prejuízos cumulativos de décadas. etc
        Copel : Idem Eletrobras
        Brasken e CCRO = endividamento abismais, má gestão etc
        Estácio : setor que necessita de subsidio estatal .
        MRV: Setor cíclico que depende de subsidio para faixa especificas do minha casa minha vida.

        Curtido por 4 pessoas

      • O grande problema é que em muitos casos são dividendos irreais, não sustentáveis. O caso clássico é a Eletropaulo, que pagava dividendos altíssimos e que não se sustentaram, destruindo o valor das ações. Tem que tomar muito cuidado com estas ações ditas pagadoras de dividendos (tem algumas boas, mas são exceção).

        Curtido por 5 pessoas

    • Alguém troca FIIs pelas Ações?

      Pois é… Trocando 40 % da carteira de BBPO (motivo: como alguns falam por aqui esses FII’s de agências são de lascar! 😉 )por ITSA4. E vendendo HGLG (motivo: já falado demais por aqui – queima de caixa) para ir um pouco para papelada (rebalanceamento).

      Curtido por 8 pessoas

    • Não digo se troco ou não troco, apenas digo q os dois ativos juntos vão muito bem obrigado na minha carteira, e estou satisfeito com resultado das ações, aprendi a conviver com elas onde quando cai se for top eu compro, fico mamando os dividendos dela por quanto tempo for necessário, e de quebra se ela me der 100 a 150% de valorização em pouco tempo como algumas já me deram, perco todo amor e apreço que tinha por ela e paço nos cobre, e vamos atras de outra..😁

      Curtido por 3 pessoas

    • Pontualmente sim, mas de alguns Fiis que não tem espaço ou folego pra crescer e estão com excelente valorização na minha carteira por ações de bancos grandes e algumas poucas empresas!

      No mais começo a enxergar a compra de fiis de papel hein….rebalancear a carteira e aguardar a volta da inflação!

      O que acham?

      Curtido por 2 pessoas

  2. BRMalls deve se desfazer de dez shoppings

    Empresa pretende vender ativos ou montar fundo imobiliário

    Maior empresa de shoppings do país, a BR Malls tem participação em 44 empreendimentos, como o paulistano Villa Lobos

    “Uma das possibilidades que está sendo analisada é criar um fundo de investimento imobiliário lastreado nesses shoppings, principalmente os considerados não prioritários pelo grupo.

    Com esse modelo, a empresa não precisaria se desfazer de muitos empreendimentos.em

    Curtido por 6 pessoas

  3. Balneário Camboriú: a praia dos espigões

    Cidade ostenta quatro dos dez prédios mais altos do Brasil. E segue subindo. Em quatro anos, terá seis edificações na lista das mais elevadas do país

    Skyline – A barreira de prédios em Camboriú: apartamentos de luxo atraem gente de fora, mas os moradores se queixam da sombra

    Descoberta para o turismo nos anos 1980, Balneário Camboriú, cidade litorânea de mar cristalino e areia branquinha situada na foz do Rio Itajaí, em Santa Catarina, levou menos de dez anos para trocar a fama de um pequeno e escondido reduto de pescadores pela imagem de orla fervilhante ocupada por prédios até onde a vida alcança.

    Curtido por 2 pessoas

    • O gosto pelas construções verticais fincou alicerces e foi desdobrando-se em obras luxuosas – e cada vez mais altas. Atualmente, o município de 130.000 habitantes, população que quintuplica no verão, ostenta quatro dos dez edifícios mais elevados do Brasil. E segue subindo. Nos próximos quatro anos, quando uma série de obras ficarem prontas, a cidade vai dominar o ranking nacional com seis edificações entre as dez mais altas do país.

      VEJA desta semana mostra quais são os espigões que disputam o título de mais alto do país e as construtoras por trás de cada empreendimento. Dubai, o emirado onde está fincado o maior prédio do mundo, o Burj Khalifa, que se cuide.

      Curtir

      • Mal gosto… não se tem o menor cuidado com em alinhar a arquitetura do local com o ambiente. O mínimo que se espera em um plano diretor desses é um escalonamento dos prédios, sendo mais baixos quanto mais perto da praia. Hoje o prédio mais alto sendo próximo à praia eclipsa completamente os que ficam atrás, há prejuízo na ventilação natural, iluminação, vista… uma barbárie… cada um por si e dane-se quem está do lado.

        Curtido por 4 pessoas

      • tetzner, eu vi o material publicitário. O que acontece é que tem que escavar muito para encontrar uma camada rochosa que absorva esse peso todo. E essa camada está muito profunda. Existem camadas intermediárias, mas nao para suportar 100 andares.

        Curtido por 2 pessoas

      • “Durante uma semana, cerca de 500 pessoas, direta ou indiretamente, se envolveram na execução da concretagem da fundação do Edifício Infinity Coast. A obra é considerada a maior da América do Sul em empreendimento residencial. “É uma concretagem diferenciada devido ao volume de pessoas envolvidas e ao processo de execução, nunca antes realizado em obras da FG”, explica o engenheiro André Bigarella, gerente de Obras da FG Empreendimentos.

        Foram utilizados 5.415 metros cúbicos de concreto, 775 caminhões betoneira e uma tonelada de gelo em cada caminhão para manter a temperatura do concreto. Durante cinco dias, 40 caminhões trabalharam simultaneamente na obra. “Controlamos a temperatura do material em tempo real e a cura, que é a secagem do concreto, só começou a partir do sexto dia. O concreto é autodensável, se molda ao espaço. Já a fundação do bloco levou seis meses para ficar pronta. Foram utilizadas 570 toneladas de aço para a estrutura, além de uma grua para fazer a colocação de ferragens dentro do bloco. As maiores barras tinham 42 metros de comprimento e foram emendadas”, completa o engenheiro.

        A FG Empreendimentos figura entre as principais empresas do setor da construção civil do país, sendo líder de mercado pelo empreendedorismo inovador. É considerada também pioneira no lançamento de empreendimentos de alto padrão, com foco em sustentabilidade, sofisticação e conforto.”

        Curtido por 2 pessoas

    • Mal gosto, ignorância, ganância, desrespeito aos princípios básicos de arquitetura e urbanismo? Segue artigo sobre o assunto:

      A brisa do mar em um dia quente de verão ajuda a refrescar quem passeia pelo calçadão da orla santista. A mesma sensação, porém, não pode ser sentida por quem mora longe dali. Nas ruas internas da Cidade, o calor é mais intenso. A culpa, segundo especialistas, é do enorme paredão formado pelos prédios existentes nas avenidas da praia, que impede a circulação dos ventos.

      “A urbanização da orla no Brasil é equivocada porque altera totalmente a estrutura da atmosfera”, explica a geógrafa da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Magda Adelaide Lombardo, que há 30 anos estuda o assunto e têm 8 pós-doutorados na área.
      Um estudo realizado pela pesquisadora em São Paulo apontou que as variações de temperatura podem ultrapassar 10ºC entre uma região e outra na Capital. A pesquisa também foi realizada no Rio de Janeiro e em outras cidades litorâneas do Brasil e do mundo. “Os prédios da orla deveriam ser menores para haver uma democratização dos ventos”, explica Magda.

      A Meteorologista Fabiana Weykam, do Instituto Climatempo, explica que prédios muito altos na orla interferem na circulação do vento e podem bloquear a entrada da brisa do mar nos bairros mais afastados, formando as ilhas de calor – fenômeno climático que ocorre principalmente nas cidades com elevado grau de urbanização.
      Nestes locais, as temperaturas são maiores e a umidade relativa do ar, menor. “É como se fossem montanhas que bloqueiam a passagem do vento”.

      Para o coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Santa Cecília, Nelson Gonçalves de Lima Júnior, o problema é quando os prédios altos estão alinhados e agrupados. “Temos uma situação na Baixada Santista bem peculiar. Em Copacabana é bem mais complexo, a situação é pior porque os prédios são mais próximos uns dos outros”.

      O geógrafo Hélcio Monteiro Cremonese, professor da UniSantos, diz que como a orla de Santos já está consolidada, com a formação desses paredões, não vê como solucionar esse problema. “Só se derrubassem os prédios”, diz o professor, complementando que essa não seria uma solução racional e que nem mesmo pode ser cogitada.

      Na Praia Grande, segundo Cremonese, a urbanização ocorre com o mesmo modelo errado. “O importante é que no futuro isso não se repita em outras cidades”.

      Curtido por 5 pessoas

      • “O importante é que no futuro isso não se repita em outras cidades”.
        Tenho casa em Peruibe.
        Já foi rejeitada lei para liberar a orla para predios.
        Agora , estão tentando aprovar uma usina termoelétrica de $5bi, dentro da cidade, encravada dentro da Mata Atlântica, um dos ares mais puros do mundo.
        A população se mobilizou, fizemos passeatas, organizamos movimento nas redes e por enquanto, conseguimos adiar a decisão.
        Fala alto a necessidade da venda de gás (lucro para ptrobrás fomentar a gananância….). Prova é que o governo, a título de economia e por não haver necessidade da energia gerada, acaba de cancelar contratos de compra de dezenas de usinas,
        só eólicas e solares, termoelétricas não.
        Vejam ao que obedece o planejamento estratégicos das cidades.

        Curtido por 2 pessoas

    • Outra cidade igual rio de janeiro com M2 sobre valorizado e poucos terrenos disponíveis para construção.

      Qualquer elevação ou precipitação do mar pode fazer estes espigões virarem um elefante branco, cidade com boa infra estrutura tem de ser construida em planaltos planos com capacidade de expandir a cidade.

      Construir cidades a beira mar com pouco terrenos e com custo de construção proibitivos complica bastante.

      Curtido por 3 pessoas

      • Faz com o m2 quadrado fique absurdo caro pelos custos elevados com construção, fundação etc.
        Além da demanda reprimida que faz com que um monte de gente fique exprimida numa orla sem vias adequadas para escoamento do transito.

        Santos é outra cidade que sofre deste mal: Não tem como escoar todos carros porque as vias são exprimidas e estreitas.

        Curtido por 1 pessoa

      • Estive a passeio em balneario Camboriu em julho.
        Obras para todos os lados perto da orla, o que mais tem na cidade são imobiliárias e corretores de imoveis, uma em cada esquina.
        Isso não vai acabar bem, uma hora ploft.

        Curtido por 2 pessoas

      • balneario camboriu é sinonimo de ostentaçao. Quem vai a praia nao está preocupado em entrar no mar ou tomar banho de sol (isso eles fazem nas piscinas dos condominios). A ideia é ostentar. Uma beira mar recheada de bares e restaurantes, uma cidade com as melhores baladas do brasil, toda infraestrutura de uma grande cidade e uma populacao de 100k habitantes que no verao ultrapassa 3milhoes. Ao lado para usufruir da praia há o estaleirinho, praia dos amores, praia de bombinhas. Porém todas sem infraestrutura. A que está crescendo agora com a falta de terrenos em balneário é itapema. Onde o Neymar tem imovel. Ainda encontra-se bons aptos a preço acessivel.

        Curtido por 2 pessoas

    • Prefeito de balneário agora é um guri novo, quarenta e poucos anos (Fabrício) um baita gente boa, foi apoiado pelos empresários de todo seguimento da cidade a fim de dar uma modificada na expansão da cidade com mais sustentabilidade e responsabilidade com moradores e turistas. Gestão foi tão bem planejado q não existe indicações ou político para ocupar cargos. Para os cargos são escolhidos e contratados apenas pela competência e identidade com a função a ser exercida. Para saúde é contratado um médico q entenda do setor, não importando se ele é fei, bonito, rico ou pobre, político ou deteste polícia, ele tem q ser bom na sua área, é assim sucessivamente são contratados os secretariados e servidores em geral nessa cidade….
      Veremos lá uma mudança significativa mesmo q estaremos em recuperação na economia do país, ressaltando q lá era Pt, isso mesmo Pt ficou à frente gestão lá por 8 anos, um retrocesso, q agora se espera recuperar o tempo perdido com Fabrício

      Curtido por 1 pessoa

  4. RC – Relatórios Comentados – Setembro/17 – Ed 46

    Relatórios Comentados - Mini

    Carta ao Leitor

    Muita informação sobre os Fundos Imobiliários reunida num só lugar 😀

    Seguimos acompanhando e reportando as novidades imobiliárias e levando até você o melhor conteúdo, mais atualizado e no momento em que a informação acontece!

    Estamos de olho para você ficar tranquilo e seguir seus estudos sempre muito bem informado.

    Blog Tetzner

    Junte-se à essa Família 🙂

    Não é Assinante? Peça já a sua Edição, clique aqui!

    mini_Tetzner Tetzner

    Nesta Edição:

    • Carta ao Leitor…2
    • Aviso…7
    • Operações do Mês…8
    • COPOM…9
    • Relatórios Comentados…10
      • ABCP11 – Gran Plaza Shopping FII…11
      • AEFI11 – AESAPAR FII…22
      • AGCX11 – Agências Caixa FII…31
      • ALMI11 – Torre Almirante FII…48
      • BBFI11B – BB Progressivo FII…53
      • BBPO11 – BB Progressivo II FII…57
      • BBRC11 – BB Renda Corporativa FII…72
      • BBVJ11 – BB VJ Cidade Jardim FII…81
      • BCFF11B – BTG Pactual Fundos de Fundos FII…89
      • BCRI11 – Banestes Recebíveis FII…93
      • BMLC11B – BM Brascan Lajes Corporativas FII…97
      • BNFS11 – Banrisul Novas Fronteiras – FII…102
      • BPFF11 – FII Brasil Plural Absoluto…107
      • BRCR11 – BTG Pactual Corporate Office Fund FII…109
      • CBOP11 – Castello Branco Office Park FII…121
      • CEOC11 – CEO Cyrela Commercial Properties FII…124
      • CNES11 – CENESP FII…127
      • CXRI11 – Caixa Rio Bravo FII de FII…132
      • DRIT11B – Multigestão Renda Comercial FII…138
      • EDFO11 – Ed Ouro Invest…143
      • EDGA11 – Edifício Galeria FII…146
      • EURO11 – FII Europar…154
      • FAED11 – Anhanguera Educacional FII…164
      • FAMB11B – Edifício Almirante Barroso FII…170
      • FCFL11 – Campus Faria Lima FII…174
      • FEXC11 – BTG Pactual Fundo de CRI FII…177
      • FFCI11 – Rio Bravo Renda Corporativa FII…184
      • FIGS11 – General Shopping Ativo e Renda FII…191
      • FIIB11 – Industrial do Brasil FII…197
      • FIIP11 – RB Capital Renda I FII…204
      • FLMA11 – FII Continental Square Faria Lima…208
      • FLRP11 – Floripa Shopping FII…213
      • FMOF11 – FII Memorial Office…221
      • FPAB11 – Projeto Água Branca FII…225
      • FVBI11 – VBI FL 4440 FII…230
      • GRLV11 – CSHG GR Louveira FII…234
      • HCRI11 – FII Hospital da Criança…238
      • HGBS11 – CSHG Brasil Shopping FII…240
      • HGCR11 – CSHG Recebíveis FII…249
      • HGJH11 – CSHG JHSF Prime Offices FII…255
      • HGLG11 – CSHG Logística FII…260
      • HGRE11 – CSHG Real Estate FII…269
      • HCRI11 – FII Hospital da Criança…280
      • HTMX11 – FII HOTEL MaxInvest…282
      • JRDM11 – Shopping Jardim Sul FII…288
      • JSRE11 – Safra Real Estate FII…295
      • KNCR11 – FII KINEA RI…299
      • KNIP11 – Kinea Índice de Preços FII…302
      • KNRI11 – Kinea Renda Imobiliária FII…304
      • MAXR11B – Max Retail FII…316
      • MBRF11 – Mercantil do Brasil FII…325
      • MFII11 – II MERITO I (MFII)…332
      • MXRF11 – Maxi Renda FII…351
      • NSLU11 – Hospital N.S. Lourdes FII…361
      • ONEF11 – FII THE ONE…366
      • PQDP11 – Parque Dom Pedro Shopping Center FII…370
      • PRSV11 – Presidente Vargas FII…378
      • RBGS11 – RB Capital General Shopping Sulacap FII…384
      • RBPD11 – RB Capital Prime Realty II FII…389
      • RBRD11 – RB Capital Renda II FII…390
      • RDES11 – FII Renda de Escritórios…392
      • RBVO11 – Rio Bravo Crédito Imobiliário II FII…396
      • RNGO11 – Rio Negro FII…399
      • SAAG11 – Santander Agências FII…403
      • SDIL11 – SDI Logística Rio FII…410
      • SHPH11 – FII Shopping Páteo Higienópolis…416
      • SPTW11 – SP DOWNTOWN FII…420
      • TBOF11 – TB Office FII…424
      • TFOF11 – FII TOP Fund of Funds…430
      • THRA11 – Cyrela Thera – FII…432
      • TRNT11B – Torre Norte FII…438
      • TRXL11 – TRX Realty Logística FII…449
      • VLOL11 – Vila Olímpia Corporate FII…460
      • VRTA11 – Fator Verita FII…465
      • WPLZ11 – Shopping West Plaza FII…469
      • XPCM11 – XP Corporate Macaé FII…476
      • XTED11 – TRX Edifícios Corporativos FII…487
    • Resumo dos FIIs…496
    • Nota…497
    • Apêndice…499

    Ícone Assine

    Curtido por 1 pessoa

  5. Olá pessoal.
    Estive no Hack Town 2017 no último fim de semana. Vi algumas palestras sobre dinheiro virtual, bitcoin e IoT. Numa delas, fiquei sabendo que o Itau criou um aplicativo para celular, que simplesmente foi um fracasso. Os usuários em potencial não quiseram baixar o aplicativo para o smartphone. Segundo à palestra, o motivo principal é o fato que atualmente as pessoas estão realmente diminuindo a pretensão em instalar novos aplicativos no celular. E isso pode ter relação com os celulares já muito ocupados em termos de espaço. Na mesma palestra, foi dito que as soluções futuras que não exigirem instalações de aplicativos terão mais sucesso. Nessa linha de pensamento, o Itau desistiu de emplacar um novo aplicativo e já está projetando uma solução para Whatsapp. A solução para Whatsapp será baseada em Chatbot. O Chatbot é um sistema de mensagem instantânea, como o messenger do Facebook, mas que responde uma pessoa automaticamente. Ou seja, uma pessoa entra num messenger e conversa com um software, até mesmo sem perceber que é software. A ideia é criar um chatbot que atenderá as pessoas via Whatsapp. No final das contas, o chatbot será como um novo usuário adicionado no seu Whatsapp, mas que conversará com você como um atendente do Itau. Contudo, o Whatsapp ainda não dá suporte para chatbots. Mas, isso é uma questão de tempo. O messenger do Facebook já dá suporte para chatbots. A conclusão é que os bancos farão de tudo para não perder o bonde de se digitalizarem ao máximo possível.
    Em relação a dinheiro virtual, uma moeda foi criada para transações entre máquinas. Se chama IOTA. Essa certamente será uma revolução! Permitirá, por exemplo, um carro auto-dirigido abastecer num posto de gasolina e depois pagar pelo abastecimento, sem interação humana. Esses dinheiros virtuais mostram a força que têm e como isso pode, aos poucos, ganhando muito espaço.
    Alguém aqui poderia listar desvantagem em investimento em Bitcoins, para longo prazo? Cinco anos ou mais?

    Curtido por 2 pessoas

      • Boa pergunta. E essa pergunta surgiu mesmo nas palestras. As respostas foram que os governantes estão negligenciando 100% as moedas digitais, até agora. Contudo, o poder deles de fazer ‘merd…” não é contestável. Uma sugestão de interferência é que eles podem, por exemplo, fechar os ‘exchanges’ locais onde converte dinheiro digital em moeda comum. Mas, aí a moeda digital ainda seria trocada de outras formas entre as pessoas, só na forma digital mesmo. Resumo: seja lá qual for a regulamentação, não será possível exterminar as moedas digitais. Não há como fazer isso. Se, por exemplo, o dinheiro digital se tornar proibido, isso terá o mesmo efeito da proibição sobre as drogas. Portanto, até agora nada foi pensando em regulamentação. Eu pessoalmente acho que o dinheiro virtual veio para ficar. Já existem empresas que aceitam pagamentos com Bitcoins, por exemplo. Ex: Microsoft.

        Curtir

      • Talvez alguns países possam embargar mas outros irão querer atrair investimentos através desta modalidade. Japão e Canadá já então entrando nessa. Quanto as exchanges, o futuro reserva exchanges descentralizadas. Particularmente não considero criptomoedas investimento assim como dólar, euro, etc…

        Curtir

  6. Brasil entrará em 2018 com ritmo de crescimento maior, diz Ministro

    Brasil Econômico – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, manifestou otimismo em relação ao retorno do crescimento da economia brasileira. Por meio de comentários realizados nesta sexta-feira (8) em sua conta no Twitter, o líder da equipe econômica do governo do presidente Michel Temer afirmou que o país entrará em 2018 com economia crescendo a um ritmo em torno de 3%, com expectativa de alta ainda maior para 2019.

    Segundo Henrique Meirelles, as transformações que estão sendo implementadas pelo governo “ajudam na retomada da confiança, com queda de juros de longo prazo e previsão de crescimento maior nos próximos anos”. Entre as medidas apontadas pelo ministro, está a aprovação do teto de gastos, que limita os gastos do governo à inflação do ano anterior pelos próximos 20 anos.

    Meirelles também citou a aprovação da reforma trabalhista, da Taxa de Longo Prazo (TLP), que cria novo cálculo de juros para o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), além da lei de responsabilidade das estatais e do controle da inflação. “O Brasil saiu da recessão”, complementou. Na avaliação do ministro, o país está pronto para seguir com a agenda de reformas iniciada no ano passado. “Já aprovamos uma série de medidas”, afirmou.

    Curtido por 1 pessoa

    • Fabio Castro

      arrumaram a casa econômica que estava bagunçada… mas o lado político é que agora bagunçou

      tem que focar agora num movimento de continuidade e torcer para surgir uma alternativa de longo prazo no cenário político

      locomotiva nos trilhos, ainda naquela fase de arranque com patinada rs

      Curtido por 2 pessoas

    • Ledo engano não arrumaram nada no econômico , nosso déficit nominal é superior ao pib potencial.

      O pib cresce 2% o déficit cresce 3 ou 4%, o que esta acontecendo é uma grande jogada de marketing aliada ao impressão irresponsável de dinheiro pelo banqueiros centrais , isso faz com que existe excesso de liquidez global, consequentemente quando não existe mais yields atrativos na praça desenvolvidas os gringos vem comprar nos emergente junk bonds.

      Ai você vai ver até lixo subir 100% porque não existe mais nada para comprar no mercados desenvolvidos.

      Curtir

  7. Novo título do setor imobiliário deve atrair por segurança e rentabilidade
    Jéssica Alves, O Estado de S.Paulo 11 Setembro 2017 | 05h00

    Com dupla garantia ao investidor, LIG será isenta de IR e deverá competir com outros papéis do segmento

    Um novo produto financeiro vai integrar a sopa de letrinhas dos investimentos ligados ao setor imobiliário. Autorizada pelo governo no fim de agosto, a Letra Imobiliária Garantida (LIG) tem potencial para ganhar espaço tanto na carteira do pequeno investidor como dos gestores de fundos imobiliários. Isso porque, para especialistas, ela será uma opção com retornos melhores do que a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e com menos risco que os Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI), ambos concorrentes diretos.

    A LIG, que está em processo final de regulamentação pelo Banco Central, é um título privado do mercado imobiliário, isento de Imposto de Renda e que poderá ser emitido por instituições financeiras. O prazo para resgate é de 24 meses e a rentabilidade será baseada na taxa de juros ou atrelada a outros indicadores, como o IPCA. Deve estar disponível no mercado até o fim do ano.

    Novo produto deve ser disputado tanto por pequenos investidores quanto por gestores de fundos imobiliários

    A LIG promete sair na frente de outros produtos que integram a prateleira de ativos imobiliários por oferecer uma dupla garantia ao investidor. Além da salvaguarda da própria instituição que emitiu o título – ou seja, seu patrimônio –, haverá como garantia uma carteira de ativos imobiliários específica para esse fim, que não poderá ser usada para quitar outras dívidas da instituição no caso de falência. Romeu Amaral, advogado e especialista em financiamento empresarial, alerta, porém, que a dupla garantia exige que o investidor conheça também quais os ativos “salva-vidas” vão compor a carteira.

    No caso da LCI, por exemplo, a única cobertura é a do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que garante investimentos de até R$ 250 mil por CPF e instituição bancária em caso de quebra. Já os certificados, por oferecerem retornos maiores, não estão sob esse mesmo guarda-chuva. Por isso, ao comprar um CRI, o investidor tem de avaliar os empreendimentos imobiliários dos tomadores do empréstimo para medir os riscos.

    Além da vantagem da dupla garantia da LIG, acredita-se que, no futuro, a letra pode disputar com a LCI o investidor que busca rentabilidade e não se importa com o prazo de resgate de dois anos. Não faria sentido lançar um produto com retorno menor do que já existe se ele vai ficar preso por mais tempo. Se for pagar o mesmo com resgate maior, as pessoas vão ficar nas LCIs. Há uma carência de 90 dias na LCI e a rentabilidade geralmente é atrelada ao CDI.

    Outra crença é a de que o prazo maior, entretanto, vai exigir um investidor mais estruturado, que possa deixar o dinheiro por mais tempo – o que deverá implicar aportes iniciais maiores.

    Diversificação. Além do investidor pessoa física, fundos imobiliários podem estar ansiosos pela LIG. Isso porque os fundos são importantes compradores de papéis lastreados no mercado, além de imóveis fixos.

    A vantagem do fundo imobiliário é o acesso a uma carteira diversificada. O investidor poderá comprar cotas de fundos que investem em LIG, CRI e LCI e conseguir uma liquidez maior. Se ele for negociado em Bolsa, é possível entrar e sair quando quiser. A desvantagem é que o fundo imobiliário não é isento de Imposto de Renda e tem taxas de administração.

    Curtir

  8. Alckmin quer passar 267 imóveis públicos para fundo privado
    dom, 10/09/2017 – 10:01
    Atualizado em 10/09/2017 – 10:33

    Ocupado desde 2014 por músicos, grafiteiros, fotógrafos, cineastas e atores, entre outros, o espaço tornou-se centro cultural

    Por Cida de Oliveira

    Da RBA

    Depois de aprovar leis que autorizam a venda de fazendas experimentais e de áreas de conservação em várias regiões do estado, o governo de Geraldo Alckmin pretende agora transferir 267 imóveis para um fundo de investimento imobiliário a ser criado e administrado por empresas.

    A ideia, anunciada no último dia 23, é criar um Fundo de Investimento Imobiliário (FII) a partir da venda desses 267 imóveis públicos estaduais e assim formar um caixa para garantir que seus parceiros público-privados não fiquem no prejuízo caso algum desses projetos não sejam tão lucrativos para o setor empresarial.

    É o caso da Linha 4-Amarela do Metrô. Se a tarifa paga pelos passageiros não garantir o lucro esperado ao consórcio ViaQuatro, o fundo pode ser acessado. Outro exemplo é a PPP Habitacional. Mesmo que haja inadimplência na compra ou nos serviços condominiais, o parceiro privado nunca fica no prejuízo.

    Extraido da internet

    Curtido por 2 pessoas

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s