Fórum de FIIs

tetzner_blog-fiis

A Maior, mais Bem Informada e Ativa comunidade 100% FII

ABCP11  AEFI11  AGCX11  ALMI11B  ATSA11B  BBFI11B  BBPO11  BBRC11  BBVJ11  BCIA11  BCFF11B  BCRI11  BMLC11B  BNFS11  BPFF11  BRCR11  CBOP11  CEOC11B  CNES11B  CPTS11B  CTXT11  CXCE11B  CXRI11  CXTL11  DOMC11  DRIT11B  EDFO11B  EDGA11B  EURO11  FAED11B  FAMB11B  FCFL11B  FEXC11  FFCI11  FIGS11  FIIB11  FIIP11B  FIXX11  FLMA11  FLRP11B  FMOF11  FPAB11  FVBI11B  GRLV11  HCRI11B  HGBS11  HGCR11  HGJH11  HGLG11  HGRE11  JRDM11B  JSRE11  KNCR11  KNIP11  KNRI11  MAXR11B  MBRF11  MFII11  MXRF11  NSLU11B  ONEF11  PLRI11  PQDP11  PRSV11  RBBV11  RBGS11  RBPD11  RBRD11  RBVO11  RDES11  RNDP11  RNGO11  SAAG11  SDIL11  SHPH11  SPTW11  TBOF11  TFOF11  THRA11B  TRNT11B  TRXL11  VLOL11  VRTA11  WPLZ11B  XPCM11  XPGA11  XTED11

Juntos somos mais Fortes! Incentive o blog, assine os produtos e serviços:

Mini_FitaProdServ

Login   Registro   FII   Ações   Fundos   Diversão   Comentar   Loja   Ajuda   Comentários   RSS

5.700 comentários sobre “Fórum de FIIs

  1. Loja física assume novos papéis em mundo mais digital

    Pontos de venda devem se transformar em local de retirada de produtos e de experimentação

    A reconfiguração do processo de compra provocada pelo mundo digital traz para supermercadistas a necessidade de dar maior atenção ao universo on-line e encontrar um novo papel para o ponto de venda físico, que vai além da oferta de produtos para reforçar a experiência do comprador com a marca.

    vale para as agências também

    Curtido por 3 pessoas

    • Viram isso pessoal?? Sei tudo está relacionado… mas qual o tamanho do impacto disso nos FII´s??

      Mais um grande banco “decreta” o fim da mais longa e profunda recessão do Brasil
      Matéria de hoje…

      “Os economistas apontam que a maioria dos indicadores de confiança mostrou melhora: a
      confiança industrial aumentou 3,3% na comparação mensal em março (versus queda de
      1,3% na base mensal em fevereiro), a confiança do setor de varejo aumentou 3,8% no
      mesmo período (versus alta de 4,6% na base mensal em fevereiro), enquanto a confiança
      do setor de serviços subiu 5,4% em março (versus alta de 0,6% no mês anterior), segundo
      levantamento da FGV (/assuntos/fgv) (Fundação Getulio Vargas). Enquanto isso, a
      confiança do consumidor teve um dado fraco em abril após três aumentos consecutivos,
      “provavelmente devido à contínua deterioração do mercado de trabalho”, afirmam os
      economistas”

      “De acordo com os economistas do BofA, David
      Beker e Ana Madeira, os dados da economia
      têm surpreendido para cima e a previsão é de
      uma alta de 1,3% do PIB na comparação
      trimestral em termos ajustados, o primeiro
      dado positivo desde o quarto trimestre de 2014
      e encerrando a mais longa recessão da história”

      Curtido por 1 pessoa

      • Anderson

        particularmente não gosto muito quando a coisa é “por decreto”, haja visto o resultado recente de canetadas

        mas é inegável a quantidade de indicadores de reversão que estão saindo, para o pessoal que vivia reclamando que o estava pessimista, dá uma lidinha nas notícias agora

        até a mídia “virou” e dificilmente sai algo com viés mais pessimista

        o Brasil está otimista 😀

        Curtido por 2 pessoas

      • Tetzner , se vc se refere a grande mídia , desconsidere, essa é totalmente vendida, quanto ao brasil estar otimista depende de qual Brasil, quem perdeu emprego, quem fechou as portas não está nada otimista.

        Curtido por 1 pessoa

      • Anderson no curto prazo tudo pode acontecer, mas os efeitos de longo prazo estão sendo desenhados:

        – juros menores, mais dinheiro vindo para economia
        – mais dinheiro na economia, mais negócios, necessidade de espaço aumenta
        – efeito da super oferta de imóveis e m² vai sendo diluído

        tem que ser muito Otimista, mas é por ai

        Curtido por 1 pessoa

  2. Ilustres do blog, só p deixar registrado, tudo indica q corte da taxa selic será mesmo de 1,25.
    O que parece bom apenas mostra estamos infelizmente diante de um desgoverno, ou seja um governo perdido, sem rumo, que tenta se ajustar conforme vai reagindo à decadência do país.
    Podemos dizer diante disso q não existe um plano, e se existe um plano não existe um governo. Um governo tem que ser forte, temido, bastaria então um vies, e suas vontades seriam almejas, o q não acontece aqui, por tanto caminhamos sim rumo a uma Venezuela, por que não, quanto mais saímos da realidade mais nos aproximamos de uma Venezuela. Então sendo assim, acharmos q essa reforminha toda remendada vai ser a solução para nós, é um rumo totalmente fora do centro da realidade, achar que cortes bruscos na selic estará tudo resolvido, não passa de outro passo para nos distanciarmos do centro da realidade, da linha da realidade, acharmos q a volta do lula irá salvar o país, ( coisa que cresce Brasil a fora tá), também nos tira o rumo à realidade. Na verdade a realidade depende apenas de nos, que criamos um governo como criamos muitas vezes nossos próprios filhos, eles pedem e nos damos, não dizemos não, o que realmente precisamos é dizer não ao governo, não Ao aumento demimpostos, não a corrupção, não aos políticos corruptos, e sim a um protesto gigantesco no qual o governo corte seus gasto apartir de hoje, que o governo se desfaça dos cânceres que corroem o país, isso inclui funcionários públicos que não rendem, não precisamos disso, isso só nos dá despesas, funcionários e políticos como os da lava jato, não precisamos disso, isso sim é nosso problema e não solavancos e medidas remendadas no funcionamento do país.

    Curtir

    • De um governo de transição, um governo tampão, ninguém esperava grandes realizações. Basta que ele conduza o país minimamente respirando até o próximo mandatário e estará tudo bem. A grande, enorme e importante questão é: quem será esse próximo mandatário? E quem será o próximo Congresso?

      Curtido por 3 pessoas

    • Eu realmente não entendo sua idéia dé como funciona a política monetária.
      Veja os fatos:
      1) A cada índice de inflação novo ela vem.mais baixo. Hoje mesmo tivemos o IGP-DI mostrado uma deflação nunca vista em quase 20 anos;
      2) A atividade econômica continua fraca. Vários setores aí da apresentam recessão, e os poucos que crescem, ainda estão longe de se chamar recuperação;
      3) O desemprego atinge mais de 14 milhões de pessoas, e olha que este número não baixa de 12 milhões faz quase 3 anos. Ou seja, imagine o desalento dessas pessoas e o impacto que isto traz à economia como um todo.

      Enfim, temos inflação baixa..provavelmente vai marcar abaixo da meta na medida de 12 meses e deve ser assim também no ano do calendário., temos economia patinando e um de emprego altíssimo.

      Por favor, me explique, que efeito “benéfico”, a uma economia assim, teríamos com a manutenção nos juros altos?

      Curtido por 3 pessoas

      • Se cortar bruscamente ou muito, acontece o famoso voo de galinha, volta a inflação pior q tava, se sobe muito bruscamente como subiram, aí da recessão, eu só quero dizer que deveria ter subido tanto, e não deve cair também tão rapidamente, à dose do remédio tem q ser exata para não matar o paciente, e o governo tem que cortar gastos, issso e mais importante que tudo.

        Curtir

      • Com 14 milhões de desempregados, de onde virá o “voo de galinha”? Como teremos corrida para reajustes de preços se nossa capacidade ociosa ainda é muito alta.

        Veja, estamos em uma situação completamente oposta ao que estávamos quando a presidente em exercício, imprudentemente, forçou uma baixa dos juros além da conta. Na época tínhamos pleno emprego e uma economia que vinha de anos de crescimento, portanto sem capacidade ociosa. Abaixar os juros foi colocar lenha na fogueira. Hoje, manter os juros, é jogar água gelada nas cinzas da fogueira, é inútil.

        Eu entendo sua preocupação com o ritmo dos corte…. e eu também tenho uma preocupação de ritmo dos cortes, mas na direção oposta:

        A cada 1% de juros a mais que mantemos, sem necessidade, a nossa dívida aumenta 20 bilhões de reais, fazendo que , qualquer esforço de contenção de gastos do governo seja enxugar gelo;

        A cada 1% de juros a mais que mantemos, sem necessidade, impedimos que a economia volte a operar e, com isso, diminuímos a arrecadação e portanto teremos queda da receita. Outra vez estaremos enxugando gelo com os cortes de despesa, pois o déficit tende a aumentar;

        A cada 1% de juros a mais que mantemos, sem necessidade, prorrogamos a agonia das empresas e famílias endividadas, impedindo assim uma recuperação da atividade econômica.

        A política econômica deve ser manejada sim, com precisão, mas para os dois lado. É tanto prejudicial uma diminuição artificial dos juros quanto um aumento desnecessário.

        Curtido por 4 pessoas

      • Inflação da Venezuela já se aproxima de 1.000% e o desemprego é pior q aqui, na verdade não gira tudo em torno só dos juros, existe vários fatores em q acontece a inflação e outros males na economia 🙂 Mas vamos aguardar e veremos no que vai dar..

        Curtir

      • Marcos C existe uma taxa neutra para equilibro do sistemas de metas de inflação: O próprio Ilan sabe disso e vai colocar economia rodando na taxa neutra que é mais ou menos entre 7% e 8%.

        O erro esta mais para o lado do fiscal, taxa neutra se trata apenas de uma verborragia econômica.

        – Outras questão é que para manter taxas baixas o governo não pode usar bancos públicos para fomentar crédito a torto e a direita.

        – Não pode pedalar no cambio indefinidamente via swaps cambiais.

        – Tem de tomar cuidado com crises do primeiro mundo, bastaria uma crise meia sola por lá para bc decretar aumento de taxas por aqui para conter a fuga de capitais.

        – Tem de contes gastos estatais etc

        O que é incompatível com dos discursos dos candidatos a presidência para 2018 , que tem de baixar a taxa todo mundo sabe a questão é manter inflação comportada quando economia retomar.

        Se fizer o mesmo que foi feito anteriormente crédito estatal direcionado , trabalhar com déficits crescentes nas contas públicas a inflação vai voltar.

        Como boa parte dos candidatos é desenvolvimentista fica difícil acreditar que estas taxas vão se manter na linha neutra por mais que 5 anos.

        Curtido por 3 pessoas

      • Interceptorfii19,

        A Venezuela não é parâmetro para uma análise macroeconômica. Só para ter uma idéia eles tem 3 tipos de câmbio, não produzem praticamente nada internamente dada a dependência do petróleo, todo o sistema de preços sofre intervenção estatal, são mais de 10 anos de desconstrução econômica por lá. Ainda que muitos acreditem no contrário, nossa economia é muito mais sólida e previsível que a Venezuela.
        Assim, de uma maneira geral, sem exceções como a Venezuela, a Coreia do Norte, etc, com altas taxas de desemprego e baixa taxa de ocupação da economia, a inflação não dispara.. ela pode subir sim, se houver “barbeiragens econômicas” a lá “Nova Matriz Econômica”. Mas isto não está no horizonte dos próximos 20 meses.

        Senhor dos FII,

        Concordo. Uma taxa de juros baixa é um processo de “construção econômica”. Não é em um ato voluntarista que se vai atingir isto. Já vimos como termina.
        O que discuto é que , NO ATUAL MOMENTO, é pertinente baixar estes juros a um nível compatível com as condições macroeconômicas atuais… permanecer com os juros altos só traz prejuízos. É um remédio, que, pela dose, começa a se tornar veneno.

        Curtido por 2 pessoas

    • Só existe uma saída :
      Diminuir drasticamente o tamanho do Estado;
      Diminuir drasticamente impostos e taxas;
      Desregulamentar, desburocratizar e descentralizar;
      Privatizar tudo, empresas, propriedades e serviços estatais;
      Começar a praticar o livre mercado, extinguido monopólios e oligopólios;
      Só assim teremos uma chance de algum dia lá adiante deixarmos de ser uma nação subdesenvolvida, deixando esse modelo capitalista de Estado apadrinhado capenga e indo rumo ao capitalismo de mercado O setor privado é muito mais eficiente do que o público em produzir bens e serviços que atendam as reais necessidades da população.
      E sabe quando isso vai acontecer aqui ? Nuncaaa, pois o roubo e a corrupção já fazem parte da cultura do povo
      brasileiro assim como o apadrinhamento, a cultura do Estado provedor e tantas outras aberrações que só interessam aos grupos que se beneficiam diretamente do governo agigantado, políticos, governantes, burocratas, empresários de setores monopolizados e oligopolizados e toda uma casta de funcionários públicos que não produzem NADA para o país, tudo isso é um peso morto que o setor produtivo tem que sustentar e carregar nas costas.

      Curtido por 1 pessoa

      • Veja só como o Brasil é um país peculiar.
        No lapso de dois anos vamos de uma inflação anual de dois dígitos para uma outra (possível) deflação.
        Melhor dizendo, o Brasil é um país bipolar.
        E as reformas são os “tarja preta” indicados, mas o paciente em surto se recusa a ingeri-los.

        Curtido por 6 pessoas

      • Quer ver a inflação estourar de novo ? Espera só o molusco voltar como presidente.
        Ta achando que não … Não prenderam e não deixam prender, nossa eleição eletrônica é toda fraudada, se segura que a sede de vingança dele vai ser devastadora, dessa vez ele vem pra não errar mais, do governo só sai morto, vai implantar aqui uma ditadura bolivariana, triste fim de um país que tinha tudo pra ser grande. Infelizmente o risco disso vir a se tornar realidade é maior a cada dia.

        Curtido por 5 pessoas

      • E nós como investidores o que podemos fazer para nos proteger dessa ameaça catastrófica que já começa a se desenhar no horizonte ?
        1º – Desmontar carteira de investimentos no Brasil;
        2 º – Montar carteira de investimentos no Exterior;
        3º – Para aqueles que puderem, se mudar com a família para o exterior;
        4º – Vender todos os bens imóveis aqui antes que seja tarde demais .

        Curtido por 1 pessoa

      • Pois é Louis, inflação e juros são cíclicos, sempre voltam porque o país necessita de reformas profundas pra ontem mas que nunca são feitas, se por esse lado o país já está ferrado, imagine a catástrofe que será se a esquerda se instalar no poder novamente. Eu não vou querer estar aqui com a minha família pra enfrentar o inferno em que isto aqui se transformará.

        Curtido por 1 pessoa

      • Trix, será que o Molusco tem alguma condição de voltar? Fizeram uma pesquisa (Paraná Pesquisas e não Carta Capital Vox Populi PT) em São Bernardo, que apontava Doria com 24% contra 30 do molusco. Isso sendo uma cara nova, sem fazer campanha e no reduto do “metalurgico”. Lembrando tb que o seu entiado não conseguiu nem se eleger vereador na cidade. Será que ele tem tanta moral assim fora das pesquisas compradas e movimentos pagos?

        Curtido por 2 pessoas

      • Bigode:

        Sejamos realistas.
        Todos os “institutos de pesquisas” citados possuem vínculo com algum dos dois partidos políticos que se alternaram no poder central pelos últimos vinte anos (petebas e tucanatos).
        Esse tipo de enquete tem a mesma confiabilidade duma Mercedes Benz genérica produzida na China.
        Precisamos de algo realmente novo na nossa política, a velha casta travestida de nova (Doria Botox ou Jararaca Mumm-Ra) é que não dá.
        Sds.

        Curtido por 2 pessoas

      • Meus caros amigos, esqueçam pesquisas e até mesmo numero de votos , as eleições aqui são fraudadas, todos nós sabemos mas no fundo temos medo em admitir, é como se diz ““YO NON CREO EN BRUJAS, PERO QUE LAS HAY, LAS HAY.”

        Curtido por 1 pessoa

      • Trix. Concordo.
        Se ele puder se candidatar ganha.
        Não acho que ele consiga votos para se eleger.
        Mas tenho certeza que, caso candidato, o resultado final daria algo tipo 50,5%, 51%..
        E daí, concordo com vc. Segura as perucas.

        Desculpe perguntar, mas: Vc tem feito algumas destas coisas que vc falou?

        Curtido por 3 pessoas

      • Muito interessante as questões/ponto de vista levantado pelo Trix.
        Porém eu pergunto aos colegas, vocês estão se movimentando para um plano B de fugir do Brasil?

        Eu e a esposa estamos, esperemos que ele não ganhe mas se ganhar eu e ela já estamos em curso pra um possível plano B.

        1) como mandar tudo para o Uruguai/EUA em dólares para uma conta bancária.
        2) Vou começar me passa que vem minha reciclagem em programação(PHP,,HTML,,etc)para uma possível mudança legalmente é com trabalho para outra nação (NZ,EUA,Canadá ou Europa).

        Agente acha que a boshta não pode feder mais no Brasil mas ela começa a feder mais e mais ….

        Curtido por 3 pessoas

      • Se a eleição é fraudada a situação sempre ganha (e só sai na marra via impeachment),
        a oposição nao tem acesso à chave da máquina.
        Se não for mais uma conspiração da web; adiós PT

        Curtido por 1 pessoa

      • 1º – Desmontar carteira de investimentos no Brasil;
        2 º – Montar carteira de investimentos no Exterior;
        3º – Para aqueles que puderem, se mudar com a família para o exterior;
        4º – Vender todos os bens imóveis aqui antes que seja tarde demais .

        Trix, pretende fazer isso mesmo ou acordou com a pá virada hj? 😃
        ta loko mano

        Curtido por 1 pessoa

      • Rapaaaazzzzz… eu até me considero levemente pessimista, mas confesso que fiquei meio preocupado com as postagens de alguns dos colegas acima.
        A saída é comprar um rancho auto-suficiente (água/alimentos) nas montanhas, cercar com barricadas/muros, estocar munição para a velha garrucha e fazer um curso de tiro para ficar “no jeito” quando o Apocalipse venezuelano descer sobre esta nossa nação.
        Sendo impossível se opor à invasão de zumbis vermelhos, só deixar guardada uma bandeira com a imagem do Che (para hasteamento) e uma carteirinha do PC do B e mostrá-las aos invasores dizendo que aquela propriedade foi socializada e que você está fazendo a guarda a mando do partido.
        Sds.

        Obs.: Pois é, estou com o amigo Fábio nessa… 😀

        Curtido por 7 pessoas

      • O 1 e 2 dos Trix já está encaminhado faz tempo…

        Aqui eu tenho FII e renda fixa p/ emergência, e tudo do lado “conservador”.

        Um dia quem sabe a gente consiga pensar a longo prazo no Brasil, enquanto o discurso Marxista colar, infelizmente não dá…

        Curtir

      • Enquanto não prender o 9fingers corremos o risco. O Temer pode ser péssimo, mas ess agenda desagradável, poucos teriam coragem de propor.

        Tenho investido basicamente em reserva com liquidez e dólar esse ano.

        Curtir

      • Sobre o risco da volta do barbudo, que transformaria o Br em Venezuela, não vejo dessa forma. O sapo nunca foi de esquerda (nem deve saber oquê é isso), muito pelo contrário. O malandro, sempre foi aliado de empreiteiras e de grandes bancos. Além do mais, o cara sempre foi uma vagabundo que nunca gostou de perder seu tempo com essas discussões ideológicas, queria sim, aproveitar a vida e seus luxos. A quem desses grupos interessaria destruir a economia do país? A quase destruição ocorreu pelo “governo” 100% errático da sua sucessora.
        Ainda sobre essa possibilidade da volta do meliante, concordo com o Trix que as eleições não são confiáveis, mas a derrota do PT nas ultimas eleições, afasta para mim esse risco de fraude em favor do PT.
        Sobre sair do Br, só se for para os USA ou Oceania, pois a Europa ao meu ver, já virou uma grande ditadura socialista, aonde só uma classe privilegiada tem liberdade econômica. Também não vejo vantagem em virar um cidadão de 2ª ou 3ª classe em países mais desenvolvidos.

        Curtido por 1 pessoa

      • Tofaus

        Até 2009 a Venezuela devido ao petróleo na casa dos U$120 vivia uma bonança jamais vista! Todos achavam Hugo Chávez um Deus na Venezuela.
        Acabou o dinheiro do petróleo na Venezuela, acabou o amor!
        Veja vídeos do que está acontecendo na Venezuela. Nunca duvide do que a esquerda pode fazer em um país.

        Meus bisavós/avós tiveram que fugir da Rússia em 1922 pois Lênin e seu partido comunista tomaram as terras e a criação de cavalo do meu avô. Graças a Deus eles ti ham uma reserva e conseguiram fugir pra Romênia, onde meu bisavô conseguiu comprar documentação/passaporte Romênos é fugir pra Itália. Lembrando você que na década de 1920 nenhum país aceitava russos pois eram milhões de refugiados​ pela Europa. Daí conseguiram pegar um navio para o Brasil é começar uma nova vida sem o jugo comunista.

        O comunismo do PT/PSOL/<PCdoB é o mesmo de Lênin/Stalin de 1920/50.
        E sabemos muito bem como isso termina.

        Curtido por 1 pessoa

      • Não acredito na vitória eleitoral do molusco. Nas regiões sul, sudeste e Centro-Oeste ele não tem mais os votos que já teve, tem alta rejeição. No norte e nordeste ganha quem a máquina federal quiser e a máquina não está com o sapo nem com o PT, e só a maquina entregar o controle dos bancos regionais e das superintendências para aliados descolados do sapo como já estão fazendo.
        Porém ele nas pesquisas sempre vai estar na briga, desestabilizando os mercados, Mas sem apoios como está hoje não leva.
        Quando ganhou a primeira ele teve o apoio de parte do empresariado e depois tinha a máquina na mão, hoje não tem nem um nem outro.

        Curtir

      • Trix e demais “assustados” amigos, a direita (inclusive a extrema) está num momento de grande articulação e mobilização atualmente, ao contrário da esquerda, que está mais preocupada em salvar a pele. A possibilidade de qualquer tipo de golpe esquerdista, no momento, é altamente remota.

        Curtido por 1 pessoa

      • Infelizmente, acho que oTrix tem razao: se o sapo barbudo não for preso ou condenado, tem grande chance de se eleger.
        E, se eleito, não deixará pedra sobre pedra. Mas aí, será tarde pra dolarizada o patrimônio.
        Acho que estamo numa janela muito bom pra mandar dólares pra fora esse ano.
        Depois, pode ser tarde.

        Curtido por 1 pessoa

      • Impossível fazer planejamento de 20-30 anos na Banania. Independente de quem ganhar em menos de 5 anos mudarei com a família para a civilização, não sou estúpido de criar/formar/educar meus filhos no meio de seres tribais , mais animais selvagens que humanos . Já sei 2 línguas além do Português e Espanhol, tenho um bom rendimento de ações, renda fixa e FIIs, mulher fazendo curso de línguas, minha profissão é valorizada no exterior, estou estudando para as provas de revalidação de diploma e este ano monto minha posição inicial em REITS e estou comprando todo mês um pouquinho de dólares e euros. Em 2014 com a reeleição da Mãe de todas as bombas, eu decidi que educaria meus filhos em um país de pessoas normais, não em um país de capivaras. E aconselho aos colegas em fazer um projeto para se mudar em 5-10 anos daqui, principalmente quem for solteiro ou casado com filhos pequenos como eu. Aqui não há futuro, país de preguiçosos, ladrões, invejosos, mau-educados e canalhas.

        Curtido por 1 pessoa

      • Meu caro deutinvestimentos, entendo seu desabafo, as vezes também me sinto traído e revoltado, pois minha geração cresceu ouvindo que o Brasil é o país do futuro e esse futuro nunca chega e acho que nunca chegará, acho legítima a intenção de levar a família para viver num país melhor e mais seguro.

        Curtir

      • O período do governo Lula foi um dos melhores para a nossa economia e para o mercado, é fato. Em uma eventual hipótese de retornar ao poder, não vejo como o fim do mundo, pois não fará loucuras, assim como não fez no passado. Mas é muito cedo para traçar qq cenário. o Fato é que a classe política está desacreditada e opções “salvadoras” como Hulck, Dória e Bolsonaro poderão piorar ainda mais.
        Bem que poderia termos novas lideranças que incluam na pauta o equilíbrio fiscal com redistribuição de renda. faria bem a economia e a vida das pessoas, porém não vejo nada de novo pela frente.

        Curtido por 2 pessoas

      • Maior crise da história… maior escândalo de corrupção do mundo…. vamos repetindo e repetindo essas coisas como se fossem verdades absolutas. Vcs realmente acreditam que estamos vivendo a maior crise da história?

        Curtido por 1 pessoa

      • Aproveitando os 40%que ganhei na bolsa, todo mês vendendo o lucro, vendendo todo mês menos de 20 mil, para não pagar imposto. Vendendo agora que o Brasil atualmente está “ao som dos violinos ” . Vendendo alguns FIIS também agora neste atual topo. Não suporto mais viver em Terra de funkeiros, forrózeiros, maconheiros de classe média e alta, marxistas culturais, pessoal que vive de roubar o aposento dos avós e pais , juízes que são parceiros do tráfico e do crime, etc. …

        Curtido por 2 pessoas

      • O problema econômico brasileiro tem jeito, é o mais fácil de resolver , já tem a receita pronta, e mesmo sendo relativamente simples, seu progresso nunca dura mais que 8-12 anos, mas o cultural/civilizacional brasileiro não tem solução este é causa para todas suas mazelas, inclusive a econômica.

        Curtido por 1 pessoa

      • Se é a pior crise, não sei. De forma simplista, só encolhemos 2 anos seguidos antes na grande depressão. Desconfio dos números, não por ser de direita ou esquerda, mas pq tô sentindo na pele tantos reajustes e encolhimentos.

        Curtir

      • Caro TRIX, não dá para dizer que de 2004 a 2012 não foi um período de prosperidade, país em pleno emprego, inflação sob controle, dívida externa equilibrada, obras em todo o país, setor da construção civil bombando e por aí vai. Não estou fazendo análise se gosto ou não do partido A ou B. É só olhar os indicadores…

        Curtido por 1 pessoa

      • Troglio, aprofundando um pouco a análise, nesse período o Estado se agigantou, os gastos cresceram, a dívida cresceu, a carga tributária aumentou, a corrupção se alastrou, o populismo cresceu com o assistencialismo barato, os amigos do rei se beneficiaram, nós trabalhadores e pagadores de impostos tivemos que nos sacrificar mais para sustentar essa corja toda roubando o país. O que eles fizeram foi puxar a economia aumentando o gasto público e o crédito, ora isso dá certo só num primeiro momento, logo em seguida a conta vem e vem pesada, hoje o país está pagando a conta de tanta incompetência.

        Curtir

  3. Mercados Corte de 1,25 ponto na Selic ganha adesão

    Nos contratos de juros futuros, a probabilidade de uma redução de 1,25 ponto da Selic já neste mês cresceu de 24% para 36% na última semana.

    O Bradesco é a primeira grande instituição financeira a trabalhar com um ritmo mais acelerado de corte de juros. Se confirmado esse cenário, será a primeira vez desde março de 2009 que o Banco Central fará um corte de juros superior a 1 ponto.

    Seguuuuura Peãoooo!! 😀

    Curtido por 2 pessoas

  4. O início do juro composto

    Comecei a investir em FIIs – e investimentos em geral – em 2012 (na época 22 anos), do zero, e fiz uma conta básica:

    Rendimento / Aplicação (ano a ano)

    Por rendimento entende-se o “pingado”: distribuição de fii, dividendos e cupons. Ou seja, valorização dos ativos não entraram na conta, seja RF ou RV.

    A conta está assim:

    2012: 0%
    2013: 3%
    2014: 10%
    2015: 13%
    2016: 18%

    Infere-se que meus rendimentos cada vez mais e de forma lenta se aproximam da minha capacidade atual de aportar

    🙂

    Curtido por 11 pessoas

    • Então…
      ex: se você aportou R$ 10.000,00 reais ao longo de 2016 em aportes regulares, você obteve no ano um dy de R$ 1.800,00 ?

      é isso mesmo ou entendi errado?

      Abraço!!

      Curtir

      • Mark, sua ideia é válida apenas para o 1º ano, pois a partir do 2º ano os rendimentos recebidos provêm não apenas dos ativos comprados no ano corrente, mas também nos períodos anteriores; enquanto o aporte considera apenas aqueles efetuados no ano corrente.

        Como o aporte é praticamente o mesmo, o efeito de juros compostos está fazendo o rendimento cada vez mais se aproximar desse aporte “fixo”.

        Curtido por 2 pessoas

  5. 06/05/2017
    70% do consumo do País estão no interior
    Capitais respondem por apenas R$ 1,2 trilhão dos R$ 4,2 trilhões que serão consumidos pelos brasileiros neste ano

    Em 1994, as capitais sozinhas respondiam por 40% do total de bens e serviços comercializados em território nacional. Hoje, não concentram nem 30%. Um total de R$ 2,9 trilhões serão gastos no interior neste ano.

    O Paraná não é exceção. O consumo em Curitiba representou 21,52% do total estadual em 2016 e vai passar a 21,12% em 2017. Altos custos nas capitais levam empresas a optar por outras regiões

    Curtido por 6 pessoas

    • “São dois motivos básicos que explicam a interiorização do consumo”, afirma o responsável pelo estudo, Marcos Pazzini.

      “O primeiro é que os custos nas capitais são muito altos”, complementa. Segundo ele, por isso, as empresas estão preferindo o interior para se instalarem.

      “Novas empresas representam mais emprego, mais renda e consequentemente mais consumo”, alega. Na opinião dele, o outro motivo seria que as prefeituras do interior estão oferecendo mais benefícios para os investidores.

      De acordo com Pazzini, durante a crise “era de se esperar” que o interior sofresse mais. “Mas as capitais não ganharam participação nesses anos”, conta. Ele acredita que, após a crise, o processo de interiorização do consumo se intensifique ainda mais.

      Curtir

      • Concordo!

        Mudei de Florianópolis pra Chapecó e minha qualidade de vida aumentou e muito gastando o mesmo que em Florianópolis.

        Aluguel em Florianópolis R$650,00 por 28m² com garagem descoberta e 12km do centro.
        Aluguel em Chapecó 2 quartos, último andar, prédio novo, 700 metros só centro da cidade e bairro classe B R$847,00 com área privativa de 65 m² + garagem coberta.

        Florianópolis os manezinho tem mania de ir construindo um monte de kitnet e casas no mesmo terreno sem divisão do terreno na prefeitura, muros e energia. Então um terreno pode ter 12 kitnetes e 2 casas(ingleses onde o conejo mora tem muito disso é já morei lá) e ter apenas 1 relógio pra leitura da Celesc. Resultado é que a energia é cobrada mais cara é rateada(típico de brasileiro fazer as coisas nas coxas).
        Então minha energia em Floripa vinha com o KW/h o dobro do que pago em Chapecó. Resultado que pagava R$70/80 em Floripa e aqui pago R$37,50 em média.

        Custo hora de estacionamento em Floripa R$2 na zona azul. Mas é impossível achar que você precisa então tem que colocar em estacionamento particular que chega a custar R$4,90/hora.
        Chapecó hora R$1,20 na zona azul e super fácil de achar. Paga pelo aplicativo e pronto. Dá pra colocar apenas 30minutos ou até 4h.
        Economia na gasolina pois as distâncias são bem menores e consequência disso menos desgaste no carro.

        Mercado Chapecó X Florianópolis
        Em média 20% mais barato.
        Exemplos:
        Pão em Florianópolis no Carianos(bairro do aeroporto) onde morava era R$13,90 o kg e em Chapecó na padaria mais cara do mercado mais caro R$8,90 o kg.
        Acho restaurantes em Chapecó que servem churrasco(menos picanha) por R$15,90 a vontade! Floripa buffet a vontade não sai por menos de R$19,00 e não servem carne de churrasco.

        Empresas pagam em média R$200/300 a menos que em Floripa porém é compensado com menor custo de vida.l

        Única coisa mais caro em Chapecó que Florianópolis são preços de automóveis. Mas nada que uma ida pra Floripa de avião pra comprar um carro não resolva.

        Curtido por 5 pessoas

    • Sudeste lidera com quase metade do bolo

      O IPC Maps 2017 mostra que a Região Sudeste do País tem 48,78% de participação no consumo. Em segundo lugar, está o Nordeste, com 18,84%. Depois seguem o Sul (17,94%), o Centro-Oeste (8,51%) e o Norte (5,93%). OS 50 maiores municípios brasileiros juntos são potencialmente responsáveis por 40,25% do consumo, equivalente a R$ 1,692 trilhão.

      O ranking dos municípios, de acordo com o estudo, mostra a diversificação desse universo. Permanece a liderança dos mercados como os de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, seguidos por Salvador, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, com Goiânia retomando a 8ª posição, seguida de Manaus e Recife.

      Algumas cidades do interior dos Estados ganham destaque na pesquisa. O IPC Maps cita como exemplos Campinas, Guarulhos, Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo, Santo André, São José dos Campos, no Estado de São Paulo, além de outras cidades como São Gonçalo e Niterói (RJ), Campo Grande (MS), Florianópolis e Joinville (SC), Uberlândia (MG). (N.B.)

      Curtir

      • Sei não hein… considerar Santo andré e São Bernardo como interior? pra mim é grande sp…. mas enfim, legal a pesquisa, No interior temos grandes cidades como: Bauru, Marília…. Londrina, dentre outras!

        Curtido por 1 pessoa

      • Mark

        em termos de custos, já fica bem diferente só por não ser SP; mas mesmo em SP de acordo com a região tem muita diferença

        mas vem de muitos anos já essa migração de empresas, do centro para regiões próximas com custos menores

        Curtido por 1 pessoa

      • Se não é interior é o que? Capital?

        Aqui em São José dos Campos é assim tb, ninguém aqui se considera do interior….e eu pergunto de novo: Se não é interior, então é capital de onde?
        😊

        Curtido por 5 pessoas

      • “Existem conceitos variados sobre o que é Interior do Brasil. Oficialmente, nos órgãos federais, imprensa e universidades, o termo interior se refere ao local que não é a capital e nem as cidades adjacentes a ela, as chamadas regiões metropolitanas. Ou seja, são considerados interior do Brasil todos os municípios, excluindo-se as áreas metropolitanas das capitais, onde as mesmas estão incluídas.

        Pode também designar as áreas que não se encontram no litoral. O termo interior foi muito utilizado quando da construção da nova capital do Brasil, Brasília, que serviu para “interiorizar” o país.”

        Curtir

  6. Consumidor pode se preparar para voltar às compras de imóveis
    Gesner Oliveira 06/05/2017 04:00

    Um dos maiores sonhos do brasileiro é a casa própria. Apesar disso, entre as pessoas que planejaram comprar um imóvel em 2015, 63% não realizaram este sonho. Fruto da maior crise econômica que vive o país. A crise gerou desemprego, reduziu o consumo e fez o brasileiro adiar diversos planos.

    Quem olha para trás na economia brasileira vê uma estrada esburacada, um caminho nebuloso. Mas quem olha para frente enxerga um caminho melhor. A economia do país parece demonstrar os primeiros sinais de recuperação. Ainda pequenos, é verdade, porém parece haver um impulso no sentido de tempos melhores.

    O preço dos imóveis é um desses sinais. Em 12 meses, o preço de venda dos imóveis acumula alta de 0,69%, valor abaixo da inflação estimada de 4,1%. Ou seja, descontada a inflação, o preço médio apresenta queda real de 3,3% nos últimos 12 meses, segundo o índice FipeZap. Após sofrer uma correção nos preços nos últimos meses, a retomada da economia e do consumo deve dar novo fôlego o valor de venda dos imóveis.

    Curtido por 1 pessoa

    • Não é preciso ter pressa, porém. Diante de muitas incertezas na economia, o mercado imobiliário ainda deve sentir a recessão de 2015 e 2016. No entanto, já é hora de o consumidor poder se preparar para voltar às compras. A era de queda nos preços pode estar ficando pra trás e uma nova dinâmica entrar em vigor.

      Há um outro fator que beneficia o consumidor nos meses que virão: as taxas de juros. Depois da taxa de juros básica da economia (Selic) iniciar o ano em 13,75%, houve uma redução de 2,5 pp para 11,25%. A taxa Selic deve terminar o ano de 2017 em 8,5% e permanecer em 2018 próxima a esse nível, praticamente sem alteração. Taxas de juros menores significam que o crédito para o consumidor estará mais barato.

      Em 2013 e 2014, a euforia no mercado imobiliário fez os preços subirem de maneira brusca. Os preços não refletiam a realidade da economia. Com a crise que o país está passando, houve uma correção nos preços que coloca os imóveis a níveis mais acessíveis. Este ambiente de preços mais modestos somados a um crédito mais barato forma um cenário propício para bons negócios no mercado imobiliário. Para quem esperou para comprar um imóvel – por vontade própria ou por obrigação –, está chegando a hora de realizar esse sonho

      Curtir

      • Só um pequeno detalhe, teria q combinar com os russos, no caso aí o russo seria lá plata,
        No tene prata gente, falando a às claras, no planeta terra Ainda se compra as coisas com dinheiro, se não tem grana, pode até ter o produto, mas não tem o comprador, e Ainda quem resolve tudo é o dinheiro, pode ser a hora (embora eu acho q tá longe disso), pode estar baratíssimo (embora eu acho q Ainda tá muito caro), pode reunir 1.000 motivos de ser o momento de compra, mas se faltar um único item, que se chama , porva, então voltamos à estaca zero, temos q primeiro recuperar a maneira de ganhar a porva(emprego ou roubar), aí depois vem a parte mais fácil, até lá chega de tro Lo Lo, e vamos correr atrás da prata….
        Outro detalhe, para os mais antigos como eu, que já passamos várias crises, essa Ainda tá ótima se comparar com as outras tá, já vi crises bem piores, do sujeito sair à rua p vender um imóvel, carro, ou outro bem, rodar o dia todo, e não encontrar se quer uma oferta, nem q custasse 100 e venderia por 10, nem mesmo os dez achava.
        Única coisa q me assusta nessa crise e a diferença das outras, nunca vi ou ouvi dizer de uma crise com duração proporcional à essa, e o q é pior, não se vê sinal de melhoras, só tro ló ló

        Curtido por 2 pessoas

      • Concordo com tudo do interceptor disse, não há prata. Pode cair, mas o consumidor (classe média) está enforcada, devendo até as cuecas. Só olharmos a queda no varejo, sem dinheiro, vai-se comprar o essencial, muito depois, vem casa própria.

        Curtido por 1 pessoa

  7. Esse Mês tem COPOM!

    Ritmo de corte da Selic é “adequado”, reafirma presidente do BC

    (Reuters) – O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, vai reafirmar em eventos no Japão na próxima semana que o atual ritmo de corte da taxa de juros no Brasil é “adequado”, mas que esse cenário depende da evolução da atividade econômica e das expectativas de inflação.

    30 e 31 de maio


    Curtir

    • Já opinou? Não?? Então participe!

      Prévia

      Selic em 11,25% aa e agora o COPOM vai:
      Decepar 1% de novo para 10,25% aa 44.44%

      Hardcore 1,25% arredonda pra 10% aa 21.53%
      Podão de 0,75% para 10,50% aa 12.5%
      Subir a Taxa (+0,5%/+0,75%) 9.72%
      Cortar só 0,5% para 10,75% aa 5.56%
      Ai Jesuis 1,5% e caímos para 9,75% aa 4.86%
      Manter sem Cortes (0%) 1.39%

      Curtir

  8. Inquilino à Venda!

    Tesouro vai vender cerca de R$3,5 bi em ações do BB

    SÃO PAULO (Reuters) – O Banco do Brasil informou nesta sexta-feira que o Tesouro Nacional vai resgatar cotas do fundo soberano, que resultará na venda de ações do banco ao longo de até 24 meses, em uma transação que pode render cerca de 3,5 bilhões de reais em valores atuais.

    Curtido por 4 pessoas

  9. Tetzner Journal – 06 de Maio de 2017

    Capa Jornal Nova

    Carta ao Leitor

    Bem amigos do Blog, edição SEMANAL do nosso jornal para você ficar ainda mais ligado e atualizado nos FIIs 😀

    Isso mesmo, toda semana você vai receber a edição com os últimos acontecimentos; a edição mensal consolidada continua presente nos Relatórios Comentados.

    E no final da edição você encontra o Resumo dos FIIs Atualizado para você!

    Junte-se a nós, faça parte dessa família!

    Não é Assinante? Peça já a sua Edição, clique aqui!

    mini_Tetzner Tetzner

    Nesta Edição:

    • Carta ao Leitor…2
    • Conteúdo…3
    • Fatos que marcaram a Semana…6
    • Resumo dos FIIs…63
    • Nota…66

    Ícone Assine

    Curtido por 1 pessoa

  10. Povo,

    Brasileiro que mora mais de um ano fora do Brasil não precisa fazer declaração do imposto de renda, desde que notifique a receita federal.

    Fica a dúvida. E a isenção do rendimento do FII para PF. Como fica ? Tudo igual ? Tem alguma diferença ?

    Abraços.

    Curtir

    • Direto do site da Receita Federal:

      3 – Não estão sujeitos à incidência do imposto de renda os ganhos de capital auferidos pelos investidores estrangeiros, não-residentes, que realizarem operações financeiras no Brasil de acordo com as normas e condições estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional:

      I – nas operações realizadas em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas, com exceção das operações conjugadas;

      II – nas operações com ouro, ativo financeiro, fora de bolsa.

      Estrangeiros que aplicarem em FII estão isentos de IOF.

      Curtido por 1 pessoa

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s