FII Agro

Foi instituído o Fiagro (Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais), importante instrumento que aproxima o agro do mercado de capitais.

O Fiagro permitirá a investidores nacionais ou estrangeiros a possibilidade de investir no agronegócio, o setor mais relevante da economia brasileira. Para se ter uma ideia da sua participação na economia do país, em 2020 o agro foi o único setor a apresentar números positivos, sendo responsável por 26,6% do total do PIB brasileiro de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

No primeiro trimestre de 2021, o PIB do agro avançou 5,7%, tirando o PIB brasileiro do negativo, aumentando 1,2%.

42 comentários em “FII Agro”

  1. Ainda nos estudos sobre Fiagro, recebi material sobre RURA11: Itaú Asset Rural FIAGRO – Imobiliário

    Alguém fez alguma análise sobre ele?
    Vi que existem vários abertos

    Estou pensando seriamente em aportar algo em Fiagro.

    Valeu

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muitas opções.

      Apenas ter o cuidado de pegar logo o primeiro que te apresentam. Cuidado com os geridos pelos bancões. Faça sempre um raio x e um pente fino e compare com outros.

      Ao entrar no FIAGRO, saiba no que est alocando. Veja a estratégia usada. Vai focar em CRA? Vai focar em terras? Vai ser híbrido? Vai ser concentrado ou bem diversificado? Vai focar numa cultura ou em várias? São alguns detalhes que diferenciam os FIAGROS. Dê peso maior a gestora que já tem vivência e experiência no Agro.

      Muitos IPO de FIAGRO. Muita chance de poder entrar um pouco mais a frente por um preço melhor. Juros Subindo por aqui. RV sendo girada pela turma dos ansiosos. Juros subindo nos EUA (afeta aqui tb). E nossas eleições.

      Eu to esperando os IPO. Deixo passar umas semanas. Se quero muito, entro com pouco. Aguardo definição de juros e aproveito alguma boa janela. Entro mais um pouco. Eleição passou, entro mais um pouco e assim vou fazendo com a RV. Melhor ou pior? Não sei. Mas funciona bem pra mim.

      Tenho 11 FIAGRO no meu radar. 2 com grande chance de entrar, mas ainda precisando de mais info. Não posso detalhar muito, pois ainda não fechei minha decisão. Só pra mostrar que opção é o que não falta. Tem pra todo gosto e perfil. Mas tb eleva um pouco o trabalho de analisar e comparar. Tem que ter calma. Mas são bons produtos no geral e na essência. Apenas minha opinião.

      Valeu!!!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Gama,
        Vira e mexe, vem do assessor ou no próprio mail uma lista de FIAGRO
        Parece ser a bola da vez…opções muitas
        Deixei passar o KNCA11, pois não tinha lido quase nada, mas acho interessante em ter algo diferenciado na carteira
        Valeu

        Curtir

  2. O RZAG11 (Fiagro Riza Agro) esta em negociação na Bolsa. É o primeiro Fiagro a ser de fato negociado na B3. Vamos ver o desempenho nos próximos meses..

    A Galápagos fez uma oferta 476 de um CRA que eles carregavam, com lock-up por 90 dias (não negocia) e por ser uma oferta pequena dificilmente terá alguma liquidez (tem R$50MM de PL apenas).

    Pelo jeito todas as outras ofertas estão todas micando. Santa Fé já se foi e agora a oferta da XP Asset foi prorrogada. Me parece que não vingou tb e estão empurrando com a barriga!

    Curtir

  3. Pessoal,

    Já podemos colocar todos os FII que focam no setor Agro como sendo FIagro?

    Ou apenas os novos podem ser de fato classificados como FIagro?

    Será que veremos movimento de incorporação de Fundos da mesma casa? Um FIagro de papel pegando seu irmão mais velho e virando um FIagro Híbrido? To viajando?

    FII logístico que explora o setor Agro, começar a comprar CRA e votar pra se transformar em FIagro Híbrido? Será?

    To vijando e querendo debater sobre essa nova classificação. O que vcs pensam?

    Renato: Bacana e parabens pelo compilado dos FIagro 😉

    Valeu!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Escreveu justamente o que estava pensando. Eu acredito que, mais cedo ou mais tarde, se tornarão HÍBRIDOS como atualmente vemos, por várias razões: diversificação da carteira do gestor dentro da própria gestora para … liquidez, taxas, prêmios … giro de CRA, etc.

      O retorno projetado desses CRAs está -a princípio- muito melhor do que o setor “alternativo” de FIP [já misturando outro setor] o qual… “gostava” muito … pois os resultados estão muito fracos, tanto de rendimetos quanto no secundário; não estão sendo condizentes com o cenário econômico … “inflacionário”.

      >>>> Aliás … para quem assistiu o GLOBO RURAL de ontem… teve a oportunidade de ver umas “fazendinhas” de cana de açuçar no interior de SP, divisa com PR … de tirar o fôlego.

      Curtir

  4. LANÇAMENTOS / EMISSÕES recentes:

    1. FIAGRO XP CA (XPCA11): R$ 350.000.000,00 @ R$ 10,00

    2. FiAGRO RIZA (RZAG11): R$303.440.900,00 @ R$ 10,00

    3. FiAGRO KINEA (KNCA11): R$ 425.000.000,00 @ $ 101,30 ($ 100 + $1,30)

    4. FIAGRO GLPG (GCRA11): R$ 50 milhões + R$ 300/500MM em NOV/21
    Rendimentos pagos (1o/TRIM): R$ 1,10
    >>> Estudo de Viabilidade: não encontrei.

    5. FIAGRO STAFE (FARM11): R$ 500.000.000,00 @ R$ 100,00 ($95,39 + $4,61)

    6. FIAGRO FG/AGRO (FGAA11): R$ 350 milhões @ R$ 10,00

    Curtido por 3 pessoas

    1. Consolidei acima os dados dos lançamentos e emissões mais recentes.
      Deu uma trabalhêra do cão !!!🐶🐶🐶

      Recomendo ler TODOS os PROSPECTOS PRELIMINARES – T-O-D-O-S !

      Notarão CLARAMENTE a diferenca entre os gestores.
      Me impressiou o FGAA11 …

      Curtido por 5 pessoas

      1. Olha …

        Primeiramente, eu penso que quem está chegando agora no mercado, jovens adultos, têm à sua frente uma oportunidade ÍMPAR de investimentos para rentabilizar e crescer seus respectivos patrimônios de dar inveja muito marmanjo; eu, incluído !

        Eu gostei das gestões, digamos, mais profissionais do FGAA11 e FARM11. Ambos tem propostas distintas! Enquanto o 1o. é um puro-sangue de CRI do AGRO com batante expertise e conexões no setor e já possui diversos CRAs em andamento no mercado, o 2o. tem como uma das metas a comercialização de compra-e-venda das terras e considera a valorização da terra / ganho de capital no retorno anual.

        Em um segundo patamar, quase empatado, gostei da RZAG11 mas estou com uma TREMENDA pulga atrás da orelha devido às intransparencias e inconsistências do RZAK11. Me chamou especial atenção o indexador do CRAs completamente em CDI [e repare nas premissas do CDI… para minha surpresa… as simulações do Kinea realmente colocam o CDI em um patamar muito superior ao IPCA …]; portanto, ponto positivo para o fundo.

        Os outros 3 Fundos não me convenceram, seja pelo estudo de viabilidade capenga / ñ encontrado aliado a falta de expertise do gestor no setor ou forma como qual precificaram a subscrição da cota.

        Curtido por 1 pessoa

      2. Colegas,

        Recebi material do assessor sobre dois FIAGROS
        Um deles o Kinea, já citado aqui, onde fazem uma projeção da parte atrelada ao CDI com retorno de CDI+6% e outra parte atrelada ao IPCA, retorno de IPCA + 8%.

        O outro, Plural Credito Agro, ainda não vi o material e nem me passaram projeções.

        Não sei como vcs estão vendo esse mercado, se é o momento de entrar ou não.

        Curtir

    1. só tem de acompanhar as alocações para ver se ninguém aloca em ‘recebíveis’ do mst…

      “CVM LIBERA OFERTA DE R$ 17,5 MILHÕES EM RECEBÍVEIS AGRÍCOLAS LIGADA AO MST
      Rio, 23/8/2021 – A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou nesta segunda-feira a retomada da oferta pública de distribuição de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) da Gaia Impacto Securitizadora, que tem como objetivo levantar R$ 17,5 milhões para sete cooperativas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).”

      Curtido por 3 pessoas

  5. Resumo dos meus levantamentos até o momento:

    OFERTAS EM ANÁLISE CVM:
    – Santa Fé Terra Mater (500 mi – exploração dos imóveis e de operações de venda, arrendamento e parcerias agrícolas)
    – Riza Agro (500 mi? – CRAs originados pela Riza lastreados em Cédulas do Produtor Rural Financeiras – CPR-F)
    – Kinea Crédito Agro Fiagro Imob
    – FG/A (350 mi – CRAs do segmento sucroalcooleiro)

    REGISTRADOS CVM:
    – Hedge Agro I
    – Hedge Agro II
    – Galápagos Recebíveis do Agronegócio
    – XP Florestal

    Curtido por 4 pessoas

    1. Eu só invisto nessa categoria/classe de investimentos se o RENDIMENTO for indexado à SELIC + IPCA + 5% de prêmium, no mínimo !!! Fora isso … melhor a CADERNETA de POUPANÇA.

      Curtir

  6. Estou muito interessado nos FIAGROS e pretendo migrar uma parte da minha carteira de FIIs para eles, visto que o negócio Agro me parece mais atrativo e com melhores Perspectivas que o Imobiliário. O X da questão é que depois de 12 anos investindo em FIIs, um dos principais aprendizados que tive é que o Gestor é o principal fator limitante dos Fundos. Não é possível avaliar um FII por suas promessas perspectivas apresentadas nos prospectos de lançamento e se faz necessário um histórico de gestão de alguns anos para se poder escolher um bom FII. Como fazer para entrar nos FIAGROS com segurança? Como saber se os gestores têm DNA Agro ou se são apenas almofadinhas farialimers atrás de taxas de administração e gestão?

    Curtido por 3 pessoas

    1. Concordo com Felipe Mendes.

      Deste nomes, a equipe da RIZA tem DNA de produtor rural. Os cara, pisam e lidam com terras. Andam de bota e percorrem o chão de terra nas picapes. Na época do lançamento do FII deles, pude conversar e enetnder um pouco sobre como eles olham e lidam com o AGRO. Gostei muito. Experiência eles tem.

      Vou com calma buscar mais dados sobre estes outros. Saber por exemplo se a XP contratou alguém com terra na sola da bota 😉

      Valeu!!!

      Curtido por 1 pessoa

    1. E a proposta desse RZTR não me agradou. Caso tudo vá bem e as terras se valorizassem os antigos proprietários poderiam xercer a recompra delas, ficando com a cereja do bolo pra eles. Já o investidor ficaria com uma taxa quase pré-fixada e nada mais.

      Curtir

      1. Se os produtores ruraius exercerem a opção de ocmpra, o principal volta ao fundo que pode re-investie em outras terras OU … amortizar de volta ao cotista!!! O fundo está dando quase 1% a.m. … não entendo como “não me agradou”

        Curtir

      2. Renato, quase 1% a.m. pode ser bom, mas num período de 10-13 anos muita água pode rolar e certamente as terras, por serem um ativo escasso e tendendo a ser cada vez mais escasso ainda, abrir mão dessa possibilidade de ganho não faz muito sentido pra mim. Prefiro um FII que me permita algum ganho patrimonial em sua carteira de imóveis. Se lançarem um FIAGRO com participação em terras, aí vou me interessar.
        Por que não discutor sobre FIAGROS nesse espaço? Para facilitar a vida e futuras análises. O RZTR é FII e tem sua aba lá.

        Curtir

  7. B3 informa: B3 passa a listar e negociar Fiagro, os fundos de investimentos do agronegócio

    São Paulo, 02 de agosto de 2021 – A B3 passa a aceitar a partir de hoje, 02/08, pedidos de listagem dos Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (Fiagro). Serão consideradas para essa listagem as categorias de Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (Fiagro-FIDC), Fundo de Investimento Imobiliário (Fiagro-FII) e Fundo de Investimento em Participações (Fiagro-FIP), em linha com a regulamentação editada pela CVM.

    Com essa iniciativa, a B3, a bolsa do Brasil, amplia ainda mais sua oferta de produtos voltados ao agronegócio e oferece novas possibilidades de diversificação ao investidor, facilitando a sua exposição à agroindústria, setor tão relevante para a economia brasileira.

    Além de poder contar com uma gestão profissionalizada dos fundos, a exemplo do que acontece no mercado imobiliário, o investidor também terá benefícios fiscais como isenção de IR para Pessoa Física, o que pode contribuir para a atração de investimentos para o agronegócio e, consequentemente, trazer desenvolvimento para o setor produtivo e para o país.

    “O potencial de mercado dos fundos de investimentos que investem em ativos ligados ao agronegócio é bastante relevante: não apenas pelo dinamismo do setor, como também pela possibilidade de maior diversificação para os investidores finais em um contexto de crescente relevância do agronegócio no País”, destaca Fabiana Perobelli, superintendente de Relacionamento com Clientes Brasil da B3.

    Listagem do Fiagro – Para que sejam admitidos à negociação na B3, os fundos de investimento devem ser constituídos sob a forma de condomínio fechado. As cotas serão negociadas no PUMA Trading System, as operações liquidadas em D+2 e a B3 atuará como contraparte central.

    Curtido por 1 pessoa

NOVOS COMENTÁRIOS AQUI: (sem links, emails ou telefones)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: