2.628 comentários sobre “Notícias

  1. Seller pode voltar à Justiça contra Lojas Leader

    …Com as dificuldades que a rede atravessa há mais de um ano, houve atrasos nos pagamentos de aluguel de parte dessas lojas. E os proprietários dos pontos passaram a cobrar dos antigos donos da Seller, e atual fiadores, os atrasos no aluguel.

    Curtir

  2. Estaria msmo a inflação controlada? Salvo engano, ontem msmo o Tetzner postou algo sobre o IGPM da primeira semana do ano, e ele veio um pouco alto, não? Aguardemos…

    Redução da taxa Selic anima Temer e governo

    A decisão de redução do juros em 0,75 ponto porcentual pelo Banco Central, por unanimidade, na primeira reunião de 2017 do Comitê de Política Monetária (Copom) animou o presidente Michel Temer e o governo. A maior parte do mercado previa redução de até 0,5 ponto porcentual e diminuir a taxa básica de juros da economia para 13% ao ano “superou as expectativas” do próprio governo.
    No Planalto, a notícia foi recebida como um sinal de que começam a surgir os primeiros indicadores de que a retomada da economia pode estar mais próxima, principalmente porque a inflação está controlada. “A redução dos juros é uma sinalização importante”, disse um interlocutor do presidente.

    Nesta quarta-feira, 11, o IBGE informou que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) terminou 2016 com elevação de 6,29%, abaixo do teto da meta do governo, de 6,5% ao ano. O resultado ficou abaixo do IPCA de 2015 (+10,67%) e de 2014 (+6,41%).

    Curtir

  3. BB anuncia, após Copom, redução de juros em linhas de crédito

    Menos de uma hora depois do anúncio da decisão dos diretores do Banco Central de reduzir a taxa básica de juros para 13% ao ano, o Banco do Brasil anunciou que reduzirá as taxas de juros de empréstimos para famílias e empresas.
    Segundo o banco, a maior parte das linhas terá os juros reduzidos, sendo que em cinco delas a queda foi maior do que os 0,75 ponto porcentual de redução da Selic. As novas taxas entram em vigor a partir da próxima segunda-feira, dia 16.

    A maior redução, de 4 pontos porcentuais, será no rotativo do cartão de crédito. De acordo com o BB, a queda já antecipa parte dos efeitos das medidas que serão implementadas em abril, quando o rotativo do cartão de crédito será transformado automaticamente em crédito parcelado depois de 30 dias.

    No cheque especial, a redução foi de 0,09 ponto porcentual ao mês. Em três linhas voltadas para pessoas jurídicas, a redução foi de 0,25 ponto porcentual ao mês: desconto de cheques, antecipação de crédito ao lojista e desconto de títulos.

    “Esse primeiro passo do sistema financeiro é uma contribuição fundamental para o atual momento do País, visto que o crédito tem um efeito multiplicador importante para retomada da economia”, disse Paulo Caffarelli, presidente do Banco do Brasil. Para ele, a redução dos juros contribui para a retomada da confiança, o que é determinante para deslanchar os projetos de infraestrutura e ajudar o Brasil a crescer nos próximos anos.

    Curtir

  4. Poupança bate inflação e tem melhor resultado dos últimos 10 anos
    Aplicação rendeu 8,3% em 2016
    Por Ernesto Neves

    Em meio a tantas noticias ruins na economia, um alento. A poupança voltou, enfim, a superar a inflação. Em 2016, a rentabilidade nominal da aplicação foi de 8,30%. Como a inflação medida pelo IPCA ficou em 6,29%, houve ganho de 1,9%. É melhor resultado desde 2006, quando a poupança rendeu 8,4%.
    A análise de seis aplicações mostra que no ano passado a melhor opção foi a Bovespa, que registrou ganho real de 30,72% descontada a inflação.
    Já o CDI obteve incremento de 7,25% acima da inflação, e a poupança de 1,90%.
    Já os piores investimentos de 2016 foram o Euro, que perdeu 23,89%, o dólar, com queda de 21,47%, e o ouro, com perda de 17,51%.
    Os dados são da consultoria Economática.

    Curtir

  5. Correntistas e empresários protestam contra fechamento de agência do Banco do Brasil
    Deborah Fortuna

    O fechamento de 402 agências do Banco do Brasil e a transformação de outras 379 em postos de atendimento têm causado transtorno para milhares de clientes da instituição financeira em todo o país. No Distrito Federal, serão encerradas as atividades de 20 unidades. Ontem, moradores e comerciantes das quadras 406 e 407 da Asa Sul protestaram contra o processo. A agência que funciona no local dará expediente somente até 28 de janeiro.

    Inconformados com o fechamento, os manifestantes se reuniram em frente à agência do BB com faixas, carro de som e petições para que o lugar continue funcionando. Segundo a líder da manifestação, Elizabete Alves de Souza, desde dezembro, quando descobriram que as atividades no local seriam encerradas, os clientes têm tentado barrar a mudança.
    Atualmente, o BB possui 202 unidades no DF, das quais 113 são agências e 89, postos de atendimento. A instituição financeira ainda possui na capital federal 106 correspondentes bancários, 1.283 caixas eletrônicos e 521 terminais da rede Banco 24h. No fim desse processo de reestruturação, o BB terá 89 agências e 93 postos de atendimento.

    Curtir

    • Abaixo-assinado

      Há algumas semanas, os manifestantes entregaram um abaixo-assinado com pouco mais de 200 assinaturas, mas não receberam respostas do banco. Elizabete conta que também conversou com o dono do prédio que aluga o espaço, e que ele se mostrou flexível a uma negociação sobre o preço do aluguel. “O banco tem de ver o nosso lado, e não está vendo”, afirma.

      Para a líder do movimento, motivos para a permanência da agência não faltam. No abaixo-assinado estão listadas alguns. Por exemplo, a localização, que ajuda o comércio e o acesso dos correntistas, já que abrange as quadras pares e o setor de embaixadas. Além disso, segundo ela, os clientes têm sido remanejados de forma aleatória, sem antes serem questionados para onde gostariam de ir.

      Elizabete comenta que foi transferida para uma agência no Lago Sul, apesar de morar no Sudoeste, e trabalhar em uma lotérica que funciona em frente da antiga agência. “O banco tem que atender o povo para conversar, para ver o que pode ser feito. Eles não existem sozinho, sem a gente”, disse.

      Curtir

    • Transtornos

      A dona de casa Joselira Correia, de 73 anos, também se mostrou insatisfeita com a mudança. Ela foi remanejada para uma agência na W3 Sul. “Eles estão complicando a vida do povo”, reclamou. Joselira foi até o banco para tentar sacar dinheiro, mas, apesar de a unidade só parar de funcionar no próximo dia 28, muitos serviços estão indisponíveis. Exisem avisos informando que os depósitos estão indisponíveis, mas vários clientes, como a dona de casa, não conseguiram sacar dinheiro ou fazer pagamentos.

      Em resposta à reinvindicação dos clientes, o Banco do Brasil, em nota, informou que “revê permanentemente a rede de pontos de atendimento para buscar eficiência operacional e adequar os canais às demandas de seus clientes”. No caso específico da agência da 406/407 da Asa Sul, a instituição financeira informou que “os clientes terão suas contas e operações automaticamente transferidas para a agência da 507 Sul”, sem precisar fazer “qualquer procedimento adicional”. Os cartões e senhas para transações na nova agência, segundo o banco, serão mantidos, mesmo que haja alteração no número da conta.

      Curtir

  6. Algum Inquilino na Lista??

    Essas foram as empresas que tiveram mais reclamações no ReclameAQUI em 2016

    Uma nova integrante do ranking é a Uber, que ocupa o 16º lugar e já possui 30.182 reclamações

    SÃO PAULO – A operadora de TV à cabo e internet NET foi a empresa com o maior número de reclamações no portal ReclameAQUI em 2016, com um total de 98.503 queixas de consumidores. Desse total, menos da metade (48.792) foram atendidas.

    Além da NET, outras empresas de telefonia e TV à cabo também estão no ranking das 20 empresas mais reclamadas no ano. Entre elas estão a Vivo, Tim, Sky, Oi, Claro e Claro TV.

    Uma nova integrante do ranking é a Uber, que ocupa o 16º lugar e já possui 30.182 reclamações, das quais 23.166 foram atendidas. Entre os principais problemas dos consumidores estão a cobrança abusiva, estorno do valor pago e valor abusivo.

    Confira o ranking completo abaixo:

    Classificação  Empresa  Número de reclamações nos últimos 12 meses 
    1 Net Serviços (TV, banda larga e telefone) 98.503
    2 Vivo (celular, fico, internet e TV) 84.223
    3 Casas Bahia – Loja online 58.215
    4 Extra 58.117
    5 Tim Celular 55.154
    6 Sky 46.520
    7 Ponto Frio – Loja online 45.794
    8 Americanas Marketplace 42.894
    9 Oi Móvel, Fixo, TV 42.352
    10 Claro 40.295
    11 Motorola do Brasil 39.123
    12 Samsung Electronics 38.509
    13 Netshoes 37.069
    14 Americanas.com 33.378
    15 Correios 32.624
    16 Uber 30.182
    17 Banco Itaú 25.425
    18 Dafiti 24.318
    19 Banco do Brasil 22.803
    20 Claro TV 22.426

    Curtir

  7. Rio Quente prevê captar R$ 230 mi e construir novo hotel
    Por João José Oliveira | De São Paulo

    O Grupo Rio Quente Resorts, controlador de um complexo de parques aquáticos e oito hotéis com 1,2 mil apartamentos, em Goiás, planeja captar até R$ 230 milhões, com a venda de cotas do Fundo de Investimento Imobiliário Riviera Rio Quente Resorts.

    Os aplicadores do fundo terão retorno de IPCA mais 8,5% ao ano sobre o valor investido. Segundo o diretor da Riviera Investimentos, Gélio Barbosa, o foco principal de captação para o FII Riviera Rio Quente Resorts são investidores institucionais, como grupos de previdência de municípios e fundos de pensão.

    😦

    Curtir

  8. Muda o valor de imóvel que serve de lastro em fundos de investimento
    Por Valor
    09/01/2017 às 10h24
    BRASÍLIA – O Ministério das Cidades editou nesta segunda-feira uma a Instrução Normativa nº 1 para fazer ajuste em normativo anterior que trata da regulamentação da aquisição de cotas de Fundos de Investimento Imobiliário e de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios, Debêntures e Certificados de Recebíveis Imobiliários, com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que possuam lastro em operações habitacionais.

    Curtido por 2 pessoas

      • Tem dados Tetzner. Dos 143 países pesquisados pelo Banco Mundial o Brasil ganha somente de 11. Apenas 3,64% dos brasileiros entrevistados poupam para a velhice. Entre os mais ricos esta parcela sobe para 4,67%. A maioria da população rica ignoram o poder do juros compostos, diversificação, relação risco retorno, etc… Pelo jeito a educação financeira engatinha no Brasil.

        Curtido por 1 pessoa

      • Li essa reportagem e os números chegam a ser assustadores, a maioria sequer tem reserva de emergência, um verdadeiro absurdo.
        Podemos nos considerar uma ultra-mega minoria.

        Curtir

    • Coloquei a íntegra da matéria no Forum VIP. Essa escolha deve-se ao fato de que ali as matérias podem ser transcritas na íntegra sem precisar de autorização dos autores. Mas quem não tem acesso ao VIP pode ler diretamente no jornal indicado.

      Curtir

  9. vishhh

    Secretário de Temer diz que ‘tinha que ter uma chacina por semana

    Bruno Júlio, titular da Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), área do governo federal vinculada à Secretaria de Governo da Presidência da República, disse hoje que “tinha que ter uma chacina por semana” sobre as recentes matanças de mais de 90 presos no Amazonas e em Roraima.

    Setor de serviços lidera pedidos de recuperação judicial em 2016

    O setor de serviços no Brasil registrou o maior número de pedidos de recuperação judicial em 2016, com 713 solicitações. O número também representa um recorde histórico para as empresas desse segmento, segundo estudo feito pela Serasa Experian.

    Juros futuros seguem exterior e valorização do dólar e fecham em alta

    As taxas dos contratos futuros de juros fecharam em alta na BM&F, acompanhando a valorização do dólar e o avanço das taxas dos Treasuries no exterior, diante do temor de um aperto monetário maior que o esperado da política monetária americana, após dados mistos do mercado de trabalho nos Estados Unidos.

    Curtir

  10. Caixa quer adesão de até 10 mil a plano de demissão voluntária

    A Caixa fechou sua proposta para o programa de demissão voluntária, que deverá ser aberto aos funcionários no fim deste mês com adesão até o começo de fevereiro. O lançamento do plano, no entanto, ainda depende de aval do Ministério do Planejamento, esperado para a semana que vem, segundo a Folha apurou. Procurada pela reportagem, a Caixa não quis comentar o assunto. Pelo projeto do banco, até 10 mil funcionários poderão aderir ao plano, que deve ser direcionado a funcionários em idade de se aposentar, mas que seguem na ativa. A Caixa tem um universo de 20 mil servidores que se enquadrariam nessa regras.

    Pergunta minha: As cadeiras vazias que vão ser geradas serão preenchidas por outros funcionários de uma maneira tal a diminuir a quantidade de agências? 😀

    Curtido por 2 pessoas

    • Preço da gasolina provavelmente subirá no primeiro trimestre do ano, diz Credit Suisse

      “O provável aumento da volatilidade na inflação mensal medida pelo IPCA devido à nova regra de ajuste dos preços da gasolina vai aumentar o peso da medida de núcleo de inflação”, afirma o banco
      (Bloomberg) — “Nossa análise sugere que há um aspecto sazonal para o comércio de gasolina, ao contrário do mercado de petróleo. Em todos os anos de 2002 a 2016, o preço da gasolina no mercado internacional no primeiro trimestre aumentou na comparação com o quarto trimestre do ano anterior”, segundo relatório de analistas liderados por Nilson Teixeira.

      · Aumento da gasolina nos mercados internacionais ocorreu em 60% das vezes nos meses de janeiro, março, abril, julho e dezembro
      · “Alta média e mediana dos preços no primeiro trimestre foi de aproximadamente 20%”

      o “Se esse padrão continuar, a inflação será muito maior do que o esperado pela maioria dos participantes de mercado no 1T17”
      o “Um aumento nos preços da gasolina dessa magnitude no 1T17 seria desfavorável, uma vez que impediria uma queda na inflação medida pelo IPCA, dada a elevada incerteza inflacionária e a concentração dos aumentos nos preços administrados vinculados à inflação passada na primeira metade do ano”

      Curtir

      • · “O provável aumento da volatilidade na inflação mensal medida pelo IPCA devido à nova regra de ajuste dos preços da gasolina vai aumentar o peso da medida de núcleo de inflação”
        o Em particular, a autoridade monetária tende a atribuir um peso maior para a medida de núcleo da inflação, que extrai do indicador itens relacionados ao combustível, na avaliação da dinâmica da inflação corrente’’
        · “Nossa expectativa para a dinâmica dos preços internacionais do petróleo e da taxa de câmbio sugere um aumento nos preços da gasolina no mercado doméstico em 2017”

        o “Com base em uma taxa de câmbio US$ 3,80 e petróleo a US$ 58/barril no final de 2017, o preço doméstico do gasolina seria 38% maior do que o preço internacional”
        o “Um aumento nos preços da gasolina dessa magnitude elevaria a inflação medida pelo IPCA em 1,0 ponto percentual”
        · “Nosso cenário para a dinâmica dos preços da gasolina não incorpora um aumento da Cide nos combustíveis”

        o “Um aumento potencial na Cide (ou no PIS/Cofins) sobre a gasolina, de R$ 0,10/ litro para R$ 0,20/litro, elevaria o preço da gasolina em cerca de 3,8%, tendo um impacto sobre a inflação medida pelo IPCA de 0,15pp em 2017, e aumentaria a arrecadação de impostos em cerca de R$ 3 bi”
        o “Atribuímos baixa probabilidade a um aumento na Cide devido ao seu impacto na inflação e à baixa arrecadação tributária que geraria”

        · NOTA: Petrobras divulgou em outubro sua nova política de análise do preço dos combustíveis
        · NOTA: Petrobras avança em meio à especulação sobre ajuste de preços

        Curtir

    • CMarques…

      Não é só a Caixa não, os Correios tb

      será que não pensam em liberar uns prédios para FIIs???

      Entregas Em sua pior crise, Correios têm prejuízo de R$ 2 bilhões em 2016 1
      Para 2017, a meta é déficit zero ou mesmo ficar levemente no azul

      Vivendo a mais grave crise financeira de sua história, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) fechou o ano passado com prejuízo em torno de R$ 2 bilhões. O rombo é praticamente igual ao de 2015, mas a cúpula da estatal aposta em algumas medidas para reverter esse cenário. “A meta é déficit zero neste ano. Quem sabe ficamos levemente no azul”, diz o presidente, Guilherme Campos.

      Curtido por 2 pessoas

      • Tetzner,

        E pensar que 20 ou 30 anos atrás os Correiros eram uma das instituições mais respeitadas do estado. Na minha cidade o pessoal que trabalha no atendimento é bem assim como segue no vídeo abaixo. 😀

        Curtido por 2 pessoas

  11. Recessão faz saldo comercial bater recorde
    A balança comercial brasileira registrou, em 2016, o maior superávit da história: US$ 47,692 bilhões.

    A principal explicação para o resultado foi a queda das importações, de 20,1% na média diária em relação a 2015, graças à recessão e à desvalorização do real frente a outras moedas

    Curtir

  12. Doria, ao vivo, acaba de anunciar, que está em contato com os bancos, que estão desativando agências, para transformá-las em Creche. Segundo ele, sem contrapartida, por parte da Prefeitura.
    Pelo jeito as creches vão ter um slogan com selinho de apoio dos Bancões…hehehe

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s