Fórum

Forum

A Maior e mais Ativa comunidade 100% FII

ABCP11  AEFI11  AGCX11  ALMI11B  ANCR11B  AQLL11B  ATCR11  BBFI11B  BBPO11  BBRC11  BBVJ11  BCFF11B  BJRC11 BMII11  BMLC11B  BNFS11  BPFF11  BRCR11  BTGM11  CBOP11  CEOC11B  CNES11B  CSHP11B  CTXT11  CXCE11B  CXRI11  CXTL11 DOMC11 DOVL11B DRIT11B  EDFO11B  EDGA11B  EURO11  FAED11B  FAMB11B  FCAS11  FCFL11B  FEXC11B  FFCI11  FIGS11  FIIB11  FIIP11B FIVN11 FIXX11 FLMA11  FLRP11B  FMOF11  FPAB11  FTCE11B FVBI11B  FVPQ11  GTUL11B  GVFF11  GWIC11  GWIR11  HCRI11B HGBS11  HGCR11  HGJH11  HGLG11  HGRE11  HTMX11B  JPPC11  JRDM11B  JSIM11  JSRE11  KNCR11  KNRE11  KNRI11  LATR11B  MAXR11B  MBRF11  MFII11  MSHP11  MSLF11B  MXRC11  MXRF11  NSLU11B  ONEF11  PABY11  PLRI11  PORD11 PQDP11  PRSN11B  PRSV11  RBBV11  RBCB11  RBDS11  RBGS11  RBPD11  RBPR11  RBRD11  RBVO11  RCCS11  RDES11 RNDP11  RNGO11  RSBU11B  SAAG11  SCPF11  SDIL11  SFND11  SHDP11B  SHPH11  SPTW11  STFI11  TBOF11  THRA11B TRNT11B  TRXL11  VLOL11  VRTA11  WMRB11B  WPLZ11B  XPCM11  XPGA11  XTED11

Incentive o Blog, assine os produtos e serviços!

Mini_FitaProdServ

PROMOÇÃO MEGACOMBO

Combo 08

+ ACESSO AO CONTEÚDO DE ASSINANTES!

Compartilhe com o amigos, basta clicar aqui embaixo no Twitter, Facebook ou Google+

8.385 comentários sobre “Fórum

  1. Blackstone paga R$700 milhões por prédios da Opportunity

    Um fundo imobiliário administrado pelo Blackstone está comprando quatro prédios de escritórios no Rio de Janeiro por 700 milhões de reais.

    Os prédios comerciais — Edifício Visconde de Inhaúma Corporate; Edifício São Bento Corporate; Edifício Península Corporate e Edifício Americas Corporate (Torres 3 e 4) — estão todos locados e pertencem a um fundo imobiliário gerido pelo Opportunity.

    A venda se encontra em processo de due diligence e pode fechar nos próximos dias.

    O Opportunity publicou um fato relevante sobre a venda em 27 de setembro, o que significa que o Blackstone tomou a decisão de investimento antes mesmo do primeiro turno da eleição. Uma das maiores firmas de private equity do mundo, o Blackstone administra cerca de 280 bilhões de dólares em recursos de clientes.

    A transação mostra que o mercado de imóveis comerciais recuperou uma certa liquidez depois que a incerteza política, a Copa do Mundo e a desaceleração da economia ao longo deste ano pareciam ter congelado os compradores.

    “O cenário para Brasil mudou, e o mercado imobiliário ainda está se ajustando,” diz um investidor do ramo imobiliário. “Nesses momentos de transição, o vendedor não aceita a nova realidade e o comprador tenta se apropriar de um desconto maior, daí o mercado fica um pouco paralisado.”

    Curtido por 4 pessoas

  2. Lembram dos imóveis vendidos pela São Carlos?
    Pois é, parece que o comprador não é nenhum fundo de capital aberto, infelizmente.
    Segue um trecho:

    No mês passado, a São Carlos — uma das três empresas de imóveis comerciais listadas na Bovespa – vendeu dois edifícios em São Paulo por 105 milhões de reais.
    De acordo com fontes do mercado, o comprador foi a Savoy, holding imobiliária da família Salomone, uma das maiores proprietárias de imóveis do Brasil e conhecida por ser muito sensível a preço.
    “Em todas as crises dos últimos 30 anos, os Salomone sempre foram compradores de primeira hora,” diz um corretor.
    A São Carlos, que havia pago 37,5 milhões de reais pelos dois edifícios entre 2007 e 2008, obteve uma taxa interna de retorno real de 31,5% ao ano. O ‘cap rate’ médio — uma métrica usada no setor imobiliário que divide o fluxo de aluguéis de um imóvel pelo valor pago por ele — foi de 10,8%.
    Os irmãos Hugo Enéas e Lúcio Salomone começaram a fazer fortuna com loteamentos populares no litoral paulista nas décadas de 50 e 60. Num perfil da família publicado em 2011, a Folha de São Paulo estimou que 80% da extensão entre a Praia Grande e Mongaguá foram abertos pela Savoy.
    A Savoy é dona de pelo menos sete edifícios na Avenida Paulista, incluindo o Paulista Mil, onde fica a sede da empresa, e mais da metade do Conjunto Nacional — além dos shoppings Aricanduva, Central Plaza e Interlagos, entre outros.

    Curtido por 3 pessoas

  3. Conta rápida :

    Para chegar em 1 bilhão :

    Investir 1 milhão de reais a 1,94% ao mês por 30 anos.

    Claro, 1,94 % acima inflação, se quiser manter o valor da grana.

    Ou seja, se for um investidor excepcional , precisa também já ser milionário para se bilionario.

    O Lírio Parisoto colocava 100 milhões de reais em ações .

    O Barai não saiu do nada , na minha opinião ele usa essa história para promoção pessoal.

    Ate pouco tempo, ele atendia clientes, tanto que tem uma história de processo contra ele e o filho por perdas no mercado. Vide Google.

    Curtir

      • Isso sem novos aportes, apenas utilizando os juros.

        Para nós pobres mortais assalariados a importancia de aportar mensalmente e usar os juros para reinvestimento, se nao levaria 100 anos para 20mil se tornar 1.000.000,00

        Curtir

      • He,he,he

        Lírio Parisotto, 60, que já foi namorado de Luiza Brunet, tem uma fortuna estimada em R$ 4,44 bilhões. Ele é considerado o maior investidor individual no mercado acionário brasileiro. É dono da Videolar, fabricante de DVDs e blu-ray, e tem participação em grandes empresas, como Usiminas e Banco do Brasil. Considerado o 27º bilionario no ranking da “Forbes Brasil”

        Curtir

    • Roent, quem aplicar 1500 reais por mês em ações e conseguir uma rentabilidade média de 24% ao ano (Bem alta memso, mas não é impossível) durante 45 anos, junta mais de 1,3 bilhão.

      Já quem consegue juntar R$ 3000 por mês, durante os mesmos 45 anos (um financiamento de um imóvel hoje em dia, pra quem é jovem) e consegue uma rentabilidade de 20% ao ano, consegue juntar 716 milhões.

      Ou seja, realmente fácil não é, e nem rápido, demora MUITO, mas com certeza é possível sim.

      Como não desejo e nem quero ser bilionario, não me importo em conseguir uma rentabilidade tão alta, para mim apenas obter no futuro um patrimônio que me dê uma condição razoávelmente digna, já é o suficiente.

      Curtido por 1 pessoa

      • Amigo Waka
        Nem o senhor Buffett e outros famosos conseguiram 24% ao ano quanto mais manter esta performance durante 45 anos.
        Agora se abrir uma empresa ( já de saída tem que ter um bom capital) e tudo fluir bem como foi o Boticario (1977), em apenas 37 anos vc teria R$ 6,45 bilhões.

        “Estreante no “clube” dos bilionários em 2014, Miguel Krigsner, 64, tem fortuna estimada em R$ 6,45 bilhões. Ele fundou O Boticário em 1977, dois anos após se formar em farmácia e bioquímica no Paraná. A empresa hoje é a segunda maior de cosméticos do Brasil, atrás apenas da Natura”

        Curtido por 2 pessoas

      • Cintra, mas economizando mais, e ganhando super bem, pode-se chegar também no 1 bilhão. E outra, já pensou no retorno de quem investiu nas ações da Hering quando estavam passando por aqueles inúmeros problemas e suas ações valiam centavos? Veja quanto deu de rentabilidade…

        De fato não é fácil, mas dizer que é impossível é falácia.

        Mas como eu disse, eu não conto com isso, conto apenas que minhas ações e FII’s consigam me prover uma aposentadoria digna

        Curtir

      • Cintra,
        A Berkshire conseguiu uma rentabilidade de 30% a.a. por 30 anos.
        Logicamente, trata-se de uma grande holding que compra empresas e jamais se torna acionista minoritário de uma empresa.
        O Waka nunca conseguiria isso. Na verdade, nenhuma pessoa física.

        Curtir

      • Voltaire, isso não é verdade. Não são todas e parece-me que nem a maioria das empresas que a Berkshire tem ações que ela possui o controle.

        Para comprovarmos isso, basta perceber que a Berkshire Hathaway tem cerca de 8,5% da Coca-Cola, 3,1% da Procte & Gamble, 5,2% em Conoco Phillips, 3,2% da Swiss Re, 0,5% da Walmart, dentre outras.

        Ademais, qual o sentido de Warren Buffett sempre ter falado e aprendido com Benjamin Graham sobre investimento em valor e sempre ter defendido o fato de comprar uma ação e mantê-la pelo resto da vida? Seria ele um hipocrita então, que recomenda aos investidores o investimento em valor e de longo prazo em ações, mas ele mesmo só compra “as empresas inteiras”? Os dados mostram que isso não é verdade, e que a Berkshire tem muitas participações bem pequenas em várias empresas.

        Ademais, se não é possível ter uma rentabilidade bem alta em ações, como você explicaria o retorno de vários fundos de investimento que deram mais de 15 a 20% nos últimos 10-15 anos? O fundo verde por exemplo…

        Curtir

      • A maioria dos bilionários do mundo se tornaram bilionários, criando empresas bem sucedidas. O efeito multiplicador / geração de riqueza de uma empresa que dá certo, é gigante.

        Outro ponto: no Brasil, o fato de algumas empresas terem se valorizado muito, foi concomitante a “relativa” estabilidade/maior dinamismo da economia nos últimos 20 anos (desde o plano real). Teve ainda a janela da crise de 2008 onde quem entrou em boas empresas, ganhou dinheiro. Salvo se alguma grande crise aconteça, daqui para frente, acho que obter retornos expressivos ao longo de anos, no mercado acionário brasileiro, será mais difícil. Exigirá maior dose de risco e sorte.

        É bom ter uma certa dose de realismo quanto aos próximos anos. O Brasil ainda não conseguiu criar uma base econômica sólida e pode ainda sofrer muitos tropeços pela frente. Infelizmente, perdemos o bônus demográfico, anos de calmaria nos mercados internacionais, sem fazer reformas estruturais ou institucionais importantes. Isto conjugado com baixo nível de investimentos (estruturais), que permitiriam um crescimento sustentável de longo prazo e maior geração de riqueza. Pior, gastamos muito mal (+ corrupção), elevando a dívida pública. O Brasil parece que não consegue sair do crescimento econômico “vôo de galinha”.

        Na perspectiva internacional, a despeito do crescimento econômico, o sistema mundial está sendo paulatinamente levado a um “corner”: os países desenvolvidos estão altamente endividados (com mais dificuldades de reduzir déficits) num ambiente de juros baixos, fomentando um efeito riqueza (via bolsa) com concentração de renda. O tema é complexo e existem muitos estudos. Acho interessante as análises do Prof. Doutor Immanuel Wallerstein sobre os ciclos longos econômicos e o porque do “fôlego” mundial” aparentemente estar chegando perto de uma fronteira de ruptura nos próximos anos (ou década). Quem tiver interesse, pesquisem no google.

        Tudo isso apenas para dizer que , daqui para frente, a tese da “Bilionísse” via aplicação de recursos mensais na bolsa tornando alguns indivíduos bilionários é, infelizmente, pouco provável. Tem que dar muita coisa certa (no país e no mundo) + um alto grau de acerto na carteira, na diversificação e no “market timing” (fora do comum, anos seguidos).

        Aos que tem talento, mente inovadora, formação, capacidade de liderança, persistência e propensão a risco: abram uma empresa: mais fácil de se tornarem potenciais bilionários.

        Abs,

        Curtir

      • Waka,
        Não se engane. Essa “pequena” participação da Berkshire nessas empresas garante uma cadeira cativa no conselho da empresa como um dos majoritários ou mesmo o majoritário. Tratam-se de empresas centenárias em que é impossível adquirir 50% porquê ninguém quer vender.
        Em resumo ele manda.
        Recentemente uma senhora pediu para ele qual empresa comprar. Ele sugeriu adquirir um fundo de índice.
        Eu li alguns relatórios da Berkshire e sua bibliografia. O homem é genial e possui bilhões disponíveis.
        Tenho certeza que como pessoa física é impossível seguir seu exemplo. Inclusive, ele deixa isso bem claro em sua bibliografia oficial.
        O fundo Verde trabalha com trade de valor. O seu gestor é genial.
        Entretanto, lembre-se que a Berkshire possui mais que o dobro de anos do fundo Verde. O risco da empresa de Buffett é muiiiito menor.

        Curtir

    • Pra quem é mais economico e ganha bem, e consegue aportar cerca de R$ 7.000,00 por mês (tem gente que consegue), consegue chegar no 1 bilhão em 50 anos. Ou seja, se a pessoa começou com seus 25 anos, aos 75 teria 1 bilhão, ganhando cerca de 16% ao ano.

      Enfim, impossível não é, mas é sim MUITO DIFÍCIL. De fato quem pretende ficar um dia BILIONARIO, com certeza a idéia seria tentar abrir uma empresa sozinho e multiplicar o tamanho dela, ou virar jogador de futebol e etc. Mas pra quem pretende apenas ter no futuro uma interessante renda passiva, que eventualmente seja bem maior que a sua renda ou aposentadoria da previdencia, aí as ações e os FII’s são sim uma ótima escolha, provavelmente jamais te deixarão bilionario, mas provavelmente poderão gerar uma aposentadoria digna.

      Curtir

      • Por alguns anos, morei em frente ao Hipódromo do Rio de Janeiro e comecei a apostar em cavalos, usando um método bem simples. Observava o quadro de apostas para um certo páreo em 3 instantes: Dias antes da corrida, 1 hora antes e minutos antes. Era fácil observar a manipulação feita pelos grandes apostadores.
        No instante 1, alguns cavalos recebiam algum volume de dinheiro, mas como haviam poucas apostas até então, davam a impressão de serem os favoritos. No instante 2, observa-se muitas apostas indo para tais cavalos. No instante 3, muitas apostas iam para cavalos diferentes, que haviam recebidas poucas apostas até então. No páreo, esse últimos venciam. Acontecia sempre assim, e era muito fácil acompanhar os “tubarões” e ganhar uns trocados…no fim das contas, após dezenas de apostas, consegui um resultado de mais ou menos 1,3x sobre o apostado. Muito mais fácil e divertido que operar na bolsa…hahaha

        Curtir

      • E eu nunca falei que ele ficou bilionario com ações, tanto que ele já começou botando grana ‘pesada’ em ações. Mas é óbvio que ele teve uma boa rentabilidade e conseguiu multiplicar o capital, mas o dinheiro mesmo, a maior parte, veio da empresa…

        Curtir

      • Eu só disse que NÃO É IMPOSSÍVEL ficar bilionario com ações, juntando muito dinheiro por muitas décadas, consegue-se chegar lá, ainda mais quem consegue dar um “all-in” em alguma empresa que cresça absurdamente, mas é claro que o risco é ENORME.

        Curtir

      • Ah, com todas estas projeções, deito-me na rede esperando 30% a.a. e sonhando em quando vou estar bilionário… E pra mim 10 milhões vai ser troco de feira, ai ai…
        E quando for bilionário, comprarei uma câmara criogênica só pra mim para live forever!

        Curtido por 1 pessoa

      • Desculpem-me se fui rude. A intenção foi ser irônico, mas isso quase nunca é de bom tom. Pra ser claro, não acredito em retornos surpreendentes no longo prazo em ações. Já acho difícil juntar 3 milhões, e sinceramente acho impossível, mas impossível mesmo um pequeno investidor chegar ao bilhão. Soua risível pra mim. E acho q o investidor q prega isso, seja quem for, não está contando a história toda. Desculpem-me, mas sinceramente, acho todas as projeções super otimistas só wishiful thinking. Para o bem de vcs, espero estar errado :-)

        Curtido por 1 pessoa

      • Richie, você não acreditar não significa que retornos assim não existam, simples. Como pode-se constatar nos gráficos, há inúmeras ações que multiplicaram o seu valor de mercado em mais de 500, 600, 1000 nas últimas décadas, você então está negando o retorno destes ativos?

        Dando uma olhada na simulação que o ADP fez com compras mensais de Souza Cruz, com reinvestimento de dividendos e etc conseguiu-se ao longo de 17 anos uma taxa interna de retorno de 33%. Há várias outras empresas que quem fez a mesma estrategia da Souza Cruz, também obteve retornos altíssimos, isso é um fato.

        Agora, ser algo improvável o investidor manter esses ativos e aportes neles e reinvestimento de dividendos durante anos ou décadas não prova que seja impossível obter retornos altos no mercado de ações, prova apenas que uma pequena parcela dos investidores conseguem isto.

        Curtir

      • Waka, eu acredito que retornos enormes existem em ações, assim como acredito que existem acertadores da mega sena. Agora, achar que algum mortal consiga escolher exatamente as 5 ou 10 ações que vão subir nos próximos 40 anos, e que estes videntes não vão vender em todos os momentos de crises, e que eles nunca vão comprar nenhuma ação que vai desvalorizar nestes 40 anos, sinto muito, mas não acredito.

        É simples: se o cabra tem uma mínima noção de risco, ele vai diversificar, e diluir o retorno e os prejuízos. Se o cabra faz all in em uma ação vencedora, eu e o papai noel o abraçaremos juntos. E pisaremos no companheiro que fez all in na ação perdedora, que será nosso capacho. Quem será o felizardo e o capacho? Quem souber, ganha uma bala e alguns milhões no bolso. Quem não souber, quebra e game over.

        Curtir

      • Sim, de fato, não é fácil, mas não é porquê não é fácil que é impossível. E tem outro ponto, embora a diversificação dilua a rentabilidade, ainda assim se ela for feita com ativos da mesma qualidade e de alta rentabilidade, a rentabilidade a longo prazo pode ficar relativamente alta, não vou dizer de conseguir uma rentabilidade de Warren Buffett, mas simplesmente uma rentabilidade alta, que permita a multiplicação dos valores no longo prazo.

        Curtir

      • Existem enormes retornos nas ações, só que não enormes retornos constantes… Isso que derruba a tese de ficar bilionário com essa taxa de retorno de 30% ao ano, uma crise sistêmica poderia acontecer em alguns dos anos e no mínimo as cotações estagnarem.
        Também devemos pensar no montante aplicado, pois 1 mil aplicado uma única vez mesmo com juros de 30% a.a. não faz mágica e normalmente essa é a realidade da maioria, pequenos aportes constantes. É possível? Sim. É provável? Nenhum pouco, em bilhões de habitantes no planeta Terra podemos contar em uma mão, no máximo duas, investidores que ficaram bilionários com ações.

        Curtido por 1 pessoa

* Novos Comentários Aqui: (use o botão "Resposta" para comentários antigos)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s