Fórum

Forum

A Maior e mais Ativa comunidade 100% FII

ABCP11  AEFI11  AGCX11  ALMI11B  ANCR11B  AQLL11B  ATCR11  BBFI11B  BBPO11  BBRC11  BBVJ11  BCFF11B  BJRC11 BMII11  BMLC11B  BNFS11  BPFF11  BRCR11  BTGM11  CBOP11  CEOC11B  CNES11B  CSHP11B  CTXT11  CXCE11B  CXRI11  CXTL11 DOMC11 DOVL11B DRIT11B  EDFO11B  EDGA11B  EURO11  FAED11B  FAMB11B  FCAS11  FCFL11B  FEXC11B  FFCI11  FIGS11  FIIB11  FIIP11B FIVN11 FIXX11 FLMA11  FLRP11B  FMOF11  FPAB11  FTCE11B FVBI11B  FVPQ11  GTUL11B  GVFF11  GWIC11  GWIR11  HCRI11B HGBS11  HGCR11  HGJH11  HGLG11  HGRE11  HTMX11B  JPPC11  JRDM11B  JSIM11  JSRE11  KNCR11  KNRE11  KNRI11  LATR11B  MAXR11B  MBRF11  MFII11  MSHP11  MSLF11B  MXRC11  MXRF11  NSLU11B  ONEF11  PABY11  PLRI11  PORD11 PQDP11  PRSN11B  PRSV11  RBBV11  RBCB11  RBDS11  RBGS11  RBPD11  RBPR11  RBRD11  RBVO11  RCCS11  RDES11 RNDP11  RNGO11  RSBU11B  SAAG11  SCPF11  SDIL11  SFND11  SHDP11B  SHPH11  SPTW11  STFI11  TBOF11  THRA11B TRNT11B  TRXL11  VLOL11  VRTA11  WMRB11B  WPLZ11B  XPCM11  XPGA11  XTED11

Incentive o Blog, assine os produtos e serviços!

Mini_FitaProdServ

PROMOÇÃO MEGACOMBO

Combo 08

+ ACESSO AO CONTEÚDO DE ASSINANTES!

Compartilhe com o amigos, basta clicar aqui embaixo no Twitter, Facebook ou Google+

8.429 comentários sobre “Fórum

  1. Olá Pessoal. Tem muita gente apostando em diminuição da vacância do TBOF. Não quero ser pessimista. Mas somente na região onde está TBOF, TRNT vão ser inaugurados até dezembro 2015… 13 torres com mais de 30 andares. Ez Towers é um deles. Perto do Shopping Morumbi mais 4. Já começaram obras para mais de 10 torres que vão ficar prontas até o fim de 2017, cada um com uma data específica. No total 23, fora projetos suntuosos que existem para a região até 2025. Aquela região está cheio de terrenos vagos e as construtoras que compraram em 2008 a 2013 estão começando obras, outras estão finalizando. Então não querendo ser pessimista, se houver uma sobreoferta de imóveis na região pode ser até que o TRNT e o TBOF venham a sofrer aumentando vacâncias. – Somente um aviso para os desavisados.

    Curtir

  2. Selic, Juros futuros, TD….

    Se vale como dica…..

    Quando uma casa solta uma projeção totalmente dissociada do que o mercado projeta, entendam que ela procura apenas que o mercado siga a tendencia na qual ela se posicionou e não que imagine que determinada taxa chegue até onde ela afirmou, objetivo básico é influenciar nada mais. E garanto se essa casa tivesse uma convicção tão grande dos juros chegando nos 13% por ex, primeiro ela não avisaria, depois iria apostar e apostar alto contra o que o mercado apostando.
    Portanto desconfiem de projeções fornecidas “gratuitamente”.

    Eu não faço prognóstico de juros, evidente que todos sabem que vai subir, procuro me balizar pelo consenso de mercado que querendo ou não refletida na curva de juros. Tb observo taxas longas do TD e nenhum dos dois reflete um juros dessa magnitude de 13%.
    Pode chegar nesses 13%?….. pode, mas no momento não é esse o prognóstico.
    Agora para quem considera esses 13% como uma taxa bem provável, diria que melhor vender do que comprar tanto Fii como TD indexado ou pré.
    Alias nesses últimos dias a curva longa tanto do TD como da selic se fechando, fatores alias determinantes para prefixação de fii’s.

    Curtir

  3. COMUNICADO AO MERCADO
    Novos contratos de locação de 9.387 m² para o Eldorado Business Tower
    São Paulo, 26 de novembro de 2014 – O Fundo de Investimento Imobiliário – FII BTG Pactual Corporate Office Fund (“BC Fund”), (BM&FBovespa: BRCR11), maior fundo de investimento imobiliário listado em bolsa do Brasil, informa a seus cotistas e ao mercado em geral que concluiu o processo de locação de quatro andares e meio do Eldorado Business Tower (“EBT”), localizado na Av. das Nações Unidas, nº 8.501, São Paulo-SP.

    O contrato de locação dos andares 26º, 27º e 28º e metade do 25º andar foi celebrado com uma empresa multinacional do setor de seguros pelo prazo de 120 meses, com início ainda em novembro, e envolverá a ocupação inicial de 7.356 m². O inquilino tem a opção, até dezembro deste ano, de adicionar 1.051 m² (restante do 25º andar) nas mesmas condições.

    O contrato de locação do 5º andar foi celebrado com uma empresa multinacional do setor de geração de energia eólica pelo prazo de 120 meses, com início em dezembro/2014, e envolverá a ocupação de 2.031 m².

    Da vacância financeira do portfólio de 14,7% (set/14), as novas áreas locadas representavam 5,2 pontos percentuais. Com relação à vacância física de 10,5% (set/14), representavam 3,2 pontos percentuais.

    Curtir

    • Verdade Small..tem toda a razão no alerta!
      A indicação do Levy e Barbosa, e agora a intenção do Levy trazer para secretária do Tesouro a Eduarda La Rocque, responsável como secretaáia de Fazenda do município do RJ, em obter empréstimo de US$ 1 bilhão junto ao junto ao Banco Mundial (BIRD) – fato inédito para municípios, vem fazendo com que a inclinação dos DI´s futuros ( 2021 x 2017) retorne a ficar invertida.

      A expectativa de um plano fiscal exequível finalmente, melhorou a credibilidade e a inversão da curva, e fez com que os títulos longos valorizassem(PU) mesmo como você comentou.

      SE confirmada a carta branca ao mãos de tesoura, quem sabe o BC não se sinta mais confortável com o ajuste na selic menos doloroso, já que o próprio BC vem afirmando sistematicamente que a política monetária é relação direta da fiscal.

      Em entrevista à revista Investidor Institucional neste mês, Levy explicou que o equilíbrio entre crescimento, juros e inflação no Brasil depende de três ingredientes: fiscal, fiscal e fiscal. “O novo governo começa com um cenário doméstico e externo diferente de 2010. (…) Nesse novo quadro, a questão fiscal adquire um caráter diferente do anticíclico que deu para ser feito em 2009″, reproduz a entrevista publicada na edição de novembro da revista.

      Em material recente que tive acesso, foram agregados diversos estudos/artigos/pensamentos de Barbosa e Levy, que deixam claro o caminho sobre o qual irão trilhar…a saber:

      “Joaquim Levy
      Ferramentas para o crescimento
      Adoção de uma meta para a trajetória da dívida bruta do setor público como proporção do PIB, que servisse para a derivação explícita das metas fiscais, podendo incluir uma trajetória para o gasto público.
      Implementar programas de medição de resultados e custos, como o Projeto Piloto de Investimento (PPI) de 2005, e complementar o SIAFI com um sistema de informação para gestão que acompanhe o gasto desde sua origem, explicitando seus objetivos , interações e agentes responsáveis.
      Sucesso da participação do setor privado no investimento de infraestrutura depende também de regras de repartição de risco do setor privado, e não só da sinalização das expectativas de lucro.
      Aumentar a qualidade técnica e profundidade da divulgação do gasto nos principais programas, inclusive o PAC, facilitando a análise de políticas públicas, com efeitos positivos sobre as expectativas de investidores. Estados podem servir de exemplo”

      “Nelson Barbosa
      As 12 medidas fiscais
      Diminuir perda fiscal com preços regulados (especialmente energia e combustível)
      Continuar a reduzir a folha de pagamento da União em porcentual do PIB
      Estabilizar as transferências de renda, também em porcentual do PIB
      Continuar a aumentar o gasto público real per capita com educação e saúde
      Reduzir gasto com custeio não prioritário em porcentual do PIB, com melhora de gestão
      Aumentar investimento público em transporte urbano e inclusão digital
      Reduzir custo fiscal dos empréstimos da União aos bancos públicos (BNDES e TJLP)
      Encaminhar solução para as dívidas dos Estados e Municípios sem comprometer o equilíbrio fiscal
      Realizar reforma do PIS-COFINS sem perda de receita
      Completar reforma do ICMS sem redução do resultado primário
      Aperfeiçoar e criar uma “saída suave” do Supersimples (empreendedorismo)
      Aumentar ainda mais a transparência do “gasto tributário” federal”.

      O Brasil precisava de gente boa no lugar certo!! Espero que possam trabalhar…..

      Curtido por 1 pessoa

  4. IGP-M avança em novembro, a 0,98%
    Em outubro, variação foi de 0,28%.
    Variação acumulada até novembro é de 3,05%; em 12 meses, de 3,66%.
    Do G1, em São Paulo
    FACEBOOK

    O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), conhecido como inflação do aluguel, porque é usado como referência de reajuste na maioria dos contratos de locação, registrou alta de 0,98% no mês de novembro. No mês anterior, a variação foi de 0,28%, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em novembro de 2013, a variação foi de 0,29%. A variação acumulada em 2014, até novembro, é de 3,05%. Em 12 meses, o IGP-M variou 3,66%.

    (Correção: ao ser publicada, esta reportagem errou ao informar que se tratava da terceira prévia do IGP-M de novembro. Na verdade, o indicador é do mês de novembro fechado. A reportagem foi corrigida às 8h10)
    O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

    Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias:
    Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), de 0,23% em outubro para 1,26% em novembro
    Índice de Preços ao Consumidor (IPC), de 0,46% em outubro para 0,53% em novembro
    Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), de 0,20% em outubro para 0,30% em novembro
    IPA
    O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) calcula os preços no atacado e tem o maior peso no IGP-M. As maiores contribuições vieram dos seguintes subgrupos:

    Alimentos in natura: de 0,12% para 2,04%
    Materiais e componentes para a manufatura: de -0,09% para 1,36%
    Soja em grão: de -3,21% para 6,05%
    Milho em grão: de 0,15% para 10,92%
    Bovinos: de 2,03% para 5,86%

    Em sentido oposto, com redução, vêm os seguintes subgrupos:
    Café em grão: de 7% para -3,02%
    Leite in natura: de 0,12% para -4,22%
    Aves: de 3,97% para -0,64%
    IPC
    O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresenta a variação de preços do varejo e também entra no cálculo do IGPM-M, com peso menor. Quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo transportes, que variou de 0,18% para 0,52%.

    Veja as quatro classes de despesa com altas:
    Transportes: de 0,18% para 0,52% – destaque para tarifa de ônibus urbano (de -0,36% para 0,36%)
    Educação, Leitura e Recreação: de 0,06% para 0,75% – destaque para passagem aérea (de -7,98% para 10,81%)
    Habitação: de 0,47% para 0,62% – destaque para tarifa de eletricidade residencial (de 0,67% para 2,23%)
    Despesas Diversas: de 0,16% para 0,29% – destaque para alimentos para animais domésticos (de 0,08% para 1,31%)
    Veja as quatro classes de despesa com decréscimos:
    Alimentação: de 0,63% para 0,55% – destaque para laticínios (de 0,42% para -1,86%)
    Saúde e cuidados pessoais: de 0,58% para 0,45% – destaque para artigos de higiene e cuidado pessoal (de 0,67% para 0,17%)
    Vestuário: de 0,75% para 0,44% – destaque para roupas (de 0,69% para 0,28%)
    Comunicação: de 0,69% para 0,20% – destaque para tarifa de telefone móvel (de 1,21% para 0,38%)

    INCC
    No Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que tem o menor peso entre os componentes do IGP-M, os materiais, equipamentos e serviços apresentaram variação de 0,40%, contra avanço de 0,43% no mês anterior. O índice que representa o custo da mão de obra registrou variação de 0,22%. No mês anterior, não havia registrado variação.

    Curtido por 1 pessoa

  5. COMUNICADO AO MERCADO
    Novos contratos de locação de 9.387 m² para o Eldorado Business Tower

    São Paulo, 26 de novembro de 2014 – O Fundo de Investimento Imobiliário – FII BTG Pactual Corporate Office Fund (“BC Fund”), (BM&FBovespa: BRCR11), maior fundo de investimento imobiliário listado em bolsa do Brasil, informa a seus cotistas e ao mercado em geral que concluiu o processo de locação de quatro andares e meio do Eldorado Business Tower (“EBT”), localizado na Av. das Nações Unidas, nº 8.501, São Paulo-SP.

    O contrato de locação dos andares 26º, 27º e 28º e metade do 25º andar foi celebrado com uma empresa multinacional do setor de seguros pelo prazo de 120 meses, com início ainda em novembro, e envolverá a ocupação inicial de 7.356 m². O inquilino tem a opção, até dezembro deste ano, de adicionar 1.051 m² (restante do 25º andar) nas mesmas condições.

    O contrato de locação do 5º andar foi celebrado com uma empresa multinacional do setor de geração de energia eólica pelo prazo de 120 meses, com início em dezembro/2014, e envolverá a ocupação de 2.031 m².

    Da vacância financeira do portfólio de 14,7% (set/14), as novas áreas locadas representavam 5,2 pontos percentuais. Com relação à vacância física de 10,5% (set/14), representavam 3,2 pontos percentuais.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Taxa Selic deve subir a 12,50% até o final de 2015, prevê Goldman Sachs

    taxa-selic-deve-subir-ate-final-2015-preve-goldman-sachs

    O site não deixa eu postar o conteúdo da matéria, mas saiu que a Selic pode começar a subir de novo daqui 6 meses.

    Vai ser um ano conturbado mesmo em termos de rendimento, mas bom para acumular os valores baixos.

    Curtido por 2 pessoas

      • Wakabayashi, tem LCI pagando 95%, o que daria mais de 12% aa se a Selic subir até o patamar que você comenta. Eu creio que como os FIIs são mais arriscados que renda fixa pós-fixado eles teriam um ajuste sim até taxas mais atrativas que isto. Eu particularmente tenho uma estratégia de ir comprando aos poucos nos próximos 10 meses, a começar a partir de após a próxima reunião do Copom que deve ser no início de dezembro, onde eu creio que haja um ajuste de mais 0,25%.

        Curtido por 1 pessoa

      • Caro Wakabayashi,
        A correlação existe!
        Cenário 1:a coisa se comporta exatamente como você descreve,daí,eu acho que já seria uma boa oportunidade de compra,pois alguns FII estariam muito depreciados em relação ao valor de mercado…
        Cenário 2:o que está barato,pode ficar mais barato ainda, se a variável liquidez pesar no segmento de FII.
        Veja que só falamos das variáveis taxa de juros e liquidez…
        E o Sr.Mercado imobiliário?
        Em que sentido apontará o vetor?
        Não dá para saber com exatidão.Entretanto:
        -abaixo do preço de custo para construir imóvel similar na mesma região não será.Caso contrário, não adianta estar investido em mais nada(caos,depressão);
        -Se não houver índices catastróficos de vacância e preço de aluguéis,os FII não deverão cair a ponto de proporcionar rendimento de SELIC+7%(juros real >10%a.a).
        Por fim,acho que a qualquer momento o juros podem começar a cair por necessidade de estímulo a economia.Assim,os fatores que ajudaram a empurrar os FII para baixo,serão os mesmos que podem impulsionar uma retomada.
        Grosso modo:juros caindo,maior investimento,maior demanda por espaços.
        Juros subindo…Isto que vemos agora!
        Forte abraço a todos!

        Curtido por 2 pessoas

    • Vitor;

      Eu compraria um pouco agora, de preferência, os que tenham o melhor custo benefício.
      Não queimaria toda a reserva de imediato,até porque eu sou daqueles que pratico aportes mensais (seja de capital novo, seja de proventos percebidos de FIIs) e sigo o plano, sem “desesperos ocasionais”.
      Pode ser que as cotas caiam mais um pouco com o aumento da Selic, pode ser que não (alguns colegas aqui entendem que o mercado já precificou tal aumento). EU aposto na primeira hipótese.
      De certo, só que a Bolsa funciona em dias úteis, enquanto existir mundo e Brasil.

      Sds.

      Curtido por 1 pessoa

  7. Justiça libera aumento de até 35% do IPTU em São Paulo –

    justica-libera-aumento-ate-iptu-sao-paulo

    um probleminha a mais para aqueles prédios vazios?

    SÃO PAULO – O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu nesta quarta-feira que a lei que impôs aumento de até 20% do IPTU para imóveis residencias em São Paulo é constitucional. A decisão derruba a liminar que impedia o reajuste obtida por meio de ação proposta pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo PSDB, que apontavam vícios formais no trâmite e na aprovação do projeto de lei, além de irregularidades em diversos artigos da lei.

    O Órgão Especial entendeu que não ocorreram os vícios alegados e que não houve ofensa a princípios constitucionais referentes ao processo legislativo. Com a decisão, a prefeitura de São Paulo poderá aplicar aumento no valor do IPTU para 2015. O projeto prevê reajuste de até 35% para imóveis comerciais.

    O projeto que atualiza a planta genérica dos imóveis de São Paulo, que é a base para o cálculo do IPTIU, havia sido aprovado em outubro de 2013 na Câmara Municipal. Antes do reajuste ser cobrado, a Fiesp e o PSDB conseguiram a liminar. A gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) alega que a atualização da planta genérica serviria para fazer justiça social, já que o aumento do imposto atingiria as regiões da cidade que foram mais valorizadas nos últimos anos.

    Com a decisão desta quarta-feira, a prefeitura poderia cobrar o reajuste de forma retroativa em relação ao ano de 2014, mas Haddad deve abrir mão dessa cobrança. A expectativa é que o aumento do IPTU gere uma arrecadação extra de quase R$ 800 milhões em 2015. Um grupo de 1,5 milhão de contribuintes sofrerá ainda reajustes escalonados pelos próximos quatro anos, com teto 10% para residências e de 15% para comércio nos anos seguintes.

    A Fiesp anunciou que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar derrubar o aumento do IPTU. A entidade entende que o reajuste viola os princípios da razoabilidade e da moralidade por ser superior ao crescimento da economia.

    Curtir

  8. Blackstone paga R$700 milhões por prédios da Opportunity

    Um fundo imobiliário administrado pelo Blackstone está comprando quatro prédios de escritórios no Rio de Janeiro por 700 milhões de reais.

    Os prédios comerciais — Edifício Visconde de Inhaúma Corporate; Edifício São Bento Corporate; Edifício Península Corporate e Edifício Americas Corporate (Torres 3 e 4) — estão todos locados e pertencem a um fundo imobiliário gerido pelo Opportunity.

    A venda se encontra em processo de due diligence e pode fechar nos próximos dias.

    O Opportunity publicou um fato relevante sobre a venda em 27 de setembro, o que significa que o Blackstone tomou a decisão de investimento antes mesmo do primeiro turno da eleição. Uma das maiores firmas de private equity do mundo, o Blackstone administra cerca de 280 bilhões de dólares em recursos de clientes.

    A transação mostra que o mercado de imóveis comerciais recuperou uma certa liquidez depois que a incerteza política, a Copa do Mundo e a desaceleração da economia ao longo deste ano pareciam ter congelado os compradores.

    “O cenário para Brasil mudou, e o mercado imobiliário ainda está se ajustando,” diz um investidor do ramo imobiliário. “Nesses momentos de transição, o vendedor não aceita a nova realidade e o comprador tenta se apropriar de um desconto maior, daí o mercado fica um pouco paralisado.”

    Curtido por 4 pessoas

  9. Lembram dos imóveis vendidos pela São Carlos?
    Pois é, parece que o comprador não é nenhum fundo de capital aberto, infelizmente.
    Segue um trecho:

    No mês passado, a São Carlos — uma das três empresas de imóveis comerciais listadas na Bovespa – vendeu dois edifícios em São Paulo por 105 milhões de reais.
    De acordo com fontes do mercado, o comprador foi a Savoy, holding imobiliária da família Salomone, uma das maiores proprietárias de imóveis do Brasil e conhecida por ser muito sensível a preço.
    “Em todas as crises dos últimos 30 anos, os Salomone sempre foram compradores de primeira hora,” diz um corretor.
    A São Carlos, que havia pago 37,5 milhões de reais pelos dois edifícios entre 2007 e 2008, obteve uma taxa interna de retorno real de 31,5% ao ano. O ‘cap rate’ médio — uma métrica usada no setor imobiliário que divide o fluxo de aluguéis de um imóvel pelo valor pago por ele — foi de 10,8%.
    Os irmãos Hugo Enéas e Lúcio Salomone começaram a fazer fortuna com loteamentos populares no litoral paulista nas décadas de 50 e 60. Num perfil da família publicado em 2011, a Folha de São Paulo estimou que 80% da extensão entre a Praia Grande e Mongaguá foram abertos pela Savoy.
    A Savoy é dona de pelo menos sete edifícios na Avenida Paulista, incluindo o Paulista Mil, onde fica a sede da empresa, e mais da metade do Conjunto Nacional — além dos shoppings Aricanduva, Central Plaza e Interlagos, entre outros.

    Curtido por 3 pessoas

  10. Conta rápida :

    Para chegar em 1 bilhão :

    Investir 1 milhão de reais a 1,94% ao mês por 30 anos.

    Claro, 1,94 % acima inflação, se quiser manter o valor da grana.

    Ou seja, se for um investidor excepcional , precisa também já ser milionário para se bilionario.

    O Lírio Parisoto colocava 100 milhões de reais em ações .

    O Barai não saiu do nada , na minha opinião ele usa essa história para promoção pessoal.

    Ate pouco tempo, ele atendia clientes, tanto que tem uma história de processo contra ele e o filho por perdas no mercado. Vide Google.

    Curtir

      • Isso sem novos aportes, apenas utilizando os juros.

        Para nós pobres mortais assalariados a importancia de aportar mensalmente e usar os juros para reinvestimento, se nao levaria 100 anos para 20mil se tornar 1.000.000,00

        Curtir

      • He,he,he

        Lírio Parisotto, 60, que já foi namorado de Luiza Brunet, tem uma fortuna estimada em R$ 4,44 bilhões. Ele é considerado o maior investidor individual no mercado acionário brasileiro. É dono da Videolar, fabricante de DVDs e blu-ray, e tem participação em grandes empresas, como Usiminas e Banco do Brasil. Considerado o 27º bilionario no ranking da “Forbes Brasil”

        Curtir

    • Roent, quem aplicar 1500 reais por mês em ações e conseguir uma rentabilidade média de 24% ao ano (Bem alta memso, mas não é impossível) durante 45 anos, junta mais de 1,3 bilhão.

      Já quem consegue juntar R$ 3000 por mês, durante os mesmos 45 anos (um financiamento de um imóvel hoje em dia, pra quem é jovem) e consegue uma rentabilidade de 20% ao ano, consegue juntar 716 milhões.

      Ou seja, realmente fácil não é, e nem rápido, demora MUITO, mas com certeza é possível sim.

      Como não desejo e nem quero ser bilionario, não me importo em conseguir uma rentabilidade tão alta, para mim apenas obter no futuro um patrimônio que me dê uma condição razoávelmente digna, já é o suficiente.

      Curtido por 1 pessoa

      • Amigo Waka
        Nem o senhor Buffett e outros famosos conseguiram 24% ao ano quanto mais manter esta performance durante 45 anos.
        Agora se abrir uma empresa ( já de saída tem que ter um bom capital) e tudo fluir bem como foi o Boticario (1977), em apenas 37 anos vc teria R$ 6,45 bilhões.

        “Estreante no “clube” dos bilionários em 2014, Miguel Krigsner, 64, tem fortuna estimada em R$ 6,45 bilhões. Ele fundou O Boticário em 1977, dois anos após se formar em farmácia e bioquímica no Paraná. A empresa hoje é a segunda maior de cosméticos do Brasil, atrás apenas da Natura”

        Curtido por 2 pessoas

      • Cintra, mas economizando mais, e ganhando super bem, pode-se chegar também no 1 bilhão. E outra, já pensou no retorno de quem investiu nas ações da Hering quando estavam passando por aqueles inúmeros problemas e suas ações valiam centavos? Veja quanto deu de rentabilidade…

        De fato não é fácil, mas dizer que é impossível é falácia.

        Mas como eu disse, eu não conto com isso, conto apenas que minhas ações e FII’s consigam me prover uma aposentadoria digna

        Curtir

      • Cintra,
        A Berkshire conseguiu uma rentabilidade de 30% a.a. por 30 anos.
        Logicamente, trata-se de uma grande holding que compra empresas e jamais se torna acionista minoritário de uma empresa.
        O Waka nunca conseguiria isso. Na verdade, nenhuma pessoa física.

        Curtir

      • Voltaire, isso não é verdade. Não são todas e parece-me que nem a maioria das empresas que a Berkshire tem ações que ela possui o controle.

        Para comprovarmos isso, basta perceber que a Berkshire Hathaway tem cerca de 8,5% da Coca-Cola, 3,1% da Procte & Gamble, 5,2% em Conoco Phillips, 3,2% da Swiss Re, 0,5% da Walmart, dentre outras.

        Ademais, qual o sentido de Warren Buffett sempre ter falado e aprendido com Benjamin Graham sobre investimento em valor e sempre ter defendido o fato de comprar uma ação e mantê-la pelo resto da vida? Seria ele um hipocrita então, que recomenda aos investidores o investimento em valor e de longo prazo em ações, mas ele mesmo só compra “as empresas inteiras”? Os dados mostram que isso não é verdade, e que a Berkshire tem muitas participações bem pequenas em várias empresas.

        Ademais, se não é possível ter uma rentabilidade bem alta em ações, como você explicaria o retorno de vários fundos de investimento que deram mais de 15 a 20% nos últimos 10-15 anos? O fundo verde por exemplo…

        Curtir

      • A maioria dos bilionários do mundo se tornaram bilionários, criando empresas bem sucedidas. O efeito multiplicador / geração de riqueza de uma empresa que dá certo, é gigante.

        Outro ponto: no Brasil, o fato de algumas empresas terem se valorizado muito, foi concomitante a “relativa” estabilidade/maior dinamismo da economia nos últimos 20 anos (desde o plano real). Teve ainda a janela da crise de 2008 onde quem entrou em boas empresas, ganhou dinheiro. Salvo se alguma grande crise aconteça, daqui para frente, acho que obter retornos expressivos ao longo de anos, no mercado acionário brasileiro, será mais difícil. Exigirá maior dose de risco e sorte.

        É bom ter uma certa dose de realismo quanto aos próximos anos. O Brasil ainda não conseguiu criar uma base econômica sólida e pode ainda sofrer muitos tropeços pela frente. Infelizmente, perdemos o bônus demográfico, anos de calmaria nos mercados internacionais, sem fazer reformas estruturais ou institucionais importantes. Isto conjugado com baixo nível de investimentos (estruturais), que permitiriam um crescimento sustentável de longo prazo e maior geração de riqueza. Pior, gastamos muito mal (+ corrupção), elevando a dívida pública. O Brasil parece que não consegue sair do crescimento econômico “vôo de galinha”.

        Na perspectiva internacional, a despeito do crescimento econômico, o sistema mundial está sendo paulatinamente levado a um “corner”: os países desenvolvidos estão altamente endividados (com mais dificuldades de reduzir déficits) num ambiente de juros baixos, fomentando um efeito riqueza (via bolsa) com concentração de renda. O tema é complexo e existem muitos estudos. Acho interessante as análises do Prof. Doutor Immanuel Wallerstein sobre os ciclos longos econômicos e o porque do “fôlego” mundial” aparentemente estar chegando perto de uma fronteira de ruptura nos próximos anos (ou década). Quem tiver interesse, pesquisem no google.

        Tudo isso apenas para dizer que , daqui para frente, a tese da “Bilionísse” via aplicação de recursos mensais na bolsa tornando alguns indivíduos bilionários é, infelizmente, pouco provável. Tem que dar muita coisa certa (no país e no mundo) + um alto grau de acerto na carteira, na diversificação e no “market timing” (fora do comum, anos seguidos).

        Aos que tem talento, mente inovadora, formação, capacidade de liderança, persistência e propensão a risco: abram uma empresa: mais fácil de se tornarem potenciais bilionários.

        Abs,

        Curtir

      • Waka,
        Não se engane. Essa “pequena” participação da Berkshire nessas empresas garante uma cadeira cativa no conselho da empresa como um dos majoritários ou mesmo o majoritário. Tratam-se de empresas centenárias em que é impossível adquirir 50% porquê ninguém quer vender.
        Em resumo ele manda.
        Recentemente uma senhora pediu para ele qual empresa comprar. Ele sugeriu adquirir um fundo de índice.
        Eu li alguns relatórios da Berkshire e sua bibliografia. O homem é genial e possui bilhões disponíveis.
        Tenho certeza que como pessoa física é impossível seguir seu exemplo. Inclusive, ele deixa isso bem claro em sua bibliografia oficial.
        O fundo Verde trabalha com trade de valor. O seu gestor é genial.
        Entretanto, lembre-se que a Berkshire possui mais que o dobro de anos do fundo Verde. O risco da empresa de Buffett é muiiiito menor.

        Curtir

      • Voltaire, não foi sempre que Buffett teve cadeiras no conselho das empresas e muito menos que comprava participações muito grandes. Ademais, ter uma cadeira no conselho está LOONGE de ser controlador da empresa.

        Ademais, voltaire, se é impossível ficar rico com ações, por quê quem comprou Souza Cruz lá por 1995 e segurou suas ações, reinvestindo os dividendos, conseguiu um retorno de 33% ao ano durante 19 anos?

        Eu repito o que tenho dito, não é porquê ninguem consegue ou ninguém faz que seja impossível. Ademais, se você pesquisar sobre Ari Hilbert, Samuel Emery, Vilibaldo Mayer, José Otávio, Victor Adler, Guilherme Affonso, entre outros, você verá que vários deles ficaram ricos com a bolsa. O Guilherme Affonso em especial, tinha ações do Unibanco, e desde que o Unibanco foi comprado pelo Itaú, os valores já se multiplicaram por mais de 300.

        Curtir

    • Pra quem é mais economico e ganha bem, e consegue aportar cerca de R$ 7.000,00 por mês (tem gente que consegue), consegue chegar no 1 bilhão em 50 anos. Ou seja, se a pessoa começou com seus 25 anos, aos 75 teria 1 bilhão, ganhando cerca de 16% ao ano.

      Enfim, impossível não é, mas é sim MUITO DIFÍCIL. De fato quem pretende ficar um dia BILIONARIO, com certeza a idéia seria tentar abrir uma empresa sozinho e multiplicar o tamanho dela, ou virar jogador de futebol e etc. Mas pra quem pretende apenas ter no futuro uma interessante renda passiva, que eventualmente seja bem maior que a sua renda ou aposentadoria da previdencia, aí as ações e os FII’s são sim uma ótima escolha, provavelmente jamais te deixarão bilionario, mas provavelmente poderão gerar uma aposentadoria digna.

      Curtir

      • Por alguns anos, morei em frente ao Hipódromo do Rio de Janeiro e comecei a apostar em cavalos, usando um método bem simples. Observava o quadro de apostas para um certo páreo em 3 instantes: Dias antes da corrida, 1 hora antes e minutos antes. Era fácil observar a manipulação feita pelos grandes apostadores.
        No instante 1, alguns cavalos recebiam algum volume de dinheiro, mas como haviam poucas apostas até então, davam a impressão de serem os favoritos. No instante 2, observa-se muitas apostas indo para tais cavalos. No instante 3, muitas apostas iam para cavalos diferentes, que haviam recebidas poucas apostas até então. No páreo, esse últimos venciam. Acontecia sempre assim, e era muito fácil acompanhar os “tubarões” e ganhar uns trocados…no fim das contas, após dezenas de apostas, consegui um resultado de mais ou menos 1,3x sobre o apostado. Muito mais fácil e divertido que operar na bolsa…hahaha

        Curtir

      • E eu nunca falei que ele ficou bilionario com ações, tanto que ele já começou botando grana ‘pesada’ em ações. Mas é óbvio que ele teve uma boa rentabilidade e conseguiu multiplicar o capital, mas o dinheiro mesmo, a maior parte, veio da empresa…

        Curtir

      • Eu só disse que NÃO É IMPOSSÍVEL ficar bilionario com ações, juntando muito dinheiro por muitas décadas, consegue-se chegar lá, ainda mais quem consegue dar um “all-in” em alguma empresa que cresça absurdamente, mas é claro que o risco é ENORME.

        Curtir

      • Ah, com todas estas projeções, deito-me na rede esperando 30% a.a. e sonhando em quando vou estar bilionário… E pra mim 10 milhões vai ser troco de feira, ai ai…
        E quando for bilionário, comprarei uma câmara criogênica só pra mim para live forever!

        Curtido por 2 pessoas

      • Desculpem-me se fui rude. A intenção foi ser irônico, mas isso quase nunca é de bom tom. Pra ser claro, não acredito em retornos surpreendentes no longo prazo em ações. Já acho difícil juntar 3 milhões, e sinceramente acho impossível, mas impossível mesmo um pequeno investidor chegar ao bilhão. Soua risível pra mim. E acho q o investidor q prega isso, seja quem for, não está contando a história toda. Desculpem-me, mas sinceramente, acho todas as projeções super otimistas só wishiful thinking. Para o bem de vcs, espero estar errado :-)

        Curtido por 2 pessoas

      • Richie, você não acreditar não significa que retornos assim não existam, simples. Como pode-se constatar nos gráficos, há inúmeras ações que multiplicaram o seu valor de mercado em mais de 500, 600, 1000 nas últimas décadas, você então está negando o retorno destes ativos?

        Dando uma olhada na simulação que o ADP fez com compras mensais de Souza Cruz, com reinvestimento de dividendos e etc conseguiu-se ao longo de 17 anos uma taxa interna de retorno de 33%. Há várias outras empresas que quem fez a mesma estrategia da Souza Cruz, também obteve retornos altíssimos, isso é um fato.

        Agora, ser algo improvável o investidor manter esses ativos e aportes neles e reinvestimento de dividendos durante anos ou décadas não prova que seja impossível obter retornos altos no mercado de ações, prova apenas que uma pequena parcela dos investidores conseguem isto.

        Curtir

      • Waka, eu acredito que retornos enormes existem em ações, assim como acredito que existem acertadores da mega sena. Agora, achar que algum mortal consiga escolher exatamente as 5 ou 10 ações que vão subir nos próximos 40 anos, e que estes videntes não vão vender em todos os momentos de crises, e que eles nunca vão comprar nenhuma ação que vai desvalorizar nestes 40 anos, sinto muito, mas não acredito.

        É simples: se o cabra tem uma mínima noção de risco, ele vai diversificar, e diluir o retorno e os prejuízos. Se o cabra faz all in em uma ação vencedora, eu e o papai noel o abraçaremos juntos. E pisaremos no companheiro que fez all in na ação perdedora, que será nosso capacho. Quem será o felizardo e o capacho? Quem souber, ganha uma bala e alguns milhões no bolso. Quem não souber, quebra e game over.

        Curtir

      • Sim, de fato, não é fácil, mas não é porquê não é fácil que é impossível. E tem outro ponto, embora a diversificação dilua a rentabilidade, ainda assim se ela for feita com ativos da mesma qualidade e de alta rentabilidade, a rentabilidade a longo prazo pode ficar relativamente alta, não vou dizer de conseguir uma rentabilidade de Warren Buffett, mas simplesmente uma rentabilidade alta, que permita a multiplicação dos valores no longo prazo.

        Curtir

      • Existem enormes retornos nas ações, só que não enormes retornos constantes… Isso que derruba a tese de ficar bilionário com essa taxa de retorno de 30% ao ano, uma crise sistêmica poderia acontecer em alguns dos anos e no mínimo as cotações estagnarem.
        Também devemos pensar no montante aplicado, pois 1 mil aplicado uma única vez mesmo com juros de 30% a.a. não faz mágica e normalmente essa é a realidade da maioria, pequenos aportes constantes. É possível? Sim. É provável? Nenhum pouco, em bilhões de habitantes no planeta Terra podemos contar em uma mão, no máximo duas, investidores que ficaram bilionários com ações.

        Curtido por 1 pessoa

* Novos Comentários Aqui: (use o botão "Resposta" para comentários antigos)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s