XPML11 – Xp Malls – FII

O objetivo do Fundo é a obtenção de renda por meio da exploração imobiliária dos Ativos Imobiliários, bem como o ganho de capital, mediante a compra e venda de Ativos Imobiliários e a aplicação de recursos, preponderantemente em Ativos Imobiliários.

O XP Malls é um Fundo de Investimento Imobiliário, constituído sob a forma de condomínio fechado, classificado pela ANBIMA como “FII Renda/Gestão Ativa/Shoppings”, cujo objetivo é a obtenção de renda por meio da aquisição e exploração imobiliária de shopping centers e/ou correlatos, bem como o ganho de capital, mediante a compra e venda de ativos.

O Fundo possui atualmente participação em 7 empreendimentos (incluindo os ativos objeto da Transação acima), todos em capitais e geridos por empresas de capital aberto do setor, garantindo alto nível de governança e alinhamento de longo prazo: 16,99% do Shopping Cidade Jardim (JHSF), 8,00% do Shopping Cidade São Paulo (CCP), 32,00% do Catarina Fashion Outlet (JHSF), 35,0% do Caxias Shopping (Aliansce), 24,99% do Shopping Bela Vista (JHSF), 25,00% do Parque Shopping Belém (Aliansce) e 39,99% do Shopping Ponta Negra (JHSF).

O Fundo tem prazo de duração indeterminado
Administrador:  BTG
Gestão:  XP
Preço de Subscrição: R$ 100,00 (cem reais) por Cota
Taxa de Administração: 0,95% a.a.
Rentabilidade alvo: 7,00% a.a
O Fundo pretende ter um portfólio diversificado e está negociando empreendimentos que possuam as seguintes características:

(i) empreendimentos já em funcionamento;
(ii) localizados em todo o território brasileiro;
(iii) inseridos em cidades com mais de 250 mil habitantes;
(iv) ABL (Área Bruta Locável) superior a 15.000 m2;
(v) que possuam dados demográficos (potencial de consumo, número de habitantes e renda per capita) em suas respectivas áreas de influência
compatíveis com a ABL (Área Bruta Locável) instalada da região;
(vi) cujo administrador seja renomado nacionalmente, e idealmente que seja também sócio do empreendimento.

Caxias Shopping: 51% (administradora Aliansce)
Parque Shopping Belém: 41% (administradora Aliansce)
Shopping Cidade São Paulo: 8% (administradora CCP)
JHSF:
16,99% do Shopping Cidade Jardim, em São Paulo/SP;
32,00% do Catarina Fashion Outlet, em São Roque/SP;
24,99% do Shopping Bela Vista, em Salvador/BA;
39,99% do Shopping Ponta Negra, em Manaus/AM.

Anúncios

368 comentários sobre “XPML11 – Xp Malls – FII

  1. na qualidade de gestora do XP MALLS
    FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 28.757.546/0001-00, (“XP Malls”
    ou “Fundo”), comunica aos seus cotistas e ao mercado em geral, que celebrou nesta data memorando de
    entendimentos tendo como objeto a aquisição de ativos (“Memorando de Entendimentos”) para aquisição de
    participação minoritária em 4 shopping centers de propriedade direta ou indireta do vendedor (“Transação”).
    Os 4 shopping centers (“Ativos”)são localizados em capitais ou cidades relevantes do país e são administrados
    por empresas renomadas do setor, sendo estas também sócias dos respectivos empreendimentos, gerando
    comprometimento e alinhamento de longo prazo. Devido a cláusula de confidencialidade prevista no
    Memorando de Entendimentos, as características dos Ativos, bem como o detalhamento das condições de
    sua compra e venda serão divulgados aos Cotistas oportunamente, por meio de comunicado ao mercado a ser
    enviado pelo Administrador e pela Gestora, quando da conclusão da aquisição, conforme aplicável.
    O montante da Transação será de até R$808.500.000,00 (oitocentos e oito milhões e quinhentos mil reais),
    sendo que haverá pagamento de sinal pelo Fundo ao vendedor, no montante de R$64.680.000,00 (sessenta e
    quatro milhões, seiscentos e oitenta mil reais) mediante assinatura do Memorando de Entendimentos
    (“Sinal”). A Transação está sujeita à implementação de condições precedentes usuais em transações desta
    natureza, incluindo a captação pelo Fundo de recursos necessários. Na hipótese de a Transação não ser
    concretizada pelo não atendimento de qualquer uma das condições precedentes, o Sinal será devolvido para
    o Fundo devidamente corrigido por 100% do CDI até a data da efetiva

    Curtir

  2. , por meio do presente, comunicar a seus cotistas (“Cotistas”) e ao mercado, o encerramento, em
    23 de agosto de 2019, da oferta pública de distribuição com esforços restritos da 4ª (quarta) emissão de
    cotas do Fundo (“Novas Cotas”) de até R$ 430.000.074,00 (quatrocentos e trinta milhões e setenta e
    quatro reais), correspondente a até 4.215.687 (quatro milhões, duzentas e quinze mil, seiscentas e
    oitenta e sete) Novas Cotas, pelo preço por Nova Cota de R$ 102,00 (cento e dois reais), tendo sido
    admitida a distribuição parcial das Novas Cotas, observado o montante mínimo de subscrição de
    R$ 320.000.010,00 (trezentos e vinte milhões e dez reais), correspondente a 3.137.255 (três milhões,
    cento e trinta e sete mil, duzentas e cinquenta e cinco) Novas Cotas, realizada nos termos da Instrução
    CVM nº 476, de 16 de janeiro de 2009, conforme alterada (“Instrução CVM nº 476” e “Oferta Restrita”,
    respectivamente), que foi divulgada em 19 de julho de 2019 por meio do fato relevante.

    Curtir

    • Foram subscritas e integralizadas 4.215.687 (quatro milhões, duzentas e quinze mil, seiscentas e oitenta
      e sete) Novas Cotas, perfazendo o montante total colocado de R$ 430.000.074,00 (quatrocentos e trinta
      milhões e setenta e quatro reais). Os gastos da distribuição primária da Oferta Restrita foram pagos pelo
      Fundo, exclusivamente com os recursos decorrentes da Taxa de Distribuição Primária paga pelos
      subscritores das Novas Cotas. Nesse sentido, o Administrador, nos termos do item 6.3.9 do OfícioCircular/CVM/SIN/Nº5/2014, esclarece que tais custos relacionados à distribuição primária das Novas Cotas,
      em especial a remuneração do Coordenador Líder, que é pessoa integrante do mesmo grupo econômico do
      gestor do Fundo, não oneraram em hipótese nenhuma os atuais Cotistas do Fundo, de forma que a
      contratação do Coordenador Líder na Oferta Restrita não caracteriza situação de conflito de interesses na
      forma do artigo 34 da Instrução CVM nº 472, de 31 de outubro de 2008, conforme alterada (“Instrução
      CVM nº 472”).

      Curtir

  3. Data da informação
    14/08/2019
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    14/08/2019
    Data do pagamento
    21/08/2019
    Valor do provento por cota (R$)
    0,57
    Período de referência
    Julho

    Curtir

  4. Será que é neste fundo que vai ser alocado?

    29/07/2019 08h39

    SÃO PAULO (Reuters) – A brMalls disse que está em tratativas avançadas, mas sem documentos vinculantes, com fundo imobiliário administrado pela BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM para a venda de sua participação integral em sete shopping centers, incluindo o Ilha Plaza e o Osasco Plaza Shopping.

    “A transação faz parte da estratégia de portfólio da companhia, que considerando a escala relevante e diversidade dos seus ativos, decidiu concentrar seu foco de atuação, priorizando shoppings de maior porte, dominantes e em mercados de grande potencial de consumo”, disse a brMalls em comunicado no domingo.

    O comunicado foi divulgado após o colunista do jornal o Globo, Lauro Jardim, publicar em seu blog que a companhia havia colocado unidades à venda e que o BTG estava na ponta compradora.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s