Notícias

Noticias

A Maior e mais Ativa comunidade 100% FII

http://Tetzner.wordpress.com

Anúncios

6.696 comentários sobre “Notícias

  1. A MULTIPLAN LANÇA O PARKJAREPAGUÁ, O PROJETO MAIS MODERNO DE SUA HISTÓRIA

    Rio de Janeiro, 16 de abril de 2019 – A MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. (B3: MULT3) comunica o lançamento do ParkJacarepaguá, o 20º shopping center da Companhia, localizado na zona oeste do Rio de Janeiro, com inauguração prevista para maio de 2020.

    O projeto:

    O projeto trará uma nova experiência de consumo, serviços, conveniência e entretenimento para o bairro de Jacarepaguá. A construção iniciou no ano passado, e segue o conceito já utilizado pela Multiplan em seu mais recente e moderno empreendimento, o ParkShopping Canoas, ao integrar uma arquitetura sofisticada a um mix de operações diversificado, em meio à natureza, em um projeto que será um marco para a cidade.

    O novo shopping irá gerar 1.200 empregos durante a sua construção, e após a abertura, estima-se que outros 3 mil empregos sejam gerados no empreendimento, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico de uma das regiões que mais crescem na cidade. O investimento bruto total é estimado em R$550 milhões e considera diversas melhorias do entorno, como a reurbanização da Praça Julio Sass, a duplicação de vias locais, entre outras obras que melhorarão a mobilidade da região.

    O ParkJacarepaguá terá cerca de 39 mil m² de Área Bruta Locável (ABL) e 102 mil m² de área construída. Entre as 249 lojas previstas, estão 11 âncoras e megalojas, um supermercado, um centro de eventos multiúso com 1.900 m², seis salas de cinema stadium, parque de diversões indoor de 1.000 m², oito restaurantes, além de ampla praça de alimentação com 29 operações e cerca de 2.000 vagas de estacionamento, sendo 600 cobertas. O ParkJacarepaguá será o primeiro shopping da Multiplan, no Rio de Janeiro, a ter uma pista de patinação no gelo permanente, de padrão internacional, com 480 m².

    Destaca-se ainda a criação de um parque verde de 6.000 m² integrado ao ParkJacarepaguá, com amplo gramado, paisagismo, parque infantil e mobiliário externo. O shopping center terá também um deck com área de 3.200 m², com bares e restaurantes com vista para o verde, e o Boulevard Gourmet, uma área diversificada de gastronomia, com restaurantes distribuídos em áreas internas climatizadas, e ao ar livre, com vista para o parque.

    Curtir

    • Sustentabilidade:

      O empreendimento foi projetado a partir das mais modernas tecnologias sustentáveis, buscando eficiência condominial através da redução dos custos operacionais e de manutenção, incluindo um sistema de reúso das águas pluviais e de tratamento de efluentes, sistemas de automação nos banheiros, ar condicionado de alta eficiência energética, uso de vidros de alto desempenho que permitem a entrada de luz natural e conservam a temperatura interna, além da previsão de instalação de painéis de energia solar. Todas essas características já qualificam o ParkJacarepaguá para receber a pré-certificação do selo LEED, que reconhece o alto padrão de sustentabilidade do empreendimento.

      A região:

      A Multiplan foi pioneira no desenvolvimento da zona oeste do Rio de Janeiro. A expansão imobiliária na região começou no final da década de 70, iniciando pela Barra da Tijuca, e seguindo em direção ao bairros do Recreio, Campo Grande e Jacarepaguá, região que atualmente concentra cerca de 620 mil habitantes¹.

      Com a inauguração do BarraShopping em 1981, iniciou a criação de uma rede de shoppings centers e empreendimentos imobiliários que mudaram a vida dos moradores da região. Após a adição do New York City Center e o VillageMall, formou-se um dos maiores complexos multiúso da América Latina. Ainda na Zona Oeste, em Campo Grande, a Companhia construiu o ParkShopping-CampoGrande, um moderno empreendimento que vem valorizando o bairro e trazendo para seus moradores restaurantes, lojas e entretenimento antes não disponíveis na região.

      Curtir

  2. CYRELA VENDE R$ 1.044 MILHÕES NO TRIMESTRE

    São Paulo, 16 de abril de 2019 – A Cyrela Brazil Realty S.A. Empreendimentos e Participações (B3: CYRE3; OTCQPink: CYRBY), comunica a prévia de seus resultados operacionais do 1º trimestre de 2019 (1T19), em comparação ao mesmo período de 2018 (1T18), sujeitos à revisão da auditoria.

    Destaques:

    Lançamentos
    Cyrela lança R$ 547 milhões no trimestre, 26% superior ao VGV lançado no mesmo trimestre do ano passado.

    Vendas
    Cyrela vende R$ 1.044 milhões no trimestre, 70% superior ao mesmo trimestre do ano passado.

    Curtir

  3. EZTEC anuncia Prévia dos Resultados Operacionais do 1T19

    Vendas líquidas superam R$300 MM pela primeira vez em cinco anos
    Abrimos 2019 com R$394 MM de VGV lançado e R$322 MM de venda bruta

    São Paulo, 15 de abril de 2019 – A EZTEC S.A. (BOVESPA: EZTC3; Bloomberg: EZTC3:BZ), anuncia a prévia dos resultados operacionais do primeiro trimestre de 2019 (1T19). Os resultados aqui apresentados são gerenciais e estão sujeitos à revisão da auditoria externa. Os resultados do 1T19 têm divulgação programada para 15 de maio de 2019, após o fechamento do mercado.

    Vendas e Distratos

    No primeiro trimestre de 2019, a Companhia conseguiu produzir vendas líquidas de R$302 milhões, decompostas entre R$322 milhões de vendas brutas e R$20 milhões de distratos. Esta performance líquida implica na primeira superação da marca de $300 milhões desde o segundo trimestre de 2013. Ainda, implica em um crescimento de 6% em relação às vendas líquidas do trimestre anterior, que havia contado com a contribuição de 4 lançamentos. Este marco é acentuado por se tratar do primeiro trimestre do ano, que tende a ser ciclicamente onerado pelas festividades típicas da época.

    Pelo lado dos distratos, a retração de 16% demarca o décimo trimestre ininterrupto de declínio dos cancelamentos – uma trajetória que se reafirma na medida em que o ciclo de grandes entregas se distancia. Pelo lado das vendas, cabe destacar a performance da central de vendas de Osasco (onde se encontram o mega-empreendimento do Jardins do Brasil e o Prime House Parque Bussocaba), respondendo por R$38 milhões dos R$100 milhões em vendas de estoque pronto do trimestre. Quanto aos lançamentos, vale enfatizar a performance do Fit Casa Rio Bonito (onde há tanto unidades enquadradas no programa MCMV quanto outras fora dele), que, tendo sido lançado já em meados de março, agregou em R$48 milhões às vendas do período

    Curtir

  4. Even divulga a prévia operacional do 1T19

    São Paulo, 15 de abril de 2019 – A Even Construtora e Incorporadora S.A. – EVEN (B3: EVEN3), com atuação em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul e foco nos empreendimentos residenciais a partir de R$ 250 mil, anuncia dados preliminares e não auditados de lançamentos, vendas, aquisição de terrenos e entregas relativos ao primeiro trimestre de 2019.

    Lançamentos¹
    No 1º trimestre foram lançados 4 empreendimentos que totalizaram R$ 785 milhões (parte Even).

    Vendas¹
    No 1º trimestre, as vendas líquidas somaram R$ 505 milhões (parte Even), das quais R$ 354 milhões referem-se as vendas dos lançamentos do trimestre com VSO de 45%. A velocidade de vendas (VSO) do trimestre foi 18%, melhor VSO desde 2013. Até o dia de hoje foram vendidas 36 unidades, do total de 69 do empreendimento Fasano Itaim – Residencial, representando 52% das unidades.

    Land Bank¹
    No 1º trimestre foi adquirido, por meio de permuta, 1 novo terreno em São Paulo, com valor potencial de vendas de R$ 415 milhões (parte Even). O land bank encerrou o 1º trimestre com R$ 6,6 bilhões em VGV potencial (parte Even).

    Entregas¹
    No 1º trimestre foram entregues 2 projetos que equivalem a R$ 67 milhões (VGV de lançamento parte Even) e 119 unidades.

    Distratos¹
    No 1º trimestre foram distratados R$ 89 milhões, menor patamar dos últimos 4 anos.

    Curtir

  5. LANÇAMENTOS DE R$ 1,1 BILHÃO, AUMENTO DE 36% EM RELAÇÃO AO 1T18

    VENDAS LÍQUIDAS DE R$ 1,3 BILHÃO, AUMENTO DE 6% EM RELAÇÃO AO 1T18

    Belo Horizonte, 15 de abril de 2019 – MRV Engenharia e Participações S.A. (B3: MRVE3), maior construtora residencial da América Latina, anuncia dados preliminares e não auditados de lançamentos, vendas contratadas, banco de terrenos, unidades produzidas, concluídas, contratadas, repassadas, geração de caixa e distratos do 1º trimestre de 2019.

    Curtir

    • DESTAQUES

      VENDAS LÍQUIDAS

      Como consequência da transição do novo governo, o processo de repasse e contratação de financiamento dos projetos apresentou instabilidade durante o 1T19. A normalização ocorreu apenas no mês de março. Mesmo diante deste cenário, a Companhia alcançou vendas líquidas de R$ 1,3 bilhão, totalizando 8.665 unidades; os distratos continuam em trajetória de queda, atingindo 11,4% no 1T19, uma retração de 6,41 p.p. em relação ao 1T18. A evolução do projeto Venda Garantida reflete diretamente na queda dos distratos, contribuindo para o aumento das vendas líquidas.

      Curtir

    • PRODUÇÃO

      Alcançamos 9.880 unidades produzidas no 1T19, aumento de 24% em relação ao 1T18. Estamos aumentando a eficiência dos nossos canteiros através da redução do tempo de ciclo de produção, o que vem contribuindo para o maior giro do ativo e retorno dos projetos.

      Curtir

  6. FBI liga dona da Gradual a Marcos Elias

    O FBI, polícia federal dos EUA, investiga suposta ligação da empresária Fernanda Ferraz de Braga Lima, dona da corretora Gradual, com o ex-analista de investimento Marcos Eduardo Abraão Elias, preso no ano passado por autoridades americanas sob acusação de fraude no mercado financeiro

    Curtido por 1 pessoa

  7. CVM abre novo processo contra XP e seu fundador, Guilherme Benchimol Caso trata da violação de norma sobre operações com valores mobiliários. Diretor jurídico também é acusado

    RIO – A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) instaurou novo processo contra a XP Investimentos e seu fundador, Guilherme Benchimol. Também é acusado o diretor-executivo jurídico Fabrício Cunha de Almeida. De acordo com informações do site da autarquia, eles são acusados de infringir dispositivos da instrução da CVM 505, que estabelece normas para operações com valores mobiliários.

    No início do ano passado, a CVM já havia processado a XP e Benchimol por falhas nos registros de ordens transmitidas por clientes a agentes autônomos que agem em nome da corretora. O julgamento daquele processo começou em dezembro, mas foi interrompido porque um dos membros do colegiado da CVM pediu vistas. O relator do caso, diretor Henrique Machado, havia votado pela imposição de multa de R$ 200 mil à XP e de R$ 100 mil a Benchimol.
    .
    .
    .
    Fonte: O GLOBO | Economia | por Rennan Setti
    11/04/2019 – 09:22 / Atualizado em 11/04/2019 – 09:38

    Curtir

  8. Conselho da Gafisa aprova aumento de capital com emissão de novas ações ordinárias

    A Gafisa (SA:GFSA3) divulgou fato relevante na noite de ontem para informar aos seus acionistas e ao mercado em geral que seu Conselho de Administração aprovou o aumento do capital social da companhia mediante a emissão de novas ações ordinárias no limite do capital autorizado de 71.031.876. (Restante na internet …)

    >>> -rsrsr pagar dívida com dinheiro dos outros… passo longe.

    Curtir

    • Construtoras
      Destaque também nesta quarta-feira para os dados divulgados, ontem à noite, das vendas líquidas da Direcional, que somaram R$ 287 milhões no primeiro trimestre de 2019, o que representa um crescimento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado, quando comparado com o total de vendas de Incorporação, que desconsidera o segmento Faixa 1.

      No segmento MCMV 2 e 3, as vendas líquidas atingiram R$ 273 milhões, expansão de 7% em relação ao mesmo intervalo de 2018. A velocidade de vendas líquidas do primeiro trimestre, medida pelo indicador VSO, atingiu índice de 13%. A VSO do segmento MCMV 2 e 3, alcançou 16%.

      Já a Gafisa fará aumento do capital social por subscrição privada com emissão de novas ações no limite de 71.031.876 papéis, como aprovado pelo conselho de administração. O colegiado ficou de encaminhar à AGE marcada para 15 de abril recomendação para estudo de captação de até US$ 150 milhões por meio de bonds, debêntures conversíveis ou outros instrumentos.

      Sobre a Tenda, o conselho de administração da construtora aprovou ontem um plano de recompra de até 10.379.362 de ações ordinárias da companhia. O prazo de aquisição é de até 12 meses, com início em 10 de abril e término em 9 de abril de 2020.

      Curtir

  9. BTG bate XP na Justiça

    A guerra judicial (e empresarial) que opõe o BTG e a XP ganhou mais um capítulo hoje.

    O BTG ganhou na Justiça de São Paulo o direito de contratar agentes autônomos que atuam para a XP. Havia uma decisão liminar que restringia a contratação.

    A XP, representada por Rodrigo Fux, acusara o BTG, defendido pelo E. Munhoz Advogados, de se aproveitar de informações que recebeu na ocasião em que tratava do seu IPO — abertura de capital que acabou não acontecendo.

    A XP acusava também o BTG de concorrência desleal ao tentar seduzir seus agentes autônomos.

    A 2ª Vara Empresarial cassou a liminar. De acordo com a decisão, a posição da XP prejudicaria a concorrência, ao pretender segurar para si os agentes autônomos . E que a possibilidade de o BTG procurar oferecer condições mais vantajosas para atrair agentes autônomos da XP é própria da concorrência e um incentivo ao mercado de plataformas abertas.

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s