RNDP11 – BB Renda de Papéis

O Fundo é administrado pela a Votorantim Asset Management, em regime de condomínio fechado, com prazo de duração de 10 anos.

O objetivo deste fundo é o investimento em ativos imobiliários através de CRIs, LCIs e LH, proporcionando aos cotistas retorno no longo prazo.

RNDP11

Trata-se portanto de um FII de Papel – CDI; a carteira deste FII está concentrada em CRIs indexados ao CDI, bem diversificada em 12 empresas cedentes e com taxas bem variadas ( 107%, 115%, … ); possui também alguns deles indexados ao IGPM e IPCA, mas em pequena proporção.

RNDP11_c

Taxas:
Administração: 0,551%a.a. sobre patrimônio liquido.
Controladoria: 0,019%a.a. sobre patrimônio liquido.
Custódia: 0,029%a.a. sobre patrimônio liquido (mínimo de R$ 6.500,00 mensais).
Performance: 20% do que exceder o rendimento da taxa DI.

RI: vwmprodutosestruturados@votorantimwm.com.br

Anúncios

57 comentários sobre “RNDP11 – BB Renda de Papéis

  1. Bom dia Pessoal,

    Tenho uma dúvida relacionada a este FII, que iferente outros fundos, este é dado por prazo determinado. Olhando a tabela a cima, os CRIs que vencem por último são em 2023, mas, dado que ele é por prazo determinado, o que acontece com o resultado de um capital após o término de um CRI? Serão realizadas diversas amortizações?
    Obrigado.

    Curtir

    • já tivemos coisa bizarras no passado, com gestor distribuindo amortização como se fosse renda e até suspensão de rendimentos pra corrigir a lambança

      mas isso fica certinho na contabilidade e até a CVM entrou em cena mexendo nas regras para evitar essas iXPertezas

      então agora só vale distribuir dinheiro que tá no caixa, por isso a renda de muito papel que não pagava e tinha vencimento longo caiu; porque só pode contar com o tutu ($$) quando tá no caixa

      Curtido por 2 pessoas

    • cada papel tem uma agenda, um fluxo definido de pagamentos de principal (amortização) e juros(inflação+premio)

      dá pra saber certinho de cada um quando é e o que é

      mas de novo, isso fica pro administrador, o cotista não tem que esquentar muito a não ser quando dá xproblema, renda mixa ou quebram o galho

      Curtido por 1 pessoa

    • Pagou, está no caixa e o FII não tem data pra acabar?

      Gestor tem de ser habilidoso e se programar pra reinvestir em algo que dê mais retorno pro cotista

      muitas vezes como vimos é comum os interesses não estarem alinhados e as escolhas feitas não serem as melhores

      é ai que entra a Qualidade, renda nos papéis não é tudo, tem de olhar o lastro no imóvel porque SE der xproblema é o que vem pro patrimônio do fundo e ai correira pra fazer virar dinheiro de novo

      Curtido por 1 pessoa

    • Para o cotista fica transparente, o papel vence ou o gestor acha comprador e negocia ele no secundário como a gente faz com as cotas de FIIs

      apropria o resultado, separa lucro de principal; renda pros cotistas no minimo de 95% dentro do semestre

      e o principal volta pra fazer parte do bolo, do principal investido pelo FII

      Curtido por 2 pessoas

      • Boa explicação Tetzner… nos relatórios, os gestores costumam colocar apenas o título, os %, a indexação, prazos e ratings.. mas não colocam as garantias de cada CRI, por exemplo. É comum eles entregarem estas respostas em um contato direto com eles? Uma vez pedi mais detalhes e o gestor me disse apenas para olhar as tabelas dos relatórios.
        Valeu Tetz 🙂

        Curtir

      • Git

        eu uso uma regra bem simples para “analisar” FII de Papel:

        se é fácil a leitura, se eles mostram tudo, penso comigo que é porque não tem o que esconder…

        afinal quem tem medo é porque deve… rs já dizia o Leandro Karnal

        aliás recomendo a todos, esse cara é TOP dos TOPs na sua área

        Curtido por 2 pessoas

      • Git

        assim, vai do gestor…

        a VAM é porta aberta, pela entrevista da Ana você já viu que ali tem café no bule rsrs

        a Fator também é muito transparente, acabando o período de silêncio das emissões faremos a entrevista com eles

        os demais… depende do momento, quando interessa eles são bem receptivos sim

        a BTG abriu as portas da transparência no FEXC, o report deles foi exemplo, mas não evitou uma derrapada na curva com PDG; enfim tem de ficar em cima mesmo

        Curtido por 2 pessoas

      • Tem uma limitação Git

        eles tem que dar detalhes no mesmo nível a todos; a griffo gosta muito de mandar o cotista olhar no relatório, então em tese fazem isso porque já foi divulgado e está lá publicado

        mas não custaria também dar um print e mandar onde pra quem está perguntando rs

        enfim, questão de jeito pra coisa de comunicação

        Curtido por 2 pessoas

      • Então Tetz… quando houve a emissão do VRTA, no relatório seguinte saiu detalhes sobre cada CRI onde o capital foi alocado e gostei bastante de como colocaram. Era um parágrafo bem objetivo sobre cada CRI, simples, rápido e fácil. Poderia manter isto em um relatório semestral por exemplo, que seria muito bom haha.. imagino que deva ter nos primeiros relatórios dos FIIs de papel, eu pego no máximo 2 anos para trás para estudar, vou buscar mais (já deveria ter feito isso haha)

        Obrigado Tetz.. estes posts seus aqui daria um artigo bem legal haha 😀

        Curtir

      • Isso ai Git, como o Gama pediu e ele é quem adotou o VRTA colamos tudo lá pra turma ter acesso então bem isso, se você não tem motivo pra esconder… põe no relatório… mas se a recusa é uma constante… o cotista tem de aumentar a margem de segurança rs

        pergunta o que o Mbp77 achou do lastro de um dos CRIs que ele andou estudando kkk

        Curtido por 1 pessoa

  2. Dúvida aos sábios.
    Há sentido em ingressar num FII lastreado exclusivamente em CRI com vários deles já vencidos?
    Só seria lógico se o valor da cota estivesse muito descontado em relação à renda mensal, que chegará ao fim em 2023.
    É isso mesmo?

    Curtir

  3. Bom Dia ! Estava analisando este fundo e surgiu uma dúvida , no documento chamado perfil do fundo de 17 agosto de 2012 este fundo consta como prazo de duração indeterminado. Já no regulamento do fundo com data de 08 junho 2012 no seu paragrafo primeiro fala em prazo de duração de 10 anos. Alguém confirma que o prazo é determinado como consta aqui no site? Não deveria ter havido uma assembléia específica para poder haver esta alteração?

    Curtir

  4. FII BB R PAP (RNDP) – DISTRIBUICAO DE RENDIMENTO

    Data-base: 31/03/2016
    Data para pagamento: 14/04/2016
    Valor distribuido por cota: R$ 11,60530
    Periodo de referencia: Marco/2016

    Norma: a partir de 01/04/2016 cotas ex-rendimento.

    Curtido por 1 pessoa

    • FII BB R PAP (RNDP) – AGO – 26/04/2016 -09h00 (1a conv.) / 09h30 (2a conv.)

      APROVACAO DE CONTAS

      VOTORANTIM ASSET MANAGEMENT D.T.V.M. LTDA., na qualidade de administradora do BB Renda de Papeis Imobiliarios Fundo de Investimento Imobiliario – FII, convoca seus cotistas para reunir-se em Assembleia Geral, na Av. das Nacoes Unidas, 14.171, Condominio Rochavera, Torre A, 10o. Andar, Sao Paulo – SP para examinar e aprovar as demonstracoes contabeis auditadas referentes ao exercicio encerrado em 31 de dezembro de 2015

      Curtir

  5. FII BB R PAP (RNDP) – DISTRIBUICAO DE RENDIMENTO

    BB RENDA DE PAPEIS IMOBILIARIOS FDO INV IMOB – FII ,informa a
    distribuicao de rendimento, conforme dados abaixo:

    Data-base: 29/02/2016
    Data para pagamento: 14/03/2016
    Valor distribuido por cota: R$ 10,01486
    Periodo de referencia: Fevereiro/2016

    Norma: a partir de 01/03/2016 cotas ex-rendimento.

    * Renda por cota: 1,09% *

    Curtir

  6. FII BB R PAP (RNDP) – DISTRIBUIÇÃO DE RENDIMENTO

    BB RENDA DE PAPEIS IMOBILIÁRIOS FDO INV IMOB – FII ,informa a
    distribuição de rendimento, conforme dados abaixo:

    Data-base: 29/02/2016
    Data para pagamento: 14/03/2016
    Valor distribuído por cota: R$ 10,01486
    Período de referencia: Fevereiro/2016

    Norma: a partir de 01/03/2016 cotas ex-rendimento.

    * Renda por cota: 1,09% *

    Curtir

    • Gosto de FIIs de papel. Entendo que é importante conhecer os ativos da carteira. Saber detalhes sobre o lastro, das garantia, dos devedores. Sem isso não tem como criar uma noção do risco da opção. Estou estudando um FII de papel que informa nos relatórios mensais os detalhes dos ativos logo que ocorre uma aquisição. É possível também encontrar informações interessantes para embasar o conhecimento no relatório do auditor independente. Então, para um conhecimento mais aprofundado é preciso fuçar toda essa documentação.

      Curtido por 2 pessoas

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s