CXTL11 – Caixa TRX Logística Renda

O objetivo do fundo é aquisição e posterior locação de imóveis comerciais, industriais ou logísticos, prontos ou em construção, para grandes empresas;  administrado pela Caixa Econômica Federal, em regime de condomínio fechado e com prazo indeterminado de duração.

CXTL11.bmp

Sua primeira emissão teve como objetivo a aquisição de 3 imóveis: O Atmosfera (RJ) com área construída de 7.671 m², Schahin (RJ) com área construída de 4.714 e Ferla (SP) com área construída de 7.226.

Trata-se portanto de um FII de Tijolo – Imóveis Comerciais – Logístico; sua cota foi lançada a R$ 1.000,00 e teve início de negociação em bolsa em Janeiro/12.

O fundo contava com uma reserva de R$ 8 milhões, cerca de 15% residual da captação e que tem impactado o rendimento do fundo (a renda de aluguel é superior ao rendimento financeiro do capital investido); usou o valor para adquirir mais um prédio, imóvel ASPRO situado na Rodovia do Café – BR 277, Km 107, em Campo Largo – PR.

Numa operação de sale and leaseback, na qual o imóvel foi comprado, pelo Fundo, da empresa ASPRO DO BRASIL SISTEMAS DE COMPRESSÃO LTDA (“Aspro”) pelo valor de R$ 6.843.500,00, e locado à própria Aspro pelo prazo de 10 (dez) anos pelo valor de aluguel inicial de R$ 68.435,00 mensais, corrigido anualmente pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA. O imóvel é utilizado pela Aspro para armazenagem e fabricação de equipamentos para sistemas de compressão de gás natural.

FATO RELEVANTE: São Paulo/SP, 14 de março de 2013

(i) a empresa L. FERENCZI INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA, locatária do imóvel “Ferla”, está inadimplente com suas obrigações contratuais, conforme anteriormente relatado no Fato Relevante publicado em 01.02.2013; (ii) a Administradora CAIXA e a Consultora Imobiliária TRX Investimentos Imobiliários S.A. tentaram compor a situação de maneira não-litigiosa; no entanto, diante da manutenção do inadimplemento da Ferla, tiveram que tomar as medidas judiciais para resguardar os interesses do Fundo; (iii) assim, em 18.02.2013 foi proposta Ação de Despejo com Pedido Liminar, processo nº 0002775-45.2013.4.03.6100, em trâmite perante a 22ª Vara Federal da Seção Judiciária de São Paulo/Capital, cujo resumo do andamento está contido no Anexo I ao presente Fato Relevante; (iv) ressalta-se que a distribuição do mencionado processo não foi divulgada anteriormente por estratégia processual, com o intuito de se evitar que a empresa L. FERENCZI INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA adotasse qualquer medida preventiva para evitar o cumprimento da decisão judicial; (v) todavia, em 19.02.2013, a empresa L. FERENCZI INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA ajuizou pedido de Recuperação Judicial nos termos da Lei nº 11.101/05 (Lei de Falências e Recuperações de Empresas), distribuída perante a 2ª Vara Cível da Comarca de Itapevi/SP, processo nº 1000651-27.2013.8.26.0271, cujo resumo do andamento igualmente consta no Anexo II ao presente Fato Relevante; (vi) o deferimento da recuperação judicial à L. FERENCZI INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA, ocorrido em 01.03.2013, poderá impactar na retomada do imóvel.

A Administradora CAIXA e a Consultora Imobiliária TRX Investimentos Imobiliários S.A. prosseguem tomando todas as medidas cabíveis no sentido de preservar os interesses do Fundo diante desse fato e manterão os cotistas informados sobre o caso.

Taxas:
Administração: aproximadamente 0,41%a.a. sobre patrimônio liquido (mínimo R$ 20.000,00 mensais corrido pelo IPC-FIPE).
Taxa de administração tem parcela variável, ver artigo 8º do regulamento.
Gestão: 0,85%a.a. sobre o patrimônio liquido (mínimo R$ 20.000,00 mensais corrigido pelo IPC-FIPE).

RI: viter@caixa.gov.br, gedef@caixa.gov.br, gemob@caixa.gov.br

111 comentários sobre “CXTL11 – Caixa TRX Logística Renda

  1. Data da informação
    29/11/2019
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    29/11/2019
    Data do pagamento
    13/12/2019
    Valor do provento por cota (R$)
    1,11768643767375
    Período de referência
    11

    Curtir

  2. Data da informação
    30/09/2019
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    30/09/2019
    Data do pagamento
    15/10/2019
    Valor do provento por cota (R$)
    1,06598578278635
    Período de referência
    09
    Ano
    2019
    Rendimento isento de IR*
    Sim

    Curtir

  3. Data da informação
    31/07/2019
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    31/07/2019
    Data do pagamento
    15/08/2019
    Valor do provento por cota (R$)
    1,00894285127899
    Período de referência
    07
    Ano
    2019
    Rendimento isento de IR*
    Sim

    Curtir

  4. Data da informação
    28/06/2019
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    28/06/2019
    Data do pagamento
    15/07/2019
    Valor do provento por cota (R$)
    1,28648151948803
    Período de referência
    06
    Ano
    2019
    Rendimento isento de IR*
    Sim

    Curtir

  5. Data da informação
    31/05/2019
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    31/05/2019
    Data do pagamento
    14/06/2019
    Valor do provento por cota (R$)
    0,797993917570013
    Período de referência
    05
    Ano
    2019
    Rendimento isento de IR*
    Sim

    Curtir

  6. Aos Cotistas do CXTL, peço a licença necessaria ao Tetzner, para poder solicitar aos cotistas do fundo em questao, para se identificarem aqui, tendo em vista, a propositura de uma AGE, e posteriormente a abertura de algumas ordens do dia visando resguardar o patrimonio investido. O que estamos presenciando há bastante tempo é uma completa desorganização por parte da consultoria juridica, fadado ao prejuizo com dinheiro alheio.

    Tetzner, gostaria de contar com sua ajuda, pois precisamos de um porcentagem minima de cotas para podermos solicitar a nossa demanda.

    Curtir

  7. Ato societário de aprovação (se houver)
    Data da informação
    30/04/2019
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    30/04/2019
    Data do pagamento
    15/05/2019
    Valor do provento por cota (R$)
    0,796603727820587
    Período de referência
    04
    Ano
    2019
    Rendimento isento de IR*
    Sim

    Curtir

  8. Resumo das Propostas de Aditamento ao Contrato de Locação do Imóvel de Itapevi

    Assim, não obstante a deliberação acerca das propostas de participação da Maian no custo das obras, permanecem em vigor e inalteradas todas as outras condições contratuais já aprovadas pela Assembleia Geral de Cotistas do Fundo realizada em dia 9
    de janeiro de 2018, de sorte que, caso alguma das propostas para extensão do prazo de carência seja aprovada pela Assembleia Geral de Cotistas ora convocada, as condições da locação passarão a ser:

    Imóvel:(não há alteração) Itapevi-SP
    Locatário:(não há alteração) Maian Importação e Exportação de Produtos Químicos Ltda.
    Valor da locação: (não há alteração) R$ 45.017,11 ao mês durante o primeiro ano de vigência do contrato (“Valor Base 1º Ano”); no 2º ano: Valor Base do 1º Ano corrigido pela variação positiva do IGPM-FGV e acrescido de R$ 7.015,63 (“Valor Base 2º Ano”); e, no 3º ano: Valor Base 2º Ano corrigido pela variação positiva do IGPM-FGV e acrescido de R$ 13.000,00 (“Valor Base 3º Ano”). Do 4º ano em diante, o valor do aluguel seria o Valor Base 3º Ano corrigido pela variação positiva anual do IGPM/FGV e assim sucessivamente para os anos subsequentes, até o término do prazo do contrato, conforme aprovado em Assembleia Geral de Cotistas do Fundo, realizada em 9 de janeiro de 2018.

    Duração: (não há alteração) 120 (cento e vinte) meses, conforme aprovado em Assembleia Geral de Cotistas do Fundo, realizada em 9 de janeiro de 2018.

    Comissão imobiliária: (não há alteração) 2 (dois) aluguéis, conforme aprovado em Assembleia Geral de Cotistas do Fundo, realizada em 9 de janeiro de 2018.

    Primeiro Período de Carência (não há alteração) 4 (quatro) primeiros meses, sendo este valor restituível ao
    Fundo caso a proponente rescinda ou de causa à rescisão do contrato nos primeiros 36 (trinta e seis) meses de sua vigência,
    sem prejuízo do pagamento de multas e demais penalidades previstas no contrato de locação.

    PROPOSTA CASO APROVADA A 2ª EMISSÃO DE COTAS

    1ª Proposta de Segundo Período de Carência (prorrogação dos atuais 4 meses para 11 meses no total)
    7 (sete) meses adicionais ao Primeiro Período de Carência, de forma que o Fundo se comprometerá a ressarcir a Maian em
    até 100 (cem) dias contados da celebração do aditivo, previsto para ocorrer 1 (um) dia após a Assembleia Geral Extraordinária
    de Cotistas, no caso também, de ocorrer a captação do Montante Mínimo da Oferta Restrita, pelo adiantamento do
    pagamento à Axion Construções Ltda. no valor de R$ 678.861,34, referentes as obras necessárias no Imóvel de
    Itapevi.

    PROPOSTA CASO REPROVADA A 2ª EMISSÃO DE COTAS
    2ª Proposta de Segundo Período de Carência

    (prorrogação dos atuais 4 meses para 26 meses no total) 22 (vinte e dois) meses adicionais ao Primeiro Período de Carência, sendo estes valores restituíveis ao Fundo, correspondentes aos itens não executados, caso a proponente não cumpra com sua obrigação no sentido de realizar as obras nas condições definidas pelo Consultor Imobiliário do Fundo.

    A Administradora alerta que a não aprovação de pelo menos uma das alternativas referentes às propostas de celebração de aditamento contratual, constantes nos itens ‘ii’ e ‘iii’ da ordem do dia, deixará o Fundo exposto às penalidades previstas por
    descumprimento do contrato de locação em vigor, de maneira que poderá ocorrer pleito por parte da locatária de rescisão contratual, sujeição à multa, além requisição pelo atual locatário, por meios judiciais, de ressarcimento de perdas e danos.

    Curtir

  9. Que novela mexicana…

    FII CX TRX (CXTL) AGE – Ata da Assembleia

    FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO CAIXA TRX LOGISTICA RENDA
    CNPJ Nº 12.887.506/0001-43
    Ata da Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas
    I Data, hora e local
    No dia 29 de janeiro de 2019, às 16h, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na
    Avenida Paulista, 2300, 11º andar, Cerqueira César, Condomínio Edifício São Luis de Gonzaga,
    escritório da Caixa Econômica Federal, instituição administradora (“Administradora”) do Fundo de
    Investimento Imobiliário CAIXA TRX Logística Renda (“Fundo”), foi instalada e suspensa na mesma
    data, e retomada e encerrada em 1º de fevereiro de 2019.
    II Convocação
    Realizada por meio do envio do edital de convocação aos cotistas no dia 11 de janeiro de
    2019, nos termos do art. 27 do regulamento do Fundo (“Regulamento”), bem como publicado nas
    páginas da Administradora, da Comissão de Valores Mobiliários e da BM&FBovespa na rede mundial
    de computadores, nos termos do Art. 19-A da Instrução CVM nº 472.
    III Quórum
    A Assembleia foi instalada com a presença de 29,82% (vinte e nove inteiros e oitenta e dois
    centésimos por cento) das cotas emitidas pelo Fundo, e quando da retomada a matéria da Ordem do
    Dia foi deliberada por 5,25% (cinco inteiros e vinte e cinco centésimos por cento), conforme
    assinaturas apostas nas listas de presença anexa. Presentes ainda representantes da Administradora
    e da Consultora Imobiliária, a TRX Investimentos Imobiliários S.A. (“Consultora Imobiliária”).
    IV Composição da Mesa
    Aberta a Assembleia, os cotistas do Fundo indicaram o Sr. Luciano Garrido para a presidência
    da mesa, que convidou o Sr. Hebert Gonçalez Gally para secretariar os trabalhos.

    V Ordem do Dia
    Deliberar sobre a proposta de aditamento ao contrato de locação do imóvel de propriedade
    do Fundo localizado em Itapevi/SP, no sentido de estender a carência no pagamento de alugueis
    para um total de 26 meses, a fim de que, em contrapartida, o locatário assuma parcialmente o
    custeio de obras necessárias que são de encargos do Fundo.
    Ata da Assembleia Geral Extraordinária de Cotistas realizada em 29 de janeiro de 2019
    Fundo de Investimento Imobiliário CAIXA TRX Logística Renda

    Curtir

    • VI Instalada e suspensa em 29 de janeiro de 2019
      Os cotistas presentes solicitaram suspensão da Assembleia até o dia 01/02/2019, de modo
      que houvesse maior prazo para apreciação da matéria da Ordem do Dia.

      VII Retomada e encerrada em 1º de fevereiro de 2019
      Preliminarmente, foi aprovada, por unanimidade dos votos dos presentes, a lavratura da ata
      desta Assembleia sob a forma sumária.
      Em cumprimento ao art. 24 da Instrução CVM nº 472, os cotistas presentes, declararam:
      (i) que não são sócios, diretores e funcionários da Administradora ou de empresas
      ligadas;
      (ii) que não são sócios, diretores e funcionários de prestadores de serviços do Fundo; e
      (iii) não possuir interesses conflitantes com o Fundo.

      Em seguida, após feitos os demais esclarecimentos, os cotistas presentes representantes de
      5,25% (cinco inteiros e vinte e cinco centésimos por cento), deliberaram por unanimidade a
      reprovação da matéria constante da Ordem do Dia.

      VIII Encerramento
      Nada mais havendo a tratar, o Presidente deu por encerrada a Assembleia às 16h00,
      tendo eu, Hebert Goncalez Gally, lavrado a presente, que lida e achada conforme foi assinada.
      São Paulo, 1º de fevereiro de 2018

      Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s