BBFI11B – BB Fundo de Investimento Imobiliário Progressivo

O fundo é administrado pela Caixa Econômica Federal, em regime de condomínio fechado e tem prazo indeterminado de duração; classificado como sendo um fundo do tipo Tijolo e enquadra-se na segmentação Escritórios.

Possui dois imóveis em seus ativos: um em Brasília e outro no Rio de Janeiro. O edifício de Brasilia(sede) conta com 23 andares e 27 pavimentos; já o do Rio de Janeiro(CARJ) conta com 9 blocos integrados pelo subsole, mais 1 agência.

bbfi11b-bmp

Imóvel CARJ – Centro Administrativo do Rio de Janeiro:
Rua Barão de São Francisco, 177 – Rio de Janeiro – RJ
Área (m2): 40.176,69
Valor: R$ 2.157.100,00 (em 07/04/16), Prazo: 5 (cinco) ano portanto com contrato de locação vigente até outubro de 2020.
O complexo Comercial está localizado na Zona Norte do Rio de Janeiro, região que possui uma ocupação mista entre os usos comercial/serviços, institucional e residencial. Entre os usos encontrados na região podemos citar agências bancárias, shopping center, comércio local, edifícios residenciais, entre outros. Destacam-se no entorno imediato o Shopping Center Boulevard Iguatemi Rio e o hipermercado Guanabara. A região é amplamente servida por diversas linhas de ônibus regulares que fazem a ligação com o centro e outros pontos da cidade. Quanto ao sistema de transporte por metrô, a estação mais próxima é a Saens Peña, localizada a cerca de 2 km (Linha 1) e a Maracanã, localizada a cerca de 2 km (Linha 2) da propriedade.

Edifício Sede I
Setor Bancário Sul, Quadra 4 – Brasília – DF
Área (m2): 46.135,00
O imóvel situa-se onde a atividade predominante é bancária, comercial / serviços. Suas principais vias de acesso são Eixo Rodoviário Sul, Eixinho L e as vias L-1 e BS-S1. A sua localização é central com relação ao Plano Piloto, beneficiada pela proximidade da Estação Rodoviária do Plano Piloto, do Setor Comercial Sul e da Esplanada dos Ministérios. Nesse setor foram construídos diversos edifícios comerciais com arquitetura não tão moderna, porém de bom padrão construtivo, fazendo com que o local se valorize em relação ao Setor Comercial Sul, que está com ocupação total e apresenta prédios bem mais antigos. A região possui uma ocupação mista entre os usos comercial/serviços e institucional. Entre as atividades encontradas podemos citar agências bancárias, praças de alimentação com lojas de apoio, shopping center, sede de bancos e de escritórios de advocacia, entre outros. Locado parcialmente para o Banco do Brasil S.A. com contrato de locação vigente até janeiro de 2025 com valor de aluguel atual em R$ 754.105,33 ao mês.

130.000 cotas

Taxas:
Administração: 0,277% sobre o valor de mercado do FII (ante 5,10% sobre a receita do fundo após deduções das despesas e provisões).

RI: viter@caixa.gov.br, gemob@caixa.gov.br e gedef@caixa.gov.br

Anúncios

425 comentários sobre “BBFI11B – BB Fundo de Investimento Imobiliário Progressivo

  1. CONSULTA FORMAL – BB FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PROGRESSIVO

    A Caixa Econômica Federal, instituição financeira sob a forma de empresa pública, regendo-se pelo Estatuto
    aprovado pelo Decreto nº 7.973, de 28 de março de 2013, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 00.360.305/0001-04
    (“Administradora”), na qualidade de instituição administradora do BB Fundo de Investimento Imobiliário
    Progressivo, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 07.000.400/0001-46 (“Fundo”), vem, por meio desta, nos termos do
    artigo 40 do regulamento do Fundo (“Regulamento”), consultá-los formalmente (“Consulta Formal”) sobre a seguinte
    ordem do dia:

    (i) manutenção da taxa de administração do Fundo nos moldes atuais, nos termos dos art. 36, § 4º, da Instrução
    CVM nº 472/08 e do art. 7º, § 1º, I, da Instrução CVM nº 571/15.

    (ii) caso não seja aprovado o item (i), deliberar pela alteração da cobrança da taxa de administração do Fundo, caso
    o Fundo integre ou passe a integrar índice de mercado, nos termos dos art. 36, § 1º, da Instrução CVM nº 472/08 e
    do art. 7º, § 1º, I, da Instrução CVM nº 571/15.

    Curtir

    • Segue abaixo a proposta da Administradora:

      “Art. 32 – A ADMINISTRADORA receberá, pelos serviços de gestão do FUNDO, com exclusão de qualquer outra,
      caso as cotas do FUNDO tenham integrado ou passado a integrar, nesse período, índice de mercado, a seguinte
      remuneração, cobrada mensalmente: o equivalente à 0,3% (três décimos por cento) ao ano incidente sobre o Valor
      de Mercado do Fundo, calculado diariamente à taxa “1/252” (um duzentos e cinquenta e dois avos) de forma linear,
      tendo como piso mensal o valor de R$ 43.000,00 (quarenta e três mil reais), corrigido anualmente pelo IGP-M da
      FGV.

      § 1º – Caso as cotas do FUNDO deixem de integrar índice de mercado, A ADMINISTRADORA receberá, pelos
      serviços de gestão do FUNDO, com exclusão de qualquer outra, a seguinte remuneração, cobrada mensalmente: o
      equivalente à 2,23% (dois inteiros e vinte e três centésimos) ao mês sobre o total de receitas do FUNDO, deduzidas
      todas as despesas e provisões do FUNDO, antes da incidência da referida taxa, tendo como piso mensal o valor de
      R$ 43.000,00 (quarenta e três mil reais), corrigido anualmente pelo IGP-M da FGV.

      Curtir

    • § 2º – Pela prestação dos serviços de custódia, controladoria o Banco do Brasil S.A. receberá o equivalente a 0,08%
      (oito centésimos por cento) ao ano incidente sobre o Patrimônio Líquido do FUNDO do dia anterior, calculado
      diariamente à taxa “1/252” (um duzentos e cinquenta e dois avos) de forma linear, tendo como piso mensal o valor de R$ 17.500,00 (dezessete mil e quinhentos reais), corrigido anualmente pelo IGP-M da FGV.

      § 3º – Pela prestação dos serviços de escrituração de cotas, o Banco do Brasil S.A. receberá o equivalente R$
      5.000,00 (cinco mil reais), corrigido anualmente pelo IGP-M da FGV, somado ao valor unitário de R$ 1,15 (um real e
      quinze centavos) por investidor.

      § 4º – O Valor de Mercado do FUNDO será calculado com base na cotação de fechamento do dia anterior ou da
      última cotação de fechamento disponível multiplicado pela quantidade de cotas do fundo.
      Art. 33 – A taxa de administração, custódia, controladoria e escrituração serão pagas mensalmente, por período
      vencido, até o 5º dia útil do mês subsequente ao dos serviços prestados.”

      Curtir

  2. Algum bancário na área? Impacto no CARJ??

    Sistema de compensação lançado pelo BC permitirá que cheques de qualquer valor sejam compensados em 1 dia útil

    Até então, a compensação de cheques era segregada por faixa de valor. Instituições têm até 180 dias para se adequar à regra.

    Quem recebe pagamentos em cheque poderá contar com o dinheiro na conta em um dia útil, independentemente do valor do documento. Essa é uma das consequências da unificação da compensação de cheques no país, determinada pela Circular nº 3.859/2017, publicada nessa segunda-feira (27) pelo Banco Central (BC). Os bancos terão até 180 dias para se adequar à mudança.

    Hoje a compensação dos cheques ocorre de forma segregada, com os documentos divididos em três faixas, de acordo com o valor. Cheques de até R$299,99 compõem a primeira; na segunda faixa estão os documentos de R$299,99 a R$ 250 mil; e na terceira, chamada Valor de Referência para Liquidação Bilateral de Cheques (VLB-Cheque), os cheques de R$250 mil ou mais.

    Curtir

    • Enquanto os VLB-Cheques são liquidados bilateralmente entre as instituições financeiras, as duas primeiras faixas são compensadas pela Centralizadora da Compensação de Cheques (Compe), sendo o resultado multilateral apurado e liquidado no Sistema de Transferência de Reservas (STR). Com o novo processo, em que os cheques não serão separados por valor, todos os documentos serão compensados no ambiente da Compe e a liquidação do resultado multilateral, no STR, ocorrerá em até um dia útil da troca, com a liberação de recursos na noite desse mesmo dia.

      Segundo o chefe do Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos do BC, Flávio Tulio Vilela, a unificação da compensação permitirá ganho de eficiência e redução de custos, operacionais e financeiros, para todo o sistema, em linha com a Agenda BC+. “As alterações seguem o esforço do BC de aprimorar os vários instrumentos de pagamento, tornando-os mais seguros e eficientes para o usuário”, afirmou.

      A adoção da compensação única para todos os documentos foi possível porque a quantidade de cheques em circulação diminuiu e a capacidade tecnológica para o seu processamento aumentou. Isso eliminou, na avaliação do BC, a necessidade de mais de uma sessão para troca de cheques. Para se ter uma ideia, enquanto em 1997 foram processados quase 3 bilhões de cheques, nos últimos 12 meses esse número chegou a pouco mais de 500 milhões.

      Curtir

    • Eu nao sei se já é assim, mas tinha escutado que o papel ia deixar de existir, de ficar correndo de um banco para o outro, o banco de origem ia scannear e pronto . . . .

      CARJ perdeu sentido para o BB há muito tempo . . . .

      Curtir

      • Seria perfeito se o CARJ fosse do lado do Shopping (mesma quadra/calçada). Mas não é.

        Acredito que a chance é virar condominio. Mas nesse momento com o mercado imobiliario do jeito que está, desemprego em alta, e violencia bombando, vai demorar muito para sair alguma coisa dali.

        Curtir

    • Contagem regressiva…
      É pessoal, comercialmente não vejo muitas perspectivas, não vislumbro outra empresa ocupando os prédios.
      Daria um hospital ou campus universitário, mas acredito que o caminho seja mesmo a incorporação imobiliária, mas não conheço a região e qualquer observação minha é superficial.

      Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s