LASC11 – Legatus Shoppings FII

O fundo tem como objetivo a obtenção de renda por meio da exploração imobiliária dos Ativos Imobiliários, bem como o ganho de capital, mediante a compra e venda de Ativos Imobiliários e a aplicação de recursos, preponderantemente em Ativos Imobiliários. Caso o Fundo adquira Imóveis, esse investimento visará proporcionar aos seus Cotistas a rentabilidade decorrente da exploração comercial dos Imóveis, bem como pela eventual comercialização dos Imóveis.

O Fundo poderá́ realizar reformas ou benfeitorias nos Imóveis com o objetivo de potencializar os retornos decorrentes de sua exploração comercial ou eventual comercialização. O Fundo não tem o objetivo de aplicar seus recursos em imóveis ou outros Ativos Imobiliários ou Ativos Financeiros específicos, não existindo, dessa forma, requisitos ou critérios específicos ou determinados de diversificação.

Política de investimento: o fundo deverá investir os recursos obtidos com a emissão das cotas para a constituição do fundo, deduzidas as despesas do fundo previstas no regulamento nos ativos imobiliários, definidos no regulamento.

Descrição dos Ativos do Fundo
Os recursos do Fundo foram aplicados em 06 de Março de 2020 pela Gestora nos seguintes Ativos Imobiliários:

• Parque Shopping Belem – Belem/PA 24% (vinte e quatro por cento) de participação, localizado na Rodovia Augusto Montenegro, 4.300, Belém – PA
Inaugurado em abril de 2012 o empreendimento conta com 34.080 m² de ABL, seu mix de lojas abrange marcas consagradas no mercado nacional e local. São 130 lojas, 10 âncoras (C&A, Lojas Americanas, Marisa, Renner, Le Biscuit, Riachuelo, IPOG, Unama, Selfit e Studio Z) e 2 Megalojas, sendo uma delas a Ri Happy.

• Boulevard Shopping Campos – Campos dos Goytacazes/RJ 25% (vinte e cinco por cento) de participação, localizado na Av. Doutor Silvio Bastos Tavares, 330 – Parque Rodoviário, Campos dos Goytacazes – RJ

Possui 27.200 m2 de área bruta locável, e posicionado como shopping center dominante da cidade. Foi inaugurado em 2011 e tem público predominantemente das classes A e B da região. O Shopping conta com um mix de lojas especial, incluindo grandes âncoras como Renner, Riachuelo, C&A, Leader, Lojas Americanas e Caçula e o Cine Araújo (com 5 salas de cinema, sendo 2 salas 3D com Tela Gigante de 180m² e Som Espacial IMM). Em menos de dois anos de inauguração, em 2012, o Boulevard Shopping Campos lançou sua primeira expansão, ampliando o seu mix de lojas e serviços para atender as necessidades de seus frequentadores e lojistas.

Os recursos do Fundo foram aplicados em 16 de Abril de 2020 pela Gestora no seguinte Ativo Imobiliário:
• Boulevard Shopping Vila Velha – Vilha Velha/ES aquisição de 25% (vinte e cinco por cento) de participação, localizado na Rod. do Sol, 5000 – Itaparica, Vila Velha – ES (“Shopping Vila Velha”).
A partir desta data o Fundo passa fazer jus ao resultado operacional líquido de sua participação no ativo. O dividend yield da aquisição é estimado pela Gestora em 8,71% para os próximos 12 (doze) meses.
Possui 37.116 m2 de área bruta locável. Foi inaugurado em 2012 conta com 2.300 vagas de estacionamento, 700 lugares em sua praça de alimentação e recebe por mês um total de 600 mil pessoas predominantemente da classe B da região.

O Administrador é a VÓRTX DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.
A Gestora do Fundo é a LEGATUS GESTORA DE RECURSOS LTDA

Taxas:
O Administrador receberá por seus serviços uma Taxa de Administração, composta de valor equivalente aos percentuais previstos na tabela abaixo, apurada diariamente e recolhida mensalmente (i) sobre o valor contábil do patrimônio líquido do Fundo, ou (ii) sobre o valor de mercado do Fundo, caso suas cotas tenham integrado ou passado a integrar, no período, índices de mercado, cuja metodologia preveja critérios de inclusão que considerem a liquidez das cotas e critérios de ponderação que considerem o volume financeiro das cotas emitidas pelo Fundo, como por exemplo, o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX), calculado com base na média diária da cotação de fechamento das cotas de emissão do Fundo no mês anterior ao do pagamento da remuneração e que deverá ser pago diretamente ao Administrador, observado o valor mínimo mensal de R$ 105.000,00 (cento e cinco mil reais) na
qual já está incluída a taxa de gestão. Para fins do cálculo ora previsto, será utilizada a tabela abaixo:
Valor Contábil do Patrimônio Líquido ou Valor de Mercado do Fundo Taxa de Administração
Até R$ 150.000.000,00 1,100% a.a.
De R$ 150.000.000,01 até R$300.000.000,00 1,080% a.a.
De R$ 300.000.000,01 até R$450.000.000,00 1,060% a.a.
Acima de R$450.000.000,01 1,050% a.a.

Taxa de Performance
Adicionalmente, o Fundo terá, a partir da Data de Início, uma Taxa de Performance, a qual corresponderá a 20% (vinte por cento) da rentabilidade do valor total integralizado de Cotas do Fundo, já deduzidos todos os encargos do Fundo, inclusive a Taxa de Administração e custos de ofertas de cotas, que exceder o Benchmark para fins de cálculo da Taxa de Performance. A Taxa de Performance será paga ao Gestor, conforme definição de “Va” abaixo, bem como por ocasião da liquidação do Fundo, em qualquer caso, desde que o valor total integralizado de Cotas, corrigido pelo Benchmark para fins de cálculo da Taxa de Performance a partir da data da respectiva integralização, tenha sido totalmente restituído aos Cotistas por meio de amortizações ou pagamentos. A Taxa de Performance será calculada semestralmente para fins de pagamento, nos termos da fórmula abaixo, desde que ela seja superior a
zero (TP>0):
TP = 0,20 * [Va * (Σi Corrigido – Σp Corrigido)]
onde,
TP = Taxa de Performance;
Va = valor total que foi distribuído aos Cotistas no semestre;
Σi Corrigido = variação percentual do retorno referente a distribuição de rendimento de cada cota, ou seja, quociente
calculado entre o valor total distribuído aos cotistas no semestre, previsto no Regulamento, e o valor unitário por cotas
integralizadas líquida dos custos da oferta, valor esse que será corrigido mensalmente pelo Benchmark calculado semestralmente, ou seja, do primeiro dia do semestre em questão até a data de apuração da Taxa de Performance (ou seja,no último dia do semestre em questão).
Σp Corrigido = variação percentual acumulada do Benchmark (IPCA+6%a.a.) calculada semestralmente, ou seja, do primeiro dia do semestre em questão até a data de apuração da Taxa de Performance (ou seja, no último dia do semestre em questão).
O pagamento da Taxa de Performance ocorrerá semestralmente, no final dos meses de julho e janeiro, no mês subsequente ao mês de encerramento de cada exercício (30 de junho e 31 de dezembro).

Autor: Tetzner

Engenheiro, Investidor há mais de20 anos, autor de 2 livros e pioneiro em Fundos Imobiliários :)

3 comentários em “LASC11 – Legatus Shoppings FII”

  1. LEGATUS SHOPPINGS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII
    O fundo tem como objetivo a obtenção de renda por meio da exploração imobiliária dos Ativos Imobiliários, bem como o ganho de capital, mediante a compra e venda de Ativos Imobiliários e a aplicação de recursos, preponderantemente em Ativos Imobiliários. Caso o Fundo adquira Imóveis, esse investimento visará proporcionar aos seus Cotistas a rentabilidade decorrente da exploração comercial dos Imóveis, bem como pela eventual comercialização dos Imóveis.
    O Fundo poderá́ realizar reformas ou benfeitorias nos Imóveis com o objetivo de potencializar os retornos decorrentes de sua exploração comercial ou eventual comercialização. O Fundo não tem o objetivo de aplicar seus recursos em imóveis ou outros Ativos Imobiliários ou Ativos Financeiros específicos, não existindo, dessa forma, requisitos ou critérios específicos ou determinados de diversificação.
    Política de investimento: o fundo deverá investir os recursos obtidos com a emissão das cotas para a constituição do fundo, deduzidas as despesas do fundo previstas no regulamento nos ativos imobiliários, definidos no regulamento.
    Descrição dos Ativos do Fundo
    Os recursos do Fundo foram aplicados em 06 de Março de 2020 pela Gestora nos seguintes Ativos Imobiliários:

    • Parque Shopping Belem – Belem/PA 24% (vinte e quatro por cento) de participação, localizado na Rodovia Augusto Montenegro, 4.300, Belém – PA
    Inaugurado em abril de 2012 o empreendimento conta com 34.080 m² de ABL, seu mix de lojas abrange marcas consagradas no mercado nacional e local. São 130 lojas, 10 âncoras (C&A, Lojas Americanas, Marisa, Renner, Le Biscuit, Riachuelo, IPOG, Unama, Selfit e Studio Z) e 2 Megalojas, sendo uma delas a Ri Happy.

    • Boulevard Shopping Campos – Campos dos Goytacazes/RJ 25% (vinte e cinco por cento) de participação, localizado na Av. Doutor Silvio Bastos Tavares, 330 – Parque Rodoviário, Campos dos Goytacazes – RJ
    Possui 27.200 m2 de área bruta locável, e posicionado como shopping center dominante da cidade. Foi inaugurado em 2011 e tem público predominantemente das classes A e B da região. O Shopping conta com um mix de lojas especial, incluindo grandes âncoras como Renner, Riachuelo, C&A, Leader, Lojas Americanas e Caçula e o Cine Araújo (com 5 salas de cinema, sendo 2 salas 3D com Tela Gigante de 180m² e Som Espacial IMM). Em menos de dois anos de inauguração, em 2012, o Boulevard Shopping Campos lançou sua primeira expansão, ampliando o seu mix de lojas e serviços para atender as necessidades de seus frequentadores e lojistas.

    Os recursos do Fundo foram aplicados em 16 de Abril de 2020 pela Gestora no seguinte Ativo Imobiliário:
    • Boulevard Shopping Vila Velha – Vilha Velha/ES aquisição de 25% (vinte e cinco por cento) de
    participação, localizado na Rod. do Sol, 5000 – Itaparica, Vila Velha – ES (“Shopping Vila Velha”).
    A partir desta data o Fundo passa fazer jus ao resultado operacional líquido de sua participação no ativo. O dividend yield da aquisição é estimado pela Gestora em 8,71% para os próximos 12 (doze) meses.
    Possui 37.116 m2 de área bruta locável. Foi inaugurado em 2012 conta com 2.300 vagas de estacionamento, 700 lugares em sua praça de alimentação e recebe por mês um total de 600 mil pessoas predominantemente da classe B da região.

    O Administrador é a VÓRTX DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.
    A Gestora do Fundo é a LEGATUS GESTORA DE RECURSOS LTDA

    Taxas:
    O Administrador receberá por seus serviços uma Taxa de Administração, composta de valor equivalente aos percentuais previstos na tabela abaixo, apurada diariamente e recolhida mensalmente (i) sobre o valor contábil do patrimônio líquido do Fundo, ou (ii) sobre o valor de mercado do Fundo, caso suas cotas tenham integrado ou passado a integrar, no período, índices de mercado, cuja metodologia preveja critérios de inclusão que considerem a liquidez das cotas e critérios de ponderação que considerem o volume financeiro das cotas emitidas pelo Fundo, como por exemplo, o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX), calculado com base na média diária da cotação de fechamento das cotas de emissão do Fundo no mês anterior ao do pagamento da remuneração e que deverá ser pago diretamente ao Administrador, observado o valor mínimo mensal de R$ 105.000,00 (cento e cinco mil reais) na
    qual já está incluída a taxa de gestão. Para fins do cálculo ora previsto, será utilizada a tabela abaixo:
    Valor Contábil do Patrimônio Líquido ou Valor de Mercado do Fundo Taxa de Administração
    Até R$ 150.000.000,00 1,100% a.a.
    De R$ 150.000.000,01 até R$300.000.000,00 1,080% a.a.
    De R$ 300.000.000,01 até R$450.000.000,00 1,060% a.a.
    Acima de R$450.000.000,01 1,050% a.a.

    Taxa de Performance
    Adicionalmente, o Fundo terá, a partir da Data de Início, uma Taxa de Performance, a qual corresponderá a 20% (vinte por cento) da rentabilidade do valor total integralizado de Cotas do Fundo, já deduzidos todos os encargos do Fundo, inclusive a Taxa de Administração e custos de ofertas de cotas, que exceder o Benchmark para fins de cálculo da Taxa de Performance. A Taxa de Performance será paga ao Gestor, conforme definição de “Va” abaixo, bem como por ocasião da liquidação do Fundo, em qualquer caso, desde que o valor total integralizado de Cotas, corrigido pelo Benchmark para fins de cálculo da Taxa de Performance a partir da data da respectiva integralização, tenha sido totalmente restituído aos Cotistas por meio de amortizações ou pagamentos. A Taxa de Performance será calculada semestralmente para fins de pagamento, nos termos da fórmula abaixo, desde que ela seja superior a
    zero (TP>0):
    TP = 0,20 * [Va * (Σi Corrigido – Σp Corrigido)]
    onde,
    TP = Taxa de Performance;
    Va = valor total que foi distribuído aos Cotistas no semestre;
    Σi Corrigido = variação percentual do retorno referente a distribuição de rendimento de cada cota, ou seja, quociente
    calculado entre o valor total distribuído aos cotistas no semestre, previsto no Regulamento, e o valor unitário por cotas
    integralizadas líquida dos custos da oferta, valor esse que será corrigido mensalmente pelo Benchmark calculado semestralmente, ou seja, do primeiro dia do semestre em questão até a data de apuração da Taxa de Performance (ou seja,no último dia do semestre em questão).
    Σp Corrigido = variação percentual acumulada do Benchmark (IPCA+6%a.a.) calculada semestralmente, ou seja, do primeiro dia do semestre em questão até a data de apuração da Taxa de Performance (ou seja, no último dia do semestre em questão).
    O pagamento da Taxa de Performance ocorrerá semestralmente, no final dos meses de julho e janeiro, no mês subsequente ao mês de encerramento de cada exercício (30 de junho e 31 de dezembro).

    Curtir

NOVOS COMENTÁRIOS AQUI: (sem links, emails ou telefones)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s