RBVO11 – RIO BRAVO CRÉDITO IMOBILIÁRIO II – FII

O Fundo tem por objetivo a realização de investimentos em empreendimentos imobiliários, por meio da aquisição de (i) preponderantemente, CRI; bem como (ii) LH, (iii) LCI e (iv) Cotas de FII, quais sejam os Ativos Imobiliários, de forma a proporcionar aos Cotistas do Fundo uma remuneração para o investimento realizado, por meio do fluxo de rendimentos gerado pelos Ativos Imobiliários e do aumento do valor patrimonial de suas Cotas.

As principais características são:

  • Target de Rentabilidade: NTNB-2020 + 2% (*)
  • Prazo de 12 anos, com amortizações anuais a partir do 3° ano
  • Distribuição de Renda Mensal isenta de IR para pessoas físicas (**)
  • Fundo será negociado na Bovespa
  • Data Limite para Reserva: 07/11/12 e Data de Liquidação: 13/11/2012

(*) A rentabilidade do fundo buscará o retorno da NTNB 2020, verificado no momento em que o fundo completar 4 meses de existência, acrescido de 2% a.a.

Por exemplo: caso o retorno da NTNB 2020 seja IPCA + 5% a.a fundo buscará entregar IPCA + 7% a.a.

(**) Para cotistas que tenham menos que 10% do patrimônio total do fundo e o fundo tenha mais que 50 cotistas.

O prazo de duração do fundo é de 12 anos, sendo que a amortização das cotas se dará em 10 parcelas anuais iguais a partir do 36º mês de atividade do fundo (dezembro/15). O pagamento de rendimentos é mensal, sem carência.

Fundos de Investimento Imobiliário - FII
Fundo CNPJ Quantidade Valor (R$)
FII MILLENIUM 27.602.955/0001-75 108.033,00 7.801.312,80

Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI)
Companhia CNPJ Emissão Série Quantidade Valor (R$)
RB CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 03..55.9.0/06/0-00 1ª Emissão Série nº 96 12,00 3.550.105,30
APICE SECURITIZADORA IMOBILIARIA SA 12..13.0.7/44/0-00 1ª Emissão Série nº 06 1,00 1.458.324,63
APICE SECURITIZADORA IMOBILIARIA SA 12..13.0.7/44/0-00 1ª Emissão Série nº 06 1,00 1.458.324,63
APICE SECURITIZADORA IMOBILIARIA SA 12..13.0.7/44/0-00 1ª Emissão Série nº 44 2,00 2.220.419,87
BARIGUI SECURITIZADORA SA 10..60.8.4/05/0-00 1ª Emissão Série nº 08 4,00 1.094.302,74
BARIGUI SECURITIZADORA SA 10..60.8.4/05/0-00 1ª Emissão Série nº 21 3,00 800.370,09
BRASIL PLURAL SECURITIZADORA S.A. 12..61.0.7/64/0-00 1ª Emissão Série nº 04 3,00 1.025.335,24
CIBRASEC-CIA BRAS DE SECURITIZAÇÃO 02..10.5.0/40/0-00 2ª Emissão Série nº 192 30,00 1.674.185,38
CIBRASEC-CIA BRAS DE SECURITIZAÇÃO 02..10.5.0/40/0-00 2ª Emissão Série nº 238 9,00 3.157.477,05
GAIA SECURITIZADORA S.A. 07..58.7.3/84/0-00 4ª Emissão Série nº 40 6,00 1.652.568,87
HABITASEC SECURITIZADORA S.A. 09..30.4.4/27/0-00 1ª Emissão Série nº 32 8,00 3.199.028,40
HABITASEC SECURITIZADORA S.A. 09..30.4.4/27/0-00 1ª Emissão Série nº 49 3,00 382.151,57

Taxas:
Administração: 0,10%a.a. sobre valor total dos ativos imobiliários.
Gestão: 0,65%a.a. sobre valor total dos ativos imobiliários.
Performance: possui, ver artigo 30 do regulamento.

RI: institucionais@riobravo.com.br

Autor: Tetzner

Engenheiro, Investidor há mais de20 anos, autor de 2 livros e pioneiro em Fundos Imobiliários :)

51 comentários em “RBVO11 – RIO BRAVO CRÉDITO IMOBILIÁRIO II – FII”

  1. Data da informação
    29/05/2020
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    29/05/2020
    Data do pagamento
    08/06/2020
    Valor do provento por cota (R$)
    0,05365385
    Período de referência
    maio/2020
    Ano
    2020
    Rendimento isento de IR*
    Sim

    Curtir

    1. Tetzner, conseguiu descobrir quantos CRIs aqui deram Default?

      E quando isso acontece, o que o fundo faz? Conhece casos em que o fundo conseguiu receber posteriormente ou é muito difícil?

      Abraço

      Curtir

      1. Desculpe a ignorancia mas imagino q o fundo amortize um percentual do seu todo, a duvida seria se este todo é calculado pelo valor do PL ou do valor da cota no dia da amortizacao… Outra coisa será q a data da amortizacao será a mesma do ano passado? Ele tem caido bastante…estou com ele na carteira e estou na duvida de assumir esse preju logo…

        Curtir

    1. Fato Relevante

      RIO BRAVO INVESTIMENTOS DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA., na qualidade de instituição administradora (“Administradora”) do RIO BRAVO CRÉDITO IMOBILIÁRIO II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – FII, vem, por meio deste, divulgar o presente fato relevante (“Fato Relevante”) sobre vencimento antecipado dos Certificados de Recebíveis Imobiliários da 188ª e 269ª séries da 2ª emissão da Cibrasec Securitizadora S.A (respectivamente, “CRI” e “Securitizadora”) integrantes da carteira do Fundo.
      A Assembleia Geral Extraordinária dos Titulares dos CRI encerrada em 17 de março de 2017 (“AGE”), aprovou o vencimento antecipado dos CRI, estando a Securitizadora autorizada a adotar todas as medidas necessárias para adimplir as obrigações dos CRI e arcar com os encargos e despesas para execução das garantias.
      A AGE aprovou ainda a contratação de assessor legal para auxiliar a Securitizadora com relação a todos os procedimentos juridicamente necessários visando a preservação do Patrimônio Separado dos CRI.
      A Administradora já está tomando todas as providências cabíveis para resguardar os interesses do Fundo e de seus cotistas. A publicação de novo fato relevante será realizada tão logo a Administradora tenha qualquer novidade relevante relacionada aos CRI vencidos antecipadamente e a execução das garantias.

      São Paulo, 20 de março de 2017.

      Curtir

      1. Invista em fundos de CRIs para “pulverizar” o risco inerente a estes ativos, disseram eles.
        Raciocínio válido, desde que o investidor observe o portfólio dos FIIs de papel e evite replicar posição na mesma emissão ou série em fundos distintos.
        Cuidado que os gestores poderiam ter ao montar os seus portfólios, mas nem sempre assim o fazem.
        Sds.

        Curtido por 3 pessoas

      2. Sim, parece ser costume deles.
        Quando é notícia ruim, procuram fazer “menos alarde”.
        O inverso acontece quando são boas novas.
        No frigir dos ovos, não está fácil para ninguém.
        Mesmo assim, poderiam ter sido mais seletivos na formação do portfólio.
        Não só eles, ressalto.
        Sds.

        Curtido por 3 pessoas

      3. Bom dia.

        Aos amigos mais habituados com os Fundos de Papel, esse processo é muito complicado? Lento? Caro? Imagino que haja garantias suficientes para lastrear os títulos, não?

        Curtir

      4. Fabio Castro

        nesses casos normalmente o papel já parou de pagar $$$ mas pra recuperar você tem de colocar $$$ para regularizar tudo

        depois com certeza, o que foi dado em garantia na bonança por 7 … recebe oferta de 2,5 (né galhada?) e ai o que seria a garantia não cobre todo o que o FII tem acruado

        tem de esperar alguns anos, pagando as contas dos imóveis até o mercado melhorar ou chegar uma oferta maior que pelo menos permita o FII sair no Zero a Zero e reinvestir

        Curtido por 4 pessoas

      5. ah mais um ponto… como é “pulverizado” no mercado… você tem de entrar em acordo com a turma toda… senão uns querem uma coisa e outros algo diferente

        uns aceitam a oferta, outros acham baixa, …

        enfim, o que já era um “rôlo” vira um “trambolho”

        Curtido por 3 pessoas

      6. Fabio Castro

        esse é o dilema de todo gestor:

        – dar alto rendimento, com alto risco
        – manter um rendimento mediano, com elevada segurança

        eu acho que tem lugar para todos os tipos, deixa para o Cotista balancear

        claro que ele vai exagerar, vai errar, vai ser seduzido pela “Febre da Renda” kkk (Gold Rush muito bom aliás)

        Curtido por 1 pessoa

      7. Este é um dos motivos que muitos fundos de papel oferecem bom rendimento (risco X retorno), além de questões macroeconômicas que “auxiliam” na parte pós-fixada (inflação, juros, etc.).
        Compete ao investidor analisar a qualidade do portfólio, muito além da renda, para decidir se abre posição ou não.
        Ter ciência desta complexa, custosa e demorada dinâmica em caso de default é algo deveras importante.
        Sds.

        Curtido por 2 pessoas

      8. É mais ou menos o seguinte. Num fundo de tijolo, quando o inquilino sai o custo aumenta X. Num fundo de recebíveis esse custo pode ser 3X, 4X, 5X. Depende de muita coisa e precisa combinar com os russos.

        Curtir

      1. Mais legal foi uma consultoria que recomendava esse fii e o retirou da carteira; diante da falta de liquidez do fii (algo que já deveria ser observado antes da recomendação de compra do ativo) o analista cravou: ” O preço de saída de nossa carteira será o de fechamento do dia de hoje, em
        virtude da baixa liquidez do ativo.” Ou seja, EU escolho o “preço de saída” do ativo da minha “carteira recomendada”, e ainda divulgo ao mercado que minhas recomendações performam acima do IFIX,rs.

        Curtido por 1 pessoa

    1. Uai! Período de referência em branco no comunicado, Lio Blavo?

      Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento) 31/08/2016
      Data do pagamento 08/09/2016
      Valor do provento por cota R$ 0,62
      Período de referência ?

      Curtir

  2. FII RIOBCRI2 (RBVO) – DISTRIBUICAO DE RENDIMENTO

    Data-base: 31/03/2016
    Data para pagamento: 08/04/2016
    Valor distribuido por cota: R$ 0,60
    Periodo de referencia: marco/2016

    Norma: a partir de 01/04/2016 cotas ex-rendimento.

    Curtir

      1. RBVO so tem papel, 14 CRIS .Nao tem amortizacao no meio, sao dez parcelas anuais pagas em dezembro, ou resolveram antecipar que uma ,oq nao faz sentido, ou deu certo a execucao daquele CRI que estava com problema, no qual estavam fazendo provisao e pagando 0,40 durante um bom tempo. se for 10 por cota mesmo, ganhei uma bolada 🙂 alias sou o unico que investe nesse aqui ?

        Curtido por 1 pessoa

    1. Casferlan,

      Já ocorreu 🙂

      Data Base: 11/12/2015
      Data para pagamento: 21/12/2015
      Amortizacao parcial por cota: R$ 9,77628028
      Periodo de referencia: 20/12/2014 – 20/12/2015

      Só falta cair na conta!!!

      Curtir

    2. José

      A amortização você subtrai na declaração de bens, data base 31/12/2015

      FII TETZ11 10 cotas a 100 cada = R$ 1.000,00 em 31/12/2014

      amortizou 1 por cota

      FII TETZ11 10 cotas a 99 cada = R$ 990,00 em 31/12/2015

      saldo em 2014 = 2015 se você não comprou e nem vendeu nada (hipotético)

      tinha R$ 1.000 em 2014 e continua com R$ 1.000 (990 em cotas +10×1 na C/c)

      Curtido por 1 pessoa

NOVOS COMENTÁRIOS AQUI: (sem links, emails ou telefones)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s