Fórum Fundos Imobiliários

tetzner_blog-fundo_imobiliario

A Maior, mais Bem Informada e Ativa comunidade 100% FII

ABCP  AEFI  AGCX  ALMI  ATSA  BBFI  BBPO  BBRC  BBVJ  BCIA  BCFF  BCRI  BMLC  BNFS  BPFF  BRCR  CBOP  CEOC  CNES  CPTS  CTXT  CXCE  CXRI  CXTL  DOMC  DRIT  EDFO  EDGA  EURO  FAED  FAMB  FCFL  FEXC  FFCI  FIGS  FIIB  FIIP  FIXX  FLMA  FLRP  FMOF  FPAB  FVBI  FVPQ  GRLV  HCRI  HGBS  HGCR  HGJH  HGLG  HGRE  JRDM  JSRE1  KNCR  KNIP  KNRE  KNRI  MAXR  MBRF  MFII  MXRF  NSLU  ONEF  PLRI  PQDP  PRSV  RBBV  RBDS  RBGS  RBPD  RBRD  RBVO  RDES  RNDP  RNGO  SAAG  SDIL  SHPH  SPTW  TBOF  TFOF  THRA  TRNT  TRXL  VLOL  VRTA  WPLZ  XPCM  XTED

Juntos somos mais Fortes! Incentive o blog, assine os produtos e serviços:

Mini_FitaProdServ

Login   Registro   FII   Ações   Fundos   Diversão   Comentar   Loja   Ajuda   Comentários   RSS

Anúncios

5.551 comentários sobre “Fórum Fundos Imobiliários

  1. Tetzner Journal – 23 de Set 2017

    Capa Jornal Nova

    Carta ao Leitor

    Bem amigos do Blog, edição SEMANAL do nosso jornal dos FIIs já está no seu Email!

    Isso mesmo, toda semana você vai receber a edição com os últimos acontecimentos; e nos Relatórios Comentados a consolidação do Mês e tudo que foi destaque no mundo dos Fundos Imobiliários:)

    Edição ESPECIAL com uma Super Novidade: ainda mais informação sobre o mundo imobiliário 😀

    E no final da edição você encontra o Resumo dos FIIs Atualizado para você!

    Junte-se a nós, faça parte dessa família!

    Não é Assinante? Peça já a sua Edição, clique aqui!

    mini_Tetzner Tetzner

    Nesta Edição:

    • Carta ao Leitor…2
    • Conteúdo…3
    • Panorama Econômico Imobiliário…7
    • Fatos que marcaram a Semana…9
    • Resumo dos FIIs…84
    • Nota…87

    Ícone Assine

    Curtido por 1 pessoa

    • Blog_Prod_Serv_Livro_Cursos

      Edições de Hoje

      Carteiras do Blog: Dâmaso e SunTzu

      Matrix dos FIIs

      FII AnaliSYS: Novidades

      Tetzner Journal

      Não é assinante? Peça já sua Edição Aqui!

      Conteúdos Exclusivos de Assinantes dos Blog:

      • InsightsUma página restrita e dedicada a revelar os FIIs como você nunca viu
      • Trix Report: O fechamento diário dos FIIs resumido para você
      • Fórum VIP: Textos e Conteúdos Exclusivos, trazendo sempre as últimas novidades dos FIIs
      • Entrevistas: O mundo imobiliário por quem Realmente faz acontecer!

      E mais, muito mais nos comentários dos amigos aos Textos, informação valiosa para ampliar o seu estudo e conhecimento.


      Notícias da semana, você encontra aqui.

      Produtos (Mensal/Semanal)

      • a Revista a publicação vem com os Artigos dos amigos do blog, conteúdo ideal para que está aprendendo e quer um um material voltado aos Iniciantes (sai no começo do mês, dia 1)
      • o Jornal é ideal para quem já tem algum conhecimento dos FIIs e quer se manter semanalmente atualizado com os eventos de seus Fundos Imobiliários (todo sábado, no seu email)
      • os Relatórios Comentados são uma referência de pesquisa para quem busca mais sobre seu FII; nele você encontra um resumão de todos os fundos (edição atualizada todo dia 10)
      • nos Estudos o conteúdo é mais avançado, quem busca oportunidade de investimento para valorização por comparação de custo R$/m²  (Mensal, com atualização no dia 15)
      •  a Pesquisa também é voltada à turma mais adiantada, só que agora o foco é o aluguel pago x distribuído  (atualização Mensal no dia 20)

      Serviços (Diário: Segunda à Sexta)

      • o Radar traz rankings diários, ajuda no balanceamento da carteira, trazendo os FIIs mais interessantes no dia ordenados por vários critérios fundamentalistas (DY, VP, …)
      • o Nitro é a informação levada até você, a qualquer momento o fato acontece e vai direto em seu email

      Serviços (Semanal: Sábado)

      • AnaliSYS traz para você uma matriz de valores de Aluguel x Vacância x Renda
      • Matrix é uma coleção de informações com 60 páginas rankings para você virar os FIIs do avesso no seu estudo
      • Carteiras do Blog reúne a experiência de pessoas que se destacam no blog, com racionais das carteiras para você acompanhar

      MEGA Combos (Produtos/Serviços/Livros)

      • Combos são pacotes contendo os 5 Produtos da edição Mês fechado/anterior (nova edição depois do dia 20) com até 50% de desconto e envio pontual, ou então os 5 Serviços para 30 dias com até 25% de desconto, ou ainda os 2 Livros om 25% de desconto.

      Cursos

      • Você tem o Tetzner à sua disposição e Ao Vivo para explicar os Fundamentos dos FIIs no curso básico, os conceitos que levam a construção de uma carteira no Intermediário e um curso avançado para responder todas as suas dúvidas em Geral.

      Livros

      • O passo a passo do mundo dos FIIs para você que gosta de conhecer os detalhes deste tipo de investimento.

      Curtir

  2. Balanço Mais de uma Década em FIIs

    Bem amigos mais um fii p vcs q tem curiosidade de como ele se comportou desde seu início

    -BBPO11 nesse fii que todos acham q tudo sempre foi uma maravilha, também já deu castigo, nada q chegasse à assustar, mas entrei nele no IPO, se bem me lembro e não estou enganado não deu pra quem quis, fiz a reserva dele e houve rateio. Todo esse sucesso com tamanha demanda, a quem Bbpo mais deve é justamente ao seu irmão mais velho Bbfi, isso mesmo, na época fiis começavam a bombar, no Bbfi as revisionais aumentava a renda surpreendendo até os mais otimistas, devido à forte valorização dos imóveis, tinha uma tacadas extras nas rendas q vinham de alguns ajustes, e isso fazia com q a cotação quebravam barreiras e mais barreiras, chegando a ultrapassar os 5.000/cotas, dessa forma então posso afirmar q ajudou e muito no sucesso de Bbpo que vinha com uma promessa de ser melhor Ainda q seu irmão, dai já sabem né, juntou gasolina e faísca, deu no q deu, faltou cotas, eu mais depressa tratei de comprar mais a mercado o mais urgente possível, (oba por isso q acho q depende do seguimento a hora de lançar um fii é agora, e vai passar essa hora, o pessoas é lerdo, imagine um fii bom agora, onde cotista disputa a tapa as cotas q tem à disposição, inclusive fiis meia boca. O q acham q estão fazendo os gestores inteligentes do Mfii, o mesmo q criando um fii, pegaram um fii pequeno, bem bolado, bom negócio, aliado a gente séria com compromisso voltado para o cotista e é isso q vcs estão vendo aí sucesso, aí os acomodados e preguiçosos ficam pondo gosto ruim no pudim do outro, isso no meu tempo chamava se dor de cotovelo ou de cornnnxxxxx) mas vamos lá, voltando ao Bbpo depois de comprar mais cotas na esperança de já estar se aposentado e encontrado o caminho das pedras para o descanso tão almejado veio o baque, tudo começou a desandar, mesmo Bbpo q tinha contratos longos e corrigidos pelos índices, também pagou o preço da generalização de quando um seguimento vai mal, e aí suas cotas chegaram a cair e ficaram por um longuíssimo tempo dando sopa a preços imagináveis nos dias de hoje. Mas mesmo assim classifico Bbpo como um dos fiis mais tranquilos q já tive, sem grandes sustos ou oscilações sempre tive ele uma hora mais outra hora menos cotas, e sempre ganhando um extra com trade também. Legal abraço a todos

    Curtido por 9 pessoas

    • Juro baixo à frente

      O Banco Central (BC) divulgou na quinta-feira da semana que passou o Relatório Trimestral de Inflação, o famoso RTI. Nesse documento, o BC divulga suas principais projeções e sua análise do cenário macroeconômico doméstico e internacional, que pautam as ações do órgão regulador do sistema financeiro e tutor da estabilidade monetária.

      O item mais aguardado do RTI são as simulações que o BC apresenta, considerando diversos cenários, para a inflação futura.

      Nessa edição do RTI o Banco Central inovou, aumentando muito a transparência do relatório. Corajosamente, o BC divulgou suas projeções para um horizonte muito mais longo do que habitualmente fazia. Em vez dos nove trimestres habituais, o horizonte de projeção foi alongado para 14 trimestres.

      Para o cenário de mercado -que é aquele que considera taxas de câmbio e taxa Selic segundo as previsões da pesquisa Focus (levantamento conduzido semanalmente pelo BC com analistas de mercado)-, o relatório indica que a inflação (sempre acumulada em 12 meses) estará em 3,6% no terceiro trimestre do ano que vem e, em seguida, estabilizar-se-á em torno de 4% até o fim de 2020.

      Curtir

    • Dado que a pesquisa Focus indica Selic para o biênio 2019-2020 em 8%, os modelos do Banco Central já trabalham com juro neutro -aquele que nem eleva nem reduz a inflação- na casa de 4% ao ano. É um enorme avanço para o país, visto que até alguns anos atrás as estimativas sinalizavam valores mais próximos de 6% ao ano.

      Há nessa queda do juro neutro uma melhora real e duas promessas.

      A melhora real é a forte queda das taxas de juros internacionais.

      Esse é um fenômeno que ocorre desde o fim dos anos 80, pelo menos, e que em seguida à crise das hipotecas americanas de baixa qualidade, de setembro de 2008, acelerou-se. A economia brasileira
      -aberta e necessitada de capitais internacionais para fechar sua carência doméstica de poupança- se beneficia do excesso de poupança vigente no mundo.

      A primeira promessa é a aprovação da proposta de emenda constitucional (PEC) que estabeleceu um teto ao crescimento do gasto público. Essa mudança de regime fiscal alterará completamente o impacto do setor público sobre a demanda agregada da economia.

      Curtir

    • Após duas décadas e meia em que sistematicamente o setor público adicionava pressão sobre a demanda agregada e, portanto, pressionava a formação dos juros, teremos uma alteração de rota.

      A segunda promessa é a aprovação da lei que transferiu ao Congresso Nacional o poder de conceder subsídios ao investimento nas operações do BNDES.

      A nova taxa de juros criada pela lei 13.483, de 21 de setembro de 2017, é um grande passo para convergirmos para um regime de juros reais de equilíbrio mais baixos. É um primeiro grande passo para mudar totalmente o regime de nossa política parafiscal.

      A reforma da Previdência e, provavelmente, algumas medidas para a elevação da receita completarão o ajuste fiscal necessário para que nós consigamos perenizar as boas projeções do RTI e -por que não?- consigamos criar as condições para juros ainda menores. Este será o principal desafio do presidente que for eleito em 2018.

      Os juros não são altos porque os banqueiros conspiram. Juros baixos resultam de anos de política econômica sólida e fiscalmente responsável. Oxalá a sociedade escolha esse caminho no processo eleitoral do ano que vem.

      Curtir

  3. Fundo imobiliário a longo prazo
    Darei apenas um relato de como foi fii a longo prazo p mim em mais de 10 anos de investimento nesse ativo

    Apenas quem vivenciou o mundo dos fiis nos últimos 10 anos sabe a real do investimento, então peço q antes de julgar quem esteve nesse barco sabe o q vou dizer, não cabendo a quem não passou ter como julgar se os lucros ou prejuízos foi merecidos ou não, se seria capaz de prever ou não ok, vou mostrar fiis eu tinha, Ainda tenho em carteira e o comportamento deles, vcs vão notar e quem for da época vai saber, que muitos dos fiis q se deram mal nessa década, eram considerados o bicho da goiaba, e muitos q não tinham tanto destaques hoje reflete como ouro. Bem começo então pelo meu primeiro fii

    -Bbfi11b quando entrei nesse fii, não existia nem isenção de IR ainda, era considerado um fii inabalável por ter um dos melhores inquilino q se poderia imaginar em ter num imóvel. Nessa época se alguém dissesse q um dia alguém seria capaz de fazer uma transferência em dinheiro vivo em segundos, pagar boletos, fazer aplicações diversas e fazer empréstimos, do meio da roça, ou pescando dentro de um barco sem precisar ir a uma agência bancária, certamente o cidadão q cogitasse uma situação dessas seria internado em um manicômio. Então passado o tempo a tecnologia avançou tanto q não tem mais necessidade de ter tantos funcionários para manter essas transações, sendo assim os centros administrativos q ocupam os imóveis desse fii foram perdendo atratividade no total pelo seu inquilino, hoje o interesse é apenas por algumas agências, q também acredito q estão com os dias contados. Entrei nesse fii a um valor de 1.000 p cota, chegou a passar dos 5.000, hoje mesmo com valor patrimonial bem acima dos valores negociados e dono de imóveis embora antigo mais de estruturas inquestionável e localização nobres, passa por dificuldades, veremos então daqui a mais uma década como estará este maravilhoso fii q me deu muitas alegrias e Ainda tem dado, meu Pm nele é de 1.970/cotas.
    -Bcff11b esse fii era considerado um fiis de fiis de renome, para quem não tinha experiência ou não queria perder tempo se preocupando com sobe desse, ele cuidaria de tudo p vc. Uma farsa, um comando furado incapaz de gerir um condomínio de um prédio pequeno, essa a visão de um cotista de mais de uma década em fiis, q sendo assim tem experiência p dar relatos, um desastre. Conseguem a proeza de desvalorização nas costas em tempos q fiis considerados ruim, se valorizaram, então não tem muito q dizer, a cota dele chegou a 150 e também caiu a 50, um vexame.
    Encerrei posição nisso com prejuízo, Pm era 94, vendi 77
    -brcr11 considerado o maior fii do mercado, também considerado uma máquina mágica de fazer dinheiro com locações, tinha planos de pagar acima de 15% aa no mínimo, dono de alguns dos melhores imóveis do país (dentre um deles o eldorado, único edifício platinus da América latina) em uma prova de que realmente gestão é considerado importante em fiis, eles estão conseguindo aniquilar o fii, até dinheiro devolveram aos cotista por não ter competência do q fazer com ele.
    Cotas chegaram a passar dos 150, esses dias em meio a todos os fiis se valorizando pela queda da Selc e possível melhora da economia, chegou a ser negociado a menos de 99/cotas,
    Em breve darei mais fiis para não ficar muito grande os post ok amigos ABS

    Curtido por 11 pessoas

      • Andrade Silva, fiz sim, posso te dizer q não foge muito um do outro, salvo q existem alguns imóveis físicos q devido a motivos geográficos, negocio a ser explorado nele, e desenvolvimento da região q se encontra o imóvel, pode influenciar para mais ou p menos seu valor, bem como isso também acontece nos fiis. Um outro fator q observei nos últimos anos, p ser preciso nos últimos 2 anos, foi q imóveis físicos caíram os seus valores, devido à crise aguda e consequentemente, vacâncias e inadimplência, o mesmo não aconteceu nos fiis e sim ao contrário, vejo isso como uma distorção por se tratar do mesmo segmento q é aluguel, mas sei também q nos fiis por se tratar de um ativo de mais fácil negociações, ele reage rapidamente suas previsões otimistas ou pessimistas, com a taxa da selic em queda e uma possível melhora da economia, ele então já adiantou tudo isso, coisa q o mesmo não acontece nos imóveis físicos pelo menos em um estalar de dedos como nos fiis, mas não fosse essa inversão dos últimos anos, diria q imóveis físicos estava em vantagem.

        Curtido por 1 pessoa

    • Vejam como é importante uma gestão, um fii de grandes proporções com algumas semelhanças do mesmo Brcr, q também tenho a anos em carteira, seguiu no sentido oposto, o nome dele é Knri. O rendimento desse fii se comparado com alguns, tipo esse brcr por exemplo, rendimento dele pelo menos não desabou como brcr e outros, além de ter conseguido manter um rendimento não tão ruim, nota se q o valor da cota chegou a ser negociado acima dos 165/cotas, um fii q atravessou os mesmos problemas dos demais, mas q ao meu ver por mérito de sua gestão vem se destacando, consegui fazer um Pm nele de 108, embora tinha cotas a preços mais altos, quando ele esteve juntamente com os outros fiis em um momento de juros altos e cotas baixas, aproveitei comprar e fazer um Pm legal e até ganhar uma graninha com valorizações q as cotas tem dado. Me lembro q quando ele se aproximou dos 100 formou ali uma barreira e não sedia, nosso embaixador nos disse quem quiser comprar knri, a hora é essa, ele disse não tome knri como os demais fiis, Knri é diferenciado, knri a 100 eu sou comprador todo dia. Resolvi ouvir a voz da experiência e aliado a oportunidade do blog ter o conejo, hoje tenho knri a 108, valeu mestre

      Curtido por 3 pessoas

      • Gestão Kinea x gestão do banco do André amigo e companheiro do PT / Lula, não há comparação. Para mim gestão em FIIS é mais importante que qualidade do imóvel e localização.

        Curtido por 2 pessoas

      • Deut, momentaneamente pode ser sim com certeza, mas temos q levar em conta q um gestor até podemos mudar ele, basta começarmos a expulsar maus gestores exigendo a troca deles, essa tal de cvm teria q já ter visto isso p q com isso proteja se os cotistas e puna os maus gestores q só pensam em taxas cada vez mais altas, e retorno cada vez menos para o trouxa do cotista Carneiro, sendo assim penso q um prédio até da p se fazer outro, gestor até da p trocar, agora uma localização top, isso não se faz, isso se adquire com a escolha do fii, por isso q digo q por hora o amigo tem razão, veja q existem fiis com prédios piores e em localização piores, mas mesmo assim o fundo se sai melhor do que os q tem bons imóveis e bem mais localizados, mas vejo q isso tem solução, basta cotista querer q exigir seus direitos, se não por bem, através da venda do ativo, tudo q não presta passa p frente, sai fora, sai de alguns fiis ruim como Bcff e brcr e a cabeça é outra, só alegria, chega de passar raiva, e como dia o professor barone, não demore muito não, se vc não está contente, feliz com fii, não demore, troque o e seja feliz, o q manda é estar de bem com o fii, tipo mfii11 até o momento praticamente todos estamos felizes e de bem com o fii, se continuarem assim seremos todos felizes pelo tempo q os gestores quiseram, pois sabemos q dificuldades surgem, vem e vão, mas quando se nota a boa vontade e garra dos gestores como os do Mfii, da gosto de ver e temos q ser parceiros também em eventuais momentos difíceis q possa surgir se for o caso. Mas acredito em gestores q se preocupem no bem estar do cotista, dificilmente pode dar algo errado, pois o objetivo de tudo é conservar o cotista, não existe fii se não existir cotistas

        Curtir

      • deutinvestimentos, a qualidade do imovel, localização, etc… é mais importante que a gestão, pois gestão pode ser trocada e localização e qualidade não

        Curtir

      • Mariano o TBOF é a prova viva de que a qualidade é tolhida quando a gestão é inapta. O conflito de interesse vem do tempo do lançamento… o prédio a venda por 635 milhões e sai no FII po 1 Bilhão e 50 milhões…

        Curtir

    • InterceptorFii19

      Primeiro gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa de compartilhar conosco um pouco do seu histórico, da sua experiência e vivência nos FIIs.

      Tenho certeza que muitos dos amigos que leram o texto se identificaram em vários momentos e como disse, a única certeza que temos no mercado de Renda Variável é que vai mudar 🙂

      Acho que é um processo de aprendizado, tanto para nós quanto para os gestores e administradores; foram tantos desmandos e malfeitos ao longo da última década que muitas casas ficaram com péssima reputação e transferem isso até para os novos produtos.

      Quem chega agora e vê o mercado em alta não viveu “ploc” de 2012 com os imóveis sendo vendidos em FIIs a peso de ouro e lotados de RMGs. Mas quem planta colhe e como colhe, veja o resultado disso tudo depois… a crise bateu, a água baixou e revelou uma série de vícios.

      Curtido por 4 pessoas

      • De 2013 nos 1.600 pontos e Selic em 7,25%aa até 2016 nos 1.300 pontos e Selic indo a 13,75% foram 3 ANOS de baixa, cotas sofrendo e o custo de oportunidade nas nuvens.

        Depois da tempestade vem a bonança ou até mesmo o período de calmaria, já é uma melhora perceptível.

        O ifix batendo ontem 2.200 pontos com juros em 8,25%aa já precificando outro corte de 0,75% (7,5% então já praticamente no preço).

        Antes na batuta da iCVM 472 e pedindo por favor aos gestores e administradores para nos darem informações; hoje sobe a tutela iCVM 571 com relatório periódicos obrigatórios, um nível de transparência maior e muita informação sobre os FIIs disponível à todos.

        Curtido por 3 pessoas

      • Tudo isso para chegar na famosa consideração:

        Imagine como estaremos em 3, 5 ou 10 anos!

        Vimos no passado que se as mudanças feitas não forem bem sedimentadas, dificilmente teremos evolução pois os preços flutuam ao sabor das expectativas e mercado de renda variável é bipolar… hora extremamente entusiasmado… hora demasiadamente depressivo

        Ainda acredito que o investidor só vai lograr êxito se criar seu próprio sistema de investimento, seja holder, ou trader ou ainda um mix dos dois.

        Ter uma filosofia para definir com clareza o que ele considera como VALOR e aí então, buscar fundos mais descontados, com maiores margens de segurança.

        Provamos na recente história que diversificar por diversificar, sem critérios, acaba sempre em pulverização e aí toda pedrada vai encontrar uma janela.

        Curtido por 2 pessoas

      • Sem duvida deut foi Tbof, eu estava com o pé dentro dele na época do IPO, mas resolvi aumentar posição em Cxce, o motivo foi desconfiança de muito oba oba, a cifra de 1.000000000000000000pesou muito, e até hoje marcou como decepção o fii, foi muito audácia ou ganância do pessoal, quando parei um pouquinho p pensar, tirei o p na hora H, tudo graças à experiências de já ter perdido dinheiro com aventureiros nessa vida. Foi a q preferi um fii menos reluzente em termos de beleza, mas com um inquilino e contratos inquestionáveis para aquela época. Lembrando q naquela época o rio prometia ser uma cidade q teriam tantas oportunidades q a pessoa não sabia o que escolher p se dar bem, vinha o Pt junto com esses governadores q vc estão vendo aí, aliado dos prefeitos, tudo uma corja só, num oba oba q fazia gosto, era copa do mundo, olimpíadas, porto maravilha, UPPs, tudo propaganda, aliás eu diria q o rio é apenas um reflexo da força q o Pt e o povo pintou em uma tela. Votando ao assunto fiquei então com Cxce ao invés de Tbof, mas gosto de Tbof, e comprei e vendi ele aviras vezes, taí um fim q apesar de ruim de gestão, acho q por isso mesmo p mim virou apenas motivo de especulação, que o diga o Joãozinho né kkk. Também digo q existem possibilidades de um dia voltar ao empreendimento, mas com muita margem de segurança devido à ma gestão, ai q falo sobre o mal gestor, imagine se trocassem o gestor amanhã de Tbof, mesmo com toda dificuldade e suas vacâncias eu compraria cotas dele amanhã mesmo pelo valor q aí está, veja bem como vem tendo importância a gestão nessas crises. Como diz o Tetz, gerir em época de vacas gordas até gestores meia boca vão bem, mas quando pasto seca meu amigo, aí vc vê os gestores de um kinea e por q não os do Mfii também se destacarem do bloco. Sobre cace só alegria uma da minha melhores escolhas até hoje, isso com tudo q vimos ultimamente com o rio, tenho desde o início como tenho comprado e vendido às vezes meu Pm é de 1800 se não seria menor Ainda

        Curtido por 2 pessoas

      • Resumindo, o que lhe levou a decepções foram Fiis administrados pela BTG . Uma compra em IPO superultrasobrevalorizada ( TBOF que ainda é BTG ). Umas mono imóvel, mono inquilino estatal, com influência na mudança de necessidades bancárias de lajes corporativas, mas que ainda lhe deu muito dinheiro/ rendimentos e a cota está quase o triplo do IPO.

        Curtido por 3 pessoas

      • Se a lava Jato sepultar o BTG, e os Fiis fossem para a Grifom, chineses, kinea, etc o mercado dos FIIs desenvolveria-se muito e no próximo arrocho monetário, com as quedas das cotas eu poderia comprar um destes fiis de tijolos ex-BTG.

        Curtido por 3 pessoas

  4. Gostaria de uma opinião da rapaziada mais experiente no assunto:

    estou vendo um apartamento(primeiro imóvel) na planta, financiamento direto com a Construtora em 72x corrigido pelo INCC. Construtora de reputação irretocável, localização idem…

    Esse índice de correção é tranquilo frente aos 7 anos que pagarei o imóvel? Devo me atentar a algum ponto em especial?

    Obrigado

    Curtido por 1 pessoa

    • Você está assinando um contrato de longo prazo baseado num índice que você não tem como prever no futuro pois não representa a inflação normal baseada em 40 itens. Esse INCC significa Índice Nacional da Construção Civil. Para o construtor é o ideal pois se o cimento, o ferro, a areia, a madeira dispararem ele está protegido, mas você estará desprogido. Isso PODE provocar um descasamento entre sua renda e a prestação corrigida. Não seria mais seguro você buscar um financiamento de banco federal onde você pode a qualquer momento utilizar o FGTS e dilatar o prazo da amortização? Se o nosso expert em construções (acho que é Alex Fabian, Dama por nome de guerra, não é mesmo Tetzner?) você certamente dormiria mais tranquilo. Mas não desista do projeto, custe o que custar, o importante é o imóvel, o caminho pode ser rediscutido….

      Curtido por 6 pessoas

    • Cara comprar na planta funciona da seguinte forma:

      Você financia o projeto de uma empresa
      Você paga juros para financia essa obra
      Você não tem garantia nenhuma que a obra vai ser entregue
      Se atrasar você continua pagando
      Se não entregar você pagou e se a empresa falir você fica com um lindo desenho na planta.

      Quando eu tento explicar isso para um americano, europeu, japoneses que vem me perguntar isso eles soltam a seguinte frase:
      “Mas quem seria burro se fazer isso?”

      Curtido por 3 pessoas

      • Concordo. Essa é uma autêntica “jabuticaba econômica moderna.

        Imóveis, desde tempos antigos, são comercializado de maneira simples…ha séculos de experiência nisso.

        É sempre da seguinte maneira. Alguém constrói e põe à venda. O comprador paga o todo ou uma parte. Nesse último caso financia a outra parte e o imóvel é dado como garantia.

        Muito prático e simples. Você compra aquilo que você vê é já faz usufruto.
        As regras contratuais são muito simples.

        Aqui inventamos o “imóvel na planta ” (what ???..imovel que não existe?) e uma série de regras junto com uma série de problemas ( distratos, atrasos na obra, características da obra diferentes da contratada, etc). mais uma jabuticaba, que não é doce como a original.

        Curtido por 3 pessoas

    • Entendo que se a pessoa já possui outros imóveis e patrimônio formado, sabendo dos riscos , pode até comprar na planta. Mas veja os cases de construtoras “sólidas “ que quebraram e leia os relatos dos compradores para entender o desespero. No caso do primeiro imóvel eu compraria um já pronto, de preferência com taxas subsidiadas (se não tivesse condições de pagar à vista) , e a pergunta que deve se fazer é a seguinte; se der tudo errado o que eu farei ?

      Curtido por 2 pessoas

      • Ja comprei na planta e deu certo. Com isso paguei mais barato porque corri os inúmeros riscos relacionados à atividade construtiva:

        – aumento de custos? houve.
        – atraso? houve.
        – ficar um pouco diferente do inicialmente ofertado por problema de projeto? houve
        – quebra da construtora? não houve, mas abaixo explico porque este problema não seria tão grande.

        Entretanto: Mesmo que eu perdesse tudo não ia falir nem nada. Seria apenas um investimento ruim, sem repercussões sérias sobre minha vida ou futuro.
        Porque fiz isso? Porque consegui um apartamento muito melhor que o que eu conseguiria comprar pronto, na conjuntura da época.. Eu não teria condições de comprar aquele imóvel pronto e com o ágio pós-construção. Paguei uns 2 mil/m2.
        Construímos em regime de condomínio: 1 pessoa deu o terreno e ficou com 15% da área construída, a construtura cobrou 10% sobre o fluxo de caixa e 12% da área construída. O caixa da obra é separado do caixa da construtura, com um cnpj próprio inclusive. Aqui o risco não era quebra da construtura. Era os condôminos da obra ficarem inadimplentes e a obra parar. Houve atrasos por inadimplência. A obra seguiu conforme o dinheiro entrava.

        Isso nem é jabutibaca. Isso é um suco de cajamanga com gabiroba…

        É extremamente arriscado. Eu não faria mais isso como investimento e nem para morar.. Isso porque praticamente não há mais spread entre o custo da obra em regime de condomínio e o preço de venda. Logo, não há porque correr o risco, na conjuntura atual.. Hoje, se você tiver o dinheiro na mão, dá uma chacoalhada na frente do proprietário, o cara dá facil um descontão….

        Curtido por 1 pessoa

    • Nabucodonosor, INCC é o índice amplamente utilizado para venda de apartamentos na planta, enquanto o mesmo está em construção.

      Este índice entra inclusive na composição do IGPM. Na verdade 10% do IGPM é formado pelo INCC, outros 60% pelo IPA (índice de preços atacado) e 30% IPC (índice preço consumidor).

      Curtir

      • Futura/primeira moradia.
        Realmente, olhando o ponto de vista do pessoal, não faz o menor sentido comprar na planta. Até pq o desconto por ele estar na planta não é TÃO maior que os pares construídos…
        Vou continuar fazendo caixa e tentar pegar algo pronto.

        Curtir

  5. https://tetzner.wordpress.com/noticias
    Notícias do blog, para você começar o seu dia bem informado!

    Juro deve cair a patamares recordes e por longo prazo

    Ao divulgar ontem o Relatório de Inflação, o Banco Central (BC) deixou claro que vai continuar reduzindo a taxa básica dos juros (Selic) e que a economia conviverá com juros historicamente baixos por um bom tempo

    Política monetária BC projeta inflação na meta mesmo com Selic a 7% em 2018

    Juro poderá cair ao menor percentual da história nos próximos meses, diz Relatório de Inflação
    Mercado e economistas ajustam expectativa para Selic abaixo de 7%
    Aposta em alta da taxa básica em 2018 também perde força após relatório de inflação

    Venda da ECT divide governo

    O governo está dividido quanto à privatização dos Correios. A estatal acumulou prejuízo em torno de R$ 4 bilhões nos últimos dois anos e já está decidido que não receberá aportes do Tesouro Nacional

    C projeta expansão de 2,2% em 2018, com recuperação do investimento

    O BC aumentou ontem a sua projeção para o crescimento de 2017, de 0,5% para 0,7%, ao mesmo tempo em que divulgou pela primeira vez uma estimativa para a expansão do PIB de 2018, de um avanço de 2,2%

    Conjuntura Prévia do IPCA é a menor em 12 meses desde 99

    A queda generalizada dos preços dos alimentos acentuou o processo de desinflação da economia em setembro, quando o IPCA-15 desacelerou para 0,11%, a menor prévia da inflação para o mês desde 2006
    Serviços puxa criação de vagas em agosto

    Índice mostra comportamento favorável, com altas de preços poucos disseminadas

    A abertura do índice evidenciou pressões inflacionárias pouco disseminadas, com desaceleração da inflação de serviços e dos núcleos

    https://tetzner.wordpress.com/noticias
    Notícias do blog, para você começar o seu dia bem informado!

    Curtido por 3 pessoas

  6. A suspeita é de que temer tenha recebido como propina um andar inteiro de um imóvel na avenida Faria Lima na cidade de São Paulo, segundo delação de Lucio funaro, será essa lage no Fvbi, alguém sabe algo, pois os indícios são de q tudo foi feito através de um FUNDO IMOBILIÁRIO para não causar suspeitas, segundo reportagem da globonews Ainda agora ok

    Curtido por 1 pessoa

  7. Pesquisa Aluguel/M² – Ed 41 – Set/17

    Capa Pesquisa de Aluguel - FII

    Com muita informação e comparativos regionais dos valores de locação!

    Resultado da pesquisa este mês: +3,5%

    Com a pesquisa de aluguel você poderá verificar a capacidade de reposição e manutenção do rendimento, ter acesso à informações valiosas, como datas dos reajustes, conferir as margens de segurança oferecidas pelos fluxos de receitas, vigência/duração dos contratos e multas.

    Ferramentas que ajudam o investidor no estudo aprofundado!

    Ao final definimos uma seleção para acompanhamento da evolução; peça já o seu exemplar!

    Ícone Assine

    Curtido por 2 pessoas

  8. A INFLAÇÃO DO BC

    Na véspera do RTI e do IPCA-15, os JUROS futuros foram para mais uma rodada de perdas, nesta 4ªF, com especulações sobre a possibilidade de o COPOM nem subir o juro no ano que vem HOJE, o mercado terá uma pista importante, quando conhecerá a inflação do Banco Central para 2019 e parte de 2020, que se tornou o horizonte temporal para a condução da política monetária.

    É a primeira vez que serão apresentados números de inflação de prazo mais longo, e essas projeções tendem a influenciar as apostas para a SELIC e as chances de permanecer estável por mais tempo.

    Analistas estão acreditando que o RTI poderá vir com inflação ainda mais baixa do que na ata do COPOM, que estimou um IPCA de 3,3% para este ano e de 4,4% para 2018. Na FOCUS, as previsões já caíram mais.

    Curtir

    • O o IPCA acumulado em 12 meses (+2,46%) já se equipara a níveis inflacionários de países do primeiro mundo, rodando perto dos EUA (+1,9%) e Alemanha (+1,8%) e abaixo do Reino Unido (2,9%).

      Na curva do DI, o contrato para janeiro/19 caiu para 7,37%, de 7,39%, janeiro/20 ampliou a queda de 8,22% para 8,17%, janeiro/21 recuou de 8,88% para 8,82% e janeiro/23, de 9,52% para 9,47%.

      Mesmo o teto das apostas para o IPCA-15 de setembro, de 0,30% nos Projeções, é inferior à taxa de agosto (+0,35%). O piso é de 0,05% e a mediana está em 0,14%, a mais baixa para o mês desde 2006.

      Para o acumulado em 12 meses, o mercado está contando com recorde de baixa desde fevereiro de 1999 (1,80%). O intervalo das previsões para o período varia de 2,50% a 2,71%, com mediana de 2,59%.

      À tarde (16h30), saem os dados do CAGED, que podem mostrar forte reação em agosto, com um saldo líquido positivo de 60 mil vagas de emprego na mediana das apostas, muito acima do desempenho de julho (35.900).

      Curtido por 1 pessoa

    • Prévia da inflação fica em 0,11% em setembro, a menor para o mês desde 2006

      O IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor – Amplo 15), considerado uma prévia da inflação oficial (IPCA), desacelerou e ficou em 0,11% em setembro. Foi o menor resultado para o mês desde 2006 (0,05%).

      No mês passado, o índice foi de 0,35%.

      Os dados foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quinta-feira (21).

      A meta em 2017 é manter a inflação em 4,5% ao ano, mas há uma tolerância de 1,5 ponto, ou seja, pode variar entre 3% e 6%.

      No ano passado, a inflação oficial no Brasil foi de 6,29%, dentro do limite máximo da meta. O objetivo era manter a alta dos preços em 4,5% ao ano, mas com tolerância de dois pontos para mais ou para menos, ou seja, podendo variar entre 2,5% e 6,5%.

      Curtir

      • Para mim parece lógico a inflação cair. Ninguém vendendo nada, vai reajustar preço de que jeito. Tem que cortar o lucro na carne! Próximo passo é cair matando nos impostos esmagadores (se fôssemos um país de pessoas ativas)

        Curtido por 3 pessoas

      • Se as taxas de juros apontarem que iram ABAIXO de 7%, acho que haverá correção de preços de ativos.

        A maioria dos “modelos” dos gestores ainda olha o piso da SELIC um pouco acima de 7%…Se houver revisão aqui, veremos comportamento semelhante ao que ocorreu por volta de Abril/Maio, desse ano, quando pela primeira vez a inflação veio abaixo da meta.

        Ou seja, podemos ver mais aumentos na bolsa e nos FIIs.

        A ver o andar da “carruagem”.

        Curtido por 1 pessoa

      • Quanto menor, significa pior aqui no caso, pois tudo está ligada a fortíssima recessão, não tem mérito nenhum e sim uma péssima notícia quando eu vejo as quedas q nada mais são frutos de miséria em q se encontra o brasileiro, que também é culpado por assistir o temer levar aos quatro canto do mundo q ele está derrubando a inflação como se fosse algo de glória ou mérito e o povo calado, então sendo assim chupa essa brasileiros

        Curtido por 1 pessoa

      • O Brasil ainda está num período de deflação monetária muito forte, isso inclusive explica a absurda recessão que nós tivemos. É só ver os dados, a partir do momento que começou o congelamento/deflação monetária nós entramos forte na crise.

        Curtir

    • Arrecadação mostra recuperação e cresce 10%

      Segundo o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros, Claudemir Malaquias, o resultado foi diretamente influenciado pela melhora econômica registrada em indicadores como aumento da produção, vendas no comércio e da massa salarial

      Infraestrutura Novo plano prevê R$ 132 bi para logística

      O diagnóstico consta do novo Plano Nacional de Logística (PNL), estudo inédito do governo que identifica as necessidades de melhorias na infraestrutura até 2025

      Ou seja, tem que manter isso, viu?

      Situação das contas públicas continua extremamente vulnerável, com o déficit de 2017 e 2018 revistos para pior, dívida ainda em trajetória explosiva e o teto dos gastos ainda dependente da aprovação de uma reforma da Previdência com impactos fiscais relevantes

      Curtir

      • Sim, será preciso que o período de 12 meses seja limpo desses meses de deflação passados. A medida que forem saindo do cálculo, o rendimento da papelada vai melhorando. Mas, pelas projeções, essa média já começa a embicar pra cima de novo. É só não sair do controle que tá tudo certo…..

        Curtido por 1 pessoa

      • Eu já to coçando pra vender os FII’s de tijolo que tenho pra pescar papelada, pois acredito que a inflação esse ano fica em 3%, 2018 em 4% e 2019 em 5-6%…

        Mas vou fazer sem pressa, vendendo cotas dos FIIs de tijolo pimenta e pescando uns papéis….

        Meu racional é simples: a cota de papéis varia menos que tijolos e ainda rendem a inflação e um prêmio…já a cota dos tijolos varia mais e, considerando minha expectativa, os tijolos devem estabilizar o valor de suas cotas com inflação dentro das metas nos próximos anos….assim mantenho meu rendimento num patamar confortável enquanto pesco uma cotas de bons tijolos a preços possivelmente menores que os atuais.

        É arriscado, mas levo a sério o termo Renda Variável!

        Curtido por 1 pessoa

    • Diretor de Política Econômica – Dipec – Banco Central
      Carlos Viana de Carvalho

      “Desinflação NÃO se restringe a alimentos; É bastante disseminada.”

      “Números da inflação continuam surpreendendo, em média, para baixo”

      “Comportamento da Inflação é bastante favorável”

      Curtir

    • Exato tetz… Essa deflação na real é o empresário lutando pra sair no zero a zero pq o povo esta gastando tudo em imposto e gasolina… Não consome.. O que o cara produz vai tudo pra imposto, e se o cara se alavancou um pouquinho, vai uma cacetada para juros estratosféricos ainda…

      Curtido por 3 pessoas

    • CAGED Frustra Expectativa do Mercado

      O Brasil abriu 35.457 vagas de emprego formal em agosto, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira, 21, pelo Ministério do Trabalho. O resultado decorre de 1.254.951 admissões e 1.219.494 demissões.

      O número apresentado pelo Ministério ficou abaixo da mediana das estimativas positiva de 60.600 postos, apurada pela pesquisa do Projeções Broadcast, mas dentro do intervalo da pesquisa, que ia da criação de 16.718 vagas a 80 mil postos.

      Curtir

      • No acumulado dos oito primeiros meses deste ano, foram abertas 163.417 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, no entanto, o resultado ainda é negativo, com o fechamento de 544.658 vagas.

        O resultado de agosto foi puxado pelo setor de serviços, que gerou 23.299 postos formais em agosto. Em seguida, veio a indústria da transformação, com 12.873 vagas. Outros segmentos com resultado positivo foram comércio (10.721 vagas abertas), construção civil (1.017 novos empregos) e administração pública (528).

        Por outro lado, a agropecuária liderara o grupo com fechamento de postos, com 12.412 empregos encerrados no mês. Em seguida, estão serviços industriais de utilidade pública (-434) e indústria extrativa mineral (-135).

        Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s