Fórum

Forum

A Maior e mais Ativa comunidade 100% FII

ABCP11  AEFI11  AGCX11  ALMI11B  ANCR11B  AQLL11B  ATCR11  BBFI11B  BBPO11  BBRC11  BBVJ11  BCFF11B  BJRC11 BMII11  BMLC11B  BNFS11  BPFF11  BRCR11  BTGM11  CBOP11  CEOC11B  CNES11B CPTS11B CSHP11B  CTXT11  CXCE11B  CXRI11  CXTL11 DOMC11 DOVL11B DRIT11B  EDFO11B  EDGA11B  EURO11  FAED11B  FAMB11B  FCAS11  FCFL11B  FEXC11B  FFCI11  FIGS11  FIIB11  FIIP11B FIVN11 FIXX11 FLMA11  FLRP11B  FMOF11  FPAB11  FTCE11B FVBI11B  FVPQ11  GRLV11  GTUL11B GVFF11  GWIC11  GWIR11  HCRI11B HGBS11  HGCR11  HGJH11  HGLG11  HGRE11  HTMX11B  JPPC11  JRDM11B  JSIM11  JSRE11  KNCR11  KNRE11  KNRI11  LATR11B  MAXR11B  MBRF11  MFII11  MSHP11  MSLF11B  MXRC11  MXRF11  NSLU11B  ONEF11  PABY11  PLRI11  PORD11 PQDP11  PRSN11B  PRSV11  RBBV11  RBCB11  RBDS11  RBGS11  RBPD11  RBPR11  RBRD11  RBVO11  RCCS11  RDES11 RNDP11  RNGO11  RSBU11B  SAAG11  SCPF11  SDIL11  SFND11  SHDP11B  SHPH11  SPTW11  STFI11  TBOF11  THRA11B TRNT11B  TRXL11  VLOL11  VRTA11  WMRB11B  WPLZ11B  XPCM11  XPGA11  XTED11

Incentive o Blog, assine os produtos e serviços!

Mini_FitaProdServ

Compartilhe com o amigos, basta clicar aqui embaixo no Twitter, Facebook ou Google+

14.077 comentários sobre “Fórum

  1. MegaCombos de Abril/15

    Aproveite essa Mega oportunidade de conhecer todos os Produtos do Blog com 50% de Desconto:

    Revista + Jornal + Relatórios Comentados + Estudos do Tetzner + Pesquisa de Aluguel

    MegaCombo Produtos

    e também todos os Serviços do Blog com 25% de Desconto:

    Radar + Matrix + Nitro + AnaliSYS + Carteiras

    MegaCombo Servicos

    Para Você ficar ligado nos FIIs!

    >>> Clique Aqui e Peça já o Seu <<<

  2. FII não é um Concurso de Miss!

    Como você escolhe seu Fundo Imobiliário?

    Essa é uma pergunta que deveria ser respondida antes da compra, porém não é bem assim na prática.

    Nos cursos que faço online com os amigos do blog, alguns começando e outros já com carteira formada, sempre faço essa pergunta para guiar o conteúdo customizado.

    Particularmente não gosto muito desses cursos formatados e pré-gravados, porque entendo que cada pessoa é única e tem necessidades diferenciadas de atenção, explicação e foco.

    Também é muito comum ouvir que a decisão de investimento é feita com base em aspectos estéticos, como se FII fosse uma Miss desfilando seus “atributos” em busca da coroa e da faixa de eleita.

    Se você olhar só a beleza e não cuidar do conteúdo, vai acabar com uma promessa vazia nas mãos e isso geralmente traz consigo a conta do prejuízo.

    Quantos FIIs lindos, imponentes, modernos, arrojados, vistosos, com ultra-mega power pedigree foram lançados e consumiram 50% do seu capital nos últimos 12 meses?

    É, mais uma vez aquela frase dita pelas nossas avós, vem retumbante aos nossos ouvidos: “Beleza não põe Mesa”, ou seja, algum a busca de um padrão de perfeição não-produtiva levando o indivíduo à autossabotagem.

    Para uma moça vistosa que acabamos de conhecer, realmente não pega bem pedir de cara no primeiro encontro o extrato bancário e o curriculum vitae, não é mesmo?

    Já no mundo dos investimentos, no qual os fundos imobiliários estão inseridos, essa é justamente a primeira coisa que devemos fazer: abrir os informes, conferir a receita, refletir sobre as despesas, enfim a capacidade de sustentação do padrão de renda oferecido.

    Estando tudo bem com “os documentos”, ai sim podemos analisar os diferenciais competitivos, as vantagens da localização do prédios, do acabamento externo e interiores, do espaço de lajes e da reusabilidade.

    O potencial é sempre um “plus” algo a ser considerado num critério de desempate ou de definição de maior/menor exposição em uma carteira; nunca o contrário, pois você pode acabar com um prédio lindo, moderno, bem localizado, com lajes sob medida para diversas tipologias e VAZIO.

    Eu chamo de investimento inteligente, aquele em que você consegue conciliar os dois lados dessa moeda: um bom prédio ou conjunto deles, com localização diferenciada, manutenção em dia, equipe de gestão capacitada e atenta, num patamar de preço justo que ofereça um retorno adequado ao risco.

    O povo do marketing deve estar pulando da cadeira agora, se é que conseguiram chegar nesse parágrafo, afinal eles conseguiram vender para muitos uma caixa dourada, toda rebuscada e cheia de laços, com um tijolo de barro dentro e dizer: “cuide bem dele e daqui 10 anos vai nascer um prédio!”

    Mas isso é assunto para outro post, o foco aqui é não se deixar levar só pela aparência e esquecer de olhar o conteúdo, porque meus amigos, FII não é um Concurso de Miss!

    • Falou e disse!
      Se o gestor fizesse o trabalho direito, já que ganham bem pra isso, ficaria muito mais fácil escolher.
      Hoje em dia tem de olhar primeiro os defeitos( inclusive gestor/administrador) pra daí começar a olhar as potencialidades.

  3. No livro Magos do Mercado de Jack Schwager , um dos investidores de sucesso entrevistados, foi Marty Schwartz. Separei uma única resposta desta entrevista que acredito ser muito interessante para refleção.

    Quando você passou de perdedor a vencedor?

    Quando fui capaz de separar as necessidades de meu ego do ato de ganhar dinheiro. Quando fui capaz de aceitar estar errado. Antes, admitir estar errado era mais desgastante do que perder dinheiro. Costumava desejar que as coisas acontecessem, Eu imaginava aquilo, portanto não poderia estar errado. Quando me tornei um vencedor, disse “Eu planejei, mas se estiver errado eu vou sair daquela droga, porque quero é salvar meu dinheiro e entrar na próxima operação” Viver a filosofia de que minhas vitórias estão sempre a minha frente não é tão penoso quanto assimilar uma perda. Se eu cometer algum erro, está feito e pronto!

    • Cintra

      o difícil é achar um indivíduo disposto a planejar, ou seja, ir além do arroz com feijão
      é tão mais fácil se omitir da decisão, aceitar que somos frágeis e incapacitados, vítimas indefesas até…
      o medo paralisa o investidor e enquanto isso, o dinheiro vai se esvaindo…

      se esconder na ignorância ou na inatividade são as desculpas utilizadas
      bastaria uma definição simples de limite para que muito fosse salvo
      no mercado não são as pequenas perdas que te privam do sucesso; são a grandes, aquelas que você alimenta e vão consumindo anos de resultados em dias ou semanas

      tem coisa mais banal que STOP ?
      e ainda sim, a esmagadora maioria não usa…
      não precisa ser aquele físico, pode ser o mental, pode anotar num papel de pão, … mas tem de usar

      seja na compra ou na venda, seja com FIIs, Ações, Dólar, Renda Fixa, … defina OBJETIVOS e cobre RESULTADOS
      um sábio amigo dia desses postou um texto espetacular no VIP, traçando um paralelo entre o investidor e uma empresa S/A (https://tetzner.wordpress.com/forum-vip/comment-page-103/#comment-132172)

      aqui faço um paralelo entre nós meros mortais investidores pessoas físicas e os renomados gestores; da mesma forma que cobramos resultados deles quando adquirimos seus produtos, porque devemos nos esconder ou se omitir de cobrar resultados ?

      escolha o tempo que quiser, seja Mensal, Trimestral ou Anual, mas faça sempre uma análise crítica do SEU desempenho no mercado; só assim você sairá do meio da multidão.

  4. O que dizer de uma edição onde tanto o Smallcaps quanto o Sotijolo trazem suas últimas movimentações ??

    E como se não fosse o suficiente, ainda tem o Leandro quebrando todos os porquinhos em suas últimas aquisições!

    Depois de 4 semanas de ajustes, realização de lucro, redução de preço médio, … ufa, nesta eu descanso e vou esperar o próximo COPOM para fazer ajustes :)

    E com tantos feras ajustando as velas, eu vou aproveitar a brisa do mar e degustar esta edição.

    Confira isso tudo e muito mais em Carteiras do Blog

    Leia mais sobre o serviço aqui:
    https://tetzner.wordpress.com/2015/01/24/carteiras-do-blog-atual

    Ou faça o seu pedido aqui:
    https://tetzner.wordpress.com/loja

  5. Duas informações que vão mudar sua percepção sobre os FIIs: VRA e VRA15

    Esses dois indicadores da Matrix mostra para você o desempenho do seu FII quando somamos tudo que ele gera para Você!

    Então aqui não tem “chororô ” é a realidade do retorno trazido ao investidor no último ano e no ano atual; quer saber o desempenho global do seu FII?

    Confirmar se o investimento REALMENTE está vencendo a Inflação? (ou se ele está sendo consumido por ela…)

    Você encontra essas dezenas de outras informações, prontas e atualizadas para você na MATRIX dos FIIs, semanalmente no seu email!


    Conheça as informações presentes na Matrix Semanal enviada ao seu email aqui:
    https://tetzner.wordpress.com/2014/12/20/matrix-dos-fiis

    e não perca mais tempo gerando toda essa informação, adquira os Serviços do blog em nossa Loja:
    https://tetzner.wordpress.com/loja

  6. Antecipamos a edição para você aproveitar o feriadão! :)

    PESQUISA ALUGUEL/M² – ED 12 – ABR/15

    Capa Pesquisa de Aluguel - FII

    Com a pesquisa de aluguel você poderá verificar a capacidade de reposição e manutenção do rendimento, ter acesso à informações valiosas, como datas dos reajustes, conferir as margens de segurança oferecidas pelos fluxos de receitas, vigência/duração dos contratos e multas.

    Ferramentas que ajudam o investidor no estudo aprofundado!

    Ao final definimos uma seleção para acompanhamento da evolução; peça já o seu exemplar!

    Ícone Assine

  7. Quanto é MUITO para Você?

    Devemos sempre cuidar para não transformar a diversificação numa desculpa, pois neste caso ela se iguala à pulverização que é a alocação feita sem critérios.

    Qual o risco de se fazer uma alocação sem critérios? Não obter a mitigação de risco desejada ao separar os ovos em vários cestos.

    Mais que separar os ovos em cestos diferentes, temos de pensar também em separar os cestos; afinal se o galinheiro pegar fogo, de nada adianta estarem todos no mesmo lugar.

    Este racional é a “pedra fundamental” que me guia nos investimentos, sempre aloquei o Capital em FIIs, Ações, Renda Fixa e fiz Hedge (meu primeiro livro já falava nisso tudo).

    Pois bem, essa discussão da diversificação de classes (Ações, FIIs, Renda Fixa) é o exemplo da separação dos cestos e os ovos cada um dos ativos investidos.

    Agora sobre o paralelo da diversificação versus dispersão, temos de tomar muito cuidado para que ela não vire desculpa para a ineficiência.

    A galinha cuida de dois ou três ovos facilmente, coloque mais e ela vai cuidando até o ponto que são tantos que ela tem de “revezar as penas” e vai acabar comprometendo o resultado final.

    Nos investimentos é igual, você cuida muito bem de meia dúzia, mas vai ficar tentado a simplesmente não fazer nada, afinal é apenas “uma fração” do todo.

    O que tem de ser ponderado é que a reposição dessa fração perdida vai comprometer o resultado final, vejam:

    Um galinha põe três ovos e cuida bem deles, no ano seguinte temos quatro galinhas botando doze ovos (1+3)*3; mas o que acontece se elas se descuidarem de um dos ovos? No mesmo exemplo, teremos apenas metade dos ovos! (1+2)*2

    Mas era só um ovinho, não é mesmo? Ok, foi um exemplo exagerado, 1 em 3 equivale à uma perda de 33,3% e por isso eleva-se ele número mínimo para um montante que isoladamente te trará conforto em caso de perda (10,12,20,25,30, …)

    A grande questão é saber a resposta para a pergunta inicial: Quanto é MUITO para Você?

    Ela vai definir quando a diversificação vira pulverização, quando é ultrapassado a capacidade da galinha cuidar de seus ovos e as perdas vão se acumulando, junto com as desculpas para os ovos que vão sendo quebrados pelo caminho e afetando o resultado global dos Cestos!

    Pense nisso e bom final de semana, bom feriadão!

    • Excelente texto Tetzner!
      Concordo com a sua visão, uma alocação de ativos pode ser facilmente convertida em pulverização, isso ocorre na minha opinião, por falta de estudo dos investidores que acreditam que encher a sua carteira com porcarias e depois compensá-las com boas empresas, fundos e títulos compensam os riscos.
      Devemos ter na carteira aquilo que conseguimos compreender, não dá para acertar todas só que se você tem uma carteira lotada de ativos que você não sabe nem citar todos, está na hora de rever seu planejamento e se resolver manter talvez pensar em concentrar em fundo de fundos, ETF e fundos de investimento, assim fica tudo mais concentrado e deixa o trabalho mais simples.

      Abraços!

  8. Vejam só como toda e qualquer análise precisa ser “desapegada” para ter fundamento.
    Muito importante um investidor de FII entender que numa carteira, é essencial ter discernimento em suas decisões.

    Vamos lá:

    HGRE tem PL de 1.2BI
    Possui hoje 1,6M de CEOC, 2,2M de THRA, 5M de TBOF e 3,6 de BBVJ
    Se totalizarmos isso, temos respectivamente em proporção ao PL: 0,13%, 0,19%, 0,41%, 0,31%

    Logo, HGRE tem um risco de 1,04% de comprometimento do PL com vacância.

    Agora, vamos ao BCFF, que possui PL de 330M
    Ele possui 5,2M de CEOC e 23M de TBOF.
    Totalizando, temos respectivamente ao PL 0,43% e 1,93%.

    Logo, BCFF tem um risco de 2,36% de comprometimento do PL com vacância.

    Se quiserem colocar vacância como risco, o BCFF é o dobro mais arriscado que HGRE.

    Me desculpem se errei algum dado.

    • Baroni amigão

      eu até entendi o seu racional, a ideia que pretendeu passar com essa mensagem; a questão é que essa sua conta está equivocada.

      o TBOF já está sem RMG há um bom tempo, devem usar a multa para compensar o novo andar vago, portanto esses 1,93 da sua conta não fica “justo”

      no máximo chegaria num 0,5%… então BCFF tem no máximo METADE do risco assumido pelo HGRE com vacância

      a Griffo sabe bem o que faz, está alinhada ao meu pensamento e aproveitou enquanto pode para desovar tudo quanto é imóvel (pequeno)

      a questão do HGRE é esta, trocou receita certa pela dúvida das RMGs; então, de uma maneira geral, HGRE “piorou” nos últimos meses, trocando o certo pelo duvidoso

    • Só quero entender o que HGRE tem em mente com CEOC e TBOF… Adquirir os prédios? Começar a investir em FII, mesmo sabendo do IR que vão pagar na venda?
      Algum palpite de vocês?

    • Amigo General Investidor.

      Não poderia ser mais simples.

      Estratégia direcional.
      Então comprando vacância.
      Estão entendendo que no secundário o desconto está maior que no mercado real.
      Estão diversificando internamente.
      Em caso de takeover, lucro absurdo.

      Comprometimento baixinho de PL para possível retorno acima da média de um simples aluguel.

      Fundo ativo no mercado de real estate tem de ter subestratégias para gerar valor ao cotista no LP.

      Chances de abaixar a renda em função disso é quase nula.

    • Baroni,
      por mais simples que seja a estratégia deles, ela precisa se mostrar correta no longo prazo
      a menos que objetivem um trade de curto prazo com as cotas por numa eventual locação (ou quem sabe pelo destaque na novela da Globo rs)

      agora o curioso é que por ser o HGRE é simples, é estratégia, é diversificação interna, é geração de valor ao cotista; ou seja é a “pica das galáxias”, com o perdão do uso dessas palavras
      se fosse o o BRCR seriam as taxas triplas, a gestão ineficiente, a somatória de vacâncias, …; ou seja, o “cocô” do cachorro do bandido, novamente peços desculpas pelo uso do palavrão

      0,5% no BCFF é um absurdo de vacância!
      1,0% no HGRE é “compromentimento baixinho do PL”

      e lerêê lerêê, hein?
      como é que fica isso tudo na tal: “análise “desapegada” para ter fundamento” ?

      irmão não fica bravo, é só uma observação tá? :)

    • Onde foi que eu critiquei o BCFF em ter vacância de carteira?

      Onde foi que eu falei de taxa tripla em BRCR?

      Onde foi que eu disse que HGRE é a “pica de não sei o que”???

      Vasculhe aí no blog inteiro e post aqui, por gentileza.

      Você só pode estar de brincadeira, de novo.

    • irmãozinho, você usou eles como exemplo ai em cima

      mas olha só, minha intenção não foi brincar, não foi “bater de frente” como o nobre Embaixador dos FIIs postou

      foi apenas apontar uma percepção de quem leu o primeiro comentário e depois viu o seguinte; fica tranquilo :)

      curte o passeio ai, sem stress e dá uma abração no nosso paizão por mim

    • Quando vejo o Tetzner batendo de frente com o Barão, largo tudo o que me distrai (as músicas do Aznavour, o programa da Ana Maria Braga ou, ainda, a linda vista marinha que se abre frente às minhas janelas nesta manhã sonolenta e grisa de sábado em Floripa – aliás onde se encontra o Barão que, amanhã, vou levar a passear de SLK aberta – se o tempo ajudar – ) já ganhei o dia.
      Inda mais que minha carteira (irracional) está com BCFF, CEOC e THRA, eh eh . debates que não têm preço.

    • Waka, o home é fissurado em Floripa, apesar de morar em Goiânia.
      Eu não te falei do primeiro encontro dele com o Oceano Atlântico?
      – Conejo, que piscinão!

    • Só abrindo uma 3ª frente no debate:
      Tetzner, pelo histórico polemico que o BTG carrega, se ele estiver nas mesmíssimas condições do que a CSHG e acontecer algum imprevisto, o que for BTG vai ter como resposta sempre negativa e o que for CSHG vai ter como resposta sempre uma tranquilidade de que tudo vai ser resolver.

      Esse é o lado bom (e o risco) de confiar numa gestão.

      Por isso que ultimamente tem muita gente preferindo HGRE do que BRCR…

  9. Insights

    Hoje tivemos vários, então não perca:
    https://tetzner.wordpress.com/insight

    FIGS11 – GENERAL SHOPPING ATIVO E RENDA – FII (Inauguração)
    ANCR11B – FII Ancar por MTolkien
    BBPO11 – FII BB Progressivo II – Agência do Conjunto Nacional DF por MTolkien
    PRSV11 – FII Presidente Vargas por MRLimpo – (Exclusivo sobre a movimentação)

    e mais ontem o Baroni mostrou como são os imóveis:
    CXCE11B – Caixa CEDAE
    RNGO11 – FII Rio Negro

    o amigo AmaralNeto nos brindou com o imóvel de Leme do FAED
    FAED11B – FII Anhanguera Educacional por AmaralNeto1

    * O acesso ao conteúdo de assinantes é uma cortesia; você recebe fazendo a assinatura de produtos+serviços do blog
    Peça já o seu: https://tetzner.wordpress.com/loja

  10. Ontem fui num churrasco onde haviam 2 gerentes do Banco do Brasil, sendo 1 deles gerente de uma agência Corporate da Av. Paulista. Pois bem, nenhum deles sequer sabia o que é fundo imobiliário.
    Inacreditável.
    Mostrou que este mercado ainda tem muito espaço pela frente para crescer.

    • Gerente de banco, no geral, só conhece “produto” da instituição em que trabalha para tentar tungá-los nos clientes e ajudar a bater metas da agência.
      De bancos só quero suas ações e, eventualmente, algumas LCIs e/ou LCAs… mais nada.

      Sds.

    • O gerente do meu banco disse que eu poderia perder todo o meu dinheiro na bolsa e que o mais seguro seria deixar no fundo de renda fixa com 2 % de Tx administração. Kkkkk

    • Outra visao…

      Mostrou que os gerentes sao pouco treinados e que as certificações CPA10 e CPA20 ainda deixam a desejar. E vou alem…as proprias instituições limitam os caras a ficarem “bitolados” com os produtos tipicos de bancos. Sinistro!!!

      Valeu!!!

    • Bancos não gostam e nem oferecem produtos que possam oferecer concorrência aos produtos próprios (fundos e CDBs), e os FIIs são uma ameaça em potencial a eles.

    • Minha gerente tentou me convencer que era melhor aplicar do fundo de renda fixa do Banco que paga 1% ao mês. Mostrei pra ela, que deste 1%, grande parte (22,5%) vai pro IR, o que dá uma taxa de 9,3% ao ano líquido. Com uma inflação de 8,5% , a renda real é de menos de 1% ao ano. Se gastar a renda, em pouco tempo nada sobra, o que não acontece com imóveis ou FIs, em que a renda é aluguel e o patrimônio está representado pelos imóveis. Portanto, para quem quer renda, aplicar neste tipo de fundo de renda fixa é furada, já que preserva o capital mas não te permite usufruir dos rendimentos, já que a inflação acaba com o principal. No final ela me pediu informações de como aplicar em FIs para sua própria aposentadoria. Indiquei o blog do Tetzner.

    • Rsrsrsrs…
      Ri litros com o post do João, chega a ser hilário.
      Isso que ele não levou à conta a taxa de administração cobrada pelo banco, aí a gerente ficaria com cara de proteção de tela, no mínimo.

    • João, aconteceu algo parecido comigo. O meu banco quis me colocar naqueles serviços VIP deles, agencia exclusiva, gerente que faz wealth management, cartão black,etc. Fui na reunião, quiseram cobrar um absurdo pelos serviços. Respondi que colocava tudo em ações e FIIs e alguns fundos da corretora e não precisava de quem me dissesse o que fazer com o dinheiro. Nunca mais me ligaram.

    • A diferença entre bancos e assets é algo surreal, e desde a época do império socam essa imagem “conservadora e segura” nos incautos inocentes.

    • João,

      Esse é exatamente o ponto. O cidadão não enxerga que, simplificando a situação, na RF se preserva o capital, mas se perde na renda, na RV perde o capital (quando a cotação está em baixa), mas se ganha na renda. O ideal é equilibrar os dois lados para compensar suas deficiências.

    • Pois é, exemplo prático.: atendi ontem um sujeito em desespero. Era executivo de uma empresa e ganhava cerca de 20.000,00 mensais. Perdeu o emprego a cerca de dois anos e não conseguiu uma colocação pra ganhar nem 1/3. Tinha reserva em RF, mas foi gastando e o resultado é que a reserva sumiu. Não consegue pagar a pensão dos filhos. Tivesse aplicado em ativos geradores de renda REAL, imóveis, FIs, podia ter gasto só os rendimentos e seu patrimônio estaria lá, gerando renda. Tivesse conversado com o mestre Conejo a alguns anos, estaria rindo.

    • Em contrapartida: meu pai é um homem simples, tudo o que ganhou investiu na educação dos filhos e terras. Está aposentado ( com a merreca do inss) mas tem um ótimo complemento de renda com o arrendamento das terrinhas dele. Não é muito, mas é renda real, pode gastar tudo que seu patrimônio está preservado. Se tivesse aplicado um RF estaria pobre e amargurado. Está feliz da vida jogando canastra com os amigos. Estou pensando em mandar este meu cliente executivo, com MBA em finanças, fazer um estágio com meu velho.

    • Outro exemplo ( hoje tô animado): uma cliente minha da Alemanha ganhou um processo aqui no Brasil. Na hora de fazer a remessa, o gerente do Banco tentou seduzi-la com a tal taxa de ” 12 por cento ao ano”. Ela, desconfiada, pediu para falar comigo e mostrei à ela a conta correta, tirando IR e inflação, que faz sobrar 1 por cento ao ano ( com o risco cambial). E ela, com seu simpático sotaque bávaro: ” este xerente é uma bilantra, tá guerrendo me enganarr”. Remeteu a grana para ganhar 1 por cento ao ano em euros. Quando fui visitá-la em Stutgart ela, que gosta muito de brasileiros, dava sonoras risadas das nossas contas de descendentes de portugueses.

    • Excelentes relatos! Gostei, em especial, dos do João Terra.

      Ainda falta muita educação para o brasileiro, e o pior é que não apenas em finanças…

  11. Geraldo…

    Rendimentos de FIIs são isentos, a Receita não tem interesse, nem vai olhar podes crer.
    Alguns rendimentos de FIIs (meus) estavam com discrepâncias, declarei o total que recebi em detrimento do informe da fonte pagadora. A razão é simples, posso provar a qualquer tempo o valor correto que recebi. Isso aplico também para os “proventos de ações”.

    • Não estou dizendo que é correto. É errado. Mas realmente a receita só questiona valores que podem gerar em nao pagamento de imposto. exemplo, eu declaro todos dividendos e juros isentos em uma única coluna e coloco o cnpj da corretora. Totalmente errado. Mas a anos nunca cai na malha.

  12. Atenção : Citibank enviou carta alterando dados para a Declaração de IR
    __________________________________________________________________________
    Recebi hoje(15/04) carta do Citibank informando que ela substitue o informe anterior.
    No meu caso os fundos listados na carta são: Aesapar,Rio Negro, SDI Logistica,XP Corporate Macaé.
    O único que está com diferença é o SDI Logistica: o rendimento anterior era Menor que o novo informado (não se deve aplicar uma porcentagem para o seu caso pois não se sabe onde foi o êrro).
    Infelizmente já enviei o meu IR na segunda-feira e não estou com vontade de fazer uma declaração retificadora.
    Esta falha é um ponto negativo para o Citibank.

    • Também recebi o novo informe do CITI apontando uma diferença nos valores recebidos do SDIL11. A minha declaração já foi transmitida há mais de um mês. A questão é: Caso não apresente uma declaração retificadora corro o risco de cair na malha fina?

    • Geraldo

      no mínimo vai pro fim da fila de recebimento…

      eu acho que ano passado aconteceu algo assim também, só não tenho certeza que foi nos do Citi

      incrível como além de não entregar uma simples soma anual em dia (dava para mandar isso tudo a partir de janeiro e não em cima da hora, errado ainda por cima)

    • Grato Tetzner! Se for para o fim da fila não tem problema, não tenho direito a restituição. Não quero de forma alguma é cair na malha fina, essa dor de cabeça quero evitar! No caso, entendo que o melhor é corrigir!

    • Eu comparei o informe enviado com o valor que consta no CEI (fiz a soma de todos os meses de todos os FIIs. Deu um trabalhão!) e, em alguns FIIs, houve diferença. Alguns poucos e alguns um pouco maior. Acabei delcarando o valor que está no CEI porque é o que efetivamente entrou na conta.

    • Corrijam-me se estiver errado: caso não receba notícias da receita até o último lote, ANTES DE SER NOTIFICADO, você pode comparecer à receita e tentar esclarecer o que houve, e retificar se necessário, sem multa. A multa incorre se você for notificado.

      Fiz isso há uns anos, caí na malhar fina (segundo me disseram pq meus gastos com saúde tinham sido altos, mas foram todos comprovados), e ao comparecer para esclarecer (antes de ser notificado) tudo se resolveu. Ficou só a chatisse de pegar fila, etc.

    • Richie

      Na página da Receita dá para verificar se a declaração que você enviou está com pendências. Que são, por exemplo:
      – diferenças entre o que você informou como rendimento, e o que suas fontes pagadoras informaram,
      – ou ainda, o que você pagou para o plano de saúde, e o que o plano de saúde diz que recebeu de você.
      Normalmente, isso se resolve com a transmissão de uma declaração retificadora.
      No caso da declaração ficar em malha por valores muito altos de dedução por gastos médicos, não dá para resolver por retificação. Alguém na receita vai ter conferir os comprovantes dos gastos médicos.
      Se você aparecer na receita antes da notificação e apresentar os documentos, e a receita aceitar, você não vai ser multado.
      Se você for notificado para comprovar os gastos e apresentar os documentos, e a receita aceitar, você não vai ser multado.
      Só vai ser multado se for notificado e NÃO comprovar as informações da sua declaração.

  13. Estudos do Tetzner – Ed 14 – Abr/15

    Estudos RM2

    Estudar os FIIs nunca foi tão importante quanto agora! Observar quais são as vantagens e conhecer os pontos falhos dos empreendimentos é fundamental para entender o custo e a origem da renda.

    “Em um imóvel físico dificilmente você teria a oportunidade de então curto intervalo aproveitar um desconto tão intenso, reinvestir rendimentos e elevar a capacidade de geração de fluxo de caixa.” Tetzner

    Nosso objetivo maior aqui não é encontrar aquele Fundo Imobiliário que pagará a maior Renda, mas sim fundos descontados no seu custo construtivo. São FIIs com preço tão abaixo do normal que o retorno em valorização da cota numa futura recuperação de preços, remunerará o principal pelo investimento feito no tempo.

    Invista em conhecimento, invista em VOCÊ!

    Ícone Assine

Novos Comentários Aqui ou via botão "Resposta" nos anteriores (Não Inserir Links)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s