RBRD11 – RB Capital Renda II

O fundo é administrado pela Votorantim Asset DTVM, em condomínio fechado e com prazo de duração indeterminado.

O objetivo de investimento do FII são prédios comerciais, construídos sob medida para seus locatários ( Build-to-Suit ), normalmente locados para grandes empresa nacionais e multinacionais.

Trata-se portanto de um FII de Tijolo – Imóveis Comerciais – Logístico, segundo a classificação do Ranking dos FIIs.

rbrd11

Atualmente o patrimônio do fundo é representado por 4 prédios, sendo 2 no RJ (Rio de Janeiro e São Gonçalo), 1 em RN (Natal) e 1 em MG(Uberlândia), com contratos de locação de longo prazo 2024/25 e locado para 3 inquilinos:

Ambev: Centro de Distribuição MG: 8.362 m²

Ampla: Centro Corporativo RJ: 10.219 m²

Lojas Leader: Mega lojas RJ: 3.308 m² / RN: 3.683 m²

O diferencial aqui é o pagamento anual de um dos inquilinos, Ampla, pago em Outubro e distribuído aos Cotistas em Novembro, o que eleva a média mensal de rendimentos deste FII.

RBRD11_c

Sobre as multas rescisórias:
1 – Ampla (aluguel pago com periodicidade anual): valor correspondente a 18 (dezoito) vezes o aluguel vigente à época da rescisão, subtraídos os aluguéis anteriormente pagos;
2 – Leader (lojas Campo Grande e Natal):  valor correspondente ao resultado da multiplicação do número de meses remanescente para o término do Contrato, pelo valor do aluguel em vigor à época da ocorrência do fato, corrigido monetariamente.
3 – Ambev: valor correspondente ao resultado da multiplicação do período remanescente para o término do Contrato de Locação Atípica, pelo valor do aluguel em vigor à época da ocorrência do fato, corrigido monetariamente.

60% dos aluguéis vem da Leader (varejo)
30% da Ampla (escritórios)
10% da Ambev (logístico)

Taxas:
Administração: 0,17%a.a. sobre patrimônio liquido do fundo.
Escrituração e gestão já incluídas na taxa de administração.
Consultoria:
0,10%a.a. sobre patrimônio liquido.

RI: vwmprodutosestruturados@votorantimwm.com.br

Tutor do FII: AHChaves

Anúncios

441 comentários sobre “RBRD11 – RB Capital Renda II

    • A distribuição mensal do RB Capital Renda II, exceto no mês de outubro, corresponde à 78% do CDI, já ajustado à isenção de imposto de renda.

      O principal risco do fundo neste momento, destaca a analista, é a inadimplência da Lojas Leader, que representa 61% da receita do fundo.

      Curtir

      • Porém, as locações da Leader contam com fiança bancária concedida por instituição financeira, equivalente à 80% do remanescente das contraprestações devidas, calculadas a valor presente, e com uma taxa efetiva de 12% ao ano, de acordo com o prospecto de distribuição do fundo.

        “Caso haja vacância e o espaço tenha que ser locado novamente, acreditamos que os valores obtidos serão bem menores do que os cobrados atualmente, o que reduzirá o rendimento do fundo no futuro”

        Curtir

      • Ou seja se a Leander quebrar teremos 80% do valor do contrato até seu fim e ainda de quebra teremos o imóvel.
        Nada mal…se sair é lucro! Se ficar é lucro!
        Mas na pior das hipóteses se tornaria a melhor pois teríamos bons anos garantidos e poderíamos locar mais barato e como cereja do bolo.

        Curtir

  1. Leader acessa novas linhas de crédito de fornecedores

    Empresa teve recuperação extrajudicial aprovada este mês

    A varejista Leader, controlada pela Legion Holdings, está conseguindo reestabelecer linhas de crédito com fornecedores depois de um período de crise profunda no grupo, que levou à renegociação de dívidas de R$ 222 milhões, sem considerar os bancos.

    Agora, amparada em pedido de recuperação extrajudicial aceito pela Justiça do Rio na semana passada, a Leader se concentra em reconstruir suas bases operacionais.

    Curtido por 2 pessoas

    • Tetzner

      A recuperação judicial é uma medida para evitar a falência de uma empresa. É pedida quando a empresa perde a capacidade de pagar suas dívidas. É um meio para que a empresa em dificuldades reorganize seus negócios, redesenhe o passivo e se recupere de momentânea dificuldade financeira.

      Eu trabalho em uma empresa que tem na carteira de clientes grandes Grupos como: Máquina de vendas, Leader, Magazine Luiza. ..

      Com a situação atual do país o varejo foi um seguimento que sofreu muito e estamos acompanhando esse processo de recuperação em grandes clientes.

      Nesses casos tenho percebido que o aluguel costuma ter prioridade sobre os fornecedores, mas em geral, as dívidas com a nossa empresa tem sido honradas.

      Ao meu ponto de vista, quando um grande grupo entra em recuperação, temos um ponto de atenção, mas não significa que a nossa mesada será cancelada ou reduzida 😎😎😎

      Curtido por 2 pessoas

  2. Bem que a Votorantim podia fazer uma emissão de cotas para comprar uns 6 a 10 galpões logísticos aproveitando a baixa de preços dos imóveis físicos pra diversicar mais e crescer esse pequeno FII. Iria se tornar um grande FII. Aqui só temos 3 inquilinos. Considerando que o aluguel da Ampla é anual e que a Ambev só tem 10% de participação na renda total do FII. Isso significa que a renda magra mensal é composta de cerca de 85% da problemática Leader. Embora ainda meio distante o final do contrato, há de se considerar que é muito provável que a Leader não renove os contratos.

    Curtido por 2 pessoas

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s