SDIL11 – SDI Logística RIO

Fundo Imobiliário criado sob regime de condomínio fechado, com prazo Indeterminado de duração e administrado pela Rio Bravo; classificado como sendo um fundo do tipo Tijolo e enquadra-se na segmentação Logístico.

É um FII Multi Empreendimento e Multi Inquilino.

Os recursos obtidos pelo Fundo foram destinados à aquisição da totalidade das ações de emissão da SPE, a qual era detentora do Empreendimento Imobiliário alvo do fundo.

SDIL11

Estrategicamente localizado na Rodovia Washington Luiz, o Empreendimento Imobiliário tem fácil acesso a qualquer sentido da rodovia (2km do retorno mais distante) e encontra-se próximo das principais vias de acesso ao Rio de Janeiro, como Rodovia Presidente Dutra, Avenida Brasil, Linhas Vermelha e Amarela,  Ponte Rio-Niterói e do futuro Arco Metropolitano. A região em que se encontra o empreendimento Imobiliário possui forte vocação industrial e logística, e conta com a presença de grandes empresas como o Carrefour, Cervejaria Petrópolis, Mantecorp, O Globo, White Martins e REDUC.

Possuindo área total de 64.651,63m², com 44.130,67m² de área total construída, o Empreendimento Imobiliário compõe-se de dois galpões (Galpão A e Galpão B) e apresenta uma estrutura versátil e flexível, o que possibilita a organização de espaços de até 8.015,81m² no Galpão A e até 36.114,86m²  no Galpão B.

O Galpão A é composto por quatro módulos, com área total construída de 8.015,81m², e o Galpão B composto por 18 Módulos, com área total construída de 36.114,86m² , além de 12 (doze) vagas de carretas, 199 vagas de carros, 20  vagas de motos e 20  vagas de visitantes.

Os Locatários do Empreendimento Imobiliário, na data deste Prospecto Preliminar, são:

(I) BRF Brasil Foods S.A. (“BRF”) – contrato até fev de 2023

(II) Indusback – contrato até set de 2019

(III)Royal Canin do Brasil Indústria e Comércio Ltda. – contrato até abr 2022

Considerando os anos de vigência do FII, tem-se o seguinte fluxo financeiro, onde se observa que a cota adquirida na emissão inicial terá Taxa Interna de Retorno (TIR) de 14,69% ao ano. A TIR refere-se ao retorno mensal anualizado.

SDIL11_p

SDIL11_p2

SDIL11_In

Administrador: Rio Bravo
Consultor Imobiliário: SDI Administração de Bens Ltda.
Data de início do Fundo: 14/11/2012
Valor inicial da cota: R$100,00
Taxa de Administração (inclui Custódia, Gestão e Consultor Especializado): 0,84 %a.a.

RI: fi@riobravo.com.br

Anúncios

386 comentários sobre “SDIL11 – SDI Logística RIO

  1. Prezados foristas,
    Estou com uma dúvida na análise dos relatórios desse fundo. Talvez possam me ajudar. Não tenho muito conhecimento sobre contabilidade.
    De acordo com o relatório de julho/2017, o fundo teve uma receita de 1.064.131,03, frente a um passivo de 1.501.052,01.
    Nas informações sobre passivo consta um montante de 608.225,01 a título de “outros valores a pagar”.
    O relatório da gestora, relativo ao mesmo mês não faz referência a esse montante. apontando um resultado positivo para o mês.
    Alguém poderia me explicar por que isso ocorre? Não estou conseguindo entender de onde esses 608 mil estão saindo, já que o PL aumentou em relação ao mês anterior.

    Curtido por 1 pessoa

  2. FATO RELEVANTE
    RIO BRAVO INVESTIMENTOS DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.,
    sociedade limitada, com sede na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, à Avenida Chedid Jafet, n.º
    222, Bloco B, 3º andar, inscrita no CNPJ/MF sob n.º 72.600.026/0001-81, devidamente autorizada pela
    Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) a exercer a atividade de administração de carteiras de títulos e
    valores mobiliários, conforme Ato Declaratório CVM nº 6.044, de 12 de julho de 2000 (“Rio Bravo”), na
    qualidade de instituição administradora do SDI LOGÍSTICA RIO – FUNDO DE INVESTIMENTO
    IMOBILIÁRIO – FII, inscrito no CNPJ/MF sob nº. 16.671.412/0001-93 (“Fundo”), e a gestora do Fundo, a XP
    GESTÃO DE RECURSOS LTDA., inscrita no CNPJ/MF sob nº. 07.625.200/0001-89 (“XP Gestão”),
    comunicam, nos termos da Instrução CVM nº 472, de 31 de outubro de 2008, conforme alterada, e da
    Política de Divulgação de Fatos Relevantes da Rio Bravo, que o Fundo celebrou contrato de locação
    com a BRACCO IMAGING DO BRASIL IMPORTAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE MEDICAMENTOS LTDA.,
    referente ao módulo 3, do Galpão 01 do Condomínio Multi Modal (“Módulo”), o qual teve início em 22 de
    maio de 2017, com prazo de duração de 60 (sessenta) meses, e que contempla as condições comerciais
    praticadas em mercado. O Módulo possui área de 1.992,47m², e equivale a 4,5% da ABL total do Fundo.

    Curtir

  3. Golgi Duque de Caxias chega ao Rio de Janeiro para ser novo marco do setor de condomínios logísticos, com alto padrão em ótima localização

    CERTIFICAÇÃO LEED GOLD
    Áreas de armazenagem
    – Pé-direito: 12 metros;
    – Iluminação em LED;
    – Carga do piso: 6 toneladas por m²;
    – Modulação dos pilares: 22,5 metros;
    – Docas: de 13 a 14 por módulo (aproximadamente uma doca para cada 400 m² de armazenagem;
    – Nicho preparado para receber niveladoras;
    – Sistema de combate a incêndios com sprinklers e hidrantes;
    – Expansão opcional de mezanino;
    – Core do módulo: acessos para PNE, WCs e previsão para instalação de administração

    Suporte às áreas comuns:
    – Segurança: perímetro monitorado com CFTV, controle de acesso, concertina e speedrite;
    – Portaria blindada com eclusas e garras de tigre;
    – Restaurante;
    – Vestiários;
    – Ambulatório;
    – Coleta seletiva de lixo e estação de tratamento de esgoto;
    – 388 vagas para caminhões e 1.430 para carros

    Galpão B (Fase 1)
    – Portaria com eclusa;
    – Administração;
    – Restaurante;
    – Vestiários;
    – 479 vagas para carros;
    – 76 vagas para caminhões (48 externas e 28 internas)

    A fase 1 do empreendimento, referente ao galpão B, será entregue no começo de abril, com espaço pronto para
    ocupação. 2 restante dos galp}es deverá ser construído sob demanda das empresas locatárias.

    Curtir

    • Toda evolução tem seus marcos. Em um mercado relativamente novo, como o de condomínios
      logísticos, esse tipo de situação pode demorar a acontecer, ou não. Estamos falando de um setor que
      cresceu a passos largos, pressionando os avanços na qualidade. Além disso, a evolução está diretamente ligada
      ao feedback dos usuários, que conforme vão utilizando os produtos vão apontando melhorias.
      (specifi camente no mercado de galp}es, a demanda das empresas é por espaços efi cientes, nos quais possam
      ocupar a maior área possível de armazenagem sem se preocuparem com mais nada, apenas com a própria
      operação logística. Essa situação, quando atrelada a uma boa localização, resulta em uma resposta mais do que justa para as demandas de mercado.

      E é justamente nesta fase em que o mercado do Estado do Rio de Janeiro chega, por meio do lançamento do Golgi
      Duque de Caxias, empreendimento já em construção da fase 1, referente ao galpão B. Trata-se de mais um resultado
      positivo da joint venture da Autonomy Investimentos com a canadense Cadilac Fairview – que resultou na Golgi Condomínios Logísticos – e que já é um novo marco da região e do momento do mercado.

      O que cria uma referência?

      No setor de condomínios logísticos, a localização é primordial. Então, começamos a entender a inovação
      do Golgi Duque de Caxias já a partir deste ponto. O empreendimento conta com um terreno de 630 mil
      metros quadrados, sendo 250 mil metros quadrados de área locável, distribuídos em oito galpoes.

      Atualmente, a Golgi possui cinco projetos: o Golgi Seropédica e o Golgi Duque de Caxias, ambos no Rio de
      Janeiro; e os Golgis Mauá, Jundiaí e Arujá, em São Paulo, totalizando 680 mil m² de condomínios logísticos, sendo
      aproximadamente 130 mil m² de área locável construída nos Golgis Seropédica e Mauá. Além disso, há 125 mil m² de área em construção nos Golgis Duque de Caxias e Jundiaí, com previsão de entrega ainda neste ano. O restante, encontra-se em fase de desenvolvimento

      Buildings

      Curtido por 2 pessoas

  4. Está com desconto de aproximadamente 15% em relação ao VP, vacância de 19%…..

    Em Março deve ter havido o reajuste dos alugueis (80% deles) conforme relatório gerencial. Novos valores pagos a partir de Abril!!!

    Estou esperando corrigir mais um pouco para comprar algumas cotas, iniciar posição.

    Alias, tem vários FIIs corrigindo seus preços, acredito que em breve teremos oportunidades de compras!!!

    Curtir

    • Não sei o que causou a queda. O que posso dizer é que monitorei a cotação desse fundo bem de perto do final do mês passado e era nítido a manutenção artificial das cotas em níveis elevados.

      Na minha opinião havia um descolamento muito grande do preço da cota em relação ao rendimento/risco do empreendimento (a cota estava com preço muito alto em relação ao rendimento).

      Penso que o valor da cota está se ajustando à realidade do fundo. Se existe informação privilegiada ou não no meio do caminho eu não sei.

      Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s