JSRE11 – JS Real Estate Multigestão

O FII JS REAL é um fundo imobiliário multigestão, que atualmente direciona grande parte da sua carteira para ativos de renda fixa de natureza imobiliária, especialmente: (i) Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e (ii) Letras de Crédito Imobiliário (LCI).

JSRE11

O Fundo é administrado pelo Banco J. Safra S.A., em regime de condomínio fechado, com prazo indeterminado de duração.

Também pode investir em cotas de outros FII, Letras Hipotecárias, imóveis e outros ativos permitidos pela legislação e pelo regulamento do Fundo; trata-se portanto de um FII de FIIs.

No dia 30/09/2014 foi aprovada em assembleia de cotistas a incorporação pelo FII JS REAL dos fundos JS Real Estate Renda Imobiliária FII (JSIM) e JS Real Estate Recebíveis Imobiliários (BJRC), ambos também geridos pelo J. Safra Asset Management. Com isso, FII JS REAL passou a deter aproximadamente R$ 700 milhões de patrimônio e 6.452.470 cotas

O fundo beneficiou-se do ciclo de alta dos juros e defendeu-se das incertezas do mercado imobiliário, conseguindo assim preservar seu patrimônio em comparação com os demais fundos imobiliários representados pelo IFIX.

Taxas:
Administração: 1,0%a.a. sobre valor de mercado médio do fundo.
Custódia, escrituração e gestão já estão incluídos na taxa de administração.
Performance: A taxa de performance é 20% do que exceder 3%+IGPM no semestre, ou seja 6%+IGPM no ano

RI: safra.asset@safra.com.br

Tutor do FII: leoctba

Anúncios

296 comentários sobre “JSRE11 – JS Real Estate Multigestão

  1. Este rendimento ainda não contempla o aluguel do ‘Praia de Botafogo’ recém fechado. E apenas parte da redução de custo com o imóvel fechado.

    Data da informação
    30/11/2017
    Data-base (último dia de negociação “com” direito ao provento)
    30/11/2017
    Data do pagamento
    21/12/2017
    Valor do provento por cota (R$)
    0,58
    Período de referência
    Novembro

    Curtido por 1 pessoa

  2. FII JS REAL (JSRE) Esclarecimentos de consulta B3 / CVM

    na qualidade de administrador do JS
    REAL ESTATE MULTIGESTÃO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO (“FUNDO”), inscrito
    no CNPJ/MF sob o nº. 13.371.132/0001-71 vem, por meio deste, em atenção ao Ofício
    240/2017 – SAF/GAFI, de 01/11/2017, emitido pela B3 – Brasil, Bolsa, Balcão, INFORMAR aos
    Cotistas e ao Mercado o reflexo nas futuras distribuições de rendimentos do Fundo, decorrentes da
    aquisição das ações da BRE Ponte II Empreendimentos e Participações S.A. (“BRE Ponte II”), cujo
    Fato Relevante foi divulgado ao Mercado em 31/10/2017.

    Curtir

    • Concluída a aquisição das ações da BRE Ponte II, informamos que os dividendos a serem pagos,
      pela mesma, ao Fundo, oriundos das receitas líquidas de aluguéis obtidas com os imóveis de sua
      propriedade, integrarão as futuras distribuições de rendimentos mensais do Fundo aos seus cotistas
      gerando um impacto positivo estimado em aproximadamente 7% (sete por cento) em relação ao
      rendimento distribuído em outubro deste ano, observado que as distribuições de rendimento futuras
      dependerão do comportamento dos ativos integrantes da carteira do Fundo à época de sua
      apuração.
      Sendo o que tínhamos para o momento, subscrevemos a presente e nos colocamos à disposição
      para quaisquer esclarecimentos adicionais que se façam necessários.

      Curtido por 1 pessoa

      • R$ 0,6/cota é o teto ,segundo a própria JSRE,com locação média atual de 110,00 R$/m²/mês..,com mercado pro-inquilino,por um bom tempo ainda…travaram Tetz neste nível ,mas com o edifício recem-adquirido próximo de 90% ocupado(segundo tuas informações extra-oficiais) ,portanto com riscos de vacâncias ,renegociações tendendo mais pra baixo do que pra cima e a parte Selic q sobrou ,morro abaixo…

        Curtido por 2 pessoas

    • FATO RELEVANTE

      Prezado(a) Cotista,

      O Banco J. Safra S.A., com sede na Av. Paulista, 2.150, 12º andar, São Paulo-SP, inscrito no CNPJ/MF sob o n° 03.017.677/0001-20 (“Administrador”), na qualidade de administrador do JS REAL ESTATE MULTIGESTÃO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO (“FUNDO”), inscrito no CNPJ/MF sob o nº. 13.371.132/0001-71, Código B3: JSRE11, por meio deste, em cumprimento nos termos das Instruções CVM nº 358/2002 e 472/08, e em continuidade às informações divulgadas no Fato Relevante de 11 de outubro de 2017,

      comunicar que o FUNDO concluiu a aquisição de 100% das ações da BRE Ponte II Empreendimentos e Participações S.A. (“BRE Ponte II”), proprietária de conjuntos e lojas que constituem aproximadamente 64,3% do “Edifício WTNU III” (15.867 m² de área bruta locável), localizado na Rua Eugênio de Medeiros, nº 303, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo,

      Curtir

      • anteriormente detidas pelo BRE/ALPHA MULTIESTRATÉGIA – FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES INVESTIMENTO NO EXTERIOR (“BRE/Alpha FIP”), veículo de investimento do Blackstone Group.

        O Administrador informa que o valor bruto da referida aquisição foi de R$ 253.872.000,00 (duzentos e cinquenta e três milhões, oitocentos e setenta e dois mil reais), incluído neste valor o saldo da dívida da BRE Ponte II.

        Com isso, o FUNDO passa a ter aproximadamente 61% (sessenta e um por cento) dos seus ativos alocados em imóveis para renda por meio de participações diretas e indiretas através de participação na BRE Ponte II e cotas de outros fundos de investimento imobiliários.

        São Paulo, 31 de outubro de 2017

        Curtido por 1 pessoa

    • Talvez isso ajude a entender as decisões do gestor nas recentes alocações…

      Para Kawall, projeção do Copom já permite Selic abaixo de 7% ao ano

      O economista-chefe do Banco Safra, Carlos Kawall, considera que as projeções de inflação do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central já comportam uma taxa Selic abaixo de 7% ao ano no fim do atual ciclo de distensão monetária.

      “O Focus foi nessa direção porque os analistas de mercado previam o fim do ciclo de corte de juros em ‘escadinha’, com um corte final de 25 ponto”, lembra o economista. Isto é, o Copom cortaria os juros em 0,75 ponto em outubro, para 7,5% ao ano (como de fato cortou na semana passada); seguido de baixa de 0,5 ponto em dezembro, para 7% ao ano; e um movimento final de 0,25 ponto em fevereiro, para 6,75%.

      Continua: https://tetzner.wordpress.com/forum-vip/comment-page-44/#comment-272357

      Curtido por 2 pessoas

  3. Endereço: Rua Eugênio de Medeiros , 303 Cidade: São Paulo
    Macrozona: Sudoeste Região: Faria Lima / Itaim Bibi
    Área locável total: 23.095m²
    Área locável disponível: 2.890m²
    Locação: 110,00 R$/m²/mês
    WTorre Nações Unidas – III
    O WTorre Nações Unidas – III está localizado na Rua Eugênio de Medeiros, 303, na região Faria Lima / Itaim Bibi da cidade São Paulo
    O edifício possui um total de 17 andares com lajes a partir de 520 m²e conta com 9 elevadores sociais.
    O WTorre Nações Unidas – III possui ar-condicionado Central, certificação green building e um total de 857 vagas de estacionamento.
    De acordo com nossa última atualização, o edifício possui um total de 2890 m² de área locável disponível com preço pedido a partir de 110 R$/m²/mês
    Com padrão corporativo de ocupação, o edifício é sede de empresas dos segmentos Saúde, Equipamentos Médicos / Precisão e Publicidade / Propaganda.
    Passados 4 anos desde o termino da sua construcao, o WTorre Nações Unidas – III recebe a classificação AA (double A) e está entre os melhores edifícios da região Faria Lima / Itaim Bibi devido a sua imagem corporativa e especificações técnicas.

    Curtido por 1 pessoa

  4. AGE – Ata da Assembleia

    ORDEM DO DIA:

    Deliberar sobre a alteração do Regulamento do Fundo para prever o seguinte:

    (i) Alterar o Regulamento do Fundo para prever a definição da base de cálculo para apuração da taxa de administração do Fundo (“Taxa de Administração”) visando sua adequação ao disposto no Artigo 36, parágrafo primeiro, da Instrução CVM nº 472, de 31 de outubro de 2008, posteriormente alterada pela Instrução CVM nº 571, de 25 de novembro de 2015, podendo referida Taxa de Administração, conforme deliberação dos Cotistas em relação as opções previstas na regra e abaixo indicadas, ser apurada com base no valor:

    (a) de mercado do Fundo, calculado com base na média diária da cotação de fechamento das cotas de emissão do Fundo no mês anterior ao do pagamento da remuneração, nos termos do Inciso I, do Parágrafo Primeiro do Artigo 36 da ICVM 472; ou

    Curtir

    • (b) contábil do patrimônio líquido do Fundo, nos termos do Inciso II, do Parágrafo Primeiro do Artigo 36 da ICVM 472.; e

      (ii) Alterar o Regulamento do Fundo para prever o número máximo de 01 (um) representante dos Cotistas, com prazo de mandato a se encerrar em cada assembleia geral de Cotistas que deliberar sobre a aprovação das demonstrações financeiras do Fundo, em atendimento ao disposto no inciso XXVI do Artigo 15 da Instrução CVM 472, caso o mesmo venha ser eleito em Assembléia convocada para esse fim nos termos do Artigo 25, também da Instrução CVM 472.

      Curtir

    • Esse rendimento seria bem mais baixo não fosse o resultado obtido com venda de ativos. Alguém conhece bem o fundo para analisar essa estratégia? Há meses que fazem venda de ativos.
      Eles já têm muito caixa, por isso acho que querem vender algo que acham que está muito acima do vp.
      Convido os colegas para uma análise.
      Att.: Diogo Morais

      Curtir

      • Venderam muito BBPO entre agosto e setembro. Tinham alocados 19.617mi e agora está com 12.876mi. Fizeram alocações também, mas acho que distribuição adicional com a venda de ativos não foi apenas lucro do giro da carteira.

        Curtir

  5. FII JS REAL (JSRE) AGE – Proposta da Administradora – 11/10/2017 10:00

    BANCO J. SAFRA S.A., sociedade com sede na Av. Paulista, 2.150, 12º andar, na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo

    Assembleia Geral de Cotistas, a ser realizada na sede do Administrador, no dia 11 de outubro de 2017, às 10 horas (“Assembleia”), para deliberar acerca das alterações ao Regulamento do Fundo relativas a:

    (i) Definição da base de cálculo para apuração da taxa de administração do Fundo (“Taxa de Administração”)

    (ii) previsão do número máximo de 01 (um) representante dos Cotistas, com prazo de mandato a se encerrar em cada assembleia geral de Cotistas que deliberar sobre a aprovação das
    demonstrações financeiras do Fundo

    Curtir

Não postar Links, nem referências à sites Externos, Emails, Telefones.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s